quinta-feira, 2 de junho de 2011

LIBERDADE RELATIVA: MARCELO TAS QUER ME PROCESSAR

Estou indignada, mas vou me esforçar para não parecer tão indignada. Ontem, como vocês viram, publiquei um post mandando o CQC pra PQP. Isso foi no título. No texto em si eu estava muito mais comedida, e expliquei porque é misoginia ter nojo da anatomia feminina (principalmente quando esta anatomia não está a serviço dos homens adultos e héteros, como no caso da vagina no parto e dos seios na amamentação). Por que fiquei tão revoltada? Por uma questão de princípios. Não sou mãe, nunca quis ser mãe, e agora, prestes a completar 44 anos na próxima segunda, definitivamente não serei mãe. Portanto, nunca amamentei. Também nunca fiz aborto, e no entanto sou 100% a favor da legalização do aborto. Assim como não sou lésbica, mas comemorei quando a união homoafetiva passou no Supremo. Não sou negra, mas faça uma piadinha racista perto de mim. E por aí vai. Eu não defendo apenas as causas que me beneficiam diretamente.
Já faz tempo que eu e muitas, muitas pessoas não engolimos as asneiras “politicamente incorretas” (código para “posso falar o que quiser e não aceito ser contestado”) de Rafinha Bastos, Danilo Gentili, e do CQC em geral, entre tantas outras celebridades e seus programas. Mês passado foram dois casos: Rafinha, numa revista, defendendo com todos os dentes piada de estupro (é um favor uma mulher feia ser estuprada, estuprador merece um abraço etc), e Danilo twittando que entende porque os judeus de Higienópolis são contra a construção do metrô — porque, da última vez que entraram num vagão, foram parar em Auschwitz. No segundo caso, a Band exigiu retratação do seu contratado, e Danilo rapidamente tirou o tweet do ar e pediu desculpas. No caso de Rafinha, nada. Parece que não é bacana fazer piada com judeu, mas com mulher, zuzo bem, tá liberado. Afinal, somos apenas 52% da população.
Mas eu me ofendo. Sou feminista desde os 8 anos de idade, e pra mim é ponto pacífico que a mulher tenha liberdade sobre seu corpo. Portanto, quando vem um bando de marmanjo ridicularizar mulheres por amamentarem em público, vejo isso como uma intervenção no corpo da mulher. É dizer que ela não pode amamentar na frente de outras pessoas, que existe apenas um tipo de seio que pode ser exposto. Isso num momento em que os mamaços se intensificam por todo o país, porque as mães não são bobas: elas sabem que vem crescendo no Brasil um conservadorismo que é contra a liberdade feminina (e também contra a liberdade de todas as outras minorias).
Quando Rafinha desdenhou do mamaço (e do beijaço), ele sabia o que estava fazendo. O CQC sabia. E aq
ui admito que errei numa informação no meu texto, como me informou uma leitora: não foi na TV que esse lamentável diálogo (veja aqui) aconteceu. Foi no CQC 3.0, que passa na internet após o programa televisivo. Mas faz muita diferença? Os participantes são os mesmos. Os temas, pelo que me contam, são os mesmos. O nível de estupidez é o mesmo. Se a gente considerar que integrantes do CQC estão ligados ao programa até quando falam numa revista ou no twitter, imagino que o que eles digam num troço pra internet chamado CQC 3.0 conte como parte do CQC, ou não?
De todo modo, ontem mais ou menos no almoço recebi um email do Marcelo Tas, curto e grosso, querendo saber onde e quando ele se posicionou contra a amamentação. Eu respondi, com a mesma educação que me foi dispensada, que nem ele nem o CQC se opuseram à amamentação, e sim à amamentação em público, como está claro no meu texto. E que eu só citei o Tas uma vez, num parênteses sem referência à amamentação em si, em que eu dizia que é claro que a sociedade gosta de seios (desde que direcionados a sua função única, a de fazer babar os homens) porque a TV não sobreviveria só de Rafinhas ou Marcelos Tas. Mas ele me mandou um outro email, subindo o tom, pedindo retificação imediata, porque ele não se disse contra a amamentação em público, ele não disse nada daquilo, e ele não é misógino. Comentei no Twitter que eu tinha recebido email do Tas e, mais tarde, publiquei nos comentários do meu post esses dois emails curtinhos como resposta dele, como um “outro lado”. Recebi outro email em seguida, em que ele diz: “Você vai aprender através de um processo por calúnia e difamação a ser mais responsável com o que publica, esta troca de e-mails documenta a minha tentativa de dialogo com voce antes de tomar o caminho da Justiça”. Quer dizer, o que foi isso? Ameaça de processo, certo?
E isso me deixa indignada. O CQC tem o direito sagrado da liberdade de expressão para caluniar todas as mulheres, mas eu não tenho a liberdade para criticá-los? Então me parece que essa tal liberdade é meio relativa. Eu, por exemplo, dona deste humilde bloguinho com suas 90 mil visitas e 150 mil pageviews por mês, jamais ameacei ninguém com um processo. Sou contra a censura. Em todas as minhas críticas aos machistas, misóginos, homofóbicos e racistas de plantão (e são muitas críticas em 3,5 anos de blog com atualizações diárias), nunca exigi que alguém se calasse ou que algo fosse tirado do ar ou da internet. No caso do Rafinha fazendo piada com estupro, não divulguei nem o que seria totalmente legítimo — que passássemos a boicotar os anunciantes do CQC, programa que o emprega.
É engraçado que o Tas queira me processar porque, como lembrou a Srta.Bia, no caso do Danilo, quando a PinkyWainer perguntou ao Tas se ele apoiava o tipo de humor danístico sobre judeus e o metrô de Higienópolis, ele respondeu: Engraçado também que o CQC e demais programas são os primeiros a gritar “Censura! Exijo liberdade de expressão!” quando recebem qualquer crítica, mas são tão rápidos no gatilho pra ameaçar com processo quem os critica.
Eu até entendo. Por coincidência, estava lendo uma matéria da Lúcia Rodrigues na Caros Amigos de maio. Chama-se “As Novas Táticas da Repressão Política” (trecho aqui) e fala justamente sobre como processos jurídicos são movidos para intimidar os ativistas. É o que está em alta atualmente. O MST incomoda? Não basta só jogar a polícia em cima, mete também um processo! Processo é usado pra calar qualquer um que se oponha ao status quo. E Tas e seus colegas de CQC, apesar de posarem de moderninhos, representam, com seus preconceitos ultrapassados, esse status quo. Seu exército de advogados, sempre prontos para defender os integrantes de qualquer processo, também serve para intimidar. Mas se alguém achar que difamei o Tas, peço para que leia o post, do qual não troquei uma só vírgula. Como disse o Bruno, “se esse post é calúnia, o CQC é formação de quadrilha”.
Tas em nenhum momento criticou o que seus colegas disseram, ou as outras besteiras que vivem dizendo. Mas se irritou porque eu o chamei de misógino. É, fui injusta. Gostaria de acrescentar que, além de considerá-lo um misógino de marca maior, também o vejo como um tucano enrustido e um babaca arrogante. Isso é calúnia e difamação? Ou é a minha opinião?
Se não tenho direito a minha opinião, então, Tas, me processe. Pela demonstração de apoio que recebi ontem, suponho que bastante gente ficará do meu lado, a favor da liberdade de expressão. Acho que na hora muit@s de nós nos levantaremos gritando “Eu sou Spartacus”, sabe? Você deve saber a força de uma mobilização online. Fico no aguardo de você começar uma luta de Davi e Golias contra mim. Ao contrário de você, eu não tenho um dos maiores grupos de comunicação do país me dando apoio. Tenho apenas a minha consciência, e esta precisará de mais de um processo pra ser calada. Eu sou mulher, sou feminista, tenho peito, não tenho medo. Pra mim “aquilo roxo”, balls, cojones, nunca foram sinônimo de coragem. Coragem é enfrentar todo um sistema que insiste em perpetuar preconceitos.

1.108 comentários:

«Mais antigas   ‹Antigas   201 – 400 de 1108   Recentes›   Mais recentes»
Joachin disse...

Aí está a hipocrisia na liberdade de expressão defendida por essas alegorias do pensamento conservador brasileiro que integram o CQC: liberdade de expressão somente para que sirva em defesa dos interesses da direita. Quando são questionados sobre as asneiras e os insultos que proferem, logo querem impor a censura. Posso colocar seu texto e o link para seu blog no meu Semântica dos tempos?

Carina Prates disse...

Edy, vai se ferrar "branco" macho e hétero que não percebe sua posição de privilégio na sociedade. Se sempre tem que ter uma "vítima" pra ser engraçado, cadê as piadinhas sobre machos-brancos-héteros-ricos pra eu rir tb? Ah não tem? Então isso diz muita coisa sobre a sociedade em que vivemos.

Aoi Ito disse...

Gente, vou deixar aqui minha begice com essa insistência de tratamento do humor. Não, Edy, zoar gordo, loira e português não pode. Por que poderia? Alguém disse que podia? Pois vá se ferrar você também, aposto que só fala isso porque é homem, possivelmente branco, possivelmente de classe média, que nunca teve nem nunca terá uma piada de mau gosto tendo como vítima alguém como você. Nunca terá uma "piada" te atacando como pessoa.

De boa, eu acho que assim como homens não podem opinar muito na questão de aborto, gente privilegiada devia calar a boca antes de começar a vomitar "É HUMOR É HUMOR CALEM A BOCA VOCÊS É SÓ HUMOR PAREM DE ESTRAGAR MEU MUNDINHO PRIVILEGIADO HURRRR".

Desconstruindo a Mãe disse...

Bah, Lola, que tal sermos todas processadas juntas?

A Mari Hart Dore me propôs e queria saber se autorizarias compilarmos teu post pra sermos todas censuradas publicamente!

Que tal?

Abraço, guria!
Ingrid
ingrid@maezona.com.br

Debora Regina disse...

Lendo o apoio da Juliana Sampaio lembrei que o babaca do Rafinha Bastos participou do seriado Mothern. Baita ironia, né?

Fábio Vanzo disse...

Ah, e avisa o Careca que "através" não serve como sinônimo de "por meio de".

Além de mal intencionado é burro.

Anne disse...

Apoiada!!
Sério, movimentemos forças contra esse ABSURDO!

Gabriela Parisi disse...

O CQC já começou a perder um pouco de credibilidade comigo desde quando contrataram aquela sonsa da Mônica Iozzi, ao invés da Carol Zoccoli, só porque ela é magra, alta e bonitinha. A Carol é baixinha, não é tão bonita e "gordinha", mas era muito mais inteligente e engraçada nas perguntas e comentários. Enfim, esse episódio só mostra que um dia a máscara cai e a verdade vem à tona. Que saudade da época em que eles não eram tão famosos, ao menos eram humildes (ou falsos humildes, vai saber).

Luciane Mirella disse...

Tô contigo e não abro!

Marcelo Goberto Azevedo disse...

Clap. Clap. Clap....

Matheus Felipe disse...

Até entendo o seu ponto de vista e sua indignação. Mas no meu ponto de vista vc colocou muita coisa em ambas postagens que foi muita, mas muita "forçação" de barra da sua parte. Pra não dizer que tanto quanto eles, vc tb disse bastante besteira. Era um debate cômico apesar de sério, eu achei engraçado, se vc não achou deve talvez não assistir televisão porque encontra humor de teor muito mais duvidoso. Só espero que não censure meu comentário ^^

Andresa disse...

