quarta-feira, 18 de março de 2009

SEIOS DE TODOS OS TAMANHOS, CAÍDOS, COM ESTRIAS. PRA NINGUÉM BOTAR DEFEITO

Veja abaixo como Chris Jordan fez esta foto. Dica: 32 mil Barbies.

Praticamente todo dia chegam ao meu bloguinho buscas do Google com dúvidas sobre seios. E eu sei por que isso acontece. Porque, assim como acreditamos que existe um padrão único de beleza pro corpo inteiro, também acreditamos num modelo único pra cada área do nosso corpitcho. Na mídia praticamente todos os seios que vemos são iguais. Brancos, de mulheres ultra-jovens, geralmente siliconados. Grandes (ou ao menos incompativelmente grandes pra top model magérrima que os carrega), empinados, com mamilos pequenos e aréolas (a área em torno dos mamilos) pequenas também. E, claro, totalmente simétricos. Ninguém conta pra gente que seios são que nem pessoas, e, portanto, vêm em todos os tamanhos e tipos. E que não há nada de errado com eles. Alguém sabia que 50% das mulheres têm um seio maior que o outro? Aposto que não.
Montes de meni
nas desembarcam aqui desesperadas, procurando saber por que seus seios estão caídos já na juventude, porque eles cresceram demais ou de menos, porque têm veias e estrias, porque são de tamanhos diferentes. Incrível como isso afeta a nossa autoestima!
Algumas das buscas referentes a seios que chegam aqui (tudo sic):

Quando a mulher emagrece os seios se acabam - “Os seios se acabam” é uma frase forte, né? Eles continuam lá, talvez um pouquinho mais flácidos do que antes. Seios são feitos basicamente de gordura. Quando engordamos eles crescem, quando emagrecemos eles diminuem. Mas o tamanho o que determina mesmo é a genética. À medida que envelhecemos, nossa pele perde um pouco da elasticidade em todo lugar, inclusive na área dos seios. Mas eles não se acabam.

Porque meus seios estao crescendo - Ahn, ou porque você tá crescendo (em matéria de idade ou de tamanho), ou porque você tá grávida.

Quero um sutiã que diminui meus seios acho ele muito grande - O que você acha muito grande, o sutiã ou o par de seios? Eu também acho meus seios muito grandes, e não há sutiã que passe a impressão que eles são pequenos. Temos que aprender a viver com eles. Quem sabe até a gostar deles?

Meu marido nao ne porque estou com os seios caidos - Seu marido não te o quê? Talvez o seu marido também esteja influenciado demais pela mídia. Talvez ele tenha sofrido uma lavagem cerebral (como a que nós mulheres sofremos) e hoje acredite piamente que só um tipo de seios é bonito e desejável. Ele (e nós) precisa se reeducar pra aprender a ver beleza em tudo, não apenas em padrões únicos e inatingíveis. A variedade é imensa, e seria chato viver num mundo de clones, de todo mundo sendo igualzinho fisicamente. Perde-se bastante ao tachar seios de “bonitos” ou “feios”.

Seios aos 6 anos de idade - Acho um pouco difícil, porque os seios chegam com a puberdade. Mas você tá falando de algo que aconteceu ou que você quer que aconteça?

“Meus seios” apareceram - Não entendi as aspas. Mas que bom pra você. Pra mim eles apareceram aos doze, treze anos. E estão aqui até hoje.

Uma menina de 5 anos pode usar sutiã? - Poder pode, mas pra quê? Ela nem tem seios! Aliás, tô começando a questionar o uso de sutiã em qualquer idade...

Seio ideal angulo graus - E a gente ainda acredita em ideal, não? Parece saudável ter que pegar uma régua para medir os seios e ver se eles se encaixam no ideal?

Por que sou infeliz - Porque a gente se deixa guiar pela mídia. Porque a gente acredita que nossa felicidade está atrelada a nossa beleza. E porque a gente acha que só top models são bonitas. Enfim, porque passamos tempo demais da nossa vida julgando a nós mesmas. Não vemos muitos homens se observando atentamente no espelho, e condenando o que veem. Eles não se desesperam se aparecer uma estria. Parece que nós mulheres procuramos a nossa infelicidade. Ok, foi o que nos ensinaram. Mas somos fortes e podemos mudar isso.

Talvez, se a gente visse fotos de seios e soubesse que eles não vêm em tamanho único, pudesse entender como todas nós somos normais. Então foi com muita felicidade que encontrei este site (em inglês), que mostra centenas de fotos de seios em poses não-sensuais. Sim, porque seios existem não só pra fazer babar os homens. Nossos seios nos acompanham 24 horas por dia, mesmo que não haja nenhum cara zelando por eles. E tá na hora de desmitificar que peitos (só os femininos, ainda por cima) estão sempre relacionados a sexo. Prometo escrever mais sobre isso em breve. Minha única queixa quanto ao site é que há poucas fotos de mulheres acima dos 25 anos e que já amamentaram. Mas o site depende de gente que contribua com fotos.
Ah, este outro site tem fotos de mães. O que acontece com barrigas, peitos, pernas depois de ter filhos, ou simplesmente com o passar da idade. Mulheres de verdade, sem photoshop, como a gente nunca vê na mídia. Pra nos lembrar que o normal, o padrão, não é o que a gente vê na TV e nas revistas. É o que a gente não vê nos corpos das outras pessoas.
A verdade é que não temos referências. Pense só em quantas imagens vemos todos os dias, e quantas dessas imagens são de mulheres com idades, biotipos, raças, e formas diferentes. As que vemos vêm do mesmo molde, e elas não são representativas de 99% da população. Se a gente for apresentada a fotos de mulheres reais, não de modelos fotoshopeadas à exaustão, pode ser que aceite melhor os nossos próprios corpos. E, aceitando melhor os nossos corpos, pode ser que a gente tenha energia pra outras coisas. Como, sei lá, de repente, quem sabe, mudar o mundo...

82 comentários:

Mi disse...

off topic - lola: Asti = um tipo de champagne, espero q a comemoracao seja das boas :-) e esse voo é relativamente novo, acho q tem uns 8 meses...

Fabiana disse...

Nem lembro como cheguei aqui no seu blog, acho que foi pelo goolge, não foi exatamente por causa dos meus seios hehe. Mas o fato é que cada dia entro aqui fico horas e horas lendo. Nossa muita identificação... A sua história com os seus seios é bem parecida da minha com os meus, as diferenças são que eu ganhei o meu primeiro sutiã aos 9 anos e que eu já amamentei, então já viu, né? Acho que se há alguma vantagem em envelhecer, se é que eu posso dizer isso aos 30, é a aceitação de mim mesma. Hoje percebo que a aparência quer dizer muito pouco.

Um abraço.

Flor Juliete disse...

