quinta-feira, 2 de junho de 2011

LIBERDADE RELATIVA: MARCELO TAS QUER ME PROCESSAR

Estou indignada, mas vou me esforçar para não parecer tão indignada. Ontem, como vocês viram, publiquei um post mandando o CQC pra PQP. Isso foi no título. No texto em si eu estava muito mais comedida, e expliquei porque é misoginia ter nojo da anatomia feminina (principalmente quando esta anatomia não está a serviço dos homens adultos e héteros, como no caso da vagina no parto e dos seios na amamentação). Por que fiquei tão revoltada? Por uma questão de princípios. Não sou mãe, nunca quis ser mãe, e agora, prestes a completar 44 anos na próxima segunda, definitivamente não serei mãe. Portanto, nunca amamentei. Também nunca fiz aborto, e no entanto sou 100% a favor da legalização do aborto. Assim como não sou lésbica, mas comemorei quando a união homoafetiva passou no Supremo. Não sou negra, mas faça uma piadinha racista perto de mim. E por aí vai. Eu não defendo apenas as causas que me beneficiam diretamente.
Já faz tempo que eu e muitas, muitas pessoas não engolimos as asneiras “politicamente incorretas” (código para “posso falar o que quiser e não aceito ser contestado”) de Rafinha Bastos, Danilo Gentili, e do CQC em geral, entre tantas outras celebridades e seus programas. Mês passado foram dois casos: Rafinha, numa revista, defendendo com todos os dentes piada de estupro (é um favor uma mulher feia ser estuprada, estuprador merece um abraço etc), e Danilo twittando que entende porque os judeus de Higienópolis são contra a construção do metrô — porque, da última vez que entraram num vagão, foram parar em Auschwitz. No segundo caso, a Band exigiu retratação do seu contratado, e Danilo rapidamente tirou o tweet do ar e pediu desculpas. No caso de Rafinha, nada. Parece que não é bacana fazer piada com judeu, mas com mulher, zuzo bem, tá liberado. Afinal, somos apenas 52% da população.
Mas eu me ofendo. Sou feminista desde os 8 anos de idade, e pra mim é ponto pacífico que a mulher tenha liberdade sobre seu corpo. Portanto, quando vem um bando de marmanjo ridicularizar mulheres por amamentarem em público, vejo isso como uma intervenção no corpo da mulher. É dizer que ela não pode amamentar na frente de outras pessoas, que existe apenas um tipo de seio que pode ser exposto. Isso num momento em que os mamaços se intensificam por todo o país, porque as mães não são bobas: elas sabem que vem crescendo no Brasil um conservadorismo que é contra a liberdade feminina (e também contra a liberdade de todas as outras minorias).
Quando Rafinha desdenhou do mamaço (e do beijaço), ele sabia o que estava fazendo. O CQC sabia. E aq
ui admito que errei numa informação no meu texto, como me informou uma leitora: não foi na TV que esse lamentável diálogo (veja aqui) aconteceu. Foi no CQC 3.0, que passa na internet após o programa televisivo. Mas faz muita diferença? Os participantes são os mesmos. Os temas, pelo que me contam, são os mesmos. O nível de estupidez é o mesmo. Se a gente considerar que integrantes do CQC estão ligados ao programa até quando falam numa revista ou no twitter, imagino que o que eles digam num troço pra internet chamado CQC 3.0 conte como parte do CQC, ou não?
De todo modo, ontem mais ou menos no almoço recebi um email do Marcelo Tas, curto e grosso, querendo saber onde e quando ele se posicionou contra a amamentação. Eu respondi, com a mesma educação que me foi dispensada, que nem ele nem o CQC se opuseram à amamentação, e sim à amamentação em público, como está claro no meu texto. E que eu só citei o Tas uma vez, num parênteses sem referência à amamentação em si, em que eu dizia que é claro que a sociedade gosta de seios (desde que direcionados a sua função única, a de fazer babar os homens) porque a TV não sobreviveria só de Rafinhas ou Marcelos Tas. Mas ele me mandou um outro email, subindo o tom, pedindo retificação imediata, porque ele não se disse contra a amamentação em público, ele não disse nada daquilo, e ele não é misógino. Comentei no Twitter que eu tinha recebido email do Tas e, mais tarde, publiquei nos comentários do meu post esses dois emails curtinhos como resposta dele, como um “outro lado”. Recebi outro email em seguida, em que ele diz: “Você vai aprender através de um processo por calúnia e difamação a ser mais responsável com o que publica, esta troca de e-mails documenta a minha tentativa de dialogo com voce antes de tomar o caminho da Justiça”. Quer dizer, o que foi isso? Ameaça de processo, certo?
E isso me deixa indignada. O CQC tem o direito sagrado da liberdade de expressão para caluniar todas as mulheres, mas eu não tenho a liberdade para criticá-los? Então me parece que essa tal liberdade é meio relativa. Eu, por exemplo, dona deste humilde bloguinho com suas 90 mil visitas e 150 mil pageviews por mês, jamais ameacei ninguém com um processo. Sou contra a censura. Em todas as minhas críticas aos machistas, misóginos, homofóbicos e racistas de plantão (e são muitas críticas em 3,5 anos de blog com atualizações diárias), nunca exigi que alguém se calasse ou que algo fosse tirado do ar ou da internet. No caso do Rafinha fazendo piada com estupro, não divulguei nem o que seria totalmente legítimo — que passássemos a boicotar os anunciantes do CQC, programa que o emprega.
É engraçado que o Tas queira me processar porque, como lembrou a Srta.Bia, no caso do Danilo, quando a PinkyWainer perguntou ao Tas se ele apoiava o tipo de humor danístico sobre judeus e o metrô de Higienópolis, ele respondeu: Engraçado também que o CQC e demais programas são os primeiros a gritar “Censura! Exijo liberdade de expressão!” quando recebem qualquer crítica, mas são tão rápidos no gatilho pra ameaçar com processo quem os critica.
Eu até entendo. Por coincidência, estava lendo uma matéria da Lúcia Rodrigues na Caros Amigos de maio. Chama-se “As Novas Táticas da Repressão Política” (trecho aqui) e fala justamente sobre como processos jurídicos são movidos para intimidar os ativistas. É o que está em alta atualmente. O MST incomoda? Não basta só jogar a polícia em cima, mete também um processo! Processo é usado pra calar qualquer um que se oponha ao status quo. E Tas e seus colegas de CQC, apesar de posarem de moderninhos, representam, com seus preconceitos ultrapassados, esse status quo. Seu exército de advogados, sempre prontos para defender os integrantes de qualquer processo, também serve para intimidar. Mas se alguém achar que difamei o Tas, peço para que leia o post, do qual não troquei uma só vírgula. Como disse o Bruno, “se esse post é calúnia, o CQC é formação de quadrilha”.
Tas em nenhum momento criticou o que seus colegas disseram, ou as outras besteiras que vivem dizendo. Mas se irritou porque eu o chamei de misógino. É, fui injusta. Gostaria de acrescentar que, além de considerá-lo um misógino de marca maior, também o vejo como um tucano enrustido e um babaca arrogante. Isso é calúnia e difamação? Ou é a minha opinião?
Se não tenho direito a minha opinião, então, Tas, me processe. Pela demonstração de apoio que recebi ontem, suponho que bastante gente ficará do meu lado, a favor da liberdade de expressão. Acho que na hora muit@s de nós nos levantaremos gritando “Eu sou Spartacus”, sabe? Você deve saber a força de uma mobilização online. Fico no aguardo de você começar uma luta de Davi e Golias contra mim. Ao contrário de você, eu não tenho um dos maiores grupos de comunicação do país me dando apoio. Tenho apenas a minha consciência, e esta precisará de mais de um processo pra ser calada. Eu sou mulher, sou feminista, tenho peito, não tenho medo. Pra mim “aquilo roxo”, balls, cojones, nunca foram sinônimo de coragem. Coragem é enfrentar todo um sistema que insiste em perpetuar preconceitos.