Parei de ver o CQC quando eles armaram para cima do Bolsonaro. Eles viram que o cara entendeu errado a pergunta e levaram ao ar sabendo que daria uma polêmica. Depois, se aproveitando da situação, o Marcelo Tas veio dar lição de moral falando que o "orgulho" dele é a filha gay que mora nos Estados Unidos.

Questão 1: Se ele é tão orgulhoso assim dela, porque não disse antes que tinha uma filha lésbica?

Questão 2: Se ela é uma boa pessoa e excelente no que faz como ele disse, por quê ela teve que ir morar nos Estados Unidos?

Se houvesse um Deus da Hipocrisia na mitologia grega o nome dele seria Marcelo Tas.

@_Thought_ disse...

Boa, garota!
Excelente texto e argumentação!! Sim, você tem peito suficiente pra fazer o mundo te escutar!
Conquistou mais um admirador!
\o/

suzane m. disse...

Quando vi boatos na internet, não achei que a situação fosse tão ridícula. Mesmo porque ele se pronunciou por causa da citação, UMA citação, do nome dele num posto que falou do Bastos inúmeras vezes.

E este, vai te processar também? Ou vai aceitar que a liberdade de expressão, desde que não seja anônima, é garantida e tem respaldo jurídico em um dos incisos do artigo quinto da Constituição Federal da República Federativa do Brasil?

Fernanda disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Fernanda disse...

Lola, acho que hoje é o dia dos seus leitores não comentaristas se revelarem aqui. Leio seu blog a pelo menos 1 ano e meio, e compartilho quase sempre com as opiniões aqui colocadas. Estamos com você no virtual e no real. Pra rua? Vambora. Chega da mídia safada e reaça que se usa do humor pra espalhar preconceito. Nanda.

Andresa disse...

Acho que o Marcelo Tas não possui a menor noção de Direito. Se ele for te processar, terá que ter uma investigação para e apuração da acusação. O seu post não dizia nenhuma mentira, muito pelo contrário: se alguém nessa história deve ser processado é o Marcelo Tas.

Provavelmente ele te falou isso porque achou que você iria ficar com medo e apagar o texto, no qual você foi extremamente feliz em cada sentença. Ele jamais imaginaria que essa história teria a repercursão que está tendo e que a opinião pública apontaria ELE como vilão.

Estou com você também, não tenha medo de defender a sua opinião pois nenhum juiz te condenaria por fazê-lo.

Roberta disse...

Gostei do que a Desconstruindo disse.
Podemos compilar seu post?

Mamãe Aprova! disse...

ô gente, não sei se é pra rir ou chorar...Sinto mais tristeza do que raiva por ver que essas pessoas são ouvidas por tantos telespectadores...uma pena!
Continue escrevendo Lola, você tem o apoio de milhares de mães! Já viu força tão poderosa quanto a de uma mãe? Imagine de várias!
Esse homem é uma piada, digno de pena...!

Paula Evangelista disse...

Quando li o post de ontem uma coisa me veio a mente. Se a redação da "piada" tivesse sido diferente não teria escapado muito do machismo habitual do programa. Algo como:
(Tas)-(...)organizando um mamaço
(Rafinha)-Pior é q só tem mulher feia nessas coisas...
(Marco Luque)-e se não tivesse bebê com fome na hr, ia virar um chupetaço!

Ia ter piada, ia chamar a atenção pro movimento e não ia ser tão ridículo.
Enfim, como já disseram, CQC perdeu a mão muito tempo atrás.

Indioh disse...

Gostei muito de todo o texto. E acho um absurdo e um grande desrespeito à liberdade de expressão a atitude do Marcelo Tas. Por essas e outras nunca dei audiência ao programa deles, desde o início sempre tive a visão de que eles não são nada além de uma imprensa conservadora, que utiliza de métodos ridículos para ganhar audiência, fazer piada com minoria e erros de outros é tão bossal quando pastor de igreja evangélica pregando sobre importância de dízimo. Com essa notícia só aumenta mais ainda tudo que já imaginava sobre eles, e usarei de todas as redes sociais que possuo para divulgar isso, acredito que os a favores de sua causa serão inumeramente maior. Estamos contigo.

Kássia Cruz disse...

É um arrogante e pretensioso, mesmo. Estamos contigo! =]

Kássia Cruz disse...

Escreeeeeva, Lola. ESCREVA!

lovelove6 disse...

ESTAMOS COM VOCÊ LOLA!
Devíamos todas processar o CQC e seus integrantes por difamar a todas nós com os seus comentários misóginos de ódio!

Carina Prates disse...

Saiu até no yahoo: http://br.omg.yahoo.com/news/marcelo-tas-amea%C3%A7a-blogueira-amkb-2011060121005484.html

Thássia disse...

APOIADA!!!
Falou TUDO!

Luiz com Z disse...

Bravo, Lola! Mostra pra esse yuppiezinho de cabeça e mente raspadas pelo fascismo liberal-econômico (i.e., Heil Money Über Alles) que nenhuma mulher vai ficar calada quando eles soltarem suas saraivadas de perdigotos imundos sobre elas e nossa sociedade. Marcelo, Tás Fodido!

Gi disse...

Gostei do texto e estou com você! Uma das piores coisas nesse país é a hipocrisia...
Abraço e força

Deivao disse...

Lola, vai tomar no cu vai! Feminista eh o caralho! aposto q vc eh uma velha, gorda, que soh quer aparecer! Qual o problema deles falarem? se vc nao gosta nao assiste carai, e vc nao vai ter o apoio de todos na internet soh pra vc saber! e... Aprovar a homofobia? Respeitar sim, agora pela amor de DEUS né, na bíblia diz q um homem nao pode ficar com um homem e mulher com mulher, entao q se fodam os gays! HETEROS NO PODER, HOMENS NO PODER, CENSURA NO PODER! MARCELO TAS, Tah certo irmao, eh nóis!

Sybylla disse...

Estranho o Tas pregar a liberdade de expressão e querer processar a Lola por expressar a sua.

O pior de tudo é ver que eles fazem piadas no programa das piadas que irritaram as pessoas, mas não se retificam, não se desculpam.

O Rafinha Bastos perdeu o pouco respeito que tinha de mim quando veio com aquela infame piadinha de estupro, de péssimo gosto, que insultou muita gente.

Também não sou mãe, nunca amamentei, por vergonha eu apenas colocaria um paninho cobrindo, pois não gosto de mostrar o corpo, mas não vejo problema nenhum em uma mãe dar de comer ao seu filho. O que vejo de errado é um bando de homens adultos fazendo chacota da amamentação e do parto, do corpo feminino e achar que tá tudo bem. A impressão que dá é que nasceram todos de chocadeira. E pelo nível, parece que nasceram mesmo.

Vinícius de Melo disse...

Você vê essa discrepâncias quando ocorrem greves na cidade de São Paulo. Os caras fazem greve, mas vão lá e jogam a justiça em cima deles - ameaçam TUDO com processo.

Você com certeza tem nosso apoio Lola.

Newtovisk disse...

Nossa, fazia tempos que não lia um texto online tão bom! O título do blog tem razão de ser. Deus abençoe! hehe
Quanto a essa questão confesso que estava totalmente por fora, foi via twitter que vi a tag sendo promovida.
Ainda tenho outro elogio a fazer, quando à consistência do seu argumento.. uma grande defesa da liberdade de expressão. Coerente, lógica e uma delícia de ler.
Tem todo o meu apoio. Essa reação dele foi no mínimo desmesurada.. e ainda não consegui ver de qual crime você supostamente o acusou (calúnia). Obviamente ele falou a primeira coisa que teve em mente pra forçar a barra.
Enfim, parabéns pela coragem e pela coerência. Tem todo o meu apoio!

Adriano disse...

Parabéns pelos seus 2 últimos posts, sobre o CQC. Os anteriores eu ainda não lí, mas lerei certamente.

Sou pai de um bebê que está começando a sair da fase de amamentação, porém, desde seu nascimento eu chego a ter "inveja" de minha esposa, por não poder amamentá-lo. Dá pra sentir a união daqueles dois seres no momento da amamentação e é algo indescritível.

Há cerca de 1 ano desisti completamente de assistir o CQC e inclusive de acompanhar seus integrantes no twitter.

O programa é nojento, seus apresentadores e repórteres são metidos, sem graça, desrespeitosos e se acham acima do bem e do mal.

Infelizmente a televisão tem uma péssima programação, talvez devido ao baixo nivel cultural da população o qual nem a tv e nem ninguém faz questão que se eleve.

Como minha cunhada diz: "toda vez que ligo a TV relembro o motivo de eu gostar tanto de livros".

Felizmente hoje temos a internet, um território que, por enquanto, é livre para expressarmos nossas opiniões e trocarmos idéias com pessoas que compartilham dela, ou até mesmo, debatermos com pessoas que pensam diferente e tem esse direito.

Mais uma vez parabéns.

aiaiai disse...

Caríssima Lola,

To num dia infernal com montes de coisas para fazer e ainda fiquei a manhã toda no transito...Mas tava louca para chegar em casa e poder ler o seu texto sobre esse absurdo cometido pelo Marcelo Tas. E o texto é lindo, preciso, claro e poderoso!

A gente tem que lutar de alguma forma e acho que ainda não inventaram uma forma melhor do que a livre expressão. Pena que o tas, uma pessoa que já lutou pela liberdade de expressão, tenha se tornado essa triste figura louca por fama e dinheiro que ele encarna hoje.
Vamos em frente, cada um com a sua funda, pequenos davis contra a fúria do gigante Mídia. Sim, pois o tas não é golias, ele é apenas parte desse golias enfurecido que temos como mídia no Brasil.
Ressalva: não acredito em nada que está na bíblia. no entanto acho essa história uma das melhores da bíblia como literatura. É mitológica, universal e atemporal. Sempre existiram e sempre existirão pessoas que lutam contra poderosos apenas com a força da convicção de que estão certas.

Ronaud Pereira disse...

Linda a sua coragem! Tô aqui emocionado com seu texto! Boa sorte!

bia ranieri camisetas. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Flávia A. disse...

Eu acho que ainda estou em choque com tudo isso e qualquer tentativa de elaborar um comentário coerente iria por água abaixo...meu único pensamento é: DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS!!! Como OUSA alguém que apóia/releva comentários totalmente absurdo dos colegas de programa tem a CORAGEM de censurar outra pessoa? E uma pessoa que reclama com motivos, e não faz piadinhas ofensivas pra pagar de politicamente incorreto!

Sério,tô indignada demais... Nunca comento aqui,mas passei só pra dizer: tem TODO o meu apoio (não que valha grandes coisas,hauihauihauia,mas né...eu sou spartacus tb! =] )

Beijos!

Rodrigo da Silva disse...

Concordo com algumas coisas. Só acho engraçado a crítica ao tucanismo dele, porque não vi você citar o esquerdismo/pestismo velado da Mônica Iozzi (a única mulher do programa, diga-se de passagem), tão tendenciosa em suas reportagens quanto os homens do programa. Basta reparar qualquer cena, sobre qualquer matéria política gravada, em cobertura de eleição ou em dia dos trabalhadores.

