sábado, 20 de setembro de 2008

COMO PODE UM PIERCE BROSNAN VIVER COM UMA MULHER GORDA

Pierce beija sua mulher na praia.

Este assunto é um pouco antigo, mas agora que estamos falando do Pierce Brosnan de novo, por ocasião de Mamma Mia!, ele volta à tona. No início do ano, Pierce, sua mulher, Keely Shaye-Smith, e amigos passaram férias no Havaí. Paparazzi tiraram várias fotos do casal.

Pouca gente falou da forma física do ex-007, então com 54 anos, porque, afinal, ele é homem, e homens podem ser admirados por mais que sua aparência. Mas, obviamente, Keely, de 43 anos, mãe de dois filhos, foi avaliada minuciosamente por todo mundo. Pra mim, ela lembra sabe quem? A Pipa, a personagem gordinha da turma “adulta” do Mauricio de Souza, a melhor amiga da Tina. Sempre achei a Pipa uma graça.

Dependendo de onde se vai na internet, os comentários foram mais e menos maldosos. Numa comunidade mais jovem, um carinha achou que fosse trote – que não era possível que Pierce estivesse casado com um hipopótamo. Outro afirmou (tudo minha tradução): “Sem chance que um astro milionário vai ficar com essa porca da Páscoa (a menos que eles não tenham um acordo pré-nupcial)”. E mais um sentenciou: “Parece que ele se casou com a Mrs. Doubtfire”, referindo-se à babá feita por Robin Williams em Uma Babá Quase Perfeita.

Em mais de uma entrevista, Pierce declarou: “Amo as curvas da minha mulher”. Eles estão juntos desde 1997, e Keely já foi magra, antes da gravidez. Num outro site onde se discutiam as fotos, várias pessoas congratulavam Keely por ser uma “mulher de verdade”, alguém com “formas reais”, e aproveitavam pra parabenizar Pierce “por permitir ser visto em público com ela”(!). Um sujeito falou: “Gorda ou magra, essa muher é deslumbrante, seu rosto é lindo, e mesmo no seu maior tamanho ela está feminina e linda”. Já alguns discordaram violentamente: “Ela é uma baleia num biquini. Quem disse que Pierce ainda transa com ela?”

Mas a artilharia maior, neste site pelo menos, veio das próprias mulheres. Declarações como:

Ela não parece saudável. Não acredito nessa história de 'dietas não funcionam pra ela'. Preguiçosa!”.

Cedo ou tarde ele vai sentir-se atraído por uma mulher magra. A vida é cruel”.

Quando você tem dinheiro, tempo e recursos (médicos/personal trainers), você não tem desculpa pra ser gorda. O tamanho dela faz Pierce parecer um homem melhor. Mas um homem bom deixaria que a mãe dos seus filhos vivesse de forma tão pouco saudável?”

Ela é uma desleixada acima do peso. As pessoas só são educadas com ela porque Pierce ainda não a chutou pra escanteio”.

Não é interessante isso? Quando uma mulher gorda está sozinha, ela é lembrada constantemente que ficará pra titia. Quando ela tem alguém, é lembrada que isso não será por muito tempo. Logo logo o homem a largará por mercadoria melhor.

Apenas uma moça achou a louvação ao marido-astro ridícula: “Nós damos crédito ao Pierce por ele continuar com a mulher mesmo depois d'ela ganhar peso. Isso mostra o que a sociedade se tornou. Deus o abençoe por amar sua esposa gorda! Vamos dar uma medalha a ele!”

Mas é. Vinte anos atrás a Naomi Wolf já apontava que, como mulher é vista como troféu, e como mulher gorda é considerada um ser desprezível, não dava pra um homem, ainda mais um de sucesso, ficar com uma mulher gorda. Equivale a um milionário andar com um calhambeque caindo aos pedaços, ou com roupa rasgada. Por que ele não troca por algo melhor? Ele pode!

Um outro site tem mais de dois mil comentários. Há inúmeros defendendo Keely, mas a maior parte pelos motivos errados, com raciocínios do tipo “Vocês a conhecem pessoalmente? Então como podem julgá-la?”. Ah, porque as pessoas devem julgar a aparência física de quem conhecem pessoalmente! Tem um argumento pró-Keely ainda pior: “Se o Pierce gosta dela, seu peso não importa”. Opa! Quer dizer que, se ela estivesse sozinha, se não tivesse um marido, aí tudo bem nos importamos com seu peso? É aquela velha história de mulher ser propriedade pública, sujeita a escrutínio de todos. Mas, quando se casa, aí é propriedade do marido. E depois a gente olha com o horror o machismo islâmico!

Pra ilustrar como as pessoas deturpam a situação e fazem crer que o problema é da vítima do preconceito, e não dos bullies preconceituosos, dou dois exemplos:

Se você é gorda, você não é saudável. Fim da discussão. Ou você faz algo a respeito, ou você lida com o que as pessoas vão te dizer”.

Quando você passa seus maus hábitos pros filhos, e eles são ridicularizados e ofendidos na escola, você não tem ninguém a culpar além de você”.

Logicamente, tentar mudar os que sentem prazer em humilhar pessoas está fora de cogitação.

E, como sempre, temos a turma do “burka é bom”:

Keely está definitivamente acima do aceitável. E pra piorar a situação, ela tá usando um biquini! Se Pierce está bem com as curvas dela (o que mais ele pode dizer?), ótimo. Mas ele deveria ao menos ter o bom senso de falar pra sua esposa se cobrir enquanto ela não perde o peso extra”.

Ninguém deve crer que ela está feliz com o seu corpo. Obesidade causa diabete etc. Não há razão para acreditar que isso não esteja acontecendo com ela. Mas o maior problema não é seu corpo ou atitude ou saúde... é que ela está nos fazendo olhar pra essa baguça! Use um maiô!”

O nosso choque sabe qual é? É que realmente não vemos mulheres assim em fotos. Na vida real elas existem, e talvez ousem ir à praia. Mas elas ficam fora dos programas de TV, das telas de cinema (a menos que sejam objetos censuráveis pra fazer rir) e das páginas de revista. Vemos apenas modelos magras, jovens, perfeitas, com o photoshop encarregado de apagar qualquer cicatriz, mancha ou dobrinha. E aqui temos fotos de verdade. Isso é chocante, porque não estamos acostumados a tamanho realismo. Nem sabemos como é uma mulher aos 40, ou uma mulher cheinha. Não temos base de comparação. Só podemos nos comparar com as estrelas de cinema, de Madonna a Sharon Stone, dessas que gastam todo seu tempo e dinheiro pra não envelhecer.

É triste. E não é triste apenas pra Keely ou pras gordas, mas pra todas as mulheres. Se bem que, tristeza por tristeza, fecho com este comentário: “Keely está horrível. Ela é tão grande quanto eu e eu sei que estou horrível”.









Na foto à esquerda, Keely e Pierce em 1997. Note que não era só ela que estava mais jovem... Na foto à direita, o casal na premiere de Mamma Mia.

96 comentários:

Anônimo disse...

Interessante... entao para a maioria das pessoas um homem (ou mulher) tem que deixar de amar o outro qdo as formas fisicas dela ficam diferente? Tem que esquecer a historia de vida com a pessoa, os momentos maravilhosos que passaram juntos pq a fulana engordou, ou pq sofreu um acidente de carro e agora esta com alguma sequela, pq ficou pobre, pq envelheceu. O amor e a vida a dois quando e verdadeira, nao e essa banalidade que vimos na midia e nas revistas de fofoca, vai alem da imagem fisica. Ja pararam para pensar que para ele tanto faz? Que ele ve beleza nela... que ele tem uma historia de vida com ela... e que um homem tem o direito de ter tesao pela mulher dele. No mais, o problema e exclusivamente dele e da mulher dele, se ela engordou, se ele envelheceu... sao processos naturais da vida. Gordo tem direito de ser feliz, deficiente fisico tem direito de ser feliz, pobre tem direito de ser feliz, velho tem direito de ser feliz.

Anônimo disse...

Pôxa o(a)anônimo(a) aí que se manifestou em primeiro lugar não sou eu, mas ...gostaria que fosse!
Faço minhas suas palavras, com os devidos direitos autorais creditados e parabenizados.
Fatima de Laguna.
P.S.: Lola, que post maravilhoso!

Nalu disse...

Ai Lola, isso é tão triste. E como está infiltrado, como é algo quase onipresente. E é tão difícil escapar disso.Beijos

Santiago disse...