Ai, Lola... não é a primeira vez que vejo as minhas palavras escritas por outra pessoa... Mas dessa vez, foi em cheio.
E realmente estou precisando desse tempo pra mudar o mundo... porra, então chega, né?
Aff, que tô com raiva de mulher biônica hoje...rs

Anônimo disse...

Ah lola, ótimo texto como sempre. Lembrei de uma amiga minha, uma senhora, que está saindo com um cara. Ela diz ficar com muita vergonha do corpo dela na hora do ato sexual pq não é mais jovem. Diz querer ficar c a luz apagada e tudo para q ele n a veja. Eu acho isso tão triste da parte dela, porque ela é linda, é uma coroa muito bonita mesmo na minha concepção e se acha velha e feia, como se nenhum homem merecesse olha-la. Que horror né? Infelizmente há milhares de mulheres que pensam como ela, como se ser mais velha fosse o fim...

Experiência Diluída

Tuanny disse...

Lola, fico muitíssimo feliz em conhecer seu blog aos 19 anos. Já me emocionei bastante lendo várias coisas aqui, mas nunca tive coragem de comentar. Só queria agradecer, e dizer que mudei muito nessa semana que comecei a ler seus textos nas madrugadas.
Obrigada =)

Anônimo disse...

Lola voce está fazendo matérias muito boas, uma em seguida da outra, assim não consigo trabalhar!
Para este post meu comentário vai em forma de um poema que tenho aqui no livro ROTA de COLISÃO da Marina Colasanti. Posso? Então lá vai:
De líquida carne

Meus seios tomam a forma
do momento que os contém.
Se colhidos pela boca
alongam ardidas pontas.
Se aprisionados na mão
acrescem à própria curva
a curva doce da palma.
E quando soltos ao vento
no meu corpo em correria
ondejam
como a maré que a água faz na bacia.

(Agora vou trabalhar um cadinho.
Fatima/Laguna)

Hally disse...

Santo Clube dos Pentelhos que me fez chegar até você!
Eu já fui super encanada com o meu corpo, mas hoje nem tanto. Com 9 anos já tinha seios, por culpa da gordura (é, eu fui uma criança gorda), emagreci há pouco tempo e meus seios ficaram do tamanho que eu queria, ou seja, proporcional com o resto, mas ficaram flácidos e caídos. Mas eu não ligo, pelo menos, quando coloco um daqueles supersutiãs que seguram tudo (tudo mesmo!), me sinto bem, pois não sou uma tábua, nem uma peitudona. Acho que deveríamos valorizar nossas peculiaridades, ao invés de negá-las!

Parabéns pela postagem!!

vb disse...

Lola,

Não são apenas as mulheres que sofrem por não aceitarem seus corpos. Claro que com as mulheres isso é muito mais forte, mas se você for ver a quantidade de caras que passam horas em academia para ficar com corpos "perfeitos", e for investigar por que eles estão ali, vai ver que são tão ou mais inseguros que as mulheres, e por isso precisam sempre ser elogiados, de atenção, para conseguir se sentir bem.

Esse tipo de sentimento é universal para os dois gêneros. Aliás, me lembro de um outro post seu que falava sobre como homens e mulheres que cuidam muito do corpo fazem isso mais para impressionar seus amigos do que para atrair a atenção do sexo oposto. Lembra disso?

Sou homem, gay, e sou gordo. Já fui mais gordo, hoje estou mais magro, tive que emagrecer pois comecei a apresentar alguns problemas de saúde. Hoje, estou muito satisfeito com meu corpo do jeito que é, mesmo estando longe do padrão Bruno Gagliasso da mídia. Meu namorado adora meu corpo, e faz questão de me dizer isso sempre, que adora tudo em mim. Graças a ele, passei a gostar mais de mim do que gostava antes de conhecê-lo. Acho que sou afortunado por encontrar alguém que me aceite como sou, que me ensinou a gostar de mim como ele gosta.

Desejo pra todos que sofrem com isso que encontrem dentro de si, ou em outras pessoas, forças para conseguir se aceitar e se livrar da lavagem cerebral que a mídia nos impõe todos os dias de nossas vidas.

Malu disse...

oi Lola!
Me lembro de ter visto na Capricho uma reportagem sobre o assunto. Lá tinha fotos de seios de adolescentes, cada um de uma forma para mostrar que não existe um padrão de peito.
Acho que iniciativas como essa são importantes porque esse padrão vigente só condena todas as mulheres.

Anônimo disse...

Ô Lola
Para mim, o pior quando se trata de padrão de seios não são os homens, mas as mulheres. Meu seios, além de terem tamanhos diferentes, são médios para pequenos e com o bico grandão (looonge do "padrão"). Já a minha irmã e a minha melhor amiga tens seios desses de comercial. Enquanto crescíamos era bem triste ouvir as comparações e o parecer delas de que meus seios eram estranhos. Eu fingia que não dava bola, mas aquilo me magoava. Com o tempo fui desencanando e desencanei de vez ao ouvir do meu primeiro namorado que eles eram lindos, justamente por serem únicos.
E borá fazer a revolução!
Bianca

Gustavo C. disse...

Uma coisa que eu não entendo é que graça veem em seios com silicone.. pô, é uma bolha gelatinosa que colocaram ali dentro, parece que a qualquer momento pode se deslocar, muito estranho isso..

(o título podia ter uma rima: Seios de todo jeito pra ninguém botar defeito) ^^

lola aronovich disse...

Mi, que ótimo. Ouviu, gente? Tem voo direto de Recife pra Miami. 8 horas de avião apenas!


Fabiana, maravilha! Fico feliz que vc se identifique. Bom, realmente tem um monte de coisa pra ler aqui. Ninguém pode reclamar de falta de texto! É verdade, a gente tende a se aceitar melhor aos 30 anos que na adolescência. Ainda bem! Apareça sempre, viu?

lola aronovich disse...

Flor Juliete, espero que vc goste da segunda parte do texto sobre seios, que vou publicar na segunda que vem. Acho que tá melhor. É, eu acho mesmo que a gente gasta tempo e energia demais se depreciando...


Exp. Diluída, milhares de mulheres pensam como a sua amiga, sem dúvida! Quer dizer que se a gente não tiver o corpo e a idade que a mídia exige não podemos mais transar, nos apaixonar, querer nos divertir etc? Quem disse? O único prazo de validade pros nossos corpos é a morte!

lola aronovich disse...

Tuanny, fico muitíssimo feliz que vc conheceu este blog e está gostando. Bom saber que estou influenciando alguém de forma positiva. Só posso dizer que eu demorei tempo demais pra começar a aceitar o meu corpo. Ainda não o aceitei totalmente, mas cansei de perder anos me olhando no espelho sem gostar do que via. Queria ter começado esse processo de auto-aceitação com 19 anos, não com 40! Mas antes tarde do que nunca... Apareça, tá? Vc é muito bem-vinda!


Fátima, belo poema. E aí, conseguiu trabalhar um cadinho hoje? (se conseguiu, tá melhor do que eu. Minha tese não me viu hoje).

lola aronovich disse...