E acho que você se comportou assim dessa vez, tendenciosa no argumento, fugindo do assunto e satanizando uma visão política só porque ela é diferente da sua.

Lembre-se: sectarismo a favor disso ou daquilo é sectarismo de qualquer jeito! Fica a dica.

Willian Tello disse...

Uia nem sabia de nada, nem conhecia seu blog para ser sincero, nem sei quem é vc, gastei uns 30 minutos tentando ler td que envolvesse o que esta sendo dito neste seu post e parabens, vc humilhou essa persona. Esse pessoal da midia, principalmente os popstar podem falar o que quiserem, mas nao aceitam ser criticados, farei o possivel p divulgar isso. Vc tera muito apoio...

Enzo disse...

Vai pra casa lavar uns pratos, de mulheres conservadoras e idiotas como você o Brasil está cheio e não precisa mais.

Juaninha disse...

Ao contrário do que todos pensam...o CQC...é uma fábrica de banalidades sem fim!!!
Conte com meu apoio!

Vai lá povo! disse...

Lola eu te amo!!!!!!!
E como disse a Esther
Conta com a gente pro que for, Lola. Inclusive grito de guerra nos tribunais. uhuahauhauuaha
Já é hora desses arrogantes perceberem que não estão com essa bola toda!
Jac_Jan

raulshion disse...

consegui fama hein! agora a grana rola. é só dar um de ativista que o povo caí nessa conversa mole

Andrea Peretti disse...

O tal vídeo do CQC 3.0:

http://www.youtube.com/watch?v=5GGUQGJNN48

CQC é Nojento. Há muito já deixei de assistir. Lola, conta comigo!

Juliana Teixeira disse...

Estamos contigo. Por tudo e para tudo.

Debora Regina disse...

Sybyla,
Antes de ser mãe eu tb achava que iria colocar um paninho. Só que o que acontece é que, depois que os bbs nascem a gente nem pensa em nada, eles estão com fome e a gente acaba "sacando" o peito mesmo. Algumas vezes eu até tentei colocar paninho mas sabe o que a maioria dos bbs faz? Eles arrancam rsrsrsrs A Lola está coberta de razão quando colocou que nós, mulheres-mães, não podemos ficar trancafiadas para exercer a maternidade. Achei lindo a secretária de estado da Bahia assmindo o cargo e amamentando seu filho ao mesmo tempo http://viciadosemcolo.blogspot.com/2011/05/porque-secretaria-de-estado-tambem-e.html?sms_ss=facebook&at_xt=4ddaca75effef0bd%2C0

Antonia disse...

Olá, como você sou uma mulher, defendo a total e completa igualdade entre os sexos e acho esta luta importante, mas sinceramente... que ridiculo!

Da mesma forma que não gostaria de estar na fila de um banco ao lado de um cara sem camisa, não gostaria de estar ao lado de uma mulher amamentando livre leve e solta. Se tivesse um filho de 12 anos, gostaria menos ainda. Isto causa sim, um constrangimento nas pessoas.

Claro que, legalmente, não se pode nem deve proibir uma mulher de amamentar em publico, mas acho sim, que como forma de respeito aos demais, nós mulheres podemos ter um pouco mais de consideração. Podemos ir ao banheiro, podems ir para um canto, podemos cobrir sim os seios com uma toalha.

Esta sua discussão, na minha opinião é que é um atraso! Para a sociedade e para o movimento feminista acima de tudo! Temos guerras reais para lutarmos. Igualdade salarial, abuso sexual, machismo cultural. Ao inves de discutir sobre estes assuntos importantes você perde tempo com esse besteirol!!! São essas coisas que atrasam nosso progresso....

Ursula Burgos disse...

Mesmo depois de tanto apoio, acho que sempre vale a pena manifestar nossa indignação com este status quo vigente, dos quais muita gente faz parte.

Ta na boa disse...

Ele devia era se retratar diante da ação preconceituosa do apresentador q não teve leite materno!
Aff ainda tem gente q dá audiência pra esses programas q se alimentam de hipocrisia da "liberdade de expressão unilateral" só eles podem debochar e ironizar quem e o q bem entenderem e o povo q fique rindo na frente da TV e sustentando a corja de palhaços!

Lola continua falanto!! Vc tem nosso apoio!!
Abraços!

lola aronovich disse...

Super obrigada pela solidariedade de tod@s! Sei que posso contar com vcs. (Mas eu preciso trabalhar!...).


Tati, total autorização pra quem quiser republicar meus posts. Eu peço apenas que seja colocado o meu nome, o nome do blog, e, depois dos 3 primeiros parágrafos de texto, deixar um aviso dizendo algo do tipo “Continue lendo aqui”, e o link pro meu post. Pode ser? Muito obrigada pelo apoio.

Lord Anderson disse...

Antonia

Vc menciona o machismo cultural, mas esse incomodo com a amamentação (ou será com o seio a mostra?) tb não é uma demonstração dele?

Pq afinal gera tanto constrangimento?

O mamaço foi uma reação a um fato concreto, uma mãe que foi empedida de amamentar sua criança num espaço publico.

O post da Lola foi sobre o mau gosto e o machismo na maneira que esse movimento foi retrarado pelo programa.

É serio que vc acha isso um besteirol?

que lutar contra isso é um retrocesso?

Sybylla disse...

Debora Regina,

concordo com vc, não acho que é preciso ser mãe e se trancafiar em casa.

Mas digo isso pois morro de vergonha de expor assim, uma coisa de timidez mesmo rsrs. E defendo plenamente o direito à amamentação, seja onde for preciso e necessário. Quem é contra parece apoiar a visão do pessoal do CQC que nasceu numa chocadeira e não aguenta ver um corpo feminino se não for para dar prazer a eles.

=draupadi= disse...

ando sumida - pero no mucho - mas não posso deixar que tens aqui TODO O MEU APOIO!
abraço!

Bruno Vivan disse...

Apoiadíssima.

rafuko disse...

Pode ter certeza: vai ser 1 Golias contra milhares de Davids! Tens meu apoio!

Daniel Maia disse...

Já discordei de um texto seu Lola. No texto sobre o livro que dizia que "falar errado é certo) discordei em muitos pontos, mas nem por isso acho que você deva ser calada. É justamente na discussão, na diferença, que crescemos e a sociedade cresce. No caso dos textos sobre as pataquadas do CQC, concordo em tudo. Chega de tratar a mulher como objeto e expor apenas o que agrada aos olhos dos misóginos de plantão e "defensores da liberdade" de araque. Tudo de bom pra ti.

Aoi Ito disse...

Antonia, excuse me? Você acha mesmo que uma luta a favor dos direitos das mulheres de não terem seus corpos sexualizados e objetificados até mesmo no simples ato de alimentar um bebê é PERDA DE TEMPO? Atraso ao movimento? Acha mesmo que mulher tem que ir no banheiro só porque meia dúzia de machos acham que peito tem que ser bonito, pra eles, e só quando eles querem?

Tu é mesmo feminista? Não, na boa.


TU AO MENOS É MULHER?

Su disse...

Conte com meu apoio, Lola! Você é DEZ! ;) Joga duro mesmo!
Eu tinha até um certo respeito pelo Tas, achava ele bacana e tal (pelo histórico dele na TV), mas esse comportamento dele ficou bem a desejar... Dos demais eu até esperava esse tipo de coisa, mas dele... :(
Lamentável!
Joga duro, Lola!!!!
Beijos e sucesso!

Letícia Castro disse...

Denegação é fogo, né? rs

Lola, vc só incomodou tanto (e a reação foi tão espetaculosa) pq acertou em cheio em relação ao Tas e aos outros integrantes do CQC!

Se o q vc disse não tivesse calado fundo naquele cantinho pouco iluminado do "libertário", ele não teria te ameaçado com processo e tudo...

E digo isso pq olho a coisa de fora e me identifico completamente: cansei de ser o Tas dos seus textos tão didáticos e precisos! rs Só q ao invés de te ameaçar com processo - já q nenhum dos seus textos se dirigiu a mim, pessoalmente - eu parava de ler o blog e te dava unfollow no Twitter! (momento confissão envergonhada)

P.S.: Acho q o Tas ainda vai te agradecer por botar um holofote lá naquele cantinho escuro dele...

Parabéns e todo o meu apoio nessa, Lola! :)

Diário da Celi disse...

É isso ai!!!!! Você está certa... apoio sua luta! Em um país onde peito e bunda vive na tela da tv, na maior liberdade.. Qual é o problema em amamentar em público?

Doentes são aqueles que conseguem ver um seio alimentando uma criança e achar feio!

É ridículo um programa que vive de criticar e escrachar os outros não conseguir lidar com uma crítica.

Rafael Bucker disse...

CQC sofre de reacionarismo enrustido. Seria melhor assumir seu Bolsonaro interior, seria mais digno do que se travestir de cavaleiros da liberdade de expressão... causaria menos mal à sociedade.

vanusa disse...

Se vc defende liberdade de expressão, então ai vai a minha: Se valer do judiciário pra resolver um conflito, já que ele afirma que nunca foi contra a amamentação, não é censura!A liberdade de expressão possibilita SIM se socorrer do Judiciário. Vc interpretou a piada de maneira ofensiva as mulheres. Sou mulher mãe, amamentei, e achei engraçado. talvez sua interpretação possa ter outros ângulos, todo radicalismo é chato, o seu por exemplo.

Dona Amélia disse...

No dia em que o filho de um desses seres q se denominam humanos chorar de fome em algum lugar eu quero ver se não aprovariam que a mãe tirasse o peito que alimenta pra fora. Queria saber se um dia uma irmã, amiga, filha de um desses seres sofressem a incomensurável dor de um estupro, tivesse sua alma estilhaçada em milhões de pedaços, enfrentasse um pânico de sair de dentro de casa, de mal conseguir que seu parceiro a toque, será que ainda assim fariam piada?
Mais hediondo que o próprio crime são as piadas infames que esses seres fazem diante de tanto absurdo que jamais deveria sequer se cogitado em ser algo para nos acostumarmos.

Muita indignação?? Não, ainda é pouco pra quem acaba incentivando sim, esse tipo de crime, pois é com uma piada aqui e outras acolá que outros seres bem iguais, se aproveitam e se refastelam, enquanto nós, "2º sexo"[?] vamos pagando o alto preço por suas atrocidades cometidas contra nós!

Apoio integralmente suas palavras e indignação!
Xêros
Patrícia

Luciana disse...

Olá Lola, para uma mobilização bacana seria interessante criar uma hashtag do tipo #MarceloTasMeProcessa, ou algo do tipo, para o twitter e o resto deixa com os twitteiros de plantão. Caso você tenha visto muita gente está se posicionando ao seu lado no twitter, porém por falta de organização apenas o nome Marcelo Tas está nos trends. Se isso for feito, o Brasil inteiro vai ficar sabendo disso e te apoiar.

Jason Maia disse...

Tá na hora desses rapazes entenderem que existe inteligência na frente de uma tela de um televisor. Já estava cansado desses absurdos. Lola tô contigo vamos dar um basta nisso!

Carolina disse...

