segunda-feira, 17 de outubro de 2011

AUTODEFESA É OUTRA COISA

Vi um vídeo que me deixou horrorizada. Se você não tiver coragem de ver, conto pra você (o vídeo já foi removido pelo YouTube por "violar a política sobre conteúdo chocante e repugnante", mas é possível vê-lo na reportagem da CBS). Aconteceu semana passada em Manhattan, lugar mais chique de NY, num McDonald's. Duas moças começaram a discutir com um funcionário da lanchonete sobre uma nota de cinquenta dólares que elas passaram. Não dá pra ouvir o áudio direito, mas os clientes lá presente contaram que as moças estavam “intoxicated” (sob influência de bebida ou drogas). Uma delas dá um tapa no atendente. Em seguida, as duas pulam o balcão e vão atrás dele, que pega uma barra de metal e derruba as duas. E aí continua batendo... e batendo... e batendo. Uma cliente em pânico grita “Pare!” várias vezes, mas o cara não para. Fim do vídeo, filmado pelo celular de um outro cliente.
As imagens (mesmo que não dê pra ver, porque as moças já estão caídas atrás do balcão enquanto são espancadas) e os gritos são terríveis. Uma reportagem de TV passou cenas com avisos de que o vídeo é forte. O repórter diz que os três foram presos, o atendente e as duas moças, que estão hospitalizadas (uma teve o braço quebrado e o crânio fraturado; a outra, um corte profundo na cabeça). O atendente, de 31 anos, que foi despedido, já havia cumprido pena de dez anos por ter assassinado um colega da escola em 2000.
Pior que tudo isso são os comentários postados em todo vídeo que mostra o caso. São deste nível: “O cara merece uma medalha”, “essas vadias negras estão muito descontroladas”, “pena que ele não acabou com elas”, “ele não deveria ser preso porque agiu em autodefesa”, e por aí vai. Eu não acredito que o pessoal escreve essas coisas. Sério que, após ver um vídeo desses -– de um sujeito que não para de bater em duas pessoas caídas e rendidas -–, a galera acha que o atendente agiu bem? Quero dizer, não preciso nem dizer o óbvio ululante: é lógico que as moças agiram muito mal, ao dar um tapa e depois pular o balcão para atacar o cara. Mas nada disso justitica quase espancar alguém até à morte. Autodefesa é você impedir um ataque. Você continuar batendo depois que a pessoa está no chão é outra coisa. É descontrole. É psicopatia.
Mas o que mais me chama a atenção são as pessoas que comentam. Porque o atendente de repente foi pego de surpresa (o que não justifica o que ele fez), mas e os comentaristas? Será que eles vivem num estado de tensão permanente pra bater palmas sempre que veem duas pessoas (ainda por cima mulheres, ainda por cima negras, uma delas, ainda por cima, meio máscula, na descrição dos outros clientes) sendo espancadas?
Eu vi este vídeo num fórum mascu. Sabe o título que deram? Você não acertaria em cem tentativas: “Por que os americanos são superiores aos brasileiros?” Sim, porque um vídeo que mostra cenas de absoluta barbárie é um claro exemplo de superioridade americana. E, pros mascus (que aplaudiram o atendente e disseram “eu faria o mesmo”), adivinha quem é o maior vilão da história, perdendo apenas pras duas moças espancadas? Ué, a cliente loira desesperadamente gritando “Pare!”. Como escreveu um desses seres, “'Pare' o car*lho, p*ta loira gorda”. Porque até num momento em que a vida de duas humanas está em jogo a forma física da única pessoa que tenta salvá-las é relevante.
E eu sei que dou destaque demais pros mascus. Mas é que nunca na minha vida me deparei com gente tão doente. E infelizmente tem muitos que pensam como eles -– ou todo esse pessoal que comenta no YouTube e nos jornais online é mascu? Talvez o que eu queira, além de combatê-los, é fazer com que os cretinos que nem sabem o que é masculinismo mas que têm muitas ideias parecidas descubram o movimento, vejam os ideais fascistas, misóginos e racistas que eles defendem, e se deem conta de que estão do lado errado. E aí revejam suas ideias. Porque eu teria vergonha de ter algum ponto de convergência com esse tipo de gente que acredita não só que mulheres não são discriminadas, mas que vivemos numa “sociedade b*cetista” que privilegia as mulheres. E que as culpa por todo o mal que acontece no mundo. Uma mulher foi estuprada na rua por um estranho? Também, com aquela roupa... Uma mulher foi estuprada por nove colegas de trabalho? Quem mandou a vadia sair e beber com eles? Aliás, quem mandou entrar no mercado de trabalho?! Uma mulher teve seu braço quebrado numa boate? Balada não é lugar de moça de família. Uma mulher foi espancada pelo namorado? Mulher só gosta de cafajeste mesmo. Uma mulher foi morta pelo ex-marido? Alguma ela deve ter aprontado. Etc etc etc.
Sério, humanidade, que você quer ser confundida com um mascu?