Lola:

Eu já te falei sobre isso numa analogia que fiz com Orson Welles e Marlon Brando. Você, pra variar, não quis concordar comigo. A prova de que eu estava certo está aí; a mulher do Pierce é uma jornalista é bonita e é casada com ele: pronto. Não precisa ser magra para isso. Se fosse magra estaria mais bonita? Pode ser, mas não é o que faz diferença para uma pessoa de valor, casada com um homem de verdade; que é o caso do Pierce Brosnan.

lola aronovich disse...

Ish, comecei a responder, Anônimo, mas ficou tão longo que virou post. Aguarde.


Fátima, querida, que bom que vc gostou.

lola aronovich disse...

Nalu, é muito difícil mesmo escapar disso. Mas acho que a gente tem que resistir, e não se deixar abater.


Santiago, vc está sempre certo, eu já te disse isso. Mesmo quando vc disse, num outro post, que gordura não era determinante pra um astro parar de trabalhar, e citou o Marlon Brando e o Orson Welles, e eu respondi que isso era porque eles eram homens, mas que não existem mulheres gordas que sejam super estrelas. Se vc está sempre certo, por que vc precisa de termos como “a prova de que eu estava certo” (que vc usa em todos os seus comentários)? Torço pra que um dia vc consiga escrever um parágrafo sem as palavras “verdade”, “valor”, “certo”, e variações no meio.

Camomila disse...

Puxa, que delícia de post!
Meu corpo é que nem o dela, e olhando bem, ela realmente é bonita. Um mulherão.
Outro dia meu marido me contou que depois que eu engordei, ele passou a olhar pra Pipa com outros olhos... Eu morri de rir.
É necessário um grande esforço para olhar para as próprias fotos e se ver como uma mulher bonita e legal, e não como algo a ser escondido e odiado. Temos que tirar esse peso de cima de nós. Já não bastam os quilos a mais, e ainda temos que carregar uma tonelada de culpa?
...
A propósito, onde é que a gente arruma um biquíni assim aqui no Brasil? Os que vejo à venda não cabem nunca cabem na parte de cima.

cynthia disse...

Fico chocada com o quanto as pessoas se julgam no direito de dizer como as outras devem agir, pensar ou sentir. até entendo as mulheres criticando furiosamente as que não entram na paranóia delas, mas mesmo assim, é absurdo elas passarem mais tempo preocupadas com a vida alheia do que com elas...

cynthia disse...

agora que vi o comentario da Camomila. E concordo: onde encontrar um biquini desses aqui no Brasil? nenhum serve...

Santiago disse...

Lola:

A sua resposta mostra que estou mesmo certo, só que você, como toda pessoa que se diz de esquerda quer ser amparada. A direita faz fortunas, faz nações, cria empregos, etc; a esquerda chora: aiii eu sou pobre você tem que me ajudar; aíii eu sou homossexual você tem que me respeitar; aii eu sou negro você tem que me respeitar; aiii eu sou gorda você tem que me aceitar como sou, etc.. Essa é a vida de vocês de esquerda choradeira querendo amparo e ser aceito. Respeito não se pede, se exige. É essa postura de vocês, "minorias só na própria cabeça" que geram posts como esse seu de: "coitadinha da mulher do Pierce". Garanto que ela não é mole como vocês, ele exige respeito, e se não está feliz como sua condição física (o que duvido afinal é casada com ele; o James Bond) vai resolvê-la e não ficar chorando que precisam aceita-la como é e vive a vida dela com dignidade.

Quando você disse que ia escrever a respeito da mulher do Pierce, eu achei que ia falar de como uma mulher gorda pode ter um ídolo do cinema como marido e não essa bobagem que escreveu para fazer todas as gordas se sentirem ainda pior.

Não entendo sua cabeça. A resposta do Pierce sobre as formas de sua mulher da de 10 nessa sua pseudo-ajuda as pessoas com problemas de auto-aceitação. Não é a toa que ele é quem é e...

Raquel disse...

Ah Lola... difícil é entender por que tanta gente precisa criticar tão ferozmente alguém que é diferente do ideal da maioria, e obviamente é feliz do jeito que é, e ninguém tem nada a ver com isso!!
Pior que eu, você, e a esmagadora maioria das pessoas já falamos, ou pensamos coisas semelhantes de pessoas diferentes de nós, seja de que jeito forem.
Se nunca for possível fazer os outros refletirem sobre a ignorância que isso representa, que pelo menos nós prestemos mais atenção nas nossas opiniões.
Como já dizia uma frase bem conhecida, "mentes pequenas discutem pessoas, mentes medianas discutem eventos, e mentes grandes discutem idéias".

Ju R. disse...

"Garanto que ela não é mole como vocês"

caro santiago, sorte tua que sou educada, senão te mandava tomar no c*!
e ainda te respondia O QUE exatamente é mole.

(perdão lola, mas não me contive)

Princesa disse...

Sabe o que eu acho?não acho que odeiem ela exatamente por ela ser gorda,acho que odeiam ela porque (aparentemente) ela é feliz,porque não vive nessa paranóia de ficar tomando conta da vida alheia,se eu fosse a esposa (acho tão vulgar dizer mulher,não?a gente não diz homem,pra mim tinha que ser marido e esposa,mas enfim)do Pierce sabe o que eu estaria pensando?
"Meu maridão é bonitão,e me ama do jeito que eu sou,se as outras pessoas não gostam:f***-se"

Ollie McGee disse...

Eu não só acho ela bonita, como considero o seu colo deslumbrante.
Aliás, quase todas as gordinhas que eu conheço tem colos bonitos e seios fartos. Usando vestidos adequados e uma jóia estrategicamente colocada, isso atraí a atenção masculina mais que essas anorexicas sem bunda que estamos cansadas de ver desfilando na SPFW.
Além disso, a moça possui curvas fartas, não é apenas uma bola disforme de gordura. Ela é bela sim. Parece uma diva renacentista.

Camomila disse...

yesss, Ollie mcgee disse tudo.
Ela é linda e apaixonante. É uma mulher, como as mulheres deveriam ser: sorridentes, amorosas e verdadeiras.

Nalu disse...

Lola, lembrei desse post agorinha: a Márcia Tiburi, supostamente feminista, falou no Programa Saia Justa desta semana que amar uma mulher gorda é tara!!!! Eu quase cai da cadeira a hora que ouvi. E não estou tirando do contexto não, ela falou isso mesmo. Que triste!

lola aronovich disse...

Ah, Camomila, se vc tem o corpão dela, vc tá muito bem, hein? Como eu disse no post, sempre achei a Pipa muito bonita, e pra mim a Keely lembrou esse personagem. E é verdade, a gente precisa fazer um esforço diário pra não se achar horrenda por estar fora do padrão. O que, por um lado, é bem estúpido, porque tem quem gosta, e por outro porque a gente se odiar não vai adiantar em nada a situação. Não sei onde se compra um biquini assim, mas não sou a pessoa mais indicada pra falar de roupa... Só sei que é sempre um sufoco comprar um maiô.


É, Cynthia, é aquele negócio do corpo de uma mulher ser propriedade pública. Todo mundo pode julgar! Acho que essas mulheres que criticaram a Keely são paranóicas a respeito do próprio corpo. Quando falam do corpo alheio, estão no fundo falando de seus temores. Devem pensar nisso 24 horas por dia.

lola aronovich disse...

Santiago, vc é um mala mesmo, né? Como responder rapidamente? Seguinte: no seu ponto de vista, a Keely não chora a respeito de sua condição física. Pelo contrário, fará algo pra sair dessa condição (ahn, emagrecer? Morrer?), porque a direita é assim, feita de "gente que faz", e no seu imaginário o James Bond é de direita, e a mulher dele também. Vc quer que as "minorias só na própria cabeça" deixem de reclamar de perseguição e façam algo a respeito - ou seja, mudem. As gordas devem emagrecer, os pobres devem trabalhar (porque, na sua visão, só é pobre quem não trabalha) e enriquecer, os homossexuais devem se "endireitar", e os negros - bom, pros negros é um pouco mais difícil, mas se o Michael Jackson conseguiu, tudo é possível. Você não critica de forma alguma os preconceituosos, apenas os alvos dos preconceitos. Se essas "minorias imaginárias" não quiserem ser alvos, tudo que elas têm que fazer é parar com essa choradeira e mudar, porque os preconceituosos não vão mudar mesmo. Por que deveriam? Pra vc, se as minorias não existem, tampouco existe preconceito contra essas minorias. E sobre "respeito não se pede, se exige", não entendo muito bem a diferença entre esses dois verbos. Pedir, pra mim, que sou educada, é apenas uma forma mais polida de exigir alguma coisa.
Talvez vc tenha notado que o meu post falou muito mais do preconceito contra a Keely que sobre ela em si. Mas pra vc isso é invenção minha e de todas as minorias, mania de perseguição, porque o preconceito não existe. Deve haver algum blog que ensine como uma mulher acima do peso pode conquistar um astro de cinema, ou que elogie o Pierce Brosnan por "ser quem é". Vá ver se esse blog que vc procura tá na esquina.

lola aronovich disse...