Aplausos, Lolinha!
Nunca consegui ver o CQC, só assistia alguns vídeos do Rafinha (meu conterrâneo) no início da carreira, e achava até engraçado antes dele perder a mão e começar a falar tanta asneira!
Tô contigo e não abro!

Pólux disse...

Estava mais que na hora de alguém dizer a esses pseudohumoristas algumas verdades. Adorei o texto e a coragem. Esses caras precisam parar de confundir constrangimento, humilhação e manifestações de preconceito, com humor. Para ser um humorísta ou comediante, é necessário ter, no mínimo, muito talento, e isso, com certeza, esses caras NÃO tem.

Rebecca disse...

ele tá certo em te processar, fica difamando a imagem do CQC sem ao menos se informar. marco luque é pai de uma criança de 5 meses, por que ele seria contra a amamentação? tas tem uma filha lésbica, por que ele seria parecido com o bolsonaro, se falou isso ao vivo, justamente em resposta ao bolsonaro? complicado, viu...

Imprensa Marrom disse...

Lola... realmente você passou um pouco dos limites, começou logo com palavrão. Existe sim a liberdade de expressão, mas também existe a ética, algo que você ainda não parece conhecer.
Antes de publicar algo, leia e releia o que você escreveu para evitar esses tipos de problemas

nelsonalvespinto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mini Feller disse...

Sua atitude, assim como sua crítica, são ridículas. A exposição de uma figura pública pra arrecadar visualizações no seu blog, despreocupada com a repercursão do que você escreve, é mais uma prova de que não há integridade e sim interesse na sua crítica. Legalmente, o CQC não pode ser atingido por fazer um comentário generalizado. Porém, a partir do momento em que você cita o nome de uma pessoa e publica isso em meios de comunicação você está sujeita à atuação da Lei. O que você fez está previsto na legislação como difamação, calúnia. Você pode SIM, e vai, tomar um belo processo por danos morais. Porém não há nada que possa ser feito para pedir uma retratação do CQC por um comentário. Um grande poder requer uma grande responsabilidade. O poder de manipulação de massa que você tem com seu blog não deve ser usado para causar tumulto. Garanto que esse não era o objetivo de quem criou esse veículo de comunicação. Releia o comentário do Marcelo Tas e repense os seus posts. Não encare isso como uma inimizade, só como um conselho. Lembre-se de que um protesto de 10.000 pessoas não te salva no processo judicial!

Madjer disse...

Gostei do blog, entendo a opinião, sou a favor da liberdade de expressão, mas acredito que humoristas quando estão em seu momento de trabalho não devem ser levados a sério, quem não gosta de uma piada e não curte o cara que a conta, apenas ignora e toca a vida em frente. Querer brigar com um humorista por causa de uma piada mal colocada é um pouco demais. Acredito também que hipócritas aqui nos comentários deste blog tem de tonelada, essas mulheres que dizem apoiar a autora e tal, que dizem fazer e acontecer na realidade, em sua maioria, não levantariam um dedo pela causa, isso com certeza. Falar, principalmente na internet, todo mundo fala, quero ver ser SPARTACUS na rua, na frente de quem realmente merece porrada!
Não acompanhava o blog, mas gostei e já me tornei leitor.

nelsonalvespinto disse...

Lola, seu texto está perfeito.

Colocou aqules fascistas do CQC no lugar que eles merecem: junto com a escória do Bolsonaro.

Moema disse...

Nunca havia lido seu blog... numa postagem de FB resolvi checar. Sinta-se totalmente apoiada em todas as suas colocações.
Abraço!

Diana EDF/RP disse...

Bravo!!! há muito tempo tenho dito em varias comunidades,amigos enfim que o pessoal do CQC está se achando a ultima lata de coca cola gelada do deserto...fazer humor não tem necessidade de se desfazer de deficientes,mulheres,gays,órfãos etc...ser irônico é muito diferente de ser imbecil!
Adorei seu blog..

Diana EDF/RP disse...

Bravo!!! há muito tempo tenho dito em varias comunidades,amigos enfim que o pessoal do CQC está se achando a ultima lata de coca cola gelada do deserto...fazer humor não tem necessidade de se desfazer de deficientes,mulheres,gays,órfãos etc...ser irônico é muito diferente de ser imbecil!Liberdade de expressão no C* dos outros é refresco...kkk..
Adorei seu blog..

The Helicopter disse...

Ei, SABIA QUE A INTERNET É CHEIA DE ENGRAÇADINHOS QUE SE FAZEM PASSAR POR OUTRAS PESSOAS? Como vc sabe que foi realmente o Marcelo Tas quem te mandou esses e-mails? EI! ACORDE!!! ESTAMOS NA INTERNET.

Blue disse...

Lola, como muit@s leitor@s disseram nos comentários, acompanho seu blog há um tempo, mas nunca me pronunciei. Resolvi fazer isso hoje apenas para reforçar o apoio que você vem recebendo, e para dizer uma coisa que tenho vontade desde que comecei a acompanhá-la aqui: você me ajuda a ser mais consciente dos meus papéis sociais e daquilo que pode ser modificado ao meu redor. Obrigada por isso, é de um valor infinito.
É muito triste ver o posicionamento arrogante de "você vai aprender com um processo isso e aquilo", vindo de um representante de um grupo que supostamente defende liberdade de expressão, ainda mais quando de maneira nenhuma você tinha apresentado no primeiro texto ofensas pessoais a ele. Estou cansada de ouvir besteiras muito ofensivas desses caras, e nunca vi ninguém processá-los por isso.
Estamos com você nessa.

thewarsong disse...

Li o post hoje de manhã, só agora resolvi comentar e já tava essa muvuca (no bom sentido). MUITO BOM ver mais de duzentas pessoas dizendo a mesma coisa (pelo o que eu pude ler, nenhum fã do CQC se aventurou por aqui).
Pessoas ai disseram que não se deve levar o CQC a sério, e é o que eu sempre faço, acho que quem entende as piadas e o que eles estão passando não vê graça em nada daquilo, o programa só sustenta uma série de preconceitos e da forma mais baixa possível.
Eu não sei se processar virou modinha agora, já vejo isso acontecendo a mais tempo. Não tenho posição política mas sou filha de pais de direita, e posso te dizer que não é todo mundo de direita que pensa como eles, isso é CERTEZA.
Amei ver o pessoal citando Spartacus, mas eu prefiro dizer que eu sou Lola.

Celu xD disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Brian disse...

Ola, Meu nome é Brian, e é a primeira vez que frequento seu blog, graças ao quanto de "popularidade" que esse caso ganhou junto do Twitter. Se você não sabe, ele esta nas Trends Brasil.

Eu tenho somente uma pergunta, que não quero que seja julgado mau. Sou totalmente a favor de seu poder de falar, tanto quanto deles de falar coisas absurdas que somente adolescentes de "nivel menor" gosta.

Minha pergunta é: Você se diz feminista nesse post. Você acha que, tem o que posso chamar de moral para comentar sobre machistas sendo feminista?

Abomino os 2, tanto machismo como feminismo. Peço que pare para minhas amigas e amigos que praticam, e não vejo porque existir esses 2 tipos de "divisão social por sexo".

Somente gosto das reportagens envolvendo Senado e Cultura do CQC. Mostra o quanto somos "homens das cavernas" por conta de nossa falta de educação. Tanto os "plebeus" do seculo XXI , quanto os famosos "patrícios".

Obrigado

Babi disse...

O Marcelo Tas peredu minha admiração faz tempo, em um de seus programas sobre homofóbicos, ele disse que filhos de pessoas famosas são pessoas bem criadas e de carater íntegro, etc e tal. A Preta Gil por exemplo, por ser filha do Gilberto Gil nunca ganhará minha admiração, pelo simples fato de não gostar das músicas dela, e não gosto das atitudes dela publicadas através mídia(minha opnião tá), não por ela ser afro descendente ou homosexual. Mas pessoas educadas não precisam necessariamente ser filho(a) de pessoas famosas ou celebridades, e daí que a filha do Tas é homosexual, é inteligente, bem estudada, mora fora do Brasil,rica, etc E quem disse que ele foi um bom pai pra ela? Isso é o que ele diz. Esta matéria me irritou muito não assisto mais o CQC ha tempos! Lola tem meu apoio!

Aoi Ito disse...

Muito legal o backlash ocorrendo agora: Um que não sabe da história toda e não soube que o próprio Tas twittou pra Lola, moleques de 14 anos "inojados" com a atitude "lementavel", homens brancos de classe média falando que "é só humor", gente de mimimi porque a Lola foi TÃO malvada, gente dizendo que a crítica é ridícula sem ao menos comentar o porquê, já caindo de ad hominem pra Lola...

Fi-co-be-ge. :p

Danilo B. disse...

Vc exagera, Lola. O Rafinha (não o Marcelo Tas) disse algo que a maioria dos homens pensam, que é o lance de ver um objeto sexual sendo usado para fins nada sexuais. É óbvio que é um direito das mães amamentarem seus filhos quando e onde bem entenderem, é óbvio que nenhum homem acha isso tão absurdo a ponto de querer proibir. O único problema é que é desconfortável de se ver, do mesmo jeito que é desconfortável ver uma mulher mijando (se bem que tem maluco que acha isso excitante... tem louco pra tudo - <--viu? acabei de fazer uma piada preconceituosa com os deficientes mentais).

Enfim, não podemos reprimir um instinto que está há milhares de anos enraizado nos nossos genes só pq vc quer, do mesmo jeito que, se a gente levar toda piada ao pé da letra e querer proibir, a comédia será extinta do planeta e a vida perderá toda a graça.

Toda piada é baseada na desgraça de alguém. Isso é competição, está na cultura, está até na própria genética. Não tem como mudar. A única alternativa é o ser humano aprender a rir de si próprio. Infelizmente esse é o ápice da sabedoria humana, que poucos conseguem atingir.

Beijaço!

O Observador disse...

Os moleques Danilo e "Rafinha" são ridículos, nem recerem qualquer tipo de atenção. Quanto ao Tas, ele está entrando na onda, deve achar bonito o que os coleguinhas fazem...

Aoi Ito disse...

Brian, feminismo não é superioridade feminina. Feminismo é uma luta por igualdade. Se feminismo fala mais de mulheres que de homens, é porque elas estão em pior estado que os homens. A Lola fala disso em vários posts dela, depois dê uma olhada.

Sim, ela tem moral pra falar de machistas porque o que ela quer é respeito.

Mah disse...

Clap, clap, clap!!!
Palmas pra você!!!
Falou tudo, esse Tas é um babaca total!

wesley disse...

Que absurdo, programa escroto. Esse cara perdeu a noção. Ótimo texto, siga em frente.

Caminhante disse...

Lola, não tenho o que acrescentar ao que tanta gente já disse. Eu, ingenuamente, achava que o Tas era diferente dessa postura de mau gosto que o pessoal do CQC vem asumindo, desde que começaram a se achar grande coisa. Ou dos políticos de cuja censura eles tanto se queixavam. É assim que cada um mostra o que é e por mais princípios se governa.

Estamos do seu lado.

TURISMO NACIONAL & INTERNACIONAL disse...