UPDATE: No início de dezembro, o funcionário foi liberado das acusações e saiu da corte um homem livre. Mascus comemoraram.

128 comentários:

Lívia Pinheiro disse...

A pergunta que termina o post não poderia ser mais pertinente, já que os comentários dos americanos no youtube são do mesmíssimo nível (ou falta de).

Nina disse...

É de desanimar... Se deparar com o pensamento de tanta gente doente pra começar a semana... Muito, muito triste. Esse tipo de notícia, esse tipo de comentário me dá uma sensação tão ruim de impotência... Me faz pensar se "humanidade" é realmente uma coisa boa...

=/

Boa semana pra todos vocês...

Eduardo Marques disse...

O vídeo já foi removido. Credo, que povo fraco, já denunciou!.

Nina disse...

Eu vi ontem, Lola. Nossa, fiquei horrorizada com a cena, de uma violência absurda, e chocada com os comentários do Youtube. Chocada mesmo. Cheguei a conversar com algumas pessoas e hoje ia postar no Facebook a respeito (agora colocarei o link para cá). A humanidade está doente e eu estou com muita dificuldade em acreditar na cura.

Gabi disse...

Mas a maioria da humanidade o é.

A revolta que é sentida ao assistir uma coisa dessa, causa em vários humanos um histeria coletiva, que se tornam esse tipo de comentário.

A punição melhor é a pior. No calor da cólera a gente fala muita coisa estúpida (sem ela tb, é claro). E eu tenho um monte de amigas/os que falam essas bobagens tb. Eles sabem que desejar o mal/punir o culpado da mesma forma, não resolve o problema de ter acontecido. Mas a falácia é: "pelo menos alivia a revolta em face ao ocorrido."

Aliviar a revolta faz parar de acontecer? Já sabemos a resposta e pq continuamos perguntando? Queremos ouvir uma resposta diferente?
Insistência em algo que não funciona daquela maneira, mas poderia ser de outra. Enfim, é um assunto extenso e controverso, limitado pelo que cada um conhece e sabe.

Niemi Hyyrynen disse...

Olha eu fiquei chocada com o video mas não com os comentaristas do youtube, parece que lá o antro dos frustrados e psicopatas.

É só ver por exemplo nos canais destes v-loggers da vida, idolos destes mascusinhos, eles conseguem ter o dom de brigar e se ofender mutuamente entre "irmãos" quem dirá ter empatia pelo "outro"?

Pra eles não importa o motivo nem razão nem nada, o que importa é que alguem teve coragem de fazer o que eles adorariam fazer mas não tem coragem, fato.

O rapaz se descontrolou, gente usar uma barra de ferro!? É muita loucura pra minha cabeça! Se fosse apenas para se defender, sei lá ele teria entrado na cozinha, fechado a porta, no MÁXIMO tentando segurar os braços da menina, imobilizá-la, aquilo definitivamente foi um ato de ódio.