Tem razão, Raquel. O mínino que podemos fazer, como mulheres, é tentar não perpetuar o preconceito contra nós mesmas. Mas acho que é possível também tentar combater o preconceito alheio. O jeito é não nos calarmos. Se ouvimos algo que não concordamos, devemos espernear.


Ju R, entendo como vc se sente. Muitas vezes tenho vontade de responder desse jeito ao Santiago. Ele vive vindo aqui pra insultar todo mundo. Não se contenta em me ofender, tem que ofender todos os meus leitores. É um troll, e dos mais insuportáveis.

lola aronovich disse...

Concordo, Princesa. Se já é uma afronta à sociedade uma gorda aparecer na praia, aparecer de biquini é um ultraje. E sorrindo, feliz, mais ainda! A Keely deveria estar deprê, enterrada na areia. Espero que ela pense assim do jeito que vc descreveu, mas pelo que li (e são artigos meio desencontrados), ela sofre bastante por estar acima do peso e o Pierce tem que insistir pra que ela o acompanhe nos mil e um eventos sociais que ele precisa participar. Mas também li que ela não se esconde atrás de roupas largas. Enfim, só essas fotos já são um tapa na cara da sociedade preconceituosa. Mesmo que a Keely não mantenha essa atitude feliz o tempo todo.


Ollie, eu acho essa Keely super bonita também. Pra mim é liberador ver fotos de uma mulher com curvas. E uma mulher com mais de 40 anos, ainda por cima. Certamente vai contra o que costumamos ver todos os dias, cem vezes por dia... Por isso, acho essas fotos (e o debate que elas geram) algo positivo, mesmo que a intenção de quem tirou (e publicou) as fotos não tenha sido essa.

lola aronovich disse...

Camomila, é isso aí. Só a gente aceitar que não existe apenas um tipo/tamanho/faixa etária de mulher já é um avanço.


Nalu, não tenho TV a cabo, por isso nunca vi esse programa. Mas já ouvi várias feministas falarem grandes besteiras. Mas é mais ou menos assim: ser gorda não é um estigma social apenas pra gorda. É também pro homem que é visto com essa mulher gorda. Com o patrulhamento, fica cada vez mais difícil prum cara querer um relacionamento com uma mulher gorda. Mas muitos homens gostam de mulheres gordas. Aí fica aquele negócio: como um cara satisfaz esse desejo sexual sem acabar com sua reputação em público? Não estou dizendo que concordo com isso, só que isso existe. Quase sempre que um homem aparece com uma mulher gorda, o pessoal pensa que é tara. É parecido com a reação que o pessoal tem em ver que o Robert De Niro só namora mulheres negras. Só pode ser tara! Como alguém em sã consciência pode querer namorar gente que é tida como inferior? E tem mais: nos poucos filmes em que um cara sai com uma mulher gorda, ele é sempre pintado como um esquisitão tarado (por exemplo, A Casa Caiu). As pessoas se acostumam. Faz parte da nossa lavagem cerebral achar que só tarado pode gostar de gorda.

instantes e momentos disse...

ponto de vista é ponto de vista e pronto.
Tenha um belo domingo;
Maurizio

yallah disse...

Lola, ela é uma mulher corajosa. Porque requer muita coragem mesmo expor o corpo em um tempo de fascínio higienista. Dancei mês passado com uma roupa muito... haaammmm... "decotada". Vi o resultado (pode conferir no meu orkut) e me achei bonita. Sei, no entanto, que a maioria das pessoas vai dizer "que gorda! Não deveria estar dançando". Mas tô lá. E o dia que Marido posar de bonzinho por estar do lado de uma gorda, vou ficar triste ao ponto de não conseguir mais ficar com ele. Espero, de verdade, que a relação desse casal continue de boa depois dessa exploração toda.
Beijos,
Roberta

Cris disse...

Lola querida, que post ótimo.
Quantas e quantas vezes as pessoas pensam "como um cara desse está com uma mulher assim", quando o "cara desse" é alguém com dinheiro , fama e/ou poder. Daí parece que ele tem o direito/obrigação de ter a mulher que a socieddae atual acha que é o tipo que devia estar acompanhando um "vencedor".
Mas é como vc deixa bem claro no post...o tempo passa, a mulher ideal tbém envelhece.
E então o homem faz o que, vai ter que deixar seu amor para se enquadrar no que a sociedade espera? Vai jogar a mulher fora? Vai ficar com ela por ser legal, como se fosse um favor estar com alguém que não correponde aos padrões de beleza?
Será que as pessoas não entendem o significado de "amor"? Não é favor, não é condescendência com um corpo gordinho, não é gratidão, é só amor.
Tá na cara que ele ama a mulher, e não APESAR dela ser gorda. Ele ama e pronto, acho que nem pensa nessa questão das gordurinhas dela, tão distantes do ideal que impera.
Achei ótimo este post, achei lindas as fotos dessa Pipa americana, que jeito de mulher feliz ela tem!

Mas o que é esse teu troll, hein?
Cara chato do caralho (desculpa o palavrão, mas ele é chato mesmo).

Beijos, adoro aqui.

Daniela Teixeira disse...

Lola, estou com vergonha de mim mesma. Quando vi essa foto acompanhada por uma piada no site Kibeloco, achei um absurdo o cara que faz o James Bond, que eu babava no cinema,ser casado com uma mulher gorda. Pensei: Como assim, homem rico, bonito e famoso, o cara que fez o James Bond, tem que ficar com mulheres no estilo bondgirl, nunca com uma mulher velha e gorda (como aparece na foto). Somos muito preconceituosos, eu sou muito preconceituosa, são conceitos que a mídia joga em cima da gente e a gente aceita. Eu sei que isso é clichê e todo mundo põe a culpa na mídia, mas é verdade, homem rico e famoso sempre casa vagabunda magricela, ou apenas uma modelatriz magricela deslumbrante. Na época fiquei tão indignada com a foto, que mostrei pras minhas amigas a gorda que o cara que fez o James Bond tava na praia. Minha amiga olhou pra foto, pensou dois segundos e respondeu: "Isso é preconceito, por dentro ela deve ter alguma coisa, por isso que ele gosta dela." Esse é o motivo errado, mas eu parei pra pensar, ela tem o corpo da minha mãe e meu pai gosta dela do mesmo jeito. Ainda estou relutando pra tentar quebrar esses conceitos dentro de mim. Seu post me ajudou bastante, e vou indicá-lo pra amiga que me chamou a atenção,embora pelo motivo errado, sobre isso.

Pernambucobebendoparaomundo disse...

Pois eu acho ela maravilhosa...

lola aronovich disse...

Maurizio, concordo, mas dá pra discutir pontos de vista sem ofender os outros. Sem dizer coisas como "vcs que são moles", por exemplo.


Yallah, pois é, essa é uma coisa que, mesmo como leiga, admiro muito na dança do ventre, que é a sua especialidade. Acho que é toda uma mentalidade de aceitação do corpo que pode ajudar muito as participantes. Porque, ao mesmo tempo que vc tá dançando, se exibindo, e portanto se colocando numa posição de ser julgada (não que não sejamos avaliadas em TODAS as situações), vc tá se movimentando com roupas lindas, o que equivale a dizer "É assim que eu sou e tenho toda a liberdade pra me vestir e dançar como eu quiser". Então as pessoas que vão ou não te achar gorda acabam quebrando a cara diante dessa sua atitude. E concordo plenamente com o que vc diz sobre o "marido bonzinho". Agora, já vi suas fotos no orkut, Roberta, e vc não tem absolutamente nada de gorda, né?

lola aronovich disse...