Marcelo Tas precisa estudar mais o Código de Direito Penal antes de sair ameaçando as pessoas com processos. Sem falar que um processo não significa ganho de nada, ele mesmo pode perder a ação que ajuizou,o que é o previsto se esta realmente for impetrada contra você. Tens meu apoio, nesse país, até a liberdade de opinião e pensamento querem deixar para os mais ricos e poderosos.

Lord Anderson disse...

Danilo e eu que pensei que nós seres humanos eramos racionais justamente pq não vivemos de instinto.

Esse historia de que está no nosso DNA e portanto não pode ser mudado é furada.

Fosse isso de fato, a proprio civilização não teria existido.

Paula F Santos disse...

olha, sinceramente não sei como tanta gente te apoia, Lola. sou mulher e independente, e nao concordo com uma virgula que vc escreveu, nesse post ou no outro sobre o CQC.
O CQC é um programa de HUMOR, e se ofender com piada chega a ser engraçado.
Como MULHER independente que sou entendo que eh apenas uma PIADA, BOA OU RUIM, mas APENAS UMA PIADA, de um programa de HUMOR.
Sem contar que quem conhece o Rafinha e o Taz de outros trabalhos pode conhecer melhor as opiniões deles, e não confundir as estações.
Sinceramente, eu acho até que essa briga mais depõe contra a causa que você defende do que ajuda. e MAIS, acaba fazendo propaganda pro CQC, que vcs tanto detestam. Total tirou pela culatra.

RicHardOak disse...

Que paradoxo! Você quer liberdade pra dizer o que pensa, e um programa de humor tem que se conter pra fazer piadas? MARCELO TAS PROCESSA MESMO! Me poupe. PSEUDO MORALISMO DITATÓRIO DO KCT!
Humor em palavras não tem limites (É PRA DESLIGAR O CÉREBRO E RIR), aliás único limite do humor são aquelas pegadinhas q denigrem moral-fisicamente a pessoa e ninguém nunca reclamou delas!

Rabelo disse...

Lola,
Escreva, escreva, e nós espalharemos a mensagem, ninguém há-de tirar-te a liberdade.
Escreve, expressa-te. Mostra a quem se sente intocável, apenas porque tem tempo de antena, a força que temos no mundo digital.
A mensagem que fala sobre a intenção de atentar contra a tua liberdade de expressão já está a ser divulgada aos quatro ventos.
Até já chegou aqui em Portugal e também já estou a ajudar a divulgar.

Um abraço,

Priscilla

Barbara Prado disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Barbara Prado disse...

Esta é a primeira vez que leio seu blog , e já não pude me conter em comentar aqui .
Tenho muito orgulho de pessoas como você , pois este mundo de pessoas vendidas me entristece cada vez mais , e quando vejo alguém assim tão firme e integra não dá pra sentir outra coisa a não ser orgulho.
Parabéns pelo blog , parabéns por ser quem você é e ainda poder compartilhar conosco um pouco do que se passa em sua cabeça.

Celu xD disse...

Tem gente que realmente não entende humor... Isso é lementavel. Esse papinho de feminista me enoja, é pior que vegan de orkut e torcedor de futebol fanatico.

Já temos poucos programas bons de humor, e o que temos sempre tem alguem pra falar merda, é sempre assim.

Pior é que eu não posso falar nada, porque se eu falar vou ser taxado de machista.

Ontem no onibus com essa bagunça que está em são paulo por conta da greve, teve uma pequena bagunça, uma senhora no alto de seus 40 e poucos anos ficou irritada com o aperto, começo a falar bobeiras e deu um soco na boca de um rapaz(que tava passando pelo mesmo que ela, e estava quieto), que na mesma hora sangrou a boca dele, o rapaz, puto da vida, já que estava passando pela mesma situção, deu uma no meio do olho da moça, ai o que aconteceu?, a mulher começou a chorar e é claro, o povo tomou as dores da senhora, Umas 4 meninas apoiaram a moça, (não preciso nem falar nada sobre isso), e expulsaram o rapaz do onibus.

A mulher estava errada e ainda foi apoiada...

Não vou comentar nada sobre isso, é capaz de alguem vim falar merda e defender a mulher aquií tambem...

Deve se defender a mulher até um certo ponto, sem exageros...

O que os caras do CQC falaram foi POUCO, e tem gente que não entende, NÃO SE DEVE LEVAR HUMOR A SÉRIO.

Brian disse...

Acepções
■ substantivo masculino
1 doutrina que preconiza o aprimoramento e a ampliação do papel e dos direitos das mulheres na sociedade

Dicionario Houaiss, Uol Educação.


_________________________________

No meu dicionario Aoi Ito, esta escrito isso. Concordo que a politica brasileira esteja errada ate aqui: Salarios menores para mulheres.

Depois disso, n vejo nenhum erro mais.

Ou seja, ganhar mais direitos (a não ser que esse direito seja salarios de igual para igual) seria colocar a mulher acima do homem, sendo que a Constituição tambem diz que todos são iguais perante ela.

Minha opnião é a mesma. Feminismo foi criado somente para guerrear com o ja errado Machismo. Os 2 são abominaveis, é tratar o humano com desrespeito, sendo ele homem ou mulher. Da mesma forma o Racismo e a homofobia. Para mim estão todos na mesma lista de atitudes desleais.

Acho que a Lola não é feminista, só não consegui encontrar um adjetivo que defina a atitude dela. Concordo que ela seja uma Lider contra deslealdade.

Hoje mesmo debati sobre isso na escola, e perguntei a um professor que se diz feminista: por acaso, gosta que eu seja machista contigo? Porque tens que ser feminista comigo?

Uma menina respondeu: Se podes ser machista, deixe que eu seja feminista.

Mas é exatamente isso que quero retirar totalmente da minha vida. Tanto um quanto outro.

Não há! Em todo o mundo posso afirmar: Não há ninguem melhor que ninguem. Houve o que teve oportunidade.

O presidente dos EUA e os pobres africanos são os mesmos!

Obrigado

Luiz Falcão disse...

eu sou spartacus.

Sexo c/ Amor? disse...

Putz! me caiu os butiá do bolso...Não esperava uma coisa destas de um cara que eu considerava como portador de uma cabeça arejada,hehehe.
beijo

Laetitia disse...

Todo apoio a vc, Lola! É ridículo ver pessoas da mídia defendendo com unhas e dentes o direito de serem ofensivos e preconceituosos na televisão, na internet, nos jornais, e chamando de censura tudo que se opõe a essa "liberdade"... eles precisam aprender que piada racista, sexista, homofóbica etc NÃO TEM GRAÇA, NÃO É INOVADORA, É UM RETROCESSO!

Vc tem toda razão: nem vc, nem nenhum@ de nós jamais sequer tentou tirar a liberdade do CQC e afins de dizer besteiras em rede nacional (aliás, como faríamos isso?)... agora, o Tas, obviamente abusando da "notoriedade" que tem, está querendo calar o seu simples direito de criticar o que ele disse! Vou divulgar, nós não vamos nos calar enquanto ELES não nos respeitarem!

conttra disse...

A TODOS OS DESAVISADOS:
feminismo NÃO acha que mulheres sejam melhores que homens, feminismo NÃO é o oposto a machismo, feminismo NÃO acha que mulheres e homens sejam iguais em tudo, mas sim que ambos são igualmente capazes e merecem direitos e oportunidades iguais.

De resto, tô com a Lola. Obviamente o Tas tem direito de processar quem ele quiser, mas tá na cara que ele quis intimidar e refrear a Lola.

Carina Prates disse...

Brian e a arte de falar sobre algo que não sabe nem o básico.

Vai pesquisar o mínimo sobre um assunto antes de encher o saco, garoto. Wikipédia taí, facinha e acessível.

@tallesbrito disse...

Muito bem! Parabéns pelo blog.

letyleal disse...

Apoiada Lola!!!

Cem disse...

Lola, você está corretíssima em suas colocações, só não concordo quando você diz que o Tas é um tucaninho, pois a revista VEJA de janeiro publicou uma denúncia de que o Tas recebeu dinheiro das mãos do filho do Lula pra aliviar com o presidente. Acho excelente a idéia do boicote aos patrocinadores do CQC, no início de maio eles foram perseguir o Requião no congresso e pelo twitter o Requião iniciou uma campanha de idiotização do Gentili associando-o a Pepsi, nunca mais eles foram perturbar o Requião, sem patrocínio essa gente não é nada. Eu li no blog da Fabíola Reipert que o Gentili vem tendo enorme dificuldade para encontrar patrocínio para seu novo programa o "Agora é Tarde", a babaquice do sujeito é tamanha que ninguém quer associar sua marca a cara dele, aliás nem entrevistado ele conseguiu.

Carina Prates disse...

Não percam tempo explicando o que é feminismo para os ignorantes. Eles tem o mesmo acesso à informação que nós e podem muito bem pesquisar o que é antes de virem digitar abobrinha.

Tami Costa disse...

Esses CQC's vivem as custas de supostas "piadas" sobre minorias, que nao soh nao tem graca nenhuma como tambem nao tem nada de original.

Sou leitora assidua do Blog, mas nunca antes comentei. Mas dessa vez nao tem como nao deixar registrado meu apoio a voce, Lola.

Jah divulguei esse texto e divulgarei/participarei de qualquer tipo de mobilizacao a seu favor que venha a acontecer. Nao podemos deixar a hipocrisia vencer! Se ele eh tao contra a censura deveria aceitar as criticas daqueles que nao compram o preconceito fantasiado de humor que ele e seus demais colegas de trabalho vendem.

P.S.: Favor ignorar o falta de acentuacao, meu teclado nao tem acentos.

Cá Aqui disse...

Mais do que apoiada em tudo o que disse.

Laetitia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aoi Ito disse...

Brian, a idéia de "mulheres têm os mesmos ou mais direitos que os homens" não é válida como desculpa para colocar o feminismo como algo imoral que quer botar as mulheres acima dos homens. Todo mundo sabe que mulheres são oprimidas, certo? No caso mais básico, mulher que pega muito homem é vadia, homem que pega muita mulher é O CARA. É nesse sentido que "direito" está sendo usado, e está bem óbvio. Querer falar que na Constituição todos são iguais perantes a ela então está tudo bem é ou muita inocência ou muita cara-de-pau. Na prática é tudo bem diferente e sabemos disso.

É isso que o feminismo quer lutar contra. É isso que TODA feminista fala.

Feminismo luta contra isso: Da coisa mais escrachada contra o caso do CQC, claramente sexualizando e objetificando o corpo feminino, reduzindo a um objeto sexual; ao simples "ah, não vou falar de sexo perto de você porque você é menina". Na verdade tá bem clara a forma como eles se entrelaçam.

Fernando disse...

Estou contigo, escreva, não se cale, o Tas e seus asseclas estão passando dos limites.

isah_resplande disse...

