terça-feira, 12 de agosto de 2008

DOIS POMBINHOS APAIXONADOS

Ontem o maridão e eu comemoramos 18 anos juntos. De casados no papel mesmo só temos um ano e pouco, eu acho, mas a data que vale é quando nos conhecemos, porque logo no dia seguinte começamos a namorar (eu contei toda a história romântica aqui). E como foi a celebração? Bom, muito melhor que a de uns 14 anos atrás, em que saímos pra jantar fora e, ao voltarmos, descobrimos nossa casinha arrombada. Roubaram uma garrafa de Cointreau, que eu guardava pra fazer bolo, e um vídeocassete. Foi péssimo, mas no fundo valeu porque a gente precisava mesmo trocar a porta dos fundos (e deixar um cadeado no portão).

Pra mim, comemoração tem que ter comida. Então ontem fomos, andando, porque estamos sem carro, a uma churrascaria não muito perto de casa. Liguei antes pra saber quanto estava o rodízio, e imagino que pros padrões atuais esteja barato, mas pros meus tá caro, R$ 15,90 por pessoa. Sei que tô defasada, só que não costumo gastar 40 reais numa só refeição. Mas fomos, e chegamos tarde (13:30 durante a semana aqui já é tarde), e o rodízio já tinha acabado. Mas o maridão conhecia o garçom e ficamos pro buffet, que custa metade do preço, e o garçom trouxe umas carninhas. Foi legal matar nossa fome de carne após um ano nos EUA com apenas carne de porco (moída), embora eu não saiba se somos tão carnívoros assim. O maridão se considera praticamente um vegetariano, até eu lembrá-lo que linguiça não é legume. Enfim, o almoço caprichado saiu 18 reais. E sabe do que eu gosto? É que, quando der vontade de andar muito enfrentando um trânsito que não respeita pedestres, podemos voltar lá e gastar o mesmo. Eu prefiro duas refeições de 20 que uma de 40. Sempre.Ok, não era sobre isso que eu ia falar. É que, desde que voltamos, percebi um casal de passarinhos gordinhos que rondam a nossa casa. Eles ficam sempre juntos, às vezes em cima do muro (fotos), às vezes numa árvore, às vezes em outra mais distante. Tão fofos! E felizmente, como nossos gatos estão envelhecendo e não têm mais pique pra caçar passarinho, o casal tá seguro. Ontem, aproveitando o clima de “o amor está no ar”, comentei com o maridão sobre o casal penado que não desgruda, apontei pro muro e perguntei: “Por que você não fica assim comigo?”. E o maridão, que ocasionalmente é rápido, respondeu: “Eu podia tentar me equilibrar no muro, mas acho que ia cair”. Eu: “Não, seu verme! Tô falando de nós dois ficarmos juntinhos!”. E ele: “Nós dois no muro? Aí sim íamos cair. E acho que íamos derrubar o muro também”.

A propósito, ontem minha querida leitora Fátima, de Laguna, nos parabenizou pelo aniversário, e disse que comemorou o dela faz pouco tempo, só que de 28 anos de casados. E aproveitou pra declarar que o marido dela é mais lindo e inteligente que o meu (apesar d'ela ter elogiado o projeto de Cloverfield). Eu nem brigo mais. Respondi que mais inteligente deve até ser, porque o meu maridão não é mesmo muito conhecido pelo intelecto, mas lindo, de jeito nenhum. Eu tô quase colocando-o à venda no tráfico de escravinhos sexuais.

28 comentários:

nita disse...

Parabéns pelos 18 anos juntos Lola! Eu e o murilo fazemos 2 anos e 10 meses juntos amanhã.
E eu concordo que o que importa é o começo de tudo.
E obrigada pelo comentário no post da foto. x)

Kenia Mello disse...

Lola, mais uma coincidência: se ainda estivesse casada com meu ex-marido, esse ano também faríamos 18 anos de casados.
Atualmente, estou (bem) casada há 8 anos.
Parabéns pela data e pela maioridade do relacionamento. ;)

Beijo.

Anônimo disse...