Cris, é isso mesmo, tá tudo ligado a essa postura de "vencedor", que é a postura que o meu troll festeja, já que ele separa a sociedade em vencedores e perdedores, como prega o capitalismo. Um gordo só pode ser um vencedor se for o Jô Soares ou um Faustão. Mas a gente tem o equivalente a um caso de sucesso em se tratando de uma mulher gorda? Acho que não. Portanto, gordas só podem ser perdedoras. E um astro de cinema tá na categoria dos vencedores, claro. Como os dois podem se misturar? Não pode! Vai contra a lei da física! A ordem estabelecida da natureza! A gente espera que o Pierce Brosnan se vista de uma certa forma, dirija um certo carro, e tenha um certo tipo de mulher. Tudo dentro de um roteiro. Se a gente visse o 007 num Fusca velhinho também ia achar estranho. E, nessa sociedade, mulheres têm o mesmo status de um objeto como carro, casa, e roupas. É algo material, sem sentimentos, pronto pra ser descartado quando passar o prazo de validade. É horrível viver numa sociedade assim, e é isso que devemos questionar todos os dias: a gente quer se conformar a essas regras?
Apareça sempre, Cris!

lola aronovich disse...

Daniela, não fique com vergonha. Todas nós já passamos por isso! Somos frutos de uma sociedade injusta, que martela esses valores pra gente diariamente. É muito difícil fugir e pensar diferente. E lembre-se que a culpa não é apenas da mídia. É de todo mundo, de nós mesmas, dos nossos pais, professoras, instituições... Vc reagiu como se espera que uma mulher reaja - com indignação ao ver o 007 com uma mulher gorda, ué. O importante é que vc se deu conta de que sua atitude foi preconceituosa. Isso exige humildade. Seria uma maravilha se todas as pessoas racistas, homofóbicas, machistas um dia parassem pra refletir que sim, suas atitudes foram preconceituosas. Em geral essas pessoas não se acham preconceituosas. Acham apenas que "o mundo é assim", e põem a culpa no alvo de seus preconceitos, não nelas mesmas. E assim se perpetua o preconceito. Vc está nadando contra a corrente, e por isso merece toda a minha admiração.


Gio, eu também a acho linda.

Rosangela Oliveira disse...

Quanta bobagem Lola, cada vez que vejo um acontecimento desses, fico muito triste em saber o quanto os seres humanos podem ser cruéis.
Aparência? do que vale se você é vazio por dentro.
Sei que é um clichê, mas não vai ser sua aparência que vai determinar o quanto você será um ser humano bom, e no final é isso que realmente importa.

Sarah Franco disse...

""""Não é interessante isso? Quando uma mulher gorda está sozinha, ela é lembrada constantemente que ficará pra titia. Quando ela tem alguém, é lembrada que isso não será por muito tempo. """"

isto faz-me lembrar as minhas colagas de faculdade. Quando fiz os meus estudos universitários, eu era mais velha do que as minhas colegas, e já era casada.

como não ligo a roupas nem a maquilhagens, nem sou bonita,

elas perguntavam umas às outras como era possível eu ser casada, ou seja, como era possível uma mulher que não tem um ar atraente conseguir arranjar um parceiro, e ainda por cima essa pessoa estar disposta a casar e a sustentar uma mulher assim (eu deixei de trabalhar para poder dedicar-me aos estudos).

as pessoas que pensam assim não entendem nada de amor, logo é natural que sintam inveja quando vêem casais felizes, porque não percebem o que é que falha nelas...

as pessoas não são descartáveis, não se deitam fora quando ficam fora de moda.

lola, excelente post!

lu disse...

quando eu vi foto dela, um tempo atrás, fiquei chocada e muito bem impressionada. o pierce subiu um monte no meu conceito! é chocante o cara estar nesse meio hollywoodiano e bancar uma vida diferente, ao invés de se casar com uma "bimbo". e é muito legal, mostra como a vida é maior do que esses preconceitos.
por outro lado é impressionante como o povo se dá ao trabalho de palpitar na vida alheia. aí fica evidente como os preconceitos são fortes ainda, ainda q se possa estar para além deles.
porque e daí? por que se incomodar tanto se a mulher do ator lá não é alguém com quem você se casaria?... depois falam mal dos paparazzi, como se fosse uma sub-categoria detestável de gente, mas todos adoram consumir o produto do trabalho deles. que moralidade é essa?...
eu particularmente acho a mulher do cara um mulherão. era gata magra e continua gata sendo gorda, tem um corpo proporcional, cintura e tudo. mesmo se fosse uma bruxa, os comentários não se justificam, claro, mas o fato de que não é torna tudo mais ridículo... vão cuidar da sua vida!

lola aronovich disse...

Bobagem mesmo, Rô. Parece que não tem mais nada acontecendo no mundo. Que tudo que importa é ficar comentando o corpo de uma mulher de um astro do cinema. As pessoas realmente se atém a cada frivolidade... Lógico, o corpo é nossa embalagem, e embalagem é importante. Protege, chama a atenção. Mas o mais importante é o conteúdo. E não estou falando das vísceras!


Ai, Sarah, eu fico deprimida ao ouvir isso, sabe? Ao ser lembrada que tanto do machismo que queremos combater vem das próprias mulheres. Essas suas amigas perpetuam o conceito que mulher só serve pra ser decorativa e ter filhos, e que mulher fora desse padrão deve morrer sozinha. Pessoas que pensam assim realmente acreditam que o ser humano é descartável. E sim, acho que têm inveja de casais que se amam, porque é complicado ter amor baseado em algo tão fútil como a aparência física (unicamente).

lola aronovich disse...

Interessante isso que vc falou dos paparazzi, Lu. É isso mesmo: as pessoas criticam esses fotógrafos (que devem ser um pé no saco, mas só estão fazendo o trabalho deles), criticam os tablóides que publicam as fotos, mas deve haver público consumidor pra esse tipo de lixo, não? No fundo é como criticar as prostitutas, não acha? E nunca quem consome. Enfim, como eu disse antes, no final das contas a publicação dessas fotos da Keely foi algo positivo. Lembrou que existem mulheres de outra forma e idade.

Cris disse...

Lola querida!

Li o comentário da Daniela,e refleti, pois comecei meu comentário desta forma: "Quantas e quantas vezes as pessoas pensam "...
Como se EU tbém não fizesse isso.
Por mais que a gente não queira, é algo meio automático, pq desde crianças somos bombardeados com essa imagem de corpo perfeito para a mulher.
Então um primeiro pensamento assim, nem chega a ser por maldade, mas por inércia nossa, em nos moldarmos a tal atitude.
Hoje, eu realmente consigo ver beleza em mulheres fora dos padrões. Nas outras.

Mas, em relação a meu próprio corpo, tento me adaptar sim.
Sou a cliente vítima preferida da indústria de cosméticos.

Pronto, confessei, :).

beijos, adoro os comentários também, eles são uma boa complementação dos textos.

Malena disse...

Lolita do meu cuore, vi mais fotos e continuo sem entender. A mulé é mó gata!

O mundo é mesmo estranho...

lola aronovich disse...

Cris, pois é, acho que todos/as já tivemos atitudes preconceituosas, não apenas em relação aos tipos físicos mas a muitas outras coisas também. Mas a gente tenta aprender pra não repetir os erros. No caso de preconceitos contra corpos diferentes é bem difícil, ainda mais se a gente não se aceita. Claro que é automático! Precisa ter muita reflexão pra não cairmos como patinhas e pra não repetir direitinho o que não gostamos da sociedade.
E achei o que vc disse perfeito: "Hoje, eu realmente consigo ver beleza em mulheres fora dos padrões. Nas outras." Eu sou igual! Tem vezes, dependendo do dia, que eu acho todos os corpos mais bonitos que o meu. Mas, enfim, não tem nada que ficar comparando. A gente tem que aceitar e aprender a gostar do que tem e pronto.


Malena, pois então. Também acho.

Chris disse...

Lola, AMEI este post.
De coração.
E, palmas para o anônimo I - quero fazer minhas as suas palavras!

Só posso acrescentar que já viví os dois lados da moeda (gordinha com namorado gato) e magrinha des-avéc... Não troco os meus dias de gordinha pelos de top-model linda e solitária, jamais.

;)

Cris Prates disse...

Oi, Lola.
Sei que estou atrasada no post, mas estive trabalhando muito :-(
quando eu estava grávida fazia tanto, mas tanto exame que teve um médico que se assustou com a quantidade "Com tanto exame você pode entrar no Ministério Publico!"
É que eles não se conformavam com o fato de eu ser gorda e saudável...
O outro meio revoltado frisava"Você não tem nada, não tem nada....Por isso engravidou!"
Como diria meu filhinho Danton: "Oxeeeente!"