Mas a grande ironia é que este já o segundo caso vergonhoso que se passa dentro do Mc e que ganha proporções jornalisticas desta maneira, acho que sintetiza bem a que ponto chegamos com essa sociedade nojenta, será que somos em maior ou menor grau seres psicóticos esperando um "boom" para surtar e colocar todo nosso impulso violento pra fora?

que medo da HUMANIDADE

menina_pati disse...

Hmmmm...

Não discordo de forma alguma que o vídeo é horrível e vou ser sincera, não tive coragem de ler comentário associados. Não pode ser coisa boa, nem sã.

Mas eu não vejo a reação do cara - apesar de psicótica, doente, sem justificativa - como um marco de machismo. O cara teria reagido assim a qualquer um, porque ele obviamente tem problemas de auto controle.

Eu acho que a gente tem que tomar cuidado ao associar toda violência que envolve mulheres com violência contra as mulheres como gênero. Porque as vezes as duas são sim, dissociáveis, mesmo que muito raramente.

Quanto aos comentários, pelo pouco que você relatou no blog, é claro que é coisa de homem machista que culpa a mulher por tudo. Isso é revoltante e doente, mas em outro nível da reação desse atendente do Mac Donald's.

denise disse...

É Lola eu também acho que a humanidade esta doente, e eu faço parte dessa humanidade, e também me revolto com toda a violência que eu vejo, e me pego desejando do fundo do coração que aconteça da mesma forma com quem pratica a violência que me chega.
Mas sei que isso cria um ciclo interminável que nunca será quebrado, mas eu não consigo fugir desses sentimentos.
E sendo bem sincera não sei se eu mesma sofrer uma violência ou presenciar umas de minhas filhas sofrer, não serei capaz de fazer absurdos também.
Eu não vi o vídeo, nem quero, porque fujo de violência, mas se me sentir acuada não sei te dizer do que sou capaz.

aiaiai disse...

Concordo, só que eu não acho q a sociedade está doente...acho q sempre foi. A diferença é que agora temos Lolas e outras pessoas que enxergam isso e dão visibilidade. NO entanto, ao mesmo tempo os/as doentes também ganham maior visibilidade nos meios eletrônicos e redes sociais. Estamos mais transparentes, em suma!
Isso é bom ou ruim? Não tenho certeza, mas acho que é bom. Não se resolve um problema enquanto ele pode ser ocultado. Com tudo a mostra, à luz e aberto a discussão temos maiores chances de conseguir mudar de verdade. Tá, podem me acusar de ser otimista.

Liana disse...

É Lola, só mesmo tendo uma moral muito distorcida para dizer que bater em duas pessoas já caídas no chão que não representam mais perigo é autodefesa.

Aplaudir as atitudes desse cara revela muito mais que simples revolta e comoção. Essas pessoas concordaram com o agressor porque se identificaram com ele, ele naquele momento representou valores e atitudes que correspondem com esses espectadores.

Esses blogs masculinistas simplesmente falam aquilo que se passa na cabeça de muita gente, mas que é feio admitir em voz alta.

Não sei se houve machismo na atitude do cara, só vendo o vídeo não dá para saber. É meio difícil achar alguém que não tenha preconceitos, ainda mais de gênero e sendo tão violento. Daí a dizer que foi por preconceito que ele agiu já é outra história.

Alex disse...

A humanidade está doente. Mas prefiro acreditar que esses comentários grotescos são como o ar quente eliminado de uma panela de pressão. Felizmente os mais toscos estão tendo a oportunidade de eliminar, nem que seja muito lentamente, o mal de dentro de si. O que mais me amedronta é que eles são muitos. Lembrei-me de uma pergunta de o Livro dos Espíritos:

Por que, no mundo, tão amiúde, a influência dos maus sobrepuja a dos bons?

E os benfeitores responderam: "por fraqueza destes. Os maus são intrigantes e audaciosos, os bons são tímidos. Quando estes o quiserem, preponderarão." Discutir essas questões é uma forma de começarmos (os mais sãos, ou menos loucos) a preponderar.

abobrino disse...

Que ele é em criminoso isso é indiscutível. Mas tenho sérias dúvidas se isso ocorreu porque simplesmente elas
eram mulheres.