Sou fã assumida do Tas e assisto o CQC desde o primeiro programa e juro que li todas as suas palavras sem deixar isso interferir na minha opinião própria mas ainda assim não consigo entender porque tamanho sensacionalismo,barato diga-se de passagem,em cima de uma questão tão batida como essa.Dar uma de feminista revolucionária sem uma causa concreta não te ajudará a aparecer mais do que vc conseguiu com isso,querida.Vc diz estar fazendo a sua parte,e eles estão fazendo o mesmo.São humoristas,ganham para tirar risadas,e vc deve achar consigo mesma,que eles fazem isso com maestria,porque fazem sim.Não há nem o que discutir,eles estão apenas fazendo o que precisam e gostam pois tem talento suficiente pra isso e maturidade para entender que nem todos gostam ou entendem suas piadas,mas há um público com um mínimo de esperteza a ponto de saber que aquilo é ficção,nem sempre,e na maioria das vezes não trata de suas próprias opiniões ou gostos pessoais.Agora vc dizer que o Tas é contra a liberdade de expressão seria até engraçado se não fosse trágico,antes vá procurar ler sobre sua história de vida e o começo de sua carreira e entenda como ele chegou no patamar de reconhecimento como um dos melhores profissionais da área no país,antes de chamá-lo de mera celebridade.E por favor não cite nomes alheios sem a permissão dos mesmos e com tanta irresponsabilidade,os processos são sim cabíveis a situações como essas e vc pode se dar mal.Enfim,acho que já gastei muito do meu precioso tempo dando ibope a alguém que fala sem conhecimento.

Chris Vieira disse...

Se ele quer te processar, que processe o país inteiro que discordar com a visão deles.

Brian disse...

Carina Prates . Não faltei com respeito com a senhora. Não tens direito de faltar comigo também.

Estamos discutindo civilizadamente, e se tem alguma coisa errada no que postei, por favor corrija e explique porque invés de criticar e ainda faltar com respeito -.-'

AzeitonaCOMCaroço disse...

Oi, Lolinha, td bem?

Primeiro, parabéns pela postura!

Depois, queria acrescentar que depois do Bolsonaro, arauto do preconceito, tacanho defensor de idéias, babaca completo, etc etc, -- ter aberto a porteira toda a caravana está passando. Assim, se o líder não foi punido, qualquer um pode falar estas asneiras e tudo bem!
Fica fácil falar de mulheres e gays pois não há lei que criminalize tal postura.
Mas, a mobilização na internet mostra como as máscaras caem.
No pasarán! Fascistas, machistas, não passarão!

Fernando A. A. disse...

nossa, que chatinha vc hein filha? vai tomar no cú um minuto pra relaxar, dona. é a minha pinião.

Patricia Lins disse...

Mais um comentário ao seu favor! Para mim, dois pesos e duas medidas. Eles que se acham os reis da língua solta e da capacidade de criticar e incomodar, se incomodam muito quando são criticados. Tenha dó! Já não assistia o programa - acho exageradamente chato e forçam a barra legal - agora, menos ainda. Portanto, escreva Lola, escreva! Já coloquei o link lá no fb e depois coloco lá no blog. Bjs.

Carina Prates disse...

Brian, eu ter dito que vc é igonorante (em feminismo) não é falta de respeito. É simplesmente o que vc demonstrou aqui.

É a mesma coisa que eu chegar num fórum de Química (sem conhecer nada do assunto), falar um monte de coisas sobre o que eu não sei e pedir pra me levararem a sério.

Carina Prates disse...

Corrigindo: levarem

Carina Prates disse...

Fernando, ilustrando para nós a atitude do típico machinho boçal. Valeu, Fernando.

Flávio José disse...

Tucano enrustido? Essa foi a melhor!!!

Vc tem meu apoio contra essa gentalha da TV...

Carina Prates disse...

Escrevi igonorante em vez de ignorante, my bad.

paula disse...

Apoiada!

AnaNardi disse...

Apoiada!

melquíades disse...

Sou mais um homem que te apóia.

alex disse...

Ola e parabéns pela atitude !!
Infelizmente vivemos num país ( que ja foi brilhantemente exposto numa reportagem da BBC) onde a população sofre de um eterno complexo de adolescente, onde todo mundo tem uma necessidade absurda de aceitação, formar grupinhos, não aceita critica, etc.

Não me leve a mal, de maneira alguma estou te criticando pela atitude, o que quero dizer é que é essa atitude do brasileiro que faz com que essas situações existam. Não que em outros paises não existam pessoas que vivem de criar polemica em cima do politicamente incorreto,eles existem só que ficam amarrados a relevancia que eles possuem , nós ao contrário damos a essas pessoas o status de mais influente do mundo. Dar esse tipo de poder a alguem só aumenta a força da causa dela.

Espero que no futuro possamos nos indignar mais com as coisas importantes e fazer menos estardalhaço, processar quem se deve e deixar os outros no esquecimento.

Abraços

Nathália (Ná) disse...

Lola fiquei encantada com esse texto que você escreveu. Tem todo meu apoio, gostaria de saber se posso publicar em meu blog (Com os devidos créditos é claro)?

Como será que os integrantes do CQC foram alimentados quando bebês...Humn dúvida.

Querida um grande beijo!

Brian disse...

hum.. Sei que a Constituição é só teórica, e que a forma como a mulher e o homem em relação ao que foi dito da mulher que pega mts ser vadia é totalmente absurda. Aoi Ito para mim, isso é reflexo da nossa cultura, ja que para os desavisados, Portugal nos colonizou com presos e prostitutas, os quais pensavam que era passageiro, e daí surgiu aquela famosa frase: idai? Não moro aqui mesmo!

Não sabia que havia esse movimento, e o dicionário não me deu uma boa especificação.

Ana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rodolfo disse...

Bravo, Lola. Assino embaixo!!!!

Hernesto disse...

Está mais do que na hora de fazer valer a lei de concessão de meios de comunicação. Caso contrário viveremos numa mídiocracia. Numa verdadeira democracia o povo é quem deveria votar nos detentores das concessões e ao menos equipes de jornalismo.
É visível que a mídia convencional está assustada com o advento da internet, apresentando fortes indícios de uma crise de identidade e ainda se vê como estando acima da internet numa hierarquia imaginária conveniente aos que querem manter o poder da mídia convencional.

Gabe Maruyama disse...

Feminista? Entendi pq vc é a favor do aborto, a mulher deve ter o direito de escolher abortar ou gerar, mas a criança não tem o direito de nascer. Você só pensa assim pq nunca teve um filho. Entendo, realmente eles foram idiotas pelo comentário, mas isso foi mais uma falta de respeito com as crianças do que com a mãe em si, pq não respeitar as necessidades de um bebê sim é insanidade.

Reveja seus conceitos, uma mulher só compreende o verdadeiro sentido de ser mulher após ser mãe, muitas sofrem por não querer ter os filhos mas resolvem criá-los e descobrem o que é o amor por um filho, que só uma mãe pode ter.
E você, o que fez de bom para o mundo? Seu papel na sociedade é ficar na internet criticando tudo que vier contra suas teorias e discutindo com babacas que se vendem na televisão contando piadas que nem eles mesmos vêem graça?

Procure outros rumos, tenho certeza que por esse caminho você não tem encontrado a felicidade.

Eriquitas disse...

Lola, vamos boicotar, fazer abaixo assinado, reblogar o seu post e calar a boca desses idiotas do CQC.
Se precisar, conte com a gente mesmo. Eu já tô divulgando seu texto e te apoiando em todas as redes sociais!
#escrevelola

Mortiça disse...

Querida Lola, eu assim como muitas outras e outros homens de bem fazemos coro às suas palavras. Ja a algum tempo essa imposição de gostosura na TV brasileira é um fato que muito incomoda e preocupa. E isso não ocorre apenas na TV, mas em empresas, em escritórios, onde o padrão de "beleza" é o fator essencial para promoções e para desenvolvimento.
E digo mais, para mim quem se sujeita a estes tipos de comportamento: seja ele esculpir o corpo em fornos estéticos para se enquadrar ao padrão, ou que se prostitui profissionalmente para alavancar carreiras, são na verdade "Automisóginas". É claro que o termo não existe, mas cabe o recurso. Quem é conivente com o comportamento machista, acaba por fazer parte dele.
Um grande abraço e saiba que assim como eu, muitas pessoas perceberam que o momento é de enxergar mais as coisas e menos as fantasias.

Denise disse...

O exagero tá sendo grande. Lola, eu gosto da maioria dos seus posicionamentos. Da maioria. Mas nessa você errou e tá levando um monte de gente junto no seu erro. Uma histeria coletiva foi criada. Não estou contigo por algumas razões:

1- Realmente, como já falaram, o programa é humorístico, não sobre jornalismo político, portanto, você não pode deduzir ou julgar os cidadãos em função das personagens. É o mesmo que querer linchar uma personagem de novela que ninguém gosta. O que eles fazem ou deixam de fazer no programa não deve ser vinculado ao que eles são, como pessoas. Tem gente que diz que parou de assistir ao programa por causa do Bolsonaro, que falou no mesmo. Mas, ué, isso não é liberdade de expressão? Voltaire já dizia que "Eu posso não concordar com o que você diz, mas defenderei até a morte o direito de dizê-lo".

2- Como já falei antes, você publicou um texto não-autorizado. Um erro crasso referente à ética, no mínimo.

3- Mesmo que fosse a opinião dos cidadãos, indo ao ar, eles tem o direito de dizê-la, mesmo que isso não agrade a todos, pois isso é liberdade de expressão, por mais que não gostemos.

4- Calúnia e difamação é acusar uma pessoa de falar ou ser uma coisa sem esta sê-lo. Acusaram o cara de misógino, preconceituoso, machista e mais meio mundo de coisas. E olha que ele nem fez comentários "abusivos" durante o vídeo.

Mais sensatez e menos "oba-oba" de eu também quero entrar nessa e mostrar pros outros que podemos mais! Isso atingiu um ponto realmente que está fora de propósito. O problema não é mais a amamentação, mas quem tem mais voz e poder.

Elayne disse...

Você estar certíssima com o seu ponto de vista. Virei sua fã ;*

Carina Prates disse...

Esse comentário da Gabe me fez rir. Coitadas das mulheres estéreis, amaldiçoadas por seus úteros inférteis! Mesmo aos 50 anos, nunca saberam o que é ser mulher, mesmo que adotem 10 filhos. Elas estão pobres e infelizes no limiar entre o ser mulher e o ser homem, já que nunca pariram. Que triste existência essa, MEO DEOS!

@re_malachias disse...

meu deus do céu, será que ninguém percebe que é um programa HUMORÍSTICO? o marco luque tem uma filha de 5 meses que obviamente está sendo amamentada, eles não são contra a amamentação, aquilo foi uma PIADA! vamos ter um pouquinho mais de bom senso, pelo amor..

Carina Prates disse...

O Marco lUque tem uma filha de 5 meses, os estupradores tem mães, os assassinos de mulheres tem filhas. E eu pergunto: E DAÍ? O que isso muda no comportamento misógino desses senhores?

Bruno S disse...

Lola,

você mexeu com os ídolos dos "moderninhos" do "humor livre" que repete as mesmas piadas de sempre.

Acho que nos próximos dias a trolagem será alta por aqui.

Thiago Dombrowski disse...

Na minha visão vc esta certa em algumas opiniões!
Mas, enfrente a verdade, essa é a cara no novo humor brasileiro, eu prefiro mil vezes correr riscos com as palavras e brincadeiras em prol do humor engraçado, do que se privar das palavras para q pseudo-moralistas venham com suas verdades absolutas proclamar a hipocrisia !

Only Brazil disse...