Vb, concordo, muitos homens tb sofrem muito com seus corpos. É que pra mulher isso é realmente mais forte, porque ainda vivemos numa sociedade em que nossa principal utilidade é decorativa. Somos a beleza do mundo, dizem. É isso que se espera da gente. Homens são avaliados de muitas formas. Pra nós, a principal (e às vezes única) forma de avaliação é a física. Isso desde que nascemos até morrer! Fica difícil se livrar. Sei que casos de anorexia são muito mais frequentes entre gays que homens héteros. E acho que é porque um problema dos gays é justamente o “male gaze”, o olhar masculino. Vcs também são avaliados fisicamente por outros homens, tal qual nós mulheres. As mulheres olham pros homens, lógico, mas relevam montes de coisas. Já o olhar masculino é muito mais exigente. Por isso é uma festa quando conhecemos alguém que nos aceita como somos. Também torço para que cada panela encontre sua tampinha (brega, eu sei, mas irresistível).

lola aronovich disse...

Hally, quem/o que é Santo Clube dos Pentelhos? Conta, vai! Acho que um dos problemas é que a gente sofre uma lavagem cerebral diária (e que dura a vida toda) sobre como nossos corpos deveriam ser. Somos bombardeadas por imagens que simplesmente não são reais, e acreditamos nelas. Assim não dá pra ser feliz, né? Que bom que vc aprendeu a se valorizar!



Malu, sério? Uau! Ótimo a Capricho ter feito uma matéria assim! A gente sabe que a pior época pras nossas encanações é a adolescência. Por isso é fundamental ter referências positivas, verdadeiras, não só as da mídia.

lola aronovich disse...

Bianca, ah, claro, na hora do “vamos ver” homem não nota estria, celulite, nada. Mas pesquisas mostram que a gente encuca com isso até durante o sexo! A feminista Germaine Greer já dizia isso nos anos 70: que as mulheres têm que parar de ser suas piores inimigas. Ninguém nos julga com tanta intolerância quanto nós mesmas. E que melhor amiga é essa que “condenava” os seus seios? Assim ninguém precisa de inimiga... Borá fazer a revolução! Começando pela nossa própria auto-aceitação! (até rimou).


Gustavo, pra mim tb parece estranho, mas... Cada um faz o que quiser com o corpo. Ah, adorei o título com a rima, mas é que eu queria elencar alguns “defeitos”.

Milla disse...

Lola, definitivamente, eu amo seu blog!!!
Suas postagens são ótimas!
Quando você vai escrever um livro com suas histórias e crônicas??
Vou ser a primeira a comprar!!

Milla disse...

Aaah, é, como foi feita esta imagem?? Uma porção de bonecas juntas??

lola aronovich disse...

Milla, obrigada, obrigada, vc é um amor! Ah, gostaria de algum dia publicar um livro com minhas crônicas. Mas elas são crônicas, e não tem muito mercado pra esse gênero que depende demais do contexto.
Sobre a imagem, não sei ao certo como foi criada. Pelo que eu li, o fotógrafo juntou 32 mil Barbies. Mas deve ter feito uns retoques, né? Adoro a imagem de qualquer jeito!

Dani Dias disse...

Adorei seu blog! Mto bom!! Vc se expressa muuuuito bem!!

Concordo que a gente gasta tempo e energia demais se depreciando... Infelizmente né?

Textos assim que nos fazem acordar desse pesadelo que a mídia muitas vezes nos impõe deviam ser divulgados sempre! ;)

JAMINE BRUNO disse...

como sempre, muito divertido! adoro estes textos ;)

paolasartoretto disse...

Ai meodeos, tenho que estar na uni daqui a pouco, mas vamos la.

Lola que post legal, mas olha, eu nao consigo viver sem usar sutia. Eu fui meio contra a maré e fiz plastica redutodora quando tinha 18 anos, porque meus seios eram um pouco desproporcionais ao meu tamanho e me incomodava bastante. Hoje tenho cicatriz, e nao tenho nenhum problema com ela. Eu nao entendo como uma mulher pode querer ter seios muito maiores que seu corpo pode carregar.

Sabe, eu ia na academia no Brasil, aquele desfile de roupitchas de ginasticas e corpos sarados. Daí passei 5 anos sem ir, quando morava na Inglaterra porque nao tinha tempo mesmo. Agora voltei a academia aqui na Suecia porque amo nadar. Bom, aqui o banheiro é modelo camara de gas sabe? tudo aberto, todo mundo ve todo mundo (mulheres e homens separados) dai eu aconteceu essa descoberta que tu fala no teu post. Porque eu lá no banheiro camara de gas ninguem tem vergonha, eu já vi seios de todos os tamanhos formas e idades, inclusive outro dia tinha uma mulher que tinha retirado os seios.
E nao é so seios nao, tem corpos de todos as cores e formatos, vários modelos de depilacao (ou falta de).

É bom ver que o mundo real nao é como as páginas das revistas femininas ou as telas da TV.

Flor Juliete disse...

Querida Lola, irei ler com certeza!
Avante!

lola aronovich disse...

Obrigada, Dani! Outra alma gentil! É, eu acho que deveríamos sempre lembrar que as imagens mentem. Então se martirizar porque não somos como a capa da revista não vale a pena.


Jamine, obrigada!

lola aronovich disse...

Paola, há, o meu próximo post que será anti-sutiã! Aguarde e verá. Eu não tenho a menor chance de sair de casa sem sutiã. Mas gostaria. E pensei muito (ainda penso) em fazer cirurgia pra reduzir os seios. Quer dizer, a essa altura, não só pra reduzi-los mas pra colocá-los “no lugar” de novo. Mas seria uma cirurgia puramente estética. Eu não tenho dor nas costas. Ler O Mito da Beleza da Naomi Wolf me fez optar contra a cirurgia. Ah, odeio essas academias com banheiro modelo camara de gás! Aliás, odeio academias, ponto. E detestaria que todo mundo ficasse olhando pra mim. Mas é ótimo saber que os corpos variam. Dá uma sensação de liberdade muito grande!


Obrigada, queria Flor Juliete! (aliás, gosto do seu apelido).

Princesa disse...