Mas existe algo ainda mais intrigante no vídeo, um questionamento que vi em um comentário no youtube: Onde estavam as pessoas que o seguraram e ligaram para a polícia no momento em que as duas gritavam e ameaçavam ele? E pq ninguém tentou impedir elas de pular o balcão ou de tentar agredí-lo?

Que a reação foi desproporcional isso não se discute, mas certamente o fato de serem mulheres e negras pesa a favor delas nesse momento. Penso que se fossem dois negros tentando agredir uma funcionária branca a reação da mídia seria outra, certamente com vozes de apoio.
E por favor, não interpretem mal. Não estou dizendo "a culpa é delas" ou "elas mereciam". O crime dele foi a agressão feita enquanto elas já estavam no chão, pq qualquer pessoa aqui se estivesse acuada entre prateleiras com gente querendo te bater reagiria com pauladas se só tivesse isso à mão.

Lord Anderson disse...

Nossa, e eu achando que o post de sabado ja era um soco no estomago...

O cara se descontrolo com certeza, mas para chegar nesse ponto ele ja tinha muito odieo dentro de si.

"o que importa é que alguem teve coragem de fazer o que eles adorariam fazer mas não tem coragem, fato."

sim, felizmente, a maioria desses insanos, tem medo das consequencias (ou um resto de humanidade pratica) que os impede de ir alem.

Mas fico preocupado que o constante reforço dessas ideias (atraves desses blogs, dos comentarios, etc), acabe inspirando algum deles a ir alem do vomito diario de odio e xingamentos.

Foi oq aconteceu no caso do atirador de Realengo.

EdFurtado disse...

Concordo, autodefesa é outra coisa, ele dar uma paulada na mulher que tá vindo bater nele é autodefesa, continuar batendo quando ela caiu já não é.
Agora, como outr@ aqui falou:
Qual seria a reação se fosse uma mulher batendo em dois caras que partiram pra cima dela?
EMPOWERMENT?

Arlequina disse...

[i]Lola B----

vc me acha loser eu tb, estamos kits certo? [/i]

Reparem que o Sr. Dig Din acaba de admitir que é loser também. =)

[só comentando porque, dado ao nível do comentário, a Lola vai apagar, eu queria deixar essa prova registro aqui. ;]

Sobre a agressão: auto-defesa é outra coisa, mas psicopatia é isso aí mesmo. Pelo menos o cara tá preso também.

Alex disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
elen mars disse...

esses mascus me dão nojo,n sabia q existia homens tão doentes.

Alex disse...

Sempre que tem esses casos de violência contra alguém que fez algo de "errado", seja algo realmente errado como um crime ou algo não tão errado como uma passeata, a população se divide entre uma minoria que acha um absurdo a violência e uma grande maioria que ou não se importa, ou tem uma ereção.

Ághata disse...

Lolinha, perdoe a impertinência, mas acho que depois deste comentário do dr. Dig Din Reload, todos os comentário dele deveriam ser sumariamente deletados.

O complexo do cara tá chegando às raias do absurdo.

[E exigi uma ou outra resposta atravessada, sabe? Mas isso ia transformar a sua caixa de comentários no maior barraco... Coisa que evito na medida do possível, eu juro.]

denise disse...

Dig Din “NARCIZO ACHA FEIO O QUE NÃO É ESPELHO”, fiquei muito comovida com os impropérios que vc me dirigiu no último post, ainda mais me dando a honra de dizer que eu sou a porca mor desse blog que vc chama de cortiço rrrsss, preocupada vou ficar no dia em que vc me elogiar querido.

denise disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ntwrdprss disse...

Bando de hipócritas, passem por uma situação de legítima defesa com um fdp doidão vindo pra cima de tu, aí vcs podem falar se é FÁCIL se controlar.

subversiveopendiscoursebr disse...

Eu tb acho que deveria ser deletado. afinal ofensa gratuita não acrescenta nada (e responder a eles é discussão bizantina).