1.108 comentários:

«Mais antigas   ‹Antigas   1001 – 1108 de 1108
Silvia Maria disse...

Não sou de "blogar", mas pode contar comigo!

Mulher da Peste disse...

Se você quiser mais uma apoiadora, pode contar comigo, com todos os meus dados, minha presença em tribunal, o que for...

Bjo.

Aline.

Lilo Oliveira disse...

Lola,
Concordo plenamente com você e apoio sim!!

tem comentários nesse programa inteiramente desnecessários. (para não dizer mais.)

Lilo Oliveira disse...

Lola, você não está só!

http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/926924-rafinha-bastos-encoraja-estupro-diz-conselho-da-condicao-feminina.shtml

"Na nota, o conselho critica as declarações sobre estupro feitas por Bastos em seu show de comédia stand-up reproduzidas na revista Rolling Stone e diz que sua piada encoraja os homens.

"Toda mulher que eu vejo na rua reclamando que foi estuprada é feia pra caralho. Tá reclamando do quê? Deveria dar graças a Deus", disse o humorista.

"A liberdade de expressão, direito previsto constitucionalmente, encontra limite quando em choque com outro direito, que é o da dignidade da pessoa humana, que está acima de qualquer outro", diz a nota. "No caso, estamos a falar da dignidade da mulher, do direito assegurado internacional e nacionalmente de não ter sua imagem estereotipada, bem como ter o direito à escolha de com quem manter relação sexual."

O conselho vê na piada de Bastos conteúdo machista e preconceituoso, "encorajando homens, bem como fazendo parecer que o crime de estupro, hediondo por sua natureza, não seja punível". "

Ky disse...

Não vejo que há apenas misoginia... Talvez haja tb preconceito contra região... Por que esse "rapaz" não se manifestou tão objetiva e furiosamente contra os twitters das blogueiras progressistas do Sul/ Sudeste do país? Lola, há uma multidão em sua cia... Voce e sua coragem (não aquela que vem do poder simbólico do falo) nos inspiram... "Enquanto os cães ladram, a caravana passa." Nós passaremos de mãos dadas, deixando sopros de liberdade, democracia, estado laico, felicidade... Sugiro esse post http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/926924-rafinha-bastos-encoraja-estupro-diz-conselho-da-condicao-feminina.shtml

Felipe disse...

Sensacional. cansei dessa elitizinha que só sabe fazer palhaçadinha e intriguinha. Não fazem nada pra ajudar.

Kaká disse...

Lola, parabéns pelas palavras.

Não fazia ideia de nada disso que vc escreveu. Sempre achei CQC engraçado e os admirei por lutarem contra a censura, mas agora justo o Marcelo Tas (que sempre achei que fosse o mais inteligente, mas estava enganada) provam que eles mesmos têm que aprender sobre liberdade de expressão.

Sem falar das piadinhas toscas de estupro e judeus que me fez entender que esses moleques (é isso que eles são) não têm limites, são adeptos do humor a qualquer custo e alguém precisa ensiná-los de que certas coisas não tem graça.

Parabens pelo posicionamento Lola! Mas gostaria que vc tb nao excluisse comentarios do seu blog. Lembre-se: sem censuras!

Mar disse...

óbvio, provavelmente o programa manipula muita gente.Eles mostram o que eles querem que o povo acredite. É obvio que aparecerá milhoes de telespectadores defendendo-os, não por opinião propria. E sim por manipulação!!! Eles não sabem de nada! E também, nem procuram saber.
É mais facil acreditar no que passa na tv ! Informação mastigada, e "misturada" com mais alguns ingredientes.

donnanina disse...

Desde já,tens meu apoio! Compartilhei teu blog no meu post de hoje!
Enfim, sabe oq irrita tb? É vc ter que ter paciência com um infeliz desses...ninguém mereceeeee!!!
Por mim, espero que esse pseudo programa acabe, assim como muitos outros do mesmo estilo degradante e patético...
Prestam um desserviço, e nada mais!
Engodo e mais engodo, isso é o CQC...

Tie & Lily disse...

Apoiada Lola. Continue assim. Estás no meu face, multiplicando ideias sobre o que a maioria pensante pensa, mas nem sempre expressa com tanta eficiência.

Paulo Silveira disse...

Detonou geral Lola! Continue escrevendo.

Baka-chan disse...

geeeeeeeeeeeente do céu!
que que é isso tudo??
gostaria só de dizer o que você já deve ter lido em muitos comentários: você é muito inteligente e seu blog é muito bom!

Nai disse...

Concordo com você e apoio!

Nicole Rodrigues disse...