Lola Excelente texto!
Não tenho tido mais tempo de vir aqui comentar por causa da faculdade de História (Acho que você ia adorar,não tem um mês que eu comecei e já me sinto outra!)
Adorei em particular esse texto sobre os seios,quem me dera tivesse achado alguma coisa assim antes.Bom,vou compartilhar a minha história.
Os meus começaram a aparecer quando eu tinha uns 10 anos,acho que era a única coisa da puberdade que eu gostava,um pouco depois ganhei meu primeiro soutien,mas nem usava muito,mas enfim,o fato é que até uns 12,13 anos eu adorava meus seios,uma verdadeira fxação com eles,os achava maravilhosos.Até que minha mãe começou a falar que eles eram flácidos e caídos.Eu nunca tinha reparado nisso.Então um dia,ela resolveu marcar uma consulta com uma médica pra ver isso,enfim eu fui lá,e a mulher se assustou com meus seios,nunca mais esqueço a cara que ela fez.Eu não culpo a minha mãe,ela só estava preocupada comigo,mas aí o estrago já estava feito.Depois disso eu comecei a reparar nas estrias e nas veias,e que eles estavam realmente flácidos e caídos,não adiantou a médica ter dito que não tinha nada de errado,e que alguns seios eram naturalmente assim,e que se no futuro me incomodasse eu podia pôr silicone.Eu ainda gosto bastante dos meus seios,mas depois desse episódio criei um complexo com eles,tento o tempo todo racionalizar,me convencer de que eu estou sendo ridícula,mas não consigo mais olhar pra eles sem fazer alguma crítica.Minha mãe nunca mais falou nada sobre isso,mas ainda tenho um pouco de raiva dela por isso,mesmo eu sabendo que ela teve boa intenção.
Enfim,vou tentar utilizar seu texto pra ter de volta a antiga estima que eu tinha pelos meus seios.

marjorierodrigues disse...

Lola, tem um projeto parecido, chamado 1001 vaginas. Pretendo pôr no meu linkage, embora tenha de ter um aviso bem grande pras pessoas não abrirem no trabalho!

O que eu achei legal nesse site é que, além das fotos, têm uma parte em que eles pedem para que os visitantes descrevam as vaginas (a sua se for mulher ou a da namorada/esposa, se for homem). A intenção é mesmo mostrar que há uma ampla variedade de formas, cores, tamanhos, etc etc, não só o que se mostra nos filmes e revistas pornôs (e que os meninos crescem pensando que é o único tipo que existe ou que é o único tipo bonito).

lola aronovich disse...

Princesa, obrigada por comentar. Sim, eu acho que iria adorar um curso de História! Agora, a sua história com seus seios... Que droga, hein? Às vezes as mães atrapalham TANTO! Imagino que ela não fez por mal, mas é uma total falta de noção dizer algo assim pra uma filha, ainda mais uma de 12, 13 anos. Aliás, em qualquer época já seria errado, mas quando a gente tá descobrindo nosso próprio corpo é ainda pior. Quando tiver um tempinho, dê uma olhada nas fotos e nos depoimentos desse site que indiquei com fotos de seios em poses não-sensuais. Parece que somos TODAS complexadas. Mas algumas estão tentando lutar contra isso, ter alguma autoestima... Realmente, será que a gente sempre odiou os nossos corpos? Ou houve uma fase (como a sua) em que a gente gostava? Só sei que esse ódio ao próprio corpo não é algo natural. É ensinado. É cultural. E acho que é, sim, uma estratégia (extremamente bem-sucedida) pra manter as mulheres no seu lugar.


Marj, vaginas! Aqui no bloguinho também chega bastante busca por vaginas. Eu sempre pensei que era de leitor homem querendo vencer (ou incentivar) a repulsão que têm por essa parte dos nossos corpos, mas acho que pode ser de mulheres achando que pode ter algo muito errado com suas vaginas. Se a gente acha que cada cm do nosso corpo tem um defeito, como as vaginas poderiam ficar de fora?

Musicista blogueira disse...

Nossa, como foi bom ler tdo isso! Sabe, eu estou há 5 anos complexada com meus seios. Antes disso eram o que se dizem "perfeitos", durinhos, mas depois de uma gravidez e amamentação, eles ficaram flácidos e com estrias, pra meu desespero, pq se tem uma coisa que odeio é usar sutiã, mas agora nao tenho escolha... Às vezes, qdo estou num lugar onde ninguém me conhece, arrisco ficar sem, e que se dane quem repara nisso, o que importa é eu me sentir bem. Mas perto dos que me conhecem, prefiro não arriscar pra evitar críticas diretas, principalmente pq meu último namorado sempre dizia que eu tinha que fazer uma cirurgia, e isso me deixava tão constrangida que só fazia sexo com sutiã... Acho isso uma falta de respeito por quem deu o seu corpo para dar a luz e amamentar uma criança... meus sinais são consequências disso, e eu faria tdo de novo.
Mas mesmo assim, mais pelos homens do que por mim, eu vou fazer uma cirurgia sim, mas não penso em colocar silicone não, acho isso ridículo.. Apenas pra tirar o excesso de pele e "levantar" os seios... Já que os homens tanto abominam, e pra que eu nunca mais tenha que ficar de sutiã durante uma relação...
Bem, mesmo assim, foi mto estimulante ler seu blog, continue assim.
Um súper beijo!

Anônimo disse...

Eu tenho 14 anos e teve uma epoca que fiquei muito magra e meu seio fico caido e "feio", e eu tinha peitões e super bonitos.. estou com vergonha dos meus seio agoras =/ queria alguma coisa que levanta-se os ! Beiijo ;*

tete disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
tete disse...

Que bom poder encontrar mulheres que ja passaram/passam pelo mesmo complexo que eu, é bom saber que vc ñ esta sozinha. Durante muito tempo tive problemas com relacionamentos, quando eu via que a coisa estava esquentando terminava a relação por vergonha.Amamentei durante um ano, meus seios ficaram com estrias e caidos, demorei sete anos para tirar meu sutiã na frente de um homem e quando tirei foi um alivio saber que posso ser amada e desejada mesmo que tenha o seio caido, posso ter um relacionamento e ser felis sem complexos, ñ devemos ligar para a estetica, afinal um homem se apaixona pelo que vc é e ñ pelo seu seio. Esses são os relacionamentos QUE VALEM A PENA SER VIVIDOS.=)

Anônimo disse...

Olá Lola, visitei seu blog e achei super interessante, a maiora das mulheres são complexas justamente pelo fato de ver na mídia outra mais bonita e digamos que "perfeita" físicamente, pois atraem os homens,acho que todas as mulheres devem se alto valorizar e ter mais alto-estima consigo mesma, que apesar de qualquer situação,se sintam bem e felizes.Nós mulheres somos privilégiada pela vida.
Beijos

Anônimo disse...

tenho 15 anos e meus seios são flácidos e caídos
isso me icomoda muito acho que meu namorado tb se icomoda mas n fala nda
o q eu faço?

Anônimo disse...

Porra que blog babaca... tetas caídas.... queremos ver peitinho de meninas novas...

Anônimo disse...

Olha só bagulada, vocês que tem peitos despencados estão fora do mercado, nós homens queremos peitos duros e volumosos, quem disser que prefere peitos murchos está mentindo só prá agradar. Neto

Anônimo disse...

este jovem que falou que só gosta de peito durinho de certeza tem muitos defeitos e ele está bem enganado, estas sao as mais atraentes por rentro e bonitas por fora vai se enganando cara

Anônimo disse...

oi Lola, sempre tive problemas com meus seios, sempre sofri pois eu tinha sempre o maior entre minhas amigas lendo esta postagem vi que os problemas não são eles e sim a cabeça e a mente de quem os ve pois não existe o perfeito e sim o que a mídia impõe e aceitamos sem perceber...
adoreii....bjus

Eleonora disse...