Cris Prates disse...

Oi, Lola.
Sei que estou atrasada no post, mas estive trabalhando muito :-(
quando eu estava grávida fazia tanto, mas tanto exame que teve um médico que se assustou com a quantidade "Com tanto exame você pode entrar no Ministério Publico!"
É que eles não se conformavam com o fato de eu ser gorda e saudável...
O outro meio revoltado frisava"Você não tem nada, não tem nada....Por isso engravidou!"
Como diria meu filhinho Danton: "Oxeeeente!"

lola aronovich disse...

Chris, que bom que vc gostou!


Chris Prates, ridícula essa atitude dos médicos. Vc e o Gio deram uma olhada nesse blog que falei, o First, Do No Harm?
Não entendi isso do "vc não tem nada, por isso engravidou". Explica?

Baxt disse...

Oha, nem sei se vc le comentarios em posts antigos, mas acho o questionamento sobre saude razoavel sim. POREM, na minha opiniao, o peso dela parece razoavelmente saudavel. Ela esta fora do padrao estetico sim, mas nao esta obesa, obesa morbida ou qualquer coisa assim. Ela ta, digamos, "parruda."
Fico horrorizada com o que pessoas obesas (nao as "gordinhas") fazem com a saude delas. Mas nao eh esse o caso. Acho que estamos chegando num nivel de maluqice em que uma mulher como essa, que deve estar na categoria "acima do peso," eh criticada como se tivesse 150 quilos e alimentasse os filhos com fandangos e mac donald todo dia.
(Nem vou comentar os comentarios do tipo "coloque um maio." Pessoalmente, acho que ela ta ate bonita. Tem muita magra por ai com muito mais celulite que ela! E celulite sim, eh sinal de alimentacao nao saudavel)

Lilica disse...

Não sou a favor das mulheres magérrimas (muitas doentes por sinal) que reinam na mídia. Sei que a última impõem padrões inalcançáveis de beleza. Mas vamos ser francos que uma mulher no peso desta não está saudável mesmo! É só estudar um pouquinho para evidenciar isto. A obesidade é um fator de risco para inúmeras doenças, incluindo muitas de cunho psicológico.
Convivo com uma pessoa que se permitiu ser bem gordinha, ela mesma admite que por mais que tente não se importar, ela se importa! E muito por sinal, inclusive por ter uma estória semelhante a da esposa do Pierce Brosnan, que já foi magra e por desequilíbrios no organismo engordou muito! Ninguém fica feliz quando perde o controle do próprio corpo por causa de uma doença. Vamos nos poupar de romantismos ilógicos!
Não é necessário ser esbelta como uma Bond girl (se é que é possível), mas atividades físicas, alimentação saudável e auto-cuidado faz muito bem pra saúde sim! Não só pra saúde física, mas também para a psíquica e social!

Leila disse...

Post antigo mas vou comentar...
Deve ser mtooo dificil pra ela ser propriedade publica ainda mais sendo esposa de qm é.
Pq na verdade pra nenhuma mulher é facil mas eu nao abro um jornal e estao falando: "o cabelo (roupa, corpo, olho, maquiagem, insira aqui qlqr coisa de minha propriedade) da leila está horrivel, ela foi vista bla bla"
De qlqr maneira eu ia dizer que ela está linda! Que muitos mas muitos homens nao gostam de mulher magrela, dessas famosas, apesar de elas serem completamente idealizadas pela midia e nós mulheres queremos ser iguaisinhas a elas.
Por isso vou contar minha experiencia pessoal e ainda acrescentar algumas coisas sobre minha carreira.
Eu sempre fui mto mto mto magra, isso naturalmente pq sempre comi feito uma ogrinha! Até meus 18 anos eu pesava 48kg, com 1,73 de altura isso é mtooo pouco.
Qndo comecei a estudar para o vestibular, comecei a engordar, só um pouquinho mais, veio a faculdade, comer em casa era complicado fora q estou aprendendo a cozinhar e mtas vezes nao tenho tempo de ficar 2 horas na cozinha pra poder comer, entao fui p comidas congeladas, rápidas e obvio mais caloricas (e de verdade eu gosto de salada e coisas assim, nao como isso "para ser saudavel") de qlqr maneira assim eu atingi os 54 kg. Que ainda é pouco pq o peso ideal pra minha altura é 60kg!!!!
Nossa foi um tal de a Leila está gorda, vc precisa emagrecer, vc esta feia, na sua idade eu nao tinha todo esse peso, etc etc etc.
Agora juntando minha carreira de psicologia, pq vc acha que existem bulimicas? pq vc acha que as pessoas morrem por estarem mto magras? Toda essa pressão por vc ser o ideal de magreza. Pra vc nao aceitar seu corpo e morrer em mesas de cirurgia! Meninas de 15 anos fazendo redução de estomago!
E pq? pq a mae dela a pessoa mais importante do mundo para ela disse q ningm gosta de menina gorda e ela vai ficar sozinha sem marido sem filhos e sem amigos pq ningm gosta de ver gordura.E ela vai ser insatisfeita com o corpo dela, nao vai conseguir olhar e dizer eu AMO o corpo q eu tenho!

Gemaria disse...

Que mulher linda, que homem lindo. Vocês que pensam que não existe amor.
E ela é alta e apesar de estar bem acima do peso, é muito bonita de rosto. E deve ser preguiçosa sim, e daí? Se o marido dela agarra ela na praia e está com ela a mais de 12 anos, quem somos nós para meter o dedo no relacionamento dos outros.
Sempre digo, o que acaba casamento não é mulher gorda, é mulher infeliz e chata!

Ximena disse...

Quem disse que tem que ser MAGRA pra ser formosa??rs (Roberto Carlos)
Ela é uma mulher linda e pelo jeito bem resolvida e bem amada, né? Pode até ter seus complexos pq TODA mulher tem, magrinha, gordinha etc...
Que maridão, hein??rs

ADOREIIIIIIIII ♥

Ana disse...

Amei teu blog!
Virei fã!

(Linkei este post no meu!)

Dolores Medeiros disse...

Adorei descobrir o seu Blog Lola,acabo de criar o meu e parece que temos algo em comum,rsrs
Sobre a miss 007,acabei escrevendo também, inspirada em minha grande amiga Ana, do Roccana.
Sou uma blogueira iniciante, mas já vi que este mundo expande nossas fronteiras e o exercício do pensar!
Parabéns pelo blog,grande beijos!

Tato disse...

A minha namorada sempre le o blog e me linka sempre!
Adoro sempre os posts!
Poxa deixa easem como quiser! Casar com quem quiser e ele também!
Ninguém tem nada a ver com a vida de ninguém! E ela que gosta dele com aquela pança! Porque as mulheres tem que ser sempre as princesas e os caras podem ser horriveis??
Que preconceito idiota!
Sei que sou feio e tenho os meus defeitos, amo minha namorada e ela me ama e como agente é só a nós compete!
Umgrande abraço a todos!

fabioviana disse...

é curioso como muitas pessoas criticam um preconceito embasando-se em outros (ou com o mesmo!). "preocupar-se" com a saúde (cada um faz com a sua o que quiser, não?), dizer que o tal pierce brosnan está acabado (assim como ela?), mostrar que gosta de uma gordinha (que herói, hein? tome um troféu por isso!), associar a outros grupos perseguidos ("deficiente físico, pobre, homossexual, todos eles têm direito de ser felizes.. gordas tbm!" e magras... já são? estão em melhores condições automaticamente?), entre outros... tudo isso só parece uma tentativa desastrada de parecer mais cabeça aberta.



neste post, acertou em cheio a autora deste blog ao procurar expor mais a opinião preconceituosa da maioria do que fazer sua própria correção. pra quem tem realmente cabeça aberta e sensibilidade pra isso, vai entender onde cada comentário pecou. e quando expôs claramente o que pensa, continuou me agradando.

é a primeira vez que visito este blog, indicação de uma grande amiga. pretendo retornar mais vezes e, assim, me tornar uma pessoa mais preparada pra perceber cada vez melhor onde reside o machismo que, geralmente, está em tudo ao nosso redor (inclusive disfarçados em nós mesmos).

soraya moore disse...

Ai, Lola, acabei de conhecer seu blog e concordo plenamente com seu texto. Adorei!

Carol disse...

Pois eu achei ela bonita e sexy.