Querida Lola,

Era só o que faltava, logo você, ser censurada por um bando de acéfalos. Continue firme e forte que a campanha contra eles será pesada! Mencionarei esse disparate no meu blog ainda hoje.

Um abraço apertado de quem muito admira o seu discernimento, lucidez e consciência social.

Fernanda: disse...

Mesmo que Marcelo Tas recorra a um processo como forma de represália ao seu post, tenho certeza que isso só vai tornar seus argumentos mais divulgados nas redes sociais e até fora delas, canalizando ainda mais o apoio da sociedade a você, ainda que você não tenha ao seu lado nenhum império comunicativo!

kikasummers disse...

Mesmo que digam que isso é humor ácido eu não concordo. Podem dar o nome que for, isso é um monte de bosta (period). Isso não é humor politicamente incorreto, é um tapa na cara. Elucidar problemas da sociedade utilizando-se de humor (até mesmo como uma crítica)é uma coisa. Agora, fazer apologia ao preconceito e a violência é outra bem diferente, fikdik. Dizer que uma mulher pede pra ser estuprada não tem graça, não tem o que discutir. E, vamos combinar, que alguém achar isso ruim é mais do que plausível. Agora, vem o ser te dizer que eles tem o direito de falar o que bem entendem, mas você não? aaahpaputaquepariu.

Tem todo o meu apoio.

Byh disse...

Liberdade de Opinião-->E ESSA É A MINHA!!!!

ESTA CAUSA tambem é nossa LOLA!!

..Eles não são nada mais que "pessoinhas" fúteis e (apesar da idade)imaturos,cujas palavras e atitudes tao somente,mostram o inane de seus volúveis pensamentos(se é que essas criaturas tem algum senso)..
Eles nem ao menos sabem o que é na verdade o verdadeiro humor!
..Não passam de bobocas inconsistentes e sem NENHUMA graça..

Milena disse...

Escreva, Lola, escreva!

Apoio de mais uma mãe que ficou indignada com o que foi dito por aqueles dois coitados que fazem de tudo na tentativa de ser engraçados. SÓ QUE ELES NÃO CONSEGUEM! Nenhum dos dois tem graça nenhuma, as pessoas riem porque eles deixam aqueles silêncios, aqueles espaços para risada. É constrangedor ouvir.

Mais um programa medíocre de tv.

Xanxão disse...

Alguns programas como CQC e Pânico nos impõem uma postura quase de terror, onde criticá-los faz-nos parecer caretas ou conservadores diante de moderninhos engraçados de plantão. Estava na hora de alguém colocar algum espírito crítico nessa tirania da boçalidade disfarçada de inteligência. Parabéns.

Thaís disse...

Se as mulheres não podem amamentar em público, porque dão nojo a certas criaturas, então, acho correto que os mesmos ditos cujos sejam proibidos de coçar o saco na nossa frente enquanto conversam com uma pessoa. A gente tem de fazer de conta que o cara de pau não está com a mão na genitália em público e ainda achar normal. Vai entender...

Thaís disse...

Se as mulheres não podem mais amamentar em público, devem procurar um lugar recluso da sociedade para alimentar seu bebê, acho justo que sejam criados lugares igualmente reclusos para os homens coçarem seus sacos, pois isso sim é nojento: a gente está conversando com a criatura em público quando ela enfia a mão na genitália e ainda temos de fazer de conta que isso não está acontecendo. Vamos fazer o movimento anti-pintaço: cada vez que um cara coçar o saco na sua frente, você olha pro pau dele fixamente, assim como eles olham pros nossos peitos.

Albino disse...

Tenho verdadeira ojeriza a jornalistas em geral e comediantes chulos em particular, mas essa turma do "pqp" consegue fazer o pior dos dois juntos metidos a moralistas com direito adiquirido sobre a tal da liberdade de imprensa, pra mim não passam de analfabetos arrogantes e babacas. Com certeza não vao processar ninguem.

Letícia disse...

Também tenho peito e não tenho medo! Me processa junto, Tas!

Letícia Massula

Gabi Goulart Mora disse...

O tal "humor inteligente" perdeu o rebolado. Por uma liberdade absoluta, feminina, de peito aberto!

Edulustosa disse...

Misoginia não é crime, portanto chamar alguém de misógino não pode configurar calúnia. Quando muito difamação.

Código Penal

Calúnia - Art. 138 - Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime:
Pena - detenção, de seis meses a dois anos, e multa.

Difamação - Art. 139 - Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação:
Pena - detenção, de três meses a um ano, e multa.

Edulustosa disse...

Misoginia não é crime, portanto chamar alguém de misógino não pode configurar calúnia. Quando muito difamação.

Código Penal

Calúnia - Art. 138 - Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime:
Pena - detenção, de seis meses a dois anos, e multa.

Difamação - Art. 139 - Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação:
Pena - detenção, de três meses a um ano, e multa.

Háislan Bassi Baraldi disse...

NOSSA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
QUE DECEPÇÃO!

CONTE COMIGO !!!!
ALIÁS, TÊM MUITA GENTE TE APOIANDO, ESSES COMENTÁRIOS SÃO APENAS UMA PRÉVIA.
PRA QUEM SE INTERESSAR EM COMPREENDER O QUE É "AUDIÊNCIA" PASSIVA E ATIVA, PENSE BEM ANTES DE ENTRAR NESTA BRIGA.

Girl Anachronism disse...

Eu me incomodo muito com esse cara dizer que não é misógino, depois de ele, no tal vídeo do CQC 3.0, lá perto do final, ter chamado a vagina de "tubo infecto".

Quero acompanhar como vai ficar essa coisa toda.

Camila disse...

E o pior é que essa bosta desse CQC continua sendo visto como expressão afiada, não é não? Galera toda assiste e ri, parece que todo o mundo sem perceber o atraso e o desserviço que é aquilo tudo ali dentro da televisão. Imagina só jantar assistindo àquilo, menina, será possível? Não se intimide; não que eu pense que você vá fazê-lo. Tamo contigo!

Renata disse...

Mas que cara mais tosco e arrogante,o que lhe falta é respeito,respeito ao proximo,as mulheres,a sua propria mãe que hoje deve se envergonhar de te lo como filho,pq coitada dessa mãe amametou esse pobre coitado.

Antonio de La Maria disse...

Perfeito, Lola!!!! Vamolá. Agora: Marcelo, não "tás" com nada, hihihihihihi.