Acompanho o blog sempre mas não costumo postar e ultimamente tem esses trolls (sopa de letrinhas e ding ding) que só sujam a linha dos comentários.
Por gentileza Lola, vc poderia filtrá-los?

Liana disse...

ntw.. muitas mulheres, e homens, passam por situações em que são agredidas, agem em legítima defesa e são perfeitamente capazes de se controlarem, quando tudo está sob controle. diga-se de passagem, algumas pessoas sequer reagem mesmo quando poderiam. você é outro que não perde a oportunidade para falar asneira. gente assim só quer uma desculpa para dar vazão ao próprio descontrole.

Alex disse...

@ntwdapwooi

Acho que se fosse tão impossível se controlar, existiriam muitos mais casos desses na mídia. Ou pelo menos não faria sentido que esse caso específico recebesse tanta atenção.

Se vc tem tanto problema pra se controlar talvez vc devesse procurar ajuda. Ou corra sempre o risco de acabar na prisão.

ntwrdprss disse...

'você é outro que não perde a oportunidade para falar asneira'

argumentum ad hominem. É o que eu espero do pessoal daqui.
Obrigado Liana, por provar pela milésima vez que eu estava certo.

Daniel disse...

Em Direito, o que o atendente fez se chama "excesso de legítima defesa" (Código Penal, art. 23, II, c/c parágrafo único)

Starsmore disse...

Também não vi o vídeo, nem tenho vontade. Desnecessário ler esse tipo de coisa, já conheço os tipos que comentam e se divertem com essas cenas animalescas (ou não, talvez nem mesmo animais seriam tão irracionais).

Alguns são psicopatas e por não sentirem nenhum afeto são incapazes de compreender nossa revolta, outros vivendo alegremente numa zona de conforto e só sairão dela quando a violência bater na porta.

Talvez o rapaz, mesmo incidente, não tenha feito por maldade, mas por algum tipo de crise nervosa, ser atendente em fast-food não deve ser fácil, ainda mais quando os clientes resolvem te atacar.

ntwrdprss disse...

'se fosse tão impossível se controlar, existiriam muitos mais casos desses na mídia. '

casos de agressão e legítima defesa existem desde sempre, esse daí só virou notícia porque foi filmado num cel, coisa que há poucos anos era impossível

lola aronovich disse...

Eu não disse que a reação do sujeito foi causada por machismo. Ele deve ser um cara muito violento, já matou um colega. Não dá pra saber o quanto “a mais” ele bateu por elas serem mulheres e, talvez, lésbicas. Mas os comentários no YouTube são todos nesse nível: “Parabéns por ter espancado as lésbicas”. Isso pra quem jura que não existe homofobia contra lésbicas... Ontem li diversos comentários do tipo “Vc devia ter matado as duas lésbicas e surrado a gorda branca que não parava de gritar”. Se isso não é misoginia, não sei o que é.


E que besteira, óbvio que não ia ser EMPOWERMENT coisa nenhuma se fosse uma mulher batendo sem parar em dois homens. Puxa, gente, tá bem claro: AUTODEFESA é uma coisa, bater até quase matar é outra bem diferente, que eu e qualquer pessoa que seja contra a barbárie condena.

lola aronovich disse...

Ntwsopadeletrinhas, já que vc já provou pela milésima vez que vc e seus amiguinhos mascus estão sempre certo, que tal abandonar este blog de vez? Ele não te acrescenta nada mesmo, e creia-me: vc certamente não acrescenta nada a ele. Então suma, e leve seus filhinhos Flasht e DigDin contigo. Obrigada.


Eu tive que apagar o comentário super agressivo do DigDin, que pelo jeito esqueceu de tomar os medicamentos. Mas só queria deixar registrado que, depois do fantástico “genocídio em massa”, temos agora o “blog marxista de esquerda”.

@TonyTemaki disse...