Lola,

Só gostaria de agradecer a vc e a todos que comentaram aqui neste post.
Estava buscando justamente isso, depoimento de pessoas com os seios "fora do padrão" e como elas lidam com isso na hora de se mostrar para qualquer outra pessoa.
Por incrível que pareça, na minha busca só apareceram sites de plásticas, silicone e etc.
Tenho seios desde os 9 anos também, meios seios são bem grandes, mas tenho um problema que se chama "Mamas deslocadas" ou seja, elas se encontram um pouco abaixo doque deveria ser, entende?
A verdade é que eu comecei a namorar com 17 anos e acabo de sair desse relacionamento. Mas acontece que 4 anos de namoro acabaram que eu me acostumei a ficar nua perto dele e nunca houve má aceitação da parte dele quanto aos meus seios. Porém, após tanto tempo com a mesma pessoa, hoje me preocupo com o fato de ter que ficar nua na frenta de outro potencial parceiro que eu vá ter, entende?
Mas depois de tudo que eu li aqui, vou apostar em me enxer de segurança quando essa hora chegar e ver qual vai ser a reação do gato.
Obrigada por tudo e com toda certeza visitarei seu blog sempre.

Anônimo disse...

DE Vanda p/ Lola. Amei,seu texto é muito bacana esuper inteligente. Bjo Bjo.

barbara disse...

Gostaria de fazer uma pergunta...
Uma das causas da flacidez dos seios é ocasionado por conta de atos sexuais?(de maneira mais direta... por conta do homem ficar apalpando eles ?

Edvania disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Edvania disse...

ola, adorei o cenceito de auto estima, mas a questão é alguem pode mudar o que esta na midia? não. portanto todo este conceito não faz diferença na minha vida, sabendo que meu marido/namorado é ficçado por pornografia do tipo playboy (entre outros), onde aparece as tais photoshopiadas... mas que são gostosas, que deixam eles com tesão,que levam eles a comprarem mais e mais, e que cada vez mais ficam com seus cerebros lavados e desequilibrados pela midia. Meu parceiro não me desvaloriza, ele diz que sou linda, e que me ama do jeito que sou, mas tambem não abre mão de suas pornografis (isso jamais, mais facil terminar tudo comigo) afinal de contas eu, enxo o saco, fico de tpm, as vezes tenho dores, 1 semana por mes fico daquele jeito toda ensanguetada.... e elas não, estão sempre la lindas e gostosas, sensuais sem pontos negativos... pelo contrario é infalivel a excitação deles. Bom sei que sou muito pscicotica... ou talvez esteja em depre... mas é isso mesmo, não aguento mais... so mulheres gostosas, perfeitas sem estrias sem celulite, com mamas rebitadas, bumbum enormes sarados pernas lisas e super bombadas, bocas carnudas, barriguinha sempre sexy... e ai? sera que eu consigo ficar assim, se com 20 anos de idade ja tenho tudo que uma mulher de 85 anos que ja amamentou 15 filhos, trabalhou duro a vida inteira e não sabe o que é fazer as unhas... bom é isso mesmo tenho 20 anos e tenho peitos caidos cheios de estrias para varias pequenos, bumbum murcho caido e cheio de estrias e celulite, uma barriga que parece que não me deixa por nada, não tenho cinturinha... e ai como que posso me sentir diante de tudo isso?

um grande abraço e saiba que meu comentario não foi uma critica em relação a seu texto pelo contrario, talvez seja o tema de um proximo... bjos

pekkena.bb disse...

oii Lola gostari q vs respondesse a mnh pergunta : a flacidez dos seios ocorre por conta de atos sexuais(por serem apaupados?) ?

lola aronovich disse...

Pekkena, não sou nenhuma especialista nisso. Pelo que sei, o que mais causa a flacidez é a idade mesmo (nossos tecidos vão perdendo a liga), e o tal efeito sanfona, típico das dietas (emagrece - engorda - emagrece - engorda). E acho que a genética também tem um papel importante nisso. Não acredito que alguém apalpar nossos seios ou outras partes do corpo cause flacidez.
(Se houver alguma leitora médica por aqui que quiser responder à pergunta da Pekkena, agradeço).

Anônimo disse...

Muito legal tudo que você escreveu, que pena que não funciona para pessoas reais que têm a autoestima abalada.

Anônimo disse...

Muito legal tudo que você escreveu, que pena que não funciona para pessoas reais que têm a autoestima abalada.

Bel17 disse...

Ola, tenho 22 anos e sempre sofri com o efeito sanfona, eu tenho vergonha dos meus seios, sao grandes de mais, e um pouco flacidos pois pesam ne? ^^ mas eu me preocupo tanto com isso, tenho que abrir a mente, ve que tenho qualidades por dentro e por fora! =) Obrigado lola, agora me sinto melhor depois q entrei e aqui!!! um super beijo!

Carol disse...

Lola, esse post me fez lembrar sobre outra coisa que também perturba muito as mulheres nesse sentido - vaginas. Tamanho e forma dos lábios vaginais, etc. Muitas mulheres recorrem a cirurgias plásticas "íntimas" para deixar suas vaginas mais "bonitas". Porque até nisso pensamos que somos erradas e "fora do padrão". Tem um site no estilo desse de seios também, sobre vaginas. Acho que o nome é 1001 vaginas ou algo assim... mostrando fotos de vaginas de todo tipo, forma, cor e tamanho.

Bernardo de Gregorio disse...

Então vamos ao maior problema possível em relação a SEIO: semântica. Seio quer dizer "vale", "valeta" em Latim ("sinus") e refere-se à depressão antômica que fica entre as glândulas mamárias femininas, que devem ser chamadas de "mamas". Também pode se referir à depressão antômica que fica entre os músculos glúteos: o famoso "rego" ou "cofrinho". Também refere-se aos espaços aerados presentes nos ossos do crânio, os chamados "seios da face". Quando se diz "os seios", a qual destes está se referindo??? Sim, porque o do peito é APENAS 1 !!!

bebel disse...