Antonio (Recife)
delamaria@gmail.com

lunaleka disse...

Vejo aqui claramente duas pessoas que exigem liberdade de expressão somente para si mesmas. Humor vem da dor e bom senso deveria vir de todos.

Tiago Vicente disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tiago Vicente disse...

http://www.conteconnosco.com/trabalho-detalhe.php?id=778

Podias ir a este site, em cima do lado direito tem "login with facebook", fazes login e clicas em "votar" e por favor votem todos os dias 1 vez... Please??

Eu sei que nao tem nada a ver com este blogue mas isto é muito importante para mim e tentem divulgar isto por favor :( Obrigado a todos :) Bom blog :)

H-SAMA blog disse...

eu não assisto CQC porque sou contra esse tipo de programa.

bom saber que não estou sozinha no mundo de achá-los um tanto fajutos.

super tem apoio.

http://h-sama.blogspot.com/

Gustavo Cardial disse...

Mais uma das mancadas do Marcelo Tas, agora divulgando blog de pornografia infantil pros seus mais de 1 milhão de seguidores do Twitter: http://ufac.si/pornografia-infantil-e-denuncia-fail/

henry henry disse...

Mais do que apoiada. A partir de então eu não assisti mais ao CQC. Até quando vamos dar audiência à programas de tão baixo nível e pobreza intelectual. Todos juntos! Abraços, Lola!

Lu-Bau.Blog disse...

Gustavo, só um adendo: TAS divulgou para os seguidores como forma de denúncia. Óbvio que o objetivo não é divulgar o blog mas sim melhorar a imagem dele perante a opinião pública. Seria o enterro dele apoiar tal blog. Ele só divulgou com objetivos mercadológicos.

Bia Lenz disse...

Perfeito! Apoio online. Pode contar comigo!

juju s disse...

Eu assistia CQC...depois dessa, no máximo assistirei a Monica Iozzi.

Cotidiano disse...

Tem o meu apoio também.
Um horror fazer fazer piadas com doenças,minorias,etc.
Você já disse tudo e muito bem.
Se não fosse tão horrível a situação,posto que a vivi,gostaria de saber qual seria a opinião de Rafael Bastos,caso este sofresse um estupro.Será que ele iria dar um abraço no estuprador?
Sinto pena destas pessoas porque estão expostas na TV se acharem importantes,quando não passam de uns machistas arrogantes,intelectualóides arrogantes e por aí vai.

Luna disse...

devidamente facebookado e twitado.
E pode saber que comigo vc pode contar!
já não é de hoje que NÃO DÁ PRA ENGOLIR esse tipo de comportamento machista, misógino, retrógrado e agora, ainda por cima, castrador da expressão do outro.
Que vá pra PQP o bando todo!

Luna_Piscies disse...

palavras do tas no programa "provocações" sobre a "censura velada" dos processos: http://www.youtube.com/watch?v=55CoWfXJaS0&feature=related

que ironia, não?

adoro seu blog, lola

Luna_Piscies disse...

palavras de marcelo tas sobre a "censura velada" dos processos jurídicos.
note o exemplo de um jornalista que escreve blogs ser processado.

http://www.youtube.com/watch?v=55CoWfXJaS0&feature=related

(fonte: programa "provocações" da tv cultura)

que ironia, não?

parabéns pelo blog, lola, continue escrevendo, por favor.

deunatelha disse...

A culpa é desse povo burro e sem cultura que acha tudo lindo, maravilhoso e engraçado. Já tinha falado disso há algum tempo e fui praticamente linchado pelos "pseudo engraçadinhos" do stand-up. Também fiz stand-up mas minha cultura aprimoramento artístico me tiraram disso. Assistí ao show do Paulinho Serra do comédia MTV (por causa da minha filha) no Teatro Folha. De cada 10 palavras 9 é palavrão. O texto é um lixo. Mas a molecada curte. É como o funk, essa sub-música nojenta. O stand-up, pra mim é um sub-humor.

Lanu Pessoa disse...

Fiquei tão chocada ao saber da ameaça de processo. Coisa mais ridícula!
Muita decepção.
Nosso apoio é seu, obviamente.

verdefolhinha disse...

Apoiando vc, claro.

Tas, voce passa muito tempo em midias, nao? A vida acontece lá fora #ficaadica

Juliana, prazer!! disse...

Querida, você tem o meu apoio, sou mãe e estou amamentando. E fiqueicom asco do "CQC 3.0" que você postou aqui. Força na peruca!! Você está certissima!

Ciene disse...

É isso ai, abaixo esses babacas metidos a besta, pra mim isso é inveja pura, pois eles são filhos de chocadeiras, um idiota que faz um comentário desses não deve ter sido amamentado. Pode contar com meu apoio.
Luciene

Tiago Poeta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tiago Poeta disse...

Boa noite, Lola.

Parabéns pela exposição desse fato. Realmente é muito importante lutar contra quaisquer formas de censura, mas devo compartilhar algumas opiniões sobre isso: vi o vídeo que você postou com a parte do CQC sobre o "mamaço".
Bem, realmente o Marcelo Tas não falou nada contra amamentação, ao contrário, falou até que acha bonito e coisas do gênero, nesse ponto as críticas parecem ter ficado exacerbadas.
Porém, (outros) falarem para não mostrar qualquer tipo de 'mamilo', que pode ser constrangimento ou que não é algo que deveria ser exposto, bem... se os bebês pudessem exteriorizar suas opiniões, certamente seriam do tipo: "isso não é problema de vocês, estou com fome e minha mãe é a única que pode me prover a alimentação! Se olharam e ficarem incomodados com meu mamaço, se mandem!!!".
Realmente o âncora do programa deveria ter sido mais incisivo quando as piadas (dos outros) ficaram ásperas, pois em alguns momentos ele (o Tas) falou que não é algo feio, sendo que depois os outros dois apresentadores se retificaram, dizendo que é extremamente importante a amamentação entre outras coisas.
Boa sorte nesse incômodo, mas tentes não permitir que essa nuvem densa e carregada cerque seu coração.

Grande abraço!

Tiago Poeta
http://rascunhodeliteratura.blogspot.com/

Washington Chalegre disse...

Saudações, Lola.

É a primeira vez que vejo tantos comentários em uma única postagem.