E conheço muitos caras que também achariam.

Anônimo disse...

Magra eu a achei bonita. Gorda, achei que ela ficou linda! E estou falando do rosto. Do corpo num tenho nada pra falar, mas eu acredito que obesidade pode sim trazer problemas à saúde, e fora isso não me preocupo com ser/estar ou não gordo.

Anônimo disse...

Como as coisas mudaram hein...na idade média se uma mulher não fosse gordinha significava que ela não era saudável...hoje é o contrário! Todos os extremos são prejudiciais, se você for gordo demais ou magro demais isso vai te trazer complicações com a saúde, mais cedo ou mais tarde!
Ouvi de um parente recentemente que fulano tinha se separado da fulana porque ela estava muito gorda e ele tinha nojo de fazer amor com ela...isso sim que é triste, se o casal se ama, se respeita e se aceita como são, ninguém tem o direito de questionar isso.
Se ela se sente bem assim, e muitas modelos se acham lindas e fazem sucesso sendo magérrimas é porque foram as escolhas delas!
Todos têm domínio de seu corpo e sua mente, fica a critério de cada pessoa escolher como usar esse controle.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Foxy disse...

Estou enojada com este post.

viviane disse...

Semana passada um amigo meu conversando com outros rapazes, justificou a atração dele por gordinhas dizendo:

"Zero preconceito. A beleza está muito além de belas curvas...hehehe"

Quer dizer que só porque uma mulher é gorda as curvas dela são feias?! Absurdo!

Talvez ele tenha respondido isso porque nem o próprio aceita seu gosto por mulheres acima do peso. Esse papo de beleza interior não cola! Mas beleza se tem em todos os biotipos. Tem magros bonitos e feios, gordos bonitos e feios...Por aí vai. Mas parece que as pessoas têm bloqueio para aceitar isso!

Triste, mas verdade. =/

Anônimo disse...

A uns 7 anos atras eu estava em plena forma e conheci atraves de um site de relacionamentos "a maior desgraca da minha vida", um homem que parecia ser maravilhoso mas nao era. Em alguns meses mais tarde eu tive problemas de saude e engordei 10 kg, foi o suficiente para ser humilhada por ele e pelos amigos, que davam risadinhas nas minhas costas e sempre faziam questao de dizer que eu estava horrivel. A minha auto estima caiu cada vez mais entao desmotivada e com muito ódio abandonei esse homem, voltei á minha cidade e com o tempo refiz minha vida. Nunca mais o vi e nem quero mas até hoje nao superei o trauma que ele e seus amigos gauchos de florianopolis me causaram. Admiro o casal 007 pelo caráter deles em uma sociedade PODRE que trata as pessoas como objetos, as usam e jogam fora, nao respeitam a familia nem os sentimentos alheios. Sabe o que tanto incomoda a cambada de "porcos" que critica a esposa do 007? a sua felicidade, a inveja mata!

GG disse...

Contra crimes virtuais, pelo direito de ser gordo!!!
Olá a Todos
Estamos vivendo um dos momentos mais críticos para o gordo não podemos deixar barato todos os crimes virtuais que estão desmoralizando e mantendo o preconceito sobre nos por isso eu e algumas amigas estamos promovendo uma petição publica para enviar as autoridades assine e divulgue e ajude a mudar essa realidade http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=gordo

Carolina disse...

Como é possível alguém entender esse post como "coitadinha da mulher do Pierce"? Sério, como? O post é exatamente o OPOSTO disso! Rola um caso sério de incapacidade de interpretação de texto. É tão extremo que parece patológico.

"Quando você disse que ia escrever a respeito da mulher do Pierce, eu achei que ia falar de como uma mulher gorda pode ter um ídolo do cinema como marido". Ah, a visão superficial do mundo... Sempre presente. O post critica, além das agressões óbvias ("Ela é uma baleia num biquini"), justamente esse tipo de pensamento, o preconceito velado ("Se o Pierce gosta dela, seu peso não importa). E, curiosamente, o tipo de gente que acha que o post deveria ser sobre como uma gorda pode ser casada com um ídolo do cinema chama esse post de pseudo-ajuda. Contraditório, né?

Carolina disse...

A propósito, não acredito que só hoje descobri este blog! Encontrei não só opiniões coerentes, mas cheias de detalhes e sutilezas que a maioria das pessoas deixa passar ao fundamentar suas opiniões. Estou cansada de pessoas que não enxergam nada além do óbvio, da superfície da questão. E estou cansada de opiniões óbvias (mesmo daquelas com as quais concordo), sem profundidade, que não acrescentam nada. Os posts que li aqui abordam os assuntos de todos os ângulos possíveis, não só do mais fácil.

Sobre o conteúdo do post, penso que o que gera tamanho ódio nas pessoas é o simples fato de fugir do padrão. Acho que, quando alguém faz o que quer, põe em prática o que tem vontade e não se sujeita ao que manda a sociedade, ou seja, controla sua própria vida, quem não consegue fazer o mesmo fica ressentido. Viver como os outros esperam que a gente viva é difícil, desgastante, mas é o que a maioria faz. Aí aparece alguém, se recusa a fazer isso e não é punido? Os ressentidos não aceitam! Imagino que acabem se sentindo meio bobos por terem se esforçado tanto e aí descobrirem que é possível viver de outro jeito, sabe?

Cigana do Oriente - Wahrsagerin Die Gypsy des Ostens disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cigana do Oriente - Wahrsagerin Die Gypsy des Ostens disse...

Desejo tudo de bom ao casal adorável e lindo, Pierce e Keely foram feitos um para o outro! que Deus os abencoe, guarde e proteja da maldade desse mundo.

Rodolfo Piskorski disse...

O Brosnan está mais longe de um padrão de beleza masculina do que a esposa dele de um padrão feminino!

Tarsila disse...

Encontrei o blog por acaso, mas o fato é que a sociedade criou um 'ideal' de beleza ridículo, onde todos os homens têm que ser fortões e as mulheres têm que ser magras, mas com curvas bonitas. Os gordinhos e gordinhas desse mundão enorme estão errados, não tem saúde, são feios, são burros, desleixados, fora os muitos outros adjetivos relacionados.
Não pode uma pessoa se amar sendo gordinha?

Uma mulher gordinha não é bonita porque é gorda? E o cara, gordinho, é zoado pelos colegas, mas acaba sempre ficando com as meninas mais bonitas...

Estar gordo não é sinônimo de feiúra, de incapacidade, de falta de amor próprio. Conheço MUITAS pessoas que se amam como são, umas magras, outras gordas... Mulheres lindas, deslumbrantes... Os homens então, alguns muito, muito bonitos. E muitos perfeitamente saudáveis!

Eu sou assim, sempre fui. Cuidando da saúde, a vida segue. Envelhecer faz parte da vida.
Para aquelas (es) que não entendem como se amar sendo gordinho (ou fora do padrão social), deixo como dica o blog de uma colega http://belezasemtamanho.blogspot.com/. Lá também vocês encontram informações sobre lojas que vendem lingeries e roupas de banho GG. ;)

Anônimo disse...

Vai trabalhar, esquece a vida dos outros! Se preocupe em montar boas aulas para seus alunos!

Nenhum heroi e 3 tpms disse...

Sinceramente? Eu sou uma mulher jovem, bonita e cheia de qualidades, mas os homens que eu escolho pra sair, namorar e apresentar a sociedade, sao SEMPRE os gordinhos! Vou dizer o porquê: Odeio homem malhado me mandando para de comer, gordinho cozinha muito melhor; odeio dormir com a minha cabeça enconstada em osso, homem gostoso é fofo e confortável; odeio homem que gasta horas na academia pra ser cobiçado por todos, homem tem que ser bom pra mim,e nada melhor do que um gordinho pra ser engraçado; o gordinho, geralmente, já sofreu muito preconceito e adora a mulher que tá com ele. E mais sinceramente ainda? (sem querer baixar o nivel, mas...)odeio homem que fica se olhando no espelho na hora H para avaliar se os musculos estão contraindo proporcionalmente! A pessoa ideal é aquela que te faz feliz, que te abraça e te faz sentir aconchegado, aquele que te faz dar gargalhada e ao mesmo tempo sabe que a vida não é só ilusão.

Jacqueline disse...