olá, meu nome é bel, tenho 45 anos, e meus seios são flácidos e caídos. cairam quando eu tinha 13 anos. eram grandes, enormes, eu tinha orgulho deles - os caras faziam questão que se deter neles. o tempo passou... tenho pensado em por silicone para dar uma enchida neles. e levantá-los um pouco. no sexo eu nunca tiro o soutien por inteiro. é que as mamas balançam muito, e devem acabar de romper os ligamentos - se eles ainda tiverem lá. quando amamentei, a princípio, os seios ficaram cheios, e eu parecia a danielle winiets, mas depois, depois... agora estão moles, e pendurados. fiquei sabendo que mesmo operando eles não ficarão em pé. é que dá para levantar quando o ângulo da mama, centímetro de queda, é no máximo de 8 cm. fiquei até envergonhada quando a menina que era a enfermeira - peituda por sinal, bastante peituda!!! - me disse "as mamas da senhora têm queda de 15 cm - se operar o peito continuará caído". mas devo operar. já é o meio do caminho, né? tinha um cara que eu transei que não gostava. dizia que eram moles, que não davam onda. mas foda-se! tenham certeza que tem gente que gosta. e gosta muito. eu mesma não entendo. até mesmo porque eu acho bonitos os peitinhos inteiros das meninas rosinhas. gosto mesmo. as minhas mamas são indecentes perto dos peitinhos delas.

bebel disse...

aliás, esqueci de dizer, meu namorado fez um filme com meus peitos caídos e flácidos. judiou deles. a gente pos o filme no yotube, mas não vou dizer o nome do vídeo. não vale a pena muita gente vendo as minhas mamas esticadas para baixo...

isabebel46 disse...

concordo com a bebel, minha xará. Sou Isabel, e tenho 46 anos. Minha tetas são como as tuas. Uma amiga sarcástica diz que elas estão vencidas. Sempre saio de soutien. As mamas não chamam mais atenção por serem grandes. Elas, inclusive, diminuiram com o tempo. Usei 46!!! Hoje, tranquilo um 44. Uma vez caí na idéia de sair para um samba com um bustiê. Ele arrebentou o feixo. Foi horrível! Com quinze minutos de festa, tava eu sentada com os peitos de fora, caídos paca, e os bicos marcando a camiseta em baixo. As mamas caídas para os lados, moles, separadas. Os garotos foram atrás de uma drogaria para comprar dois pares (um par não adianta, hehehe!) de lib. Cada caixa vem com dois, e uso os quatro de uma vez. Não levanta tudo, mas segura, junta. Quem na verdade se deu bem foi uma amiga de minha sobrinha, a Vanessa, ela tem um peitão de causar inveja, 46 de manequim, ela foi comigo ao banheiro, e me emprestou o soutien dela. E voltou com os bicos furando a blusa para o salão. Todo mundo percebeu aquilo!!! Eu - estava salva. Voltei discreta ao salão - indo logo dançar. Rimos pacas, eu e as outras, quando contamos o que se deu. Os peitos de Vanessa dominavam o ambiente. Eu, estava discreta. As mamas balançando dentro daquele imenso soutien. Quando os garotos voltaram com o lib nem precisei usá-los. Contei para eles - que nem prestaram atenção. Já estavam desnorteados com a Vanessa. hehehe

isabebel46 disse...

ah... esqueci de dizer que também amo os peitinhos das garotas. fiz swingger por catorze anos. Sempre fui eu que escolhia as garotas. e elas tinham que ter os peitos maiores um pouco do que os meus. apenas que na condição de serem suspensos, e firmes. Nunca me incomodou que elas tivessem o peito mais bonito que os meus. Minhas mamas também caíram com 13! e com 26, elas já estavam bastante caídas e separadas para os lados. Vinte anos depois, sei que meu topless gera constrangimentos. Fiz algumas vezes, mas já não rende tanto. hehehe. Eu mesma fico com os olhos nos peitões das garotas. Minha sobrinha me deu um esporro uma vez. Quis que eu pusesse o soutien, e eu fiz a vontade dela. Constrangia a ela que a tia tivesse com as mamas moles e bastante caídas de fora. Exigências de padrão de beleza. Mas que fazer se eu mesma prefiro os seios das meninas, eretos e cheios, do que os meus, flácidos e moles? Vou fazer a cirurgia de levantamento das mamas, e por um silicone. Deixar turbinado! Os caras é que vão gostar... hehehe

isabebel46 disse...

Menos de um mês depois, volto a teu blog. É que fiquei obcecada com a tarefa das mamas. Comecei a pesquisar na internet. botava assim: peitos caídos; pechos; saggy breast, mamocas. De todo lugar. Sempre era a mesma reclamação: a garota que não se conforma com os peitos que caíram. os homens dizendo que preferem peitos médios, intermédio, à mamas grandes porque um dia elas caem... Cheguei a contar email que falasse de homem que gostava de peito médio ou grande; eretos ou caídos. O teto eram 100 votos neles. Resultado: peito médio: 67; peito grande: 26...
E entre seios eretos e firmes ou flácidos e caídos, o resultado foi acachapante: Eretos/Firmes: 86 Flácidos/caídos: 11. Enfim, que tal? E eu com estas mamas na barriga!!! Não sei se rio, ou se choro. hehehe.
Outro dado que encontrei sobre tipos de peitos caídos num site argentino:
Es necesario medir el grado de caída del pecho antes de realizar cualquier operación de cirugía estética para realzar los pechos.
◦Grado 0 o pseudoptosis: Se da cuando el pezón está por encima del surco submamario con toda la glándula mamaria concentrada en el polo inferior. En este caso la mama no está realmente caída, por eso se le conoce como grado 0, sin embargo tiene aspecto de estarlo.

◦Grado 1: Se da cuando el pezón está al mismo nivel que el surco submamario. Se puede corregir e incluso aumentar volumen del pecho con un implante.

◦Grado 2: Cuando el pezón está por debajo del nivel del surco submamario.

◦Grado 3: Es el caso menos favorable, cuando el pezón está por debajo del surco submamario y además por debajo de la parte inferior de la mama. A más de 31 cm de la clavícula.

________________________

Não preciso nem dizer que ele quis medir-me as mamas... Meus mamilos estão a 37!! cms da clavícula. Acho que devo ser grau 4 - minhas mamas moles são 6 cms mais caídas do que o índice para se estar na condição de teta severamente caída!!! E a secretária no consultório a dizer que as mamas nunca me ficariam em pé. De tão caídas elas estão.
Abri mão do nu (topless) há 7 anos. Faço 'underless', mas já não tenho peitos em condição de aguentar a exposição de um topless. As pessoas param e olham. Tem gente que até arma a barraca! Mas definitivamente, as mamas não estão mais em condição. Necessário deixar a vez para quem está podendo... hehehe.
Estou resolvida. 46 anos. bisturi. silicone. levantar tudo o que puder. e juntá-los, o que é fundamental. As tetas separadas ainda acentuam o grau da queda delas. Voltar quem sabe ao topless - os peitos firmes, seguros. e sem soutien...
Lola, aí eu vou queimar o soutien - que eu já não aguento. Mas não saio sem ele de jeito nenhum. Fico ridícula. Com os mamilos apontado para o chão. Ou como àquela amiga dizia... bebel os teus peitos estão vencidos!!! hehehe

caca disse...