Lola eu apoio você, Marcelo Tas é um ser primitivo que assim como o resto de sua patota vive em mundo onde a hipocrisia persisti, gritar pelos direitos de 60% não é mostrar esta do lado do povo.

Debora Azevedo disse...

Lola, querida, fica firme!
Tem muito mais gente te apoiando do que possa parecer.
Humor tanto pode ser forma de preconceito e repressão social quanto forma de expressão de liberdade - como qualquer área/profissão, depende de quem faz e em prol de que - não é agora que vai deixar de ser assim. O que importa é ter gente pra dizer: comigo não violão.
Não assisto CQC, nunca assisti - mais do que me bastam os respingos que chegam a mim. O que me incomoda é a imagem de "televisão inteligente" propagada.

Cem disse...

Me espanta esse uso metalinguístico do humor pelos integrantes do CQC. É sempre uma justificativa patética para todo absurdo que eles falam, "humor é assim mesmo", "humor não se faz sem dor" etc. Eu só gostaria de lembrar aos senhores humoristas que apenas os HUMORISTAS, ganham a vida fazendo HUMOR, logo se o humor deles é politicamente correto ou incorreto (seja lá o que isso signifique) apenas eles lucram com isso, judeus, mulheres, pessoas vítimas de estupro e todos os outros objetos de escárnio pela boca do CQC nada ganharam com as tais "piadas" além dor. Está na hora do CQC aprender que a população brasileira não deu a eles o galardão ou o monopólio da patifaria.

Gab disse...

ótimas colocações, conte com meu apoio nessa.

Brian disse...

A piada foi pessima, mas as vezes nem foi ele que escreveu a piada!

As piadas estão escritas! Não pode condenar o livro pela capa. Traduzindo: as vezes nem foi o Marcelo Tas que escreveu, ele so disse por ser o trabalho dele '

José Rodrigues disse...

Uma pergunta, vc é mau humorada?

Thiago Dombrowski disse...

Queira vcs sim ou não, essa é a nova cara do humor brasileiro!
Prefiro mil vezes sofrer críticas de pseudo-moralistas com suas verdades absolutas hipócritas, que ficar no "velho banco na mesma praça" !

Viva o novo humor brasileiro q enfim esta engraçado!

O humor é para rir, se vc é desprovido do mesmo mude de canal !

San disse...

Oi Lola:

Em primeiro lugar, apóio você, menos em um ponto, que frequentemente vejo confundirem na internet:

Liberdade de Expressão *não* significa "falar o que quiser, sem consequências".

Liberdade de Expressão é seu direito inalienável de falar o que bem entender. Ponto.

Mas quem fala o que quer, está igualmente sujeito a ouvir (e sofrer consequências) que não quer.

Isso também faz parte de um direito democrático que estabelece que o cidadão que se sente injustiçado pelas declarações de outrem precisa ter o direito de se defender.

Isso não significa que ele está certo ou que vai ganhar.

Por isso, ao nos expressarmos em público, temos que tomar alguns cuidados básicos:

1) Falar a verdade não basta. A verdade precisa de fatos para ser comprovada. Coloque sempre o trecho que está criticando, copiado de alguma fonte pública. Isso lhe dará uma base sólida para construir sua crítica, e evitará esse questionamento que você sofreu de "onde eu disse isso?"

2) Dê direito de resposta, sempre. Isso é fundamental. Se vai criticar ou falar de alguém em público, avise-o -- de preferência, até mesmo antes de publicar seu texto -- e dê opções claras para que ele possa retrucar no mesmo espaço e tempo que você dedicou a criticá-lo. Perceba que, infelizmente, o Tas usou essa tática com você. Ele está sendo bem orientado;

3) Mencione explicitamente em seu post que deu o direito de resposta, e um prazo para que a outra parte se manifestasse. Findo o prazo, altere seu artigo e diga que nao teve resposta, se foi o caso. Guarde cópias da tentativa de contato;

4) Jamais use palavras de baixo calão em suas críticas a uma pessoa ou instituição. Por mais que queiramos usá-las, por mais que elas sejam perfeitas para expressar o que sentimos em alguns casos, elas te prejudicam bastante em um processo, porque são indefensáveis;

Tomando alguns cuidados, os 2 lados podem se manifestar à vontade.

De qualquer modo, dizem que qualquer publicidade, mesmo negativa, é eficiente. Deve ser verdade, pois eu nunca tinha ouvido falar deste Blog até hoje, e gostei muito do seu texto. Se for do RJ, e precisar mesmo de um advogado, posso indicar um amigo que trabalha comigo há 10 anos exatamente neste tipo de caso, pois bolamos juntos nossa estratégia de defesa digital.

Boa sorte!

corujões disse...

Vale lembrar o recente caso do blog FALHA DE SÃO PAULO, que foi retirado do ar e seus idealizadores sendo processados pela FOLHA... mas vivemos numpaós livre, certo?

Uill_son disse...

O pessoal tá levando a parada muito a sério. Se cada coisa que eu falar repercutir tanto assim, o mundo vira de cabeça pra baixo.

Censurar é uma coisa, criticar é outra.

Angélica disse...

Nunca me imaginei fazendo esse tipo de comparação, mas os fãs do CQC estão parecendo fenômenos bizarros de nossos dias, tais como "família Restart" e afins.

Gente, a Lola NÃO quer aparecer, NÃO tem inveja do Marcelo Tas e SEMPRE questionou essas coisas de TODOS os aspectos de nossa sociedade, seja o humor ou a política. O blog dela é assim, sempre foi e (espero) sempre será.

Beijos, sejam felizes, riam das piadas que quiserem rir, levem a vida menos a sério, usem filtro solar, etc, etc, etc.

André disse...

Não vai ter processo algum. Quando ele ler direito o post, ou pedir para alguém ler, ele verá que o post não "atribui uma declaração minha que não agora não consegue sustentar nem provar que foi dita por mim".

A Line disse...

Lola, parabéns pela coragem. Pra mim, o seu texto não deu margem para que ele reagisse dessa forma, com ameaças (e com o texto subentendido: vc é apenas uma blogueira, eu sou O Marcelo Tas, vc acha que pode comigo?). Não conheço tanto assim o trabalho e o pensamento do Tas para dizer se ele é ou não misógino (espero que não, seria bem decepcionante), mas tomara que essa arrogância toda seja amenizada pelo bom senso que esperamos que ele tenha.
Abraços

Aoi Ito disse...

Mas Brian, não é só aqui que a mulher que pega muitos é visto como vadia. É em todo o lugar. A supervalorização da virgindade feminina mostra bem isso - Ou você é santa ou você é puta, se uma mulher gosta de sexo ela é puta e logo pode ser desmoralizada. É só ver a questão, por exemplo, da educação sexual nos EUA, da religião no povo... Muita coisa, enfim.

E bem, ele pode não ter escrito a piada, mas ele teve a escolha de a reproduzir ou não. Ambos estão bem mal na fita.

Paula Tyler Depp disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paula Tyler Depp disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carina Prates disse...

Machinho acostumado a tratar mulher com escárnio questionando se nós temos humor ou não. Claro, nunca ele é o alvo, né?

Bando de broxas, invejosos do útero! Machos são seres inseguros que precisam humilhar e oprimir as mulheres para justificarem sua mediocridade, bando de demônios. E ainda pensam que um pedaço de carne mole no meio das pernas é grande coisa.

É Brincadeirinha, tá, machinhos? Não sejam tão mal humorados. =)

Escarlate disse...

RUMO AOS 4OO COMENTÁRIOS!

TAMO JUNTO LOLA! Toda força no twitter!

Aoi Ito disse...

Paulinha, pela sua própria lógica, se não gosta, não fala nada. Mas é melhor complicar, né? (: Ficar mandando comentáriozinho em blog pra polemizar, pra quê? Você quer aparecer? É só um post, Paula Depp, é só um post. Sua vida não vai mudar nada se o Tas processar ou não a Lola.

gisele gonçalves disse...

Nossa, aparti de hoje sou mais que sua fã...
O senhor Rafael Basto acha que pode falar o que quer, um programa que tinha toda minha atenção as segundas, hoje em dia por mim era bloquiado e banido por criaturas como Rafael Basto que insiste em soltar suas ridiculas palavras, pessoas como essa deviam aproveitar a fama que tem para levar mais Conhecimento ao seu publico, publico brasileiro que precisa de uma nova educação, hoje votar só e obrigação, o prazer de ver nosso pais de primeiro mundo parece ficar longe diante de tudo!

Acredito que pessoas como você pequenos pingos que ainda farão a diferença e acordara a população a dizer: NÃO A CORRUPÇÃO - NÃO AO PRECONCEITO - NÃO A TANTOS IMPOSTO INJUSTO!

Se o CQC talvez não todos integrantes para nao banalizar tivesse mais essa garra, teriamos um começo de consientização!

Marcela disse...

Lola, vc está corretíssima! Os caras são uns estúpidos e acham que humor é esculachar os outros... e agora não aceitam crítica???
Se todo mundo que eles ofendem fossem entrar com processo, eles não estariam aí falando tanta merda...

Tô com vc!

bjs

Lulu disse...

Lola, só tenho a te dizer: Obrigada!

E com certeza você não está sozinha!
Mobilizemo-nos

Paula Tyler Depp disse...

Qual a influência que exerce em sua vida,o que Marcelo Tas,Rafinha Bastos,Danilo Gentili e Marco Luque dizem ou deixam de dizer em um programa de humor?
Ou mesmo em um show de stand-up comedy no caso de Rafinha Bastos,Danilo Gentili e Marco Luque?
Pelo visto vc nem assiste o programa,fica sabendo o que os caras falam por terceiros,quartos,quintos...
Procure uma causa mais nobre para lutar querida.
Vc pode não gostar do humor ácido,sarcástico e irônico deles,mas tem muita gente que gosta.
A vida já não é nem um pouco fácil,sem humor seria pior ainda,às pessoas deveriam aprender a rir da própria desgraça,ter um pouco mais de bom humor,serem menos amargas,não levar às coisas tão a sério.
O próprio Danilo Gentili não teve uma vida nada fácil,mas ri e faz piada da própria desgraça.
O Tas pode não estar certo quanto ao tom que usou no email que te mandou,mas vc tb não está coberta de razão não.
O CQC está aí para quem gosta assistir,quem não gosta basta mudar de canal,tão simples.
Mas é melhor complicar né? (:
Se vc não gosta de um programa,uma pessoa,uma marca,ou sei lá o que,apenas mantenha-se longe,não veja,não tenha contato,acho desnecessário xingar.
Isso é coisa de adolescente birrento,não gosto então vou xingar.
Quanto ao texto me parece apenas um feminista e petista,que teve o orgulho ferido por conta das piadas que eles fizeram anteriormente,nada mais.

Mari Barros disse...

Concordo com você em tudo Lola, menos em dizer que o Tas é moderninho...acho que ele não era moderninho nem na década de 80! Eu gosto do CQC, normalmente me diverte mas em muitas ocasiões eles passam dos limites e...aceitar críticas faz parte do processo. quer dizer qualquer bobagem tem que estar aberto a escutar também!!

Lidiane Luna disse...

Lola, obrigada por se essa voz ativa, consciente e inteligente.

Mobilização!

Caio Rearte disse...