HAhahahahahahahahaha
HAhahahahahahahahaha
Lola voce é óóóóóóóótimaaaaa!
Teu maridão deu respostas lógicas,
meninos costumam responder com precisão.Imaginei-os abraçadinhos,
de cócoras sobre o muro, que meigos trocando segredinhos ih ih
Adorei este post mas agora vou conferir e clicar sobre o local onde voce digitou o vocábulo "aqui" e depois olharei naquele lance onde vc fala que valorizei algum lugar ou alguem (é uma palavra em ingles) ai meu deus o que será?
LOLA!!! Agora é que me dei conta...
Por quê vc não está trabalhando na tese? Ora, ora, garota... está desculpada afinal voce permitiu que
o enxadrista a amarrasse no papel ehehehehehehehe e isto deve
ser festejado sim!!!
Pois eu festejei fazendo um xerox
super ampliado da certidão e colei na tela da TV do quarto.
Naquele dia o coitadinho não viu
aqueles filmes horrorosos de bandidos e mocinhos, que meninos adoram ehehehe

Chris disse...

Lola, parabéns pelos 18 anos!!!
É, realmente acho meio complicado essa coisa de ficar abraçadinho em cima do muro, mas que não deixa de ser fofinho, não deixa Kakakakakaka!

Adorei essa tirada de marido!

Beijos e parabéns!

Pernambucobebendoparaomundo disse...

Pois eu juro que semana passada eu vi um casal de ombos fazendo algo que este horário não permite em cima de uma marquize, e comentei com minha mulher...
Parabéns pelo aniversário de união, lá em casa também celebramos comendo... Mas o cozinheiro sou eu, always...;)

Masegui disse...

Lola,

Parabéns pra você pelos 18 anos! E pro maridão diga que se serve de consolo eu faço 24 em setembro! ;)

(Projeto de couve-flôr?, ha ha)

Tainá disse...

adoro os post que tem diálogos com seu marido.

(e adoro meu marido também, com quem vivo comemorando há 6 anos)

mas falando em ficar juntinho, alguém aí viu no fantástico o casal que se propôs a fazer sexo todo dia por um ano?

Renata disse...

Fico imaginando como é estar há tanto tempo junto com alguem...eu e meu marido tb juntamos (e tivemos nossa filha) antes de oficializarmos a união. Mas não esperamos tanto tempo...rs
Vida a dois não é fácil, mesmo com menos tempo que vc já senti e às vezes sinto as dificuldades...mas mesmo assim sonho em contruir uma história pra vida toda.
Beijo
Renata
PS: Os passarinhos são muito fofos! Tenho uma foto de passarinho que amo. Quando puder, visite meu blog de fotos: www.100porcentoinspiracao.wordpress.com
Beijo, Renata

lola aronovich disse...

Nita, obrigada! Parabéns também pelos 2 anos e 10 meses amanhã. E o que eu falei da sua foto foi totalmente sincero.


Kenia, pô, coincidência mesmo! Quando eu tinha 20 anos jamais pensei que me "casaria" com alguém quando fizesse 23. Parece jovem demais! Mas se aparece a pessoa certa a gente não tem muita escolha, né? Abração!

lola aronovich disse...

Oi, Fátima! Não entendi nada do que vc falou sobre valorizar! Explica aí. Ah, ficar juntinho no muro realmente não seria muito confortável, mas tem vezes que acho que dá pra imitar os bichos direitinho. Opa, agora lembrei que preciso colocar uma foto dos meus gatinhos. Eles às vezes dormem enrolados, tão lindos! Pois é, nem me fala. Obviamente deveria estar trabalhando na minha tese. Mas hoje tá um dia tão bonito! Acho que desde que voltamos não fez um belo dia de sol como este de hoje. Ontem, depois do nosso almoço comemorativo, acabei ficando uma hora e pouco numa fila de banco, pra ver se podia retirar uma migalinha de FGTS (não, só ano que vem). Mas realmente tenho que levar a tese a sério. Agora, sobre tampar a tela da TV com qualquer tipo de papel, inclusive a certidão de casamento... Se eu fizer isso durante as Olimpíadas posso ser vítima de um crime passional. Abração, Fá!