caca disse
bom eu engordei muito dos 10 aos 13 anos fui p 80 kilos meus seios pareciam titi de guri gordo,hehehe
quando emagreci com 15 anos fiquei bem gotosinha com 60 k e mais alta é claro, porem meus seios caidos tipo 6 e meia mesmo. entrei em pamico pois pensava que teta caida é por ser chupada, quando conheci meu marido e ele quiz passa a mão e tal nao deixava de jeito nenhum até que um dia nos conversamos e mostrei para ele, ai ele disse q eram lindos e que nao tinha nada a ver.
hoje tenho 38 anos ,estamos casados á 18 e tenho vontade de fazer plastica, pensei que levantaria
poren na questao de sexo tanto eu como ele adoramos ve-los balançar na hora h ele diz que da muito tesao

mi rodrigues disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
SUELEN LOVATO PRADO disse...

oi .. por favor alguem me ajude . eu tenho 14 anos e o meu peito ele e grande,tem estria e meio caido .. eu nunca vou na praia porque eu tenho vergonha de mostra o meu corpo. eu brigo muito com minha mae porque ela fica irritada que eu tenho mania de n deixar ela me ver trocando de roupa .. eu choro muito por causa disso .. eu sei que isso nunca vai mudar .. mas eu n gosto do meu corpo .. nao tem nenhum sutiaa do meu tamanho ..quando eu vejo uma crianca com aquele biquine feliz da vida, e eu com peitao .. eu choro .. fico irritada .. voce tem alguma dica ?? bj

Marie disse...

Olá, tenho 14 anos e acho meus peitos bem grandes pra minha idade... Além disso eles são caídos e não são muito duros e tem estrias, e eu não gosto muito deles. Tenho vergonha de usar biquine e etc... Você tem alguma dica pra eu poder melhorar eles?

Fátima disse...

Oi Lola, eu concordo que temos que aceitar nosso corpo e entender que cada uma tem um tipo de beleza, mas após a gravidez meus seios ficaram muito flácidos, por isso eu me sentia muito mal, chegando a um estágio inicial de depressão. Não saía mais de casa e não me cuidava. Por intermédio de uma amiga, conheci a clínica Master Health e fiz a mamoplastia de elevação, porque eu estava satisfeita com o tamanho, mas não com o fato de eles estarem "caídos". O meu cirurgião disse que o problema é comum e muitas têm vergonha de procurar médicos e vivem infelizes. Beijos

joao oliveira disse...

João Oliveira disse: minha mulher resolveu operar as mamas. vai botar uns 150 Ml de silicone. Sinto que Isabel fica constrangida quando está com garotinhas por perto. ela sabe que sempre gostei de peitos grandes e redondos, e hoje mais do que nunca, este quesito está na moda! Isabel está com as mamas arriadas!!! Mesmo com soutien as mamas flácidas ficam balançando no interior do bojo. Isabel tem as mamas moles como geléia. Acho que ela tem grilo nisso. Tanto é que nunca tira o soutien se tiver na área uma garotinha. digo - numa praia deserta, como algumas que nós já fomos. Acho que tava na hora mesmo dela assumir este grilo e dar um jeito. As mamas estão ao umbigo. Vencidas pelo tempo e pelo peso.

joao oliveira disse...

acho que vivemos na época do politicamente correto. isto é fato; tudo tem que ser relativizado e coisa e tal. sou franco. tenho 43 anos. fui criado numa época que o padrão de peito de garota era o médio, firme, em pé. durinho. a gente ficava doido quando via uma menina abusando dos seus dotes e se mostrava sem soutien. a blusa furando. a ponta dos seios! Naquela época, quando pensávamos nos seios das nossas avós, pensávamos em mamas caídas e coisa e tal. enfim. quero dizer que peito caído sempre foi carta fora do baralho! a garota que tivesse peito caído tinha problema aí. eu tinha 20 anos e pensava um pouco assim. eu via aquelas mulheres vividas nos botecos de vila isabel. entre 30 e 43 anos. isabel com 46 era uma exceção. já com bastante idade. normalmente, os peitos bastante flácidos. escondidos nos soutiens. e eram seios feios por isto. simplesmente. Agora que estou mais velho, continuo achando que os peitos caídos, ou o que é pior, os peitos flácidos, moles como gelatinas, por vezes, as mulheres, por exemplo, isabel, ela tem as mamas muiiiito flácidas, caídas. aliás, são mamas arriadas!!!! não acho que mamas arriadas tenham que ser consideradas bonitas. porque não são! lembro das mamas arriadas de isabel na praia particular da região dos lagos. tava com o grupinho das amigas da sobrinha. Imagina!!! quatro garotas na faixa dos 20 e poucos. As mamas de Isabel arriadas. Cada uma imensamente caída para cada lado! Uma das amigas, a Vanessa, tinha peitões lindos. E era um contraste aquela coisa linda, aquele peitão imenso de Vanessa e as mamas arriadas e flácidas de Isabel. Sejamos verdadeiros! Quem disser o contrário, que justifique!

Emma Folk disse...

joao oliveira Oi Troll nonsense! o seu saco tambem é caído,e aposto que voce nao tem um abdomen bonito! vamos acabar com hipocrisia né? homem feio é feio! e ainda mais com 43 anos...puts,velho,enrrustido e ainda nao bate bem da cabeça,tomou o teu remedio hoje?

milene disse...

Oi Lola, como sigo seu blog e outros tantos. Hoje tive contato com um texto muito denso que aborda o quão desumanos e em guerra com a gente mesmo estamos.
Creio que há muita informação e reflexão ali.

Leia, mas leia de verdade. è disso que o mundo precisa.
Bjs
Milene
Segue o link:
http://www.albinoincoerente.com/2012/03/mia-couto-e-o-albinismo.html

Mariana disse...

A beleza esta nos olhos de quem ve, mais feliz eh aquele que ve beleza em todo lugar....
Porque temos de nos apegarva juventude? Quem inventou isto?
Quero ver beleza onde eu quiser sem dar satisfacao a ninguem. Beleza e o alimento da alma que se come com os olhos... Quem nao ve beleza na vida como ela eh, mata-se de fome e insatisfacao neste regime tao restritivo da juventude.

Letícia Alves disse...

Concordo com você!
Jamais fui magrinha, mas sempre gostei dos meus seios.
Tenho hoje 37 anos e nunca amamentei, pois nunca fui mãe. Mas os acho bonitos e já sofreram com emagrecimento e também quando engordei, e o passar dos anos.
Mas aprendi a gostar de mim como sou mesma.