Tenho um amigo que passou por uma situação parecida durante uma festa. Depois de ele ter feito uma brincadeira com duas meninas (brincadeira de mal gosto é verdade) ele levou uma bofetada e em seguida as meninas partiram pra cima dele (foi cômico), mas ele não partiu o braço de ninguém nem bateu com um bastão de ferro nem nada, ele simplesmente correu das meninas. 'Por que?' perguntaram depois, a resposta: 'Não quis ofender, e não sou covarde de me trocar com mulher'. E não pensem que o cara era um magrelo, ele era forte, ainda bem que ele não era um psicopata nem machão que não leva desaforo pra casa.

Cândida Schaedler disse...

Difícil acreditar que, em pleno século XXI, ainda existe gente estúpida a ponto de ficar postando comentários deste tipo, Lola. É desanimador. E eu, que ainda acredito nas pessoas, quando me deparo com este tipo de babaquice masculina, quase desisto de tudo.

ntwrdprss disse...

' já que vc já provou pela milésima vez que vc e seus amiguinhos mascus '

Pelo amor de deus, quem foi que falou de amiguinho mascu?? Tu sabe ler?? Sabe o que é google? Então bota no google argumentum ad hominem, e quem sabe um dia tu entenda do que eu tava falando.

Lord Anderson disse...

“blog marxista de esquerda”.

ah, isso é repetição.

Na epoca das eleições ano passado, tb tinha um troll revoltado por aqui e te "acusou" de ser "comunista de esquerda".

hehehe

nunca esqueci disso.

Liana disse...

ntw.. não adianta tentar tirar o corpinho fora, "não me critique, critique meus argumentos". dá licença, eu critico os dois. sabe, quando uma pessoa fala besteiras com frequencia, apontar isso na milésima vez continua sendo uma verdade. e faço mais uma crítica a sua pessoa: você não passa de um coitado necessitado de atenção. só isso justifica você continuar aqui.

ficar invocando ad hominem é só para falar bobagens e não ser criticado por isso. além do que seus argumentos são muitas vezes toscos, não dá para te levar a sério. e outra, vai procurar "ad hominem não falacioso".

Mateusz disse...

Gente, depois do vídeo da meninazinha chinesa que é atropelada e agoniza no chão diante da indiferença de umas dez pessoas, eu to abstraindo de tudo, sei nao...

Nesses situações, as pessoas dizem "se fosse você entenderia a atitude do sujeito", "quando você é vítima de um crime, desejaria a morte do bandido também". Olha, as situações em que eu me senti mais agredido foi nas duas vezes em que fui assaltado e eu não consegui pensar em nada a não ser "por que? eu não mereço ser tratado com tanta violência, tem alguma coisa muito errada", foi tudo tão absurdo, mesmo que os assaltantes tivessem sido espancados e pagassem por todo o constrangimento, nada mudaria toda a série de acontecimentos que mobilizaram aquela agressão contra mim, eu não conseguia parar de pensar no absurdo daquela situação. Existe alguma coisa muita errada nisso tudo e os sujeitos da agressão são a ponta do iceberg.

Alex disse...

"casos de agressão e legítima defesa existem desde sempre, esse daí só virou notícia porque foi filmado num cel, coisa que há poucos anos era impossível"

Brigas acontecem desde sempre, todo mundo já se envolveu ou conhece alguém que já se envolveu em uma briga. Mas ouvir falar de alguém que espancou outro até a morte (ou quase) é raro. Bater em alguém desacordado ou sem possibilidade de defesa é raro e coisa de psicopata. Sério, vai procurar ajuda.

Mari Lee disse...

Que revoltante!
Não quero nem ver o vídeo... lembro o quanto eu chorei quando vi aquele das moças espancando uma transexual (também no McDonald's)

Às vezes é difícil, mesmo, ter fé na humanidade.
Ontem eu estava lendo em blogs sobre a crise na Somália, esforços humanitários e campanhas e petições para ajudar, e a maioria dos comentários era "Ah, mas a culpa é deles! Quem manda se reproduzir? Tem que castrar esse povo!"
Nossa, que vontade de xingar todo mundo...

Parece que tem psicopatas demais por aí! Cadê a empatia??

comixzone disse...