Chris, obrigada. O maridão é cheio das tiradas. Parabéns a vc por todas as fotos lindas da Ceci que vc pôs no seu blog. Ela é muito linda!

lola aronovich disse...

Pernambuco, os passarinhos são tão discretos em suas relações sexuais. Não é à toa que existe a expressão "comer como um passarinho". Quer dizer, talvez não esteja relacionada a sexo, mas é parecido (as duas atividades estão relacionadas. Quem não tem apetite não transa). Vi o seu blog antigo em que vc descobriu que seu filho era filho (Danton) e não filha (Bia). Se é que eu entendi direito!


Mario Sergio, transmiti sua mensagem pro maridão, e ele disse: "Então a pena dele é de 24 anos?". E obrigada pelo novo insulto pra ele, Projeto de Couve-Flor. Às vezes me falta criatividade, como vc já conferiu naquela vez que contou as ofensas (carinhosas!) que eu tinha usado contra o maridão, e ainda tive que ouvir o dito-cujo me chamar de limitadinha. Humpf!

lola aronovich disse...

Tainá, pois é, eu também gosto muito desses diálogos com o maridão. Pena que não é todo dia que ele fala comigo! Transar, então, nem se fala... Não vi essa reportagem no Fantástico. Como que é o lance? O casal tá casado faz tempo? Porque se não não vale. Aí é fácil fazer sexo todo dia!


Renata, a verdade é que eu e o maridão não teríamos nos casado oficialmente se não fosse a nossa viagem pra Detroit no ano passado. Acho que no final essa união oficial nem acabou sendo necessária, mas não dava pra arriscar. Ah, a gente já se considera casada faz um tempão. Só complicava às vezes na questão da nomenclatura. Tipo abrir conta em banco e se declarar "amasiada" (que termo horrível), e aí nunca havia essa alternativa e o atendente acabava colocando "solteira". Muito estranho... Mas absolutamente nada mudou desde que estamos casados oficialmente. É só um pedaço de papel.
Olha, é difícil sim, e eu nem sei se é pra sempre. Pra nós, é o típico "enquanto estiver bom, vai durar".
Vou ver suas fotos de passarinhos!

Daniel disse...

Parabéns pelos 18 anos juntos Lola!!!
Ralemnte, a sagacidade do seu maridão é algo impressionante.
Bem que ele poderia participar do blog, e nos brindar com mais péroals como estas, rsrsrs.

Suzana Elvas disse...

Maioridade, hein Lolinha? Seu casamento pode dirigir, ser julgado como adulto... :o)

Cavaca, se passares por aqui: tenho trocado e-mails com amigos portugueses e brasileiros em Portugal sobre a onda de xenofobia que se levantou por conta dos dois brasileiros que assaltaram uma agência do Banco Espírito Santo. O que eu já li barbaridades no Correio e no Público é de chorar - ou rir...

Déa disse...

Hahahaha... comentários espirituosos sobre vocês no muro!
Parabéns pelo aniversário de casamento. Que venham muitos outros anos de bum humor.
Beijos!

lola aronovich disse...

Daniel, eu adoraria que o maridão participasse mais do blog e nos brindasse com sua sagacidade. Mas quem disse que ele se anima? Talvez tenha a ver com o fato d'ele não saber digitar. Ele é um catador de milho, e dos mais fraquinhos. Não atualiza o próprio blog!


Viu, Su? Com a maioridade no relacionamento agora muda tudo!
Opa, eu também quero saber desse caso. Os portugueses estão falando contra os brasileiros? Mande uns links aí pra eu acompanhar!


Obrigada, Déa! Humor é um ótimo remédio, sempre. Apareça!

Cor de Rosa e Carvão disse...

Muito bacana esse post. E parabéns pela data.

Malena disse...

Parabéns, que sejam felizes até os 120, com muita saúde!!

E teu marido solta piaditas a baixo custo, bom pra ele...hehehehe.. Te explico. O meu , na última que soltou - e pus no blog - quase levou uma dentada....
:-P

Beijos

lola aronovich disse...