Otimo Post Lola. As gordinhas sofrem mesmo. Mas não só as gordinhas, as magrinhas. Eu sie pq quando eu era magrinha eu era apelidada no colegio de olivia palito. Só o fato de sermos mulheres as pessoas se sentem no direito total de nos julgarem. Eu sempre fui Magrinha, e meu namorado e mais gordinho, namoramos a quase tres anos, desse tempo pra cá eu estou ficando bem gordinha. Nos dois estamos engordando, mas quem as pessoas prestam atenção? Só em mim é claro. Me zoam ate perguntando se eu estou grávida. Somos um casal muito feliz, e ele sempre diz que meu corpo esta otimo. Mas eu não deixo de ficar um pouco paranoica é claro. E o blog, desde que comecei a le-lo esta me ajudando muito na minha auto-estima.

É muito triste ver como as pessoas parecem não suportar a felicidade dos outros. Sempre teem que colocar defeitos. E é sempre culpa da mulher, ela não esta amando ele o suficiente, ela não esta cuidanod dele o suficiente, ela não esta se cuidando o suficiente, etc.

5p solução em propagandas disse...

Que pena que pessoas vejam pessoas pelo que vestem ou pelo que apresentam. desta forma vejo que as mulheres que creditam que o cara tah errado, teem mais é que se matarem de inveja, por que apesar de gordinnha ela é uma delicia pro entaun seu esposo, foi o que foipercebido. e indiferente de ela ser gordinha ou naun ela é a mae de seus filhos. por isto me pergunto, quem realmente torna as mulheres simples mercadorias? os homens ou as proprias mulheres? sim um dia todas vaun conhecer entender a teoria da garvidade. e gravidade é uma coisa que nunca chagará a quem tem carater. isso sim é essencial, carater

Ivan Bueno disse...

Este é só um dos preconceitos que rolam por aí...

Só pra ficar no contexto, achei desnecessário o comentário no final: "Na foto à esquerda, Keely e Pierce em 1997. Note que não era só ela que estava mais jovem..."

Não interessa se ele estivesse em "perfeita forma" e ela não. NINGUÉM é obrigado a estar ou é menos ou mais por questão de forma física, sucesso profissional/financeiro, fama, poder, falta disso tudo, o que for.

Acho a Keely linda, do jeitinho que está e sinto tremendamente que vários homens e mulheres não sejam capazes de enxergar isso. Está fora de forma? Que forma? Uma forma imposta? Está "velha" dentro de um padrão de idade? Quantas regras imbecis se impões à sociedade que as assimila como uma forma de apontar o dedo para o outro e não apontar pra si mesmo.

Por fim, ao ver todas as fotos (sem conhecer nada mais a fundo sobre os dois), eu diria: belo casal, belas cenas. Quero uma Keely pra mim! :c)

Abraço, Lola.

Ivan Bueno
blog: Empirismo Vernacular
www.eng-ivanbueno.blogspot.com

Jacqueline disse...

http://www.facebook.com/#!/photo.php?fbid=332501380099219&set=a.296739803675377.95440.261472137202144&type=1&theater

Essa pagina do Facebook me fez lembrar muito esse post que esta circulando por entre os contatos dos meus contatos. Achei tudo haver com esse post, e muito interessante.

Fie disse...

Nem li toda a postagem, por isso não vou opinar muito, só posso dizer que eu adoro uma "fofurícia". Acho lindo. =)

Ah, adorei o nome do blog. Sou apaixonado por "Lola Rent" tenho o filme original aqui e tudo mais. x)

Beijo. :*

Guria25 disse...

Lógico que ambos estavam mais jovens em 1997, afinal faz 15 anos, para ver que as pessoas não têm noção, só pq uma mulher é gorda, ela não pode ser desejada?amada??querida?sexy?gostosa?
Vamos abrir nossas mentes...

Gabi Loka disse...

Eu não sou de ficar acompanhando fofoca, quem ta com quem, quem terminou com quem e ta com outro etc. Acho um tedio e fútil. Logo, eu não tinha visto essa imagem e se você não falasse quem são eu não saberia.

Na verdade, eu vim do outro post que terminava com link pra esse e queria saber quem eram eles (até cogitei a possibilidade de ser você e o maridão já que na foto ela esta de costas e não da para ver ele) (sem contar que eu não sei quem é Lola alem da fotinho ao lado rs). Na primeira foto, sei lá porque, eu ela me pareceu mais gorda, mas não foi nenhum "credo que gorda!" talvez algo mais "hm, ela é gorda...". Só ao longo do post ela só foi melhorando e eventualmente eu comecei a pensar "ah mas ela nem é tãaaao gorda assim!" Porque pelos comentários citados parecia que ela era uma versão feminina do Jo Soares ne! E, na boa, nas fotos dos eventos ela está linda e longe de ser isso que o pessoal fala.
Faltam fotos reais e a gente fica sem parametro do que é real.
Preciso voltar a ver fotos de gente como a gente... Alguem me recomenda?

Cassiana disse...

Aparentemente vejo que 90% da população,pelo menos os que fizeram seus comentários,largariam seu esposos e mulheres se um dia eles engordacem ou ficassem adoentados por algum motivo....nesse caso porque casaram?Pela beleza exterior (um dia ela vai embora pra todos)ou porque amou de dentro pra fora?Eu ainda acredito no amor de dentro pra fora,isso sim é amor verdadeiro.Minha sogra obteve uma doença chamada LUPOS,essa doença faz ela tomar remédios que a fazem engordar,ela é obrigada a tomar sempre até a morte,pois a LUPOS não a cura.Irei falar para o meu sogro largar ela então,pois o corpinho que ele casou não existe mais,seria certo isso então Lola?E se fosse algum parente de vocês,concordariam com isso?Eu não sei porque a esposa dele engordou desse jeito,mais ela não aparenta ser uma mulher relaxada,e sim muito pelo contrario...tem muito amor a vida que Deus a proporcionou.Grata Cassiana

Cassiana disse...

"COMO PODE UM PIERCE BROSNAN VIVER COM UMA MULHER GORDA"
Esse é o comentário do dia.

Uma mulher gorda(ou homem gordo) tem pai,mãe,coração,carisma,amor,beleza,família,doença,saúde,felicidade,erros,acertos e tem muitas coisas que eu tenho e você também tem,ou até mais....Uma pessoa gorda é igual a qualquer um de nós.Me mostre algo de valioso para os olhos e o coração,que transporta a diferença entre nós.Minha mãe sempre falou que não se briga por gostos,religiões,política e futebol.E isso é que é certo,principalmente se isso fizer uma pessoa ser menosprezada pelo que tem ou o que nãqo tem.Não julgue,não vale a pena.Amem o que é verdadeiro e não o que vem de uma plástica,pois a plastica só se faz fora,dentro continua com a mesma essencia.Beijos

Carolina Cruz disse...

Cassiana, deixe de ser preguiçosa e leia o post todo. Você só está envergonhando a si mesma com esses comentários desavisados.

Outra coisa: deixe de ser preconceituosa. Quer dizer então que uma mulher só pode ser gorda se tiver alguma doença, né? Do contrário, é sinal de relaxo.

Por fim, a doença da sua sogra se chama lúpus, não lupos. E ela não "obteve" a doença.

B. de Campos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lia disse...

Nossa, chega a dar nojo desses comentários... como se a forma física é o que há de mais importante no mundo.

Anônimo disse...

Opa! Alto grau de inveja detectada na autora do post. Você queria ser amada, respeitada e admirada por um bonitão daqueles e fica se roendo por não ter ninguém tão bom quanto ele enquanto uma gorda tem, né?!

Carol disse...

Opa, alto grau de preguiça e descaramento detectado no comentário acima! A pessoa se limita a ler o título de um post de um blog que não conhece e se acha qualificada para comentar! Que vergonha alheia!

Anônimo disse...

Pierce eh um homem especial,com uma historia de vida cheia de desafios: seu pai abandonou sua mae quando era bebe e sua mae o deixou sozinho na Irlanda com parentes e partiu para Londres vindo busca-lo quando ele tinha 11 anos. Casou-se pela primeira vez aos 27 anos com Cassandra Harris, adotou os 2 filhos dela quando o pai das criancas morreu. Cassie teve cancer e morreu em seus bracos apos 4 anos de luta. Aos 38 anos Pierce se viu viuvo com 3 filhos (Pierce teve um filho com Cassie, o lindissimo Sean Brosnan) para criar e sustentar. Keely apareceu em sua vida 3 anos depois, antes dele se tornar Bond. Pierce deixa claro que ela sempre abriu espaco para que ele e seus filhos pudessem falar de Cassie, algo precioso para esta familia. Keely lhe deu dois filhos lindos e uma nova familia, um renascimento em todos os sentidos. Voces acham que um homem que passou por tudo isso esta preocupado com o que as pessoas pensam sobre as medidas de sua esposa? Certamente fara o que estiver ao seu alcance para protege-la do julgamento publico.