Isabella oliveira madeira disse...

ao querido João, espero que vc que exige uma boa mama, não tenha tetinha caída, bundinha chupada pra dentro ou aquela horrível pança de chopp, nem seja careca, nem dentes amarelados ou qualquer outro "defeito" que possa surgir com a idade..... porque qual vc acha que é o sonho feminino? Não acha que é um gostosão tb???? e principalmente acima disso inteligente é claro né amigo, falar todo mundo pode falar qualquer coisa, mas tá mais do que óbvio que vc não deve conseguir manter sua matraca fechada e deve tocar nesse assunto assim, dessa maneira bem inteligente com a sua mulher, que por esse motivo deve ser "grilada" assim.... vc se fosse franco de verdade, aceitaria o fato que é vc que põe esse fardo sobre sua mulher, achando não sei como (porque isso é desinteligente) que peitos sempre ficam firmes e cheinhos como quando uma mulher esá no ápice de sua jovialidade.... tenho a esperança que vc seja um troll e nada mais para que vc de fato não tenha pago esse mico ridiculo de falar asneiras assim... espero que seu pinto tb nunca tenha broxado, porque afinal, não tem coisa pior...kkkkkkkk

Lola, puxei a minha mãe, com seios enormes, então sei que se algo cair nesse querido corpo, primeiramente será esses meus amigos....kkkkkaliás ví umas fotos aí que quase gritei: tiraram fotos da mamãe..kkkkkkk

Carla disse...

Nossa! Me identifiquei com esse blog. Tenho uma insatisfação enorme com os meus seios, principalmente depois da amamentação. Semana passada, uma amiga me indicou uma clínica chamada Master Health para ver o que poderia fazer para melhorar. Ainda não tive coragem de marcar, mas depois de ver um comentário de alguém mencionando a clínica, vou marcar daqui alguns minutos. Parabéns pelo blog!

Cristina disse...

Carla, depois que você for nessa clínica, volte aqui para nos contar. Já ouvi falar dela e também tenho curiosidade de saber se é boa mesmo.

JJ.AA disse...

Ja havia lido o post alguns meses atras e por causa de uma linkagem qualquer voltei a lê-lo hoje. Acho que tive a sorte imensa de conviver com uma mãe que vivia pelada. Explico : até meu irmão completar uns oito ou nove anos (sou sete anos mais velha que ele) minha mãe nunca se importou em sair nua do banheiro apos o banho ou coisas do tipo. Ela não é nudista nem se expunha deliberadamente, apenas vivia o conforto de sua nudez no lar como algo normal. Minha mãe não é nenhum top model (beeem baixinha, com um culote marcado, estrias na barriga, etc) mas mesmo assim nunca escondeu a realidade do corpo de uma mulher normal na meia idade depois de dois partos cesarianos. Paradoxalmente sempre vi ela fazendo mil regimes e se queixando do peso, o que acho uma pena.

Anônimo disse...

A prioridade é o aprimoramento genético da espécie humana e não a auto estima de ninguém. "Chama seleção natural" por uma razão.

Emmanuelle disse...

nossa anonimo q legal agir feito um animal,se for assim tbm é certo nos mulheres escolhermos os mais ricos e com p maior? logico que nao

claudioivan disse...

olà mulheres!meu nome è ivan claudio nunes, me desculpem entrar assim, mas acho lindo tamanho dos seios das mulheres quando maior cheinho e gostoso lindo demais isso posso enchergar em todas. nos seios mèdios tambèm acho sexy atè me conquista se querem saberem se seus seios acomodam vocês pelo tamanho que não cabe nos sutiãs me desculpem eu adoro!

Liana hc disse...

poxa, agora que eu voltei no post vi seu comentário Suelen, é do final de 2011, nem sei se você vai ler isso, espero que você esteja recebendo a orientação e o apoio de que precisa.

Ver quantas meninas e meninos estão passando por problemas de auto estima e de cobrança sobre seus corpos, e muitas vezes com pouco ou nenhum apoio, me entristece. Nem sempre a família está atenta a isso, às vezes quando dá atenção é de maneira desajeitada, acha que é besteira.

Procurar grupos, fóruns de discussão, coletivos que trabalhem estas questões pode ajudar bastante, pois permite interagir com pessoas de opiniões mais diversas e engajadas, afasta aquela sensação de que se está só. Aqui mesmo no blog da Lola tem muita leitura bacana sobre corpo e auto estima, com relatos pessoais e links. Tem também o site das Blogueiras Feministas. Abraços.

Anônimo disse...

Olá,Pra ser logo sincera eu estou desesperada por que eu tenho 14 anos e meus seios são muento grande e e ele esta caido cheio de estreas e eu tenho complexo por causa desse meus seios estranhos, eu pensei pelo fato de ser godinha e logo eu ia volta com os meus seios pensei que era apensa gordura mais ñ e ate hj choro muinto por causa do meu corpo e preseso muinto de ajuda eu coloco sutiã para desfassa mais ñ adianta regulo o maximo possivel para ficar certo mais ñ adeanta relaxa muinto rapido.....preseso muinto de sua ajuda. Desde de ja te agradeço Obregado!!

shirley disse...

amei o seu blog e me emocionei com tudo o que tem ai acho que você tem razão e as mulheres devem se valorizar mais do jeito que são bjs... <3

Giovana disse...

Tenho 18 anos e meus seios não me incomodam tanto, exceto na hora de comprar sutiãs, algo que estou começando a achar ridículo. Porém, apesar de não me incomodar tanto com eles, outros padrões impostos me incomodam muito, e, apesar de gostar da minha aparência, pequenos detalhes me fazem passar tempo me analisando no espelho. Gostaria muito que as futuras mulheres fossem livres desses padrões. Também queria muito que mais gente visse seu blog, que mulheres lessem seus textos ao invés de gastar tempo com revistas estúpidas ou novelas das 9.
Aliás, seus textos já ajudaram muito a me libertar de regrinhas tão estúpidas = )

Anônimo disse...

Eu tenho 15 anos uso sutian gg nao.sou gorda mais des que começei a desenvolver aos 11 anos meus seios cresceram rapidamente enxeram de estrias o meu corpo era magro desenvolveu aos poucos mais oq nao gosto em mim sao meus seios pq um e maior q o outro bem maior nao da pra disfarçar no biquini . Tem gente q me chama de gorda pelo tamanho dos seios mais eu n sou gorda isso me deixo mt pra baixo com vergonha do meu corpo

Vanessa Da Silva disse...

Boa noite..!! Eu tenho 28 anos e nao to satisfeita com meus seios eles sao grandes demais o tamanho do meu sutian é 54 e quando eu entro na loja é muito constrangedor porque eu nao acho um sutian que seja lindo e adequado pra mim usar se eu tivesse dinheiro eu ia realizar mu sonho de fazer uma cirurgia plastica nos para diminuir meus seios eu me olho no espelho todos os dias e minha alta estima vai la pra baixo...

Anônimo disse...

Muito legal, seu texto tenho 18 anos e meus seios são enormes estou amamentando, apesar de não estar satisfeita com meu corpo, meu marido não se importa, mas, para mim sempre me incomoda!

Anônimo disse...

Lola , me tire uma dúvida .. Desde 12 anos meus seios eram grandes e agora com 14 anos estão diminuindo porque isso tá acontecendo? Eles vão ficar grandes de novo?