Mas, a liberdade de expressão e o posicionamento crítico-livre não combina com palavreados de baixo calão e depreciação da dignidade intelectual.

Penso que ambos os lados "LOLA e TAS" possuem concepções com diferenças características. Ambos os lados representam influência e referência.

De fato, existe uma moda: a tudo processar. Mas, para combater essa moda, precisamos de intelecto ou de dinheiro?

Meu abraço.

B. de Campos disse...

Lola, você tocou num assunto que eu estava percebendo há algum tempo... O humor brasileiro achincalha e humilha demais a mulher. O Rafinha Bastos é um verdadeiro misógino! Eu fico cada vez mais boquiaberta com a forma que ele trata as mulheres no trabalho dele. E não falo do episódio do MP. Pode perceber que ele pega pesado demais com as piadas em relação às mulheres que participam do programa, mas quando é a vez dos homens, as piadas chegam a ser relativamente singelas...
No CQC 3.0, que assisti há cerca de um mês atrás, Bastos humilhou a mocinha que participava via webcam. Logo depois, quando entrou um homem (uma figura bem pitoresca, inclusive) o tom voltou a ficar leve.

Claro que não se trata só dos humoristas do CQC, tem a ver com o humor brasileiro em geral. O pior é que a liberdade de expressão, neste caso, bloqueia um pouco a reação dos que se sentem ofendidos...

O que nós, mulheres, podemos fazer a respeito?.... Fica a pergunta retórica...

Mas, realmente, não sei... :(

Docinho disse...

Nossa, não sabia dessa do Tas. Mas será que foi ele mesmo ou algum assessor, em nome do programa ou da imagem do Tas? Enfim, só sei que foi ridícula essa postura (ou falta de). E eu que tenho as melhores lembranças dele da minha infância, com o Professor Tibúrcio, estou decepcionada.

Só mais um Chico disse...

LOlA LEIA ISSO

Eu sou de Rondônia e esse tal de Rafinha Bastos ai amigo do Taz do CQC faz piada de Rondonia dizendo que só tem gente feia eu nasci em guajárá_mirim(RO) e sei, e se voce estudar a história de Rondonia e o cilo da borracha vai saber é que a maioria dos rondonienses e descendente de imigrante nordestitino, negro e decendente de índio, o cara é racista! e na hora de se denfender no programa o cara defen as piadas dele! Além do mais diz que mulher feia não pode reclamar quando é estrupada, eu não acisto esse programa nem nunca vou assitir.

ACRE FOI O MAIOR PRODUTOR DE BORRACHA do PAÍS E RONDÔNIA O SEGUNDO! rafinha seu burro! da onde veio os seringueiros de Rondônia e da imigração por causa do garimpo? do nordeste!
Odeio racismo e os racista sempre deixam escapar alguma coisa como esse cara.

Sir Pixote disse...

Lola, parabéns por lutar por sua liberdade de expressão, e não pense que essa negócio de fazer "piada" com estupro de mulher feia seja algo aceitável pela lei, não é! É imoral e ilegal. Quanto ao processo vindouro do preclaro Marcelo Tas, se precisar de advogado, não só me disponho a defendê-la, como junto alguns dos melhores advogados para fazê-lo pro bono, por amor à causa.
Grande abraço,

Caio Carneiro.

lucila disse...

Caraca, Lola, maravilha esse seu texto, uma beleza seu posicionamento, parabéns mil vezes!
Que vão todos esses imbecis que se fazem deformadores de opinião pra PQP! Muitas vezes!
Parabéns!

naocomentenada disse...

Você acaba de ganhar uma seguidora... Adorei tudo isso. Sou feminista, como você. Busco meus direitos perante a sociedade e o respeito de cidadã qual todos devem receber.
Grande abraço.

Rubs Troll disse...

Apoiada.Fight the power and the cunts.Parabens lola.

lúcia carolina disse...

Toda piada que critica o formato do seu seio parecerá arrogância, preconceito, machismo, pelo visto.

Se eu fosse mãe e tivesse um seio gordinho, ou estivesse com sobrepeso ou o que fosse que classificasse o meu seio de não gostoso, eu ia rir, aliás, eu seria a primeira pessoa a pensar que meu seio está sendo exposto apenas para amamentar meu filhote, não para ser uma gostosa de seio de fora.

Aliás, eu já estive bem gordinha e eu achava todas as piadas cabíveis, ria delas, ria com os piadistas, zoava eles nos seus apêndices passíveis do zoação e isso era apenas um breve trecho da vida.

Quando eu quis deixar de ser gordinha, por exemplo, a ausência ou presença de piadas sobre ser gordinho não fez a menor diferença na minha vontade de voltar ao peso do meu corpo. Também não procurei um a um quem um dia fez qualquer piada para vingar-me.

Todo mundo pode ser digno de piada, inclusive o piadista, piada é um exagero a partir de qualquer característica, não é uma condenação, um decreto, uma ordem.

Depois, todo mundo tem o direito de falar e rir do que for e o dever de ouvir e viver as consequências dos seus atos, mas ninguém tem o direito de censurar ninguém e de dizer que porque isso dói, justo ali onde você costuma sentir dor, ninguém deve tocar no assunto.

Relaxa, piada é piada. Leva à sério as frases sérias.

Marcos disse...

Li hoje pela primeira vez o blog, mas ja virei fã de carteirinha!
Você tem todo o meu apoio e de muitos homens por ai/1

Sara disse...

Lola, você é maravilhosa, fantástica! Apoio você em cada palavra! Tenho lido seu blog todos os dias, textos novos, antigos e fico impressionada! Quem bom que temos cabeças pensantes como você! Parabéns!

jorge silva disse...

Por favor ,vamos procurar alguma outra coisa que venha contribuir com a sociedade.O assunto que vcs estão abordando já está ficando chato demais.Quanto mais vcs falam, o Marcelo aumenta a audiência.
abraço
Jorge

jorge silva disse...

Eu acho que vcs precisam colasborar muito com a sociedade. Um blog não pode ficar nesse rame -rame não.A Tv Globo por Exemplo é uma merda e vcs não fazem nada . Programas mediocres sem contribuir em nada, uma verdadeiro deserviço para o povo brasileiro. Vamos falar do faustão ,da Braga ,isso sim ,vcs estariam contribuindo para a melhoria da Tv brasileira.
Jorge Silva

Junior Câmara disse...