Ótimas colocações no texto, Lola, principalmente no texto anterior. Porém, reveja o vídeo: o Tas, assim que o assunto é posto em pauta, apóia o mamaço, e ainda coloca em pauta a questão da censura à mãe no Itaú Cultural. Fala que "banheiro não é lugar para amamentar", "não é pra por paninho". Só na hora que ele fala "Quer mostrar, acho bonito, acho saudável", que fica ambíguo. E na hora que ele fala da Gisele Bündchen, ele tá sendo irônico, pois uma mulher que acabou de ter filhos e que é fotografada milhares de vezes por dia, nunca amamentou em público?

Talvez caiba a crítica ao Tas de se associar à uma figura como o Rafinha Bastos, mas tome cuidado para não generalizar.

Paulo disse...

Lola, conte com o apoio dos homens de consciência. "O mundo só será livre quando existir apenas uma raça: a humana!" Será que ainda temos que nos deparar com preconceitos religiosos, homofóbicos, contra mulheres, culturas e todo o resto.... Eu me lembro bem da reação do Tas quando o Deputado Bolsonaro soltou o verbo sobre os homos... agora ele posa de Bolsonaro.... Enfim, espero que as pessoas do bem continuem fazendo coisas boas e os do mal continuem se estrepando.... e se alguém do bem for para o lado negro da força, que se estrepe também!

Carina Prates disse...

Homem é tão escroto que precisa fazer guerra pra provar quem tem o pinto maior.

É só humor, tá? Não levem a vida tão a sério!

Edu Reis disse...

VIVA A LIBERDADE!!! SOMOS LIVRES OU ERA PARA SER!!!

Paula Tyler Depp disse...

Ué Aoi Ito,é proibido comentar?
Desculpa não sabia que era,senhor defensor ferrenho da Lola (:

Niemi Hyyrynen disse...

Aos Fãs do CQCagada:

Riam quanto puderem das piadas sem graças do programa do careca.

Só não vão chorar as pitangas quando ele resolver humilhar algo que tenha haver com vc só pra te humilhar.

Afinal é só humor inteligente!

isadora p campos disse...

tens todo o meu apoio! vou voltar sempre no seu blog.. obrigada por dizer tudo o que eu sempre quis dizer

A-Sama disse...

Sempre admirei o Marcelo Tas, mas depois disso ele perdeu uns pontinhos comigo.
Ele é uma figura pública, já devia estar acostumado com críticas.
Acho que eles estão se achando melhores que Deus na posição deles, que nada os atinge. e não é bem assim...
è até bom todos protestar contra ele , pra ele lembrar que é humano e que pode sim ser atingido.

Carina Prates disse...

Para os fãs do CQC:

Homem é tão cretino que coloca como valor de sua existência um pedaço de carne murcha entre as pernas. hahahaha

É SÓ PIADA, TÁ? =D

Matheus disse...

Vsfd , eles nao falaram nda de que é contra o mamaço , eles só estavam brincando larga de ser ignorante sua babaca , otária, é liberdade de expressao como vc diz entao eles podem falar oq quiserem , eu concordo com eles, vem aquelas barangas e tiram aqueles peitos muchos para fora e todo mundo fica constragido, pelo menos poe um pano em cima !

Aline disse...

Me arrepiei da cabeça aos pés com o teu texto relatando o caso. Dá uma dorzinha no coração saber que nós, mulheres, temos que passar por tudo isso ainda.

Podes ter certeza que estaremos juntas nessa. Mulheres e homens conscientes que não aceitam esse tipo de postura imposta sobre os nossos corpos.

Angélica disse...

Caio, em momento algum no texto de ontem, ela cita o Tas diretamente sobre essas asneiras do vídeo. Só associando ao boçal do Rafinha, como você mostrou.

O problema é que o senhor dono da verdade leu só o título, ficou sabendo que o nome dele tava no meio e ficou bravinho. Super maduro da parte dele, né? #NOT

Carina Prates disse...

HOMENS,

Eu fico constrangida com a existência de vocês, então se matem tá! uahahahahaha

É só piada tá? Esse é o meu sagrado humor, e ai de quem contestar!

RENAN BECKER disse...

Olá, apesar de eu ter o meu próprio ponto de vista em relação aos seus argumentos a favor da amamentação em público (a maioria em discórdia), estou em apoio contra o Tas. Opinião é opinião, desde que não incite violência, ela é livre!

... disse...

Amiga blogueira, apoiadissima, eu tenho um blog para as mamães...e fiz comentários sobre o mamaço, fiquei pasma com o que o Diretor do Itaú Cultural, fez, mas que teve que se retratar, por ter feito o que fez, agora vem um programa, fala o que quer, pois realmente eles tem liberdade de expressão, nós pobres blogueiros não podemos nos expressar né??? puxa que coisa, não temos aquele monte de advogados famosos por trás de nós, mas temos a rede, que não cala e que faz rodar o estado, o país, o MUNDO.

Anderson Nascimento disse...

Errado o CQC de fazer piadinhas e declarações como a que eles fizeram. Errado está você também por exagerar em certos aspectos em que não vi nanhum problema. Já que você é a favor do aborto porque eles não podem ser a favor ou contra do que quiserem? Errado os dois por pensarem que a liberdade de expressão é algo correto. Não se fala o que bem entende quando der na telha e depois se revolta com as consequências disso.
Desculpe pela minha opinião, de maneira alguma quero ofender a ambas as partes.
Parabéns pelo blog e pela coragem de escrever textos tão comprometedores. Abraços!

Niemi Hyyrynen disse...

Essa Paula vai se lembrar das asneiras que está dizendo no dia que tiver um filho e um idiotinha que foi educado pelo CQC vir bater nela pq ela teve a audacia de alimentar o filho dela.

Natty disse...

Tinha ficado de beicinho quando você não quis falar sobre o beijaço. Agora tô feliz! CQC, humor "inteligente" (???). Ótimo post! :)

Carina Prates disse...

Homens,

vocês são tão cretinos que deveriam viver trancados num banheiro, pra eu não ficar constrangida com a cara de vocês. =D

Isso é uma piada! Ninguém pode criticar!

Raquel Gomes disse...

O que eles não entenderam é que o MAMAÇO foi um movimento, não pelo nosso direito de "mostrar as tetas", mas de nossos filhos mamarem em público, sem necessidade de um pano os enclausurando, ou reclusos em um banheiro/fraldário. Mesmo porque, no ônibus, no metrô ou no parque não existem tais locais. Meu filho odeia pano na cara dele na hora de mamar, e eu não vou, por medo de algum babaca não gostar, cobri-lo e deixa-lo desconfortável.
Mesmo porque, no Brasil não precisamos de "desculpas" para colocar os peitos pra fora da blusa. Dercy Gonçalves colocava os dela em qqr programa, Suzana Vieira vive com os dela aparecendo "sem querer", e no carnaval "todo mundo" é feliz.
Então não me venham com puritanismos em dizer que parto é nojento e amamentação é feio e que devem ser tratados como tratavam nossos ancestrais do começo do século XVIII.
Ah, vá! Se ele te processar, me chama que eu vou de testemunha, e me reservo o direito de amamentar durante meu depoimento!
Mala dusinferno!
Beijos

Peters disse...

A confusão que estes "senhores" da TV fazem entre liberdade de expressão e liberdade de imprensa é de doer. Da-lhes, Lola, da-lhes.

Peters disse...

A confusão que estes "senhors" da TV fazem entre liberdade de expressão e liberdade de imprensa é de doer. Da-lhes, Lola, da-lhes.

Monica Rocha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Amanda Aron disse...

Lola, achei muito bacana seu texto. O CQC e um programa bem babaca na minha opiniao, daqueles que por falta de inteligencia precisam apelar para o absurdo, em uma televisao que ninguem tem nada a dizer, torna-se uma guerra para ver quem choca mais em um tipo de vale-tudo pela audiencia.
Como judia, fiquei bem ofendida com o comentario do Gentilli. Recentemente o avo de meu marido faleceu, sobrevivente do Holocausto. Eu nao acho que tudo que ele tenha vivido seja engracado e que possa ser motivo de chacota, pelo contrario.
Quando voce cita em seu texto que "parece que nao e bacana fazer piada com judeu", esta esquecendo de algo. Os judeus representam um povo - possuem um idioma, cultura e ate um pais que os une. Fazer piada sobre mulher e muito vago - nao que seja permitido - mas nao atinge diretamente alguem, entende? E sim, nao eh bacana fazer piada com judeu e QUE BOM que a BAND quis retratar o contrato do GEntilli por isso. TEmos que considerar isso um avanco e partir para o proximo passo, que neste caso seria o de puni-los por piadas com maes que amamentam. E isso, boa sorte!

nailton disse...

É que lááá no CQC a coisa funciona assim: Vamos fazer ou tentar levar as coisas para um esboço de piada, pois seriamente nao conseguimos discutir algo mesmo. Nossa lucidez e nosso Ibope transcende isso tudo que deveria ser discutido seriamente.

Turma A 2008 disse...

"Gostaria de acrescentar que, além de considerá-lo um misógino de marca maior, também o vejo como um tucano enrustido e um babaca arrogante. Isso é calúnia e difamação? Ou é a minha opinião? "

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!
ISSO AÍ!! Esse Tas é um misógino, babaca arrogante, tucano enrustido!!

Lola, você é DEMAIS!

Niemi Hyyrynen disse...

Todos os homens vão ficar careca que nem o Marcelo Tas um dia, mas espero que não fiquem tão reaças quanto ele.

Acauã disse...

Piada tem limite sim Lola, tudo tem limites, quem não tem limites é doido ou é bandido, pode ter certeza disso. Até liberdade tem limite, a minha acaba onde começa a sua. Ele pode se achar acima dos meros mortais por ser “celebridade”, mas ele deve estar esquecendo que depende do hype de “defensor da verdade e liberdade de expressão”. O que será que pode acontecer com a imagem (e carreira) de Marcelo Tas se as pessoas descobrirem que ele não passa de mais um “faça o que eu falo não faça o que eu faço”? Ninguém gosta de farsas...

Dante O velho disse...

Sou homem, macho, tenho aquilo roxo e sou feminista...
Escreva Lola escreva.
Vá sem medo, vc acaba de conquistar mais um admirador.
bj

Dante O velho disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Monica Rocha disse...

Lola, você é demais. Moro em PT e conheci seu blog por intermédio de amigos antenadíssimos do Buzz. Amei. Tô com voce, indignada com esses babacas que pensam que isso que fazem é humor. Na boa, não sei se conseguiria dormir se fosse a televisão falar tanta m***.

Adriana disse...

Lola, vc distorceu tudo! hahaha! Em momento nenhum ninguém foi contra a amamentação. Somos contra os peitos de fora. As mulheres tem todo direito sobre o corpo, mas também temos direito de não gostar de ver. E olha que sou mulher, já amamentei em público e tudo mais. Mas não precisei mostrar meu peito para todo mundo! Não acho que seu comentário seja digno de processo. Isso não! Mas você utilizou de críticas tão fortes quanto a deles. Já diziam: "Quem fala o que quer, escuta o que não quer"!

Carina Prates disse...

Adriana, me ensina a amamentar com o peito pra dentro?

«Mais antigas ‹Antigas   201 – 400 de 1108   Recentes› Mais recentes»