Cor, obrigada!


Malena, te agradeço também. É, não são todas as piadinhas que são seguras pro maridão. Às vezes ele leva beliscões carinhosos na barriga.

Suzana Elvas disse...

Lola, um dos comentários (de um brasileiro) me impressionou:

"Lamentável... sou brasileiro, empresário e legalizado a convite de Portugal. Emprego e qualifico inúmeros jovens portugueses. Que o SEF limpe Portugal dessa corja de brasileiros ilegais que mancham a imagem daqueles que aqui trabalham com respeito e responsabilidade. Que mande as prostitutas de volta para que minha esposa possa não ser estigmatizada. Minhas desculpas ao povo português, mas por favor não generalizem por causa de alguns imbecis."

Mas há sempre um pouquinho de humor:

"Hoje foram detidos dois portugueses em Espanha, um suspeito de matar a namorada e outro por tráfico de droga. Há duas semanas um par de espanhois foram presos no Algarve também por tráfico de droga. Eu sei que temos cá mão-de-obra suficiente e não precisamos de outsourcing mas não vamos entrar em xenofobias histéricas que isto é apenas uma promoção do filme "Tropa de Elite". Devem estar mais desesperados que os reféns. Só não lhes perdoo que com o Santander ao lado fossem assaltar o BES que está em pior situação financeira."

Suzana Elvas disse...

Aqui vão alguns link:

O Público:

Igreja preocupada com "xenofobia" da população portuguesa

É "uma ilusão" que imigrantes em Portugal cometam mais crimes que portugueses

Lisboa: reféns conseguem escapar ilesos aos sequestradores

Dois assaltantes e dois reféns dentro da dependência do BES em Lisboa

Blog "Direito de Opinião":

"Criminalidade à solta"

Correio da Manhã:

"Assaltante de banco em estado grave"

"Conversa com primo atrapalha negociação"

"Tenta fugir de S. José" (essa tem a entrevista com o embaixador brasileiro em Portugal)

Suzana Elvas disse...

E, por último:

"Boa táctica, para ser aplicada em PORTUGAL. No outro dia, quando me ia deitar, notei que havia pessoas dentro da minha garagem, a roubar coisas. Eu liguei para a polícia, mas disseram-me que não havia ninguém por perto para ajudar, mas que iriam mandar alguém assim que fosse possível. Eu desliguei. Um minuto depois liguei de novo: 'Olá, disse eu, Eu liguei há bocado porque estavam pessoas na minha garagem. 'Já não é preciso virem depressa, porque eu matei-os'. Passados alguns minutos, estavam meia dúzia de carros da polícia na área, uma ambulância e uma unidade do INEM. Eles apanharam os ladroes em flagrante. Um dos polícias disse: 'Pensei que tivesse dito que os tinha morto'. Ao que eu respondi: 'Pensei que me tivesse dito que não havia ninguém disponível.'"

Suzana Elvas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Suzana Elvas disse...

Sendo cá eu xenofóbica, acharia muita graça se expulsassem o milhão de imigrantes em Portugal - para receber de volta os 5 milhões que vivem ao redor do mundo.

Sempre que vejo algum português esnobar um brasileiro por conta da União Européia me lembro da mãe de um ex-namorado que dizia ser isso "pobreza dourada".

Samara L. disse...

É lindo. Mas é um exercício, né? Tenho doze anos, com quatro de separação. É lindo, mas não é bolinho. Beijo.

lola aronovich disse...

Su, obrigada por todos os links. Vou escrever um post sobre isso, mas não vou ter espaço pra publicá-lo antes de segunda ou terça. Tomara que não fique muito datado. Mas acho que não, né? Não é como se o preconceito fosse acabar até a semana que vem. (seria ótimo, mas...)


Samara, não, não é bolinho não. Mas quem disse que as coisas são fáceis? Acho interessante o casal se separar (e quatro anos não é pouco!) e depois voltar. É até frequente, não?

fran disse...

que bonitinho os pombinhos!!

L. Archilla disse...

linda história a de vcs...

espero q no futuro ainda existam blogs pra eu poder contar a minha! ;)