É Lola, conseguiu um grande ibope com essa história... rsrsrsrs

comixzone disse...

desde quando um processo é censura? caso uma pessoa se sinta ofendida tem todo o direito a resolver o assunto através da justiça.Marcelo Tas se sentiu ofendido com as acusações e esta resolvendo da forma mais democrática que se tem,nos tribunais. Do mesmo modo que qualquer feminista pode processar uma piada ou ofensa.

Anônimo disse...

Acho incrível como você leva tão a sério um programa HUMORÍSTICO e ainda simplesmente leve na brincadeira os políticos do Brasil..... Quer fazer algo realmente relevante?

Você com seus 90k de seguidores + ou - que tal se você organizar um protesto contra a corrupção? Tenho certeza que isso séria bem mas construtivo ;D

Carlo disse...

Você entende a hipocrisia da sua opinião?
Você não foi a favor do processo contra Rafael Bastos?

Porque a surpresa ao ser ameaçada de processo?

O que R. B. falou, em um show de comédia em um momento de piadas, foi considerado ofensivo suficiente para um processo. Algo totalmente ridículo.

Mas você pode sair por aê chamando a tudo e todos de misóginos e racistas, etc... E isso ofende muitas pessoas, porque então elas não poderiam te processar?

Anônimo disse...

Que isso sirva de aviso a voces. A partir do momento em que se posta opinioes na rede e outros meios, automaticamente vcs estao sujeitos a um processo, que pode vir de qualquer comentario. As pessoas se esquecem que ao postar criticas a um alguem, grupo, pessoa ou empresa, citando o nome, pode estar arrumando problema pro resto da vida. Lola vc sabe que ao citar nomes vc esta pisando em espinhos. Sei que 'e lindo ver esse monte de gente apoiando nos comentarios e o ibope que gera.

Anônimo disse...

Eu nunca gostei do CQC. Minha cunhada morre de rir daquilo, assisti ao programa uma vez na casa dela, pra nunca mais. Marcelo Tas continua sendo o burguês metido a intelectual e aqueles ilustres desconhecidos na bancada não têm graça alguma.

Anônimo disse...

Contra burguês vote 16
Contra marcelo tais, vote nos animais

vera lucia porto disse...

Lola,com certeza o Tas nao passa de um tucano inrustido...Nao tem coragem de assumir,é um fracoo

Sarah Alcântara disse...

Gostei do seu Blog, também sou feminista.

Então, sobre esse caso, não sei da história direito porque acabei de conhecer o Blog, por isso não defendo nem ele e nem você. Gosto de CQC, mas te processar? Se você deve ser processada, eles também devem porque falam o que pensam. Como você disse, cadê a liberdade de expressão?

Anônimo disse...

lola

Márcio Sena disse...

A mídia tem devotado ultimamente muito tempo para clamar por liberdade de expressão, mas sua programação tem levado muitos a acreditar que o melhor seria censurá-la. Pois quando não passa programas que podem ser considerados lixos culturais e apelativos ao extremo, andam simplesmente trabalhando as mentes de acordo com seus interesses de manipulação ideológica.

Antonio disse...

E não corra Lola, não corra da raia.Concordo em tudo com você.

Anônimo disse...

Lola, não quer casar comigo também não? Foi tão lindona q até chorei aqui :´)

Olha, sou advogada, e não será difícil reverter um processo desse assunto não. Acredite. ESTAMOS COM VOCÊ

Anônimo disse...

Oi... Como a vida nos prega peças inusitadas e agradáveis. Estava olhando os canais abertos esse domingo e presenciei seu "mui amigo" entrevistando o Alexandre Frota com uma trupe de crianças. Uma delas perguntou ao Frota a diferença entre ator normal e ator pornô. Eu logo pensei: Quem deu a colinha pressa criança fazer tal pergunta ao entrevistado? Logo depois, entrei no google, e pesquisei o nome do seu "colegaquequerficardemal" acrescido de um adjetivo publicável [mas só seu eu quiser rs] e entrei no seu blog... Parabéns. Não acho que escreva e exponha meu ponto de vista de forma clara como li nesse post, mas o fato é que a cada dia penso ter visto algo inacreditável. Entretanto, sou cada vez mais surpreendido. Será que tem algo errado comigo? Pareço ter intolerância a coisas que considero bizarras demais, mas que muitos consideram coisinhas fofinhas e inocentes.

Anônimo disse...

Acho justo.

Yádini Winter disse...

Sinta-se apoiada.

Anônimo disse...

Sinceramente amiga, este mundo é democrático, e respeito vossa opnião, mas assim como comediantes ( que te por trabalho tirar sarro e fazer piadinhas, sejam elas de humor negro, branco amarelo, ou qual for), você também está pondo a sua opnião a frente e nem por isso estamos te julgando, mas amiga, as mulheres ão livres, assim como as mulheres homens também sofrem preconceitos e feminismo, assim como machismo são puramente estupidez e falta de quebrarem os orgulhos e respeitarmos o próximo. Imagina se deixassemos de lado e esquecermos que também somos animais e também temos uma natureza primitiva onde a mulher nasceu mais forte, mais doce e pronta para reproduzir, el aque pode amamentar, não o homen, logo amiga peço a você para refletir sobre sua vida e saber se vc realmente é feliz e se realmente as mulheres querem ser ajudadas dessa forma. ninguém consegue ajduar quem não quer ser ajudado e quando não precisa de ajuda
vou citar 3 coisas para você enteder :
pq cotas para negros nas faculdades, se quando boa parte da popoulção pobre não é de negros, temos amarelos, brancos, mulatos, mamelucos.
pq a lei maria da penha funciona, se também existem homens que apanham das mulheres e tem mulheres que agridem homens ( caso Yoki por exemplo.
Pq o direito a licensa maternidade a mãe do filho e não para o pai, logo são direitos iguais o pai só não amamenta, mas tambvém tira fralda limpa da banho alimenta e assim vai.

acorda querida pq ser feminista nem sempre é a solução não somos 2 somos um pq sem o seu pai hj vc não estaria aqui assim que sem sua mãe vc tb não, pense em conjunto lute junto divida e vc pode ganhar muito mais.
P.s.: concordo que piadas exagerademnte fortes devem ter retratações com o público em geral, mas não a sensura!

Huan Icaro Piran disse...