Anônimo disse...

Essa senhora é linda, e as suas feições fazem corar algumas "caras bonitas" de renome

Anônimo disse...

ela deve procurar ajuda para não adquirir diabete e perder as pernas e depois os braços, a saúde em primeiro lugar.

Anônimo disse...

o ponto de vista dela é totalmente preconceituoso e superficial...é realmente revoltante! mulheres gordinhas podem ser e são muito atraentes e lindas, e eles tem uma história, ele á ama e ela á ele, vc não deve ser amada! só isso mesmo justifica tais comentarios repugnantes.

Flávia disse...

Sabe... Eu sou gorda e, aos 17 anos, quando comecei a namorar um rapaz (magro)meu pai me disse que se eu não emagrecesse meu namorado me trairia com uma moça magra ou me deixaria.
Meu namorado e eu estamos juntos há sete anos e estamos comprando um apartamento juntos. Nos casaremos em breve.

Anônimo disse...

Poxa, cara, quanta sacanagem preconceituosa. Ela é linda!
E o casal está de parabéns por continuar casado e se amando, em um mundo onde tantos casais se separam por motivos banais.

Anônimo disse...

Poster perfeito, com comentários pertinentes, só tenho a falar umas coisa:

Não ame pela beleza pois um dia el acaba :)

ivana disse...

É horrível a forma como você argumenta sobre está mulher ser gorda e feia .Pelo que percebi em sua foto deste blog , você é gorda também e tem preconceito em relação a sua própria forma . Deveria se amar mais, se ver como uma pessoa bonita e parar de fazer críticas.
Dica: olhe-se no espelho e veja a pessoa maravilhosa , que com certeza você ser, mas que ainda não descobriu isso. Se ame mais, se valoriza, pois se consegue criticar algo semelhante é porque ainda não se encontrou como pessoa, não descobriu seu tesouros.
Espero que você encontre sua real beleza. Acredite! A beleza não será física!

Anônimo disse...

Lola,
Estes dias me acordei me sentindo feia e gorda.
E ai vim aqui ler no seu blog e vi está matéria antiga que me fez pensar no absurdo das regras com o nosso corpo.
Eu não sou feia, na real tenho um rosto bonito e um cabelo legal. Só que fui uma criança gordinha e na adolescência mesmo magra, pesando 62 kg e usando manequim 40, 42 me sentia gorda. Namorava rapazes pelo que eles eram, isto é rapazes que eu considerava legais, inteligentes não necessariamente bonitos para os outros. Eu os achava lindos! Ouvia de família e amigos que eu era muito bonita para eles. Cheguei a ouvir de uma amiga da minha mãe que ela teria vergonha de namorar um rapaz feio. E ela tinha 25 anos a mais que eu. Eu não ligava.
Hoje voltei a ser gordinha, e olha só, namoro um rapaz bonito, que fez muito sucesso na sua adolescência. Eu escuto elogios pelo meu namorado bonito mesmo ele também tendo engordado e ficado careca. Ele não ouve que a namorada dele é bonita! Eu ser formada em faculdade pública e com especialização aos 25 anos de idade não vale nada!Eu sou gorda e isso é o que importa. Nós perdermos o "valor de mercado" se engordamos ou envelhecemos, os homens não! Nós temos direito de amar quem a gente quiser! Uma pena os homens e mulheres que não se permitem a isso pelo que a sociedade prega!
Um beijo pra vc!

Bia de Jesus disse...

Quem ama de verdade não se importa com aparência, porque quem ama de verdade enxerga a alma de quem ama.
Agora, aqueles que amam somente a aparência, logo que estiver envelhecendo vai ser trocado por alguém mais novo, se sofrer um acidente, ou ficar paralítico, ou com uma doença mortal vai ser descartado assim como um objeto qualquer.

Anônimo disse...

Eu entendo que ela tem que ser feliz como ela é, e que dane-se padrões de beleza e que ele ama a esposa e não apenas um corpo. Mas meu marido insiste que ela devia fazer atividade física e se cuidar mais, que não tem nada de errado em cuidar do proprio corpo, se alimentar bem e se exercitar. Ele realmente acha la no fundo que ser gorda = não se amar
Eu to sofrendo com isso, tenho um beb~e de 6 meses, ganhei apenas 10kg na gravidez e já os perdi amamentando, mas ficou uma barriguinha.. todo dia ele me pergunta quando eu vou voltar pra academia, todo dia ele me cobra que eu tenho que me cuidar. Eu ja mostrei seu post e outros pra ele, ele não concorda, ele não entende. Ele diz "eu te amo e acho voce atratente e divertida em minha companheira, mas voc~e tem que cuidar do seu corpo como eu cuido do meu".. ja eu acho ele muito magro... mas é triste como ficamos botando rotulos nos outros.. e é triste como as vezes eu caio nessa de querer ser mais 'em forma' prq nao me sinto aceita..

Bruna T disse...

Quando li este site, simplismente fiquei chocada! Sabia que as pessoas eram rudes, mas nunca pensei que iriam chegar ate este ponto.
Se ela é gorda ou não, não se deve juga-la pela capa!

Anônimo disse...

Q necessidade estranha de q as pessoas concordem com vc. Fora q sua interpretação do post é totalmente equivocada.

Anônimo disse...

Oi Lola...de uns dias pra cá estou acompanhando você, apesar de não ser uma feminista ferrenha...rsrsr...na verdade gosto de ler suas opiniões a respeito da situação atual das mulheres...bom eu comentei esse post,porque apesas de falar na questão damulher gordinha vejo que sempre dizem que ela sofre mais preconceito...bom, posso dizer por mim mesma que sou magrinha e negra que també sofro preconceito por não me encaixar no padrão da mulher brasileira,pois afinal de contas sempre esperam que amulher negra seja uma mulher sensual e tenha um corpão, o que não é omeu caso...sempre ouço comentários seja de homens ou mulheres dizendo que eu ficaria bonita se eu engordasse, porque homem não gosta de mulher magra que nenhum homem vai me querer assim e blá blá blá...sou de fortaleza assim como você...e nós sabemos que o esteriótipo da mulher cearense não é de mulher magra, pois bata assistir alguns programas locias para se notar isso...bom,não quero que ache que estou sendo insensívelcom a situação das mulheres gordinhas, pois tenho algumas e sei também como élas também sofrem com o preconceito, o que quero dizer é que culpar todas as mulheres magras como eu que sou obrigada a ouvir que estou doente e nuncanenhum homem vai me querer por conta do meu corpo tambémnão é uma forma legal de combater o precoenceito, claro não estou falando que é o seu caso...mas muitas pessoas praticamente acabam também sendo preconceituosos com as magras para poderem se justificarem...basta lambrar que na Idade média as mulheres que eram escolhidas pra casar eram de seios fartos, qudril largos e pernas grossas...e isso de uma certa forma ainda perdura no imaginário masculino...olha as pessoas acham que nãomas magra também sofre,no meu caso é pior porque de vez em quando ouço comentários dizendo: credo Deus me livre ser magra homem não gosta de mulher magra é feio demais... sem falar que há anos não coloco um bikini, um short mais curto ou pasmem até uma vestido, pois acho que as pessoas vão rir do meu corpo magro...não vou nem entrar na questão racial, pois mesmo sendo negra sei que infelizmente esse preconceito no Brasil ainda vai demorar muuito pra poder acabar, basta ver o comercial de xampu, as novelas e ai vocÊ vai ver como amulher negra é tratada no Brasil...enfim, isto é apena uma parte da minha pequena história...bom, vocÊ é da UFC né?parabéns adoro essa casa!!bjs

Nah Safo disse...

Olá, Lola. Sempre leio seu blog. Você é foda.
Essa problemática da falta de representação de mulheres gordas é óbvia. Gostaria de saber se vc tem obras para indicar, tanto do cinema, quanto de seriados... Qualquer coisa mesmo rs.
Não falo só da"cota" de personagens gordas -raramente cumprida- mas sim de personagens que saíam do estereótipo dae como a mulher gorda é tratada pela mídia de forma geral.
Tentei procurar algumas coisas, mas parece cada vez mais impossível... Cheguei perto com OITNB, apenas.
Obrigada.