Quando o CQC foi ao ar eu fiquei feliz, pois eles jogavam muitas merdas no ventilador. Infelizmente eles começaram a agir como uma trupe envolta em certa arrogância após algum tempo.

Essa afirmação do Tas é realmente decepcionante. Esperaria que ele amadurecesse e voltasse a ser alguém que admirei em minha infância, mas acho pouco provável que vá ocorrer.

Quanto ao Rafinha, admirava o trabalho dele fora do CQC em outro programa na mesma emissora. Achei o comentário dele na época ofensivo sim, mas não ao ponto de ter toda a repercussão que teve. Agora, a arrogância que ele teve em não admitir o erro foi algo absurdo que tende a me fazer crer que ele realmente pode acreditar naquilo.
Claro, há todo um jogo de interesse por traz da expulsão dele do programa e do canal que são absurdas também.

Uma pena...

Huan Icaro Piran disse...

@13:49

Velho, na boa, corrige ai a grafia que doeu na alma ler...como se não tivesse já doido as balelas

Huan Icaro Piran disse...

Na boa, eu não sei se rio de comentarios de pessoas como o @Daniel (12:41) ou se fico puto dos cornos. Velho, na boa. Marxismo cultural? Deus? Mal amada?

"Tem algo errado ai cara, tem que ver isso!" - Marcelinho

Acho que nem tem como definir como "argumentação" essa bagaça. Pessoa chega usando o termo Marxismo Cultural para enfeitar as balelas e acha que isso dá caráter de seriedade para o argumento.
Lola, você se diverte lendo essas coisas, admita, todos sabemos que só compartilha porque nos quer fazer rir também...

Carla Nagel disse...

Escreva sempre Lola!

Carol disse...

Bem se vê que é tão ignorante que não consegue ver um palmo a frente de seu nariz. Conheço o Marcelo desde que me entendo por gente, um cara simpatico, que eu nunca vi em hipotese nenhuma tratar mal alguém, a não ser que ele seja provocado, afinal ele também não é um monge para engolir qualquer sapo, como este por exemplo.
É casado já há algum tempo com uma mulher maravilhosa, um pai super presente e cuida muito bem diga-se de passagem da familia e do trabalho que tem. E sinceramente, uma louça pra lavar, um lote pra carpir ou qualquer coisa assim que vc tá precisando, queridinha, pq essa necessidade sua de chamar a atenção com algo tão idiota quanto uma piada feita num programa que nem na TV era, é no minimo perca de tempo. Fica a dica.

Rodrigo Cerqueira disse...

Esse é um conflito bastante interessante. O povo da dito esquerda vive processando quando alguém fala algo que eles não gostam de ouvir, por que outras pessoas não teriam o direito de processar tais revolucionários por omitir opiniões acintosas - e baseadas puramente em achismo? Segundo o preceito da igualdade, ou ninguém deve ser processado por se expressar, ou todos tem o direito de processar aquele que emite opinião contrária. Ou a igualdade dos revolucionários é bastante hipócrita.

Huan Icaro Piran disse...

@Carol

Não conheço ele, então não tenho como saber. Sei apenas o que ele é enquanto pessoa publica.

@Rodrigo Cerqueira

No sense dude

Inajara Nunes disse...

Lola,

É complicado porque o crime de calúnia e difamação, como vc já deve saber, diz respeito a afirmar algo sem apresentar as devidas provas.
Nesse caso vc deve comprovar que não disse, o que ele afirmar dizer, ou comprovar a acusação.
Eu venho acompanhando o seu blog há um tempo, e assino em baixo com a sua luta, ou melhor, a nossa lutar, por uma sociedade igualitária.
Torço para que dê tudo certo, o sistema é nojento, mas infelizmente a única forma de determos e usar dele para destruí-lo. Meu conselho, procure um bom advogado e mobilize a galera em sua causa! Vamos à luta!

mauricio de souza disse...

Lola se precisar de ajuda financeira para adivogado conte comigo. Beijão.

Ateu e Pacifista disse...

Olá pessoas, lendo esta postagem me lembrei de uma frase mais ou menos assim: "só deve pegar numa arma para atirar em alguém, aquele que está preparado para levar um tiro"...

Utilizando essa frase como metáfora, podemos dizer que o CQC fez certas piadas que desagradaram grupos feministas, logo, receberam suas críticas. Podemos dizer que eles dispararam a arma do humor politicamente incorreto.

Podemos dizer que eles falaram o que quiseram e, teoricamente, deveriam estar preparados para ouvir o que não queriam.

Por outro lado, as pessoas que se incomodaram com as piadas politicamente incorretas e reagiram, criticando o programa e seus apresentadores, a partir do momento que reagiram e dispararam a crítica, em teoria, deveriam estar preparadas para reações.

Acaba se tornando um "toma lá, da cá"... Conheço bem isso, pois, em um passado não muito distante, costumava entrar em discussões intermináveis com fanáticos religiosos.


Pra finalizar, sobre liberdade de expressão, é uma faca de dois gumes e exige tolerância, pois, a partir do momento em que se exige liberdade para falar o que se pensa, deve-se automaticamente aceitar que todos tenham o mesmo direito, independentemente das crenças serem totalmente divergentes.


Exigir a liberdade de falar o que se pensa é fácil, o grande desafio está em saber lidar e aceitar as opiniões e crenças diferentes, sejam elas liberais ou conservadoras.

De certa forma, em mair ou menor grau, sempre tendemos a "puxar a sardinha" para o nosso sistema de crenças, mesmo clamando por liberdade de expressão igualitária. Isso ocorre porque os sistemas de crenças, em geral, costumam limitar nosso ângulo de percepção da realidade. Com isso acabamos vendo apenas um lado (o nosso) e dificilmente vislumbramos uma visão mais abrangente (levando em conta outros ângulos de percepção), principalmente quando nosso sistema de crenças (quase sempre preestabelecido) é rígido. Dessa forma se consolidam os conflitos entre aparentes polaridades (percepções de ângulos diferentes sobre uma mesma questão).

Anônimo disse...

odeio esse cara, odeio rafinha bastos, odeio danilo, odeio essa corja, odeio esse tipo de humor.

não gostou? ME PROCESSA MARCELO TAS.

Beatriz G. disse...

Eles não falaram merda? Não afetou uma parcela (52%) da população? Não foram mosóginos em achar que peito não deve ser mostrado? Ah, na hora de apertar os das mulheres entrevistadas no programa tudo bem. (às vezes eles nem avisam, chegam apertando e a mulher que goste, é brincadeira uai!)
A ignorância deles é tamanha mas a repugnância que sinto por eles é maior. Estamos do seu lado Lola, e o seu lado é o NOSSO lado. Onde já se viu? Então vamos todas publicar em blogs e na web nossas opiniões sobre (que são iguais as suas) e vamos todas levar processo por achar isso errado. Por ter opinião. Por não querer aceitar que mandem em nosso corpo.

Chega de apologia ao estrupo, chega de nos tratar como merecedoras disso e pobres coitadas neuróticas.

.

Anne disse...

Lola, sempre que leio seus posts me sinto melhor e um pouco mais esperançosa. Como se estivesse recebendo um apoio diante da minha indignação de como tratam a mulher, principalmente como a TV (que eu já abandonei há muito tempo) apoia esses programas como o CQC, sem graça, sem sal, e além de tudo machista. Jamais vou perder meu tempo.

Estou com você, e sempre passando por aqui!

Anamaria disse...

SOMOS TODXS LOLA!

Anônimo disse...

Perfeito Lola! As "celebridades" brazucas se acham acima da lei. Ou intocáveis. E diga-se de passagem que o humor feito no Brasil é cada vez pior.
Nunca vi o CQC(que é uma franquia, acho, na Espanha tem e na Argentina,são as iniciais de "Caiga quien Caiga" que seria mais ou menos em portugues, "doa a quem doer" ou "custe oque custar"...
Qto à sua opinião sobre esse Tas...penso o mesmo. Acho cara um babacão, junto com o Rafinha sem graça. Enfim, não dá nem pra rir mais no Brasil.

Mario Coutinho disse...

Lola, toda a solidariedade e apoio neste caso com o CQC. Este programa asqueroso é um difusor de preconceitos e de ideologias conservadoras que enche a cabeça de desmiolados que, por falta total de educação e senso crítico, se sentem bem representados por estes "jornalistas" do naipe de Marcelo Tas. Se este indivíduo nunca disse diretamente ser misógino, no mínimo, permite que em seu programa estas ideias sejam divulgadas e sorri sempre com aquele ar de beócio pseudo-intelectualizado.

Anônimo disse...

a por favor concordo que não sou obrigado a ver uma mulher amamentando me sinto mal qual o problema em dizer isso ! A por favor somos obrigados a suportar a nudez femininan porcausa do ego de vc sde quererem andar seminuas ou mostrar o corpo de vcs e ningue´m pode flaar nada . Sabe o que eu fico feliz e que vcs pode m chorar podem reclamar podem querer fazer o que quiser mas as coisas nunca vão mudar as coisas pois os homens nunca vão mudar o pensamento mulher que anda nua vai ser sempre considerada vagaba !!

Paula disse...

parabens!

Camila disse...

Olá, acabei de conhecer seu blog, pela postagem de um amigo no facebook sobre o ato médico e, me deparei com suas duas postagens sobre o CQC (programa que adorava quando estreou e parei de assistir, depois de uns meses, quando eles começaram a virar a notícia e passaram a usar de estrelismo). Impressionante como somos "enganados' (como uma ilusão de ótica) pelos personagens que as pessoas interpretam na tv, pois eu considerava Tas como alguém culto (no sentido estrito, de cultura, conhecimento e não pseudo-intelectual) o bastante para não ofender os próprios princípios que ele propaga: a liberdade de expressão. Enfim, só para lhe dar os parabéns pelo blog e perguntar se houve algum adendo na história.

Anônimo disse...

não consegui registrar meu comentário, meu nome é Rogério, meu email é rogerio727@yahoo.com.br Queria dar minha opinião. Esse Marcelo Tas é um IDIOTA. Vi ele demonizando os médicos brasileiros, achei ridiculo, o programa parecia uma propaganda governamental. Outra coisa, esse imbecil veio palestrar pros deputados catarinenses sobre revolução digital na assembleia legislativa de SC. Será que ele veio de graça?Esses pseudointelectuais da tv aberta acham que conseguem formar a opinião dos outros, mas não a minha.

Erick Miranda disse...

MACHISTAS, MACHISTAS, NÃO PASSARÃO!!!!

Anônimo disse...

Concordo com quase tudo que li, porém e entretanto, acho tanto o "machismo" quanto o "feminismo" faces tristes de lados da sociedade que adoram confrontos e afrontas.
Homens e mulheres são dignos e teem valores inquestionáveis, cada qual a seu lado. Não há gênero superior...

Anônimo disse...

Na verdade você aparenta querer retratação e que calem os que você não quer ouvir na TV, sendo que já criaram um meio bem mais simples pra isso.
Chama-se Controle Remoto.
De resto você mesma pode usar-se da LEI e da JUSTIÇA, caso ache necessário.
Só não se esqueça que ao apresentar um possível testemunho no tribunal, a filha lésbica do Tas pode muito bem dizer que não faz a mínima idéia do que está falando, e que no fundo, tudo isso é por piadas bobas. Nenhuma delas muda o mundo. Nem deveria, não são feitas pra isso. Mudar o mundo dá trabalho. Não é rindo. Mas deixe que quem goste, ria...

SOBRENATURAL924 disse...

O Brasil é um país campeão em muitos aspectos negativos e a IMPUNIDADE , INFELIZMENTE ESTÁ ENTRE ELES...E ISSO É LAMENTÁVEL...

Nazaré Sodré da Silva disse...

Lola querida! Adorei seu blog.E processo do TAS rolou?

Anônimo disse...

A pergunta que cabe, Lola, é: QUEM É ESSA PORRA DE MARCELO TAS? Só na cabeça dele é que ele tem algum 'nome' a zelar... QUAQUAQUAQUA

Unknown disse...

Lola, sua linda! Sou leitor de seu blog há pouco tempo, mas já é o suficiente pra concluir que você é uma mulher admirável, segura de si e de suas convicções, sem jamais se desequilibrar emocionalmente ao defendê-las. E, posso dizer assim, que você não tem o que temer, nem diante dessas e outras intimidações desses caras boçais que se acham "pessoas de bem."

«Mais antigas ‹Antigas   1001 – 1108 de 1108   Recentes› Mais recentes»