Qual o blog "mascu" que fez tudo isso que a senhora falou?
O cara que espancou é doente mental,nem deveria estar solto,vide o que ele fez.

Amor & Miados disse...

Lola, vc ja viu um video que está rolando na net, de uma menina chinesa que foi atropelada por um caminhão, inumeras pessoas passaram e ninguem prestou socorro?

Aí claro que enchem de comentários em relação a como a China é um país de barbaros, como os chineses não prestam, como os "comedores de cachorro" são seres do mal

E ninguem se lembra que aqui no Brasil queimaram um indio vivo, espancam gays com lampadas e que bebês são colocados dentro de sacolas plasticas e atiradas no rio, de um saco em movimento e uma pessoa olha isso tudo e não ajuda pq "pensei que era só um animal"

E ainda tem aqueles que acham normal que isso aconteça na china, pois lá "eles n gostam de mulheres" como se sexo ou até mesmo especie fosse uma razão para tamanhas barbaries

Lidando com proteção animal e testemunhando de perto todos os maus-tratos que os bichos sofrem nas mãos das pessoas, reflito como a sociedade está doente de uma forma geral, onde cada violencia tem uma "razão" para ter ocorrido. A mulher largou o marido? Logico que ele pode matar. Não quis o bebê? Claro que pode abandoná-lo a propria sorte. A gata de rua entrou no seu quintal? Logicamente as crianças podem espancá-la com pedaços de pau e fazer com que todos os filhotes em sua barriga morram até que sejam retirados, em cirurgia de emergencia, totalmente putrefados.

Mais do que homens, mulheres ou animais, precisamos encarar a dor do outro como nossa, afinal a fragilidade de nossa pele e o sangue que corre nas veias é vermelho e igual em todos nós.

Niemi Hyyrynen disse...

Trolls por favor né?

"argumentum ad hominem" virou carta branca pra dizer bobagem igual o "é apenas humor/piada". Esse xororô vem desde lá dos foruns de "ateus" do orkut, é batata, alguém sempre vai apelar para isso. Tá na hora de rever esse conceito ai.

Acho muito "hipocrita" (usando linguagem trolliniana) alguém vir ofender as pessosas com argumentos rasteiros e ofensas gratuitas e depois usar deste recurso para se safar.

Quer que não critiquem a sua pessoa? Que tal criar um pouco mais de empatia pelo outro? Virar "gente"? Ninguem será criticado nem aqui nem em lugar algum caso venha para o debate para trazer algo relevante, que não seja mimimi ou ofensa.

Dica: vomitar preconceito não é argumento.

Sabe, to cansada já desse povo que não se toca, tem um monte de pessoas dizendo que eles pensam similarmente a certos grupos, negam até a morte, mas será que nunca pararam pra pensar "poxa tem um monte de pessoas dizendo A MESMA COISA".

Quer fritar a cara dos outros parceiro? Pq não começa fritando o seu cérebro com um pouco de informação?

Só cuidado para sua massa cinzenta virar uma sopa de letrinhas.

X/ falei. to revoltada

-lia- disse...

" ntwrdprss disse:
bando de hipócritas [...]"

17 de outubro de 2011 11:54

" ntwrdprss disse:
[...]
argumentum ad hominem. É o que eu espero do pessoal daqui. [...]

17 de outubro de 2011 12:07

surpreende-me que alguém que parece não saber o que é "contradição" (afinal de contas, em menos de 15 minutos faz um comentário que contradiz um comentário anterior) saiba o que é Argumentum ad hominem.

o mundo é mesmo muito surpreendente.

:)

yulia disse...

a internet em geral está infestada de psicóticos machistas infelizes. nos fóruns , nos comentários do youtube.
tá cheio de candidatos a novos atiradores de realengo, ou de Oslo.
Esses mascus marginais e seus blogs na sua imensa maioria eles não se identificam, lembram do silvio? Não se identificam, não botam a cara, nem onde trabalha... se o que eles pregam é tão bom, porque se escondem? são marginais, mas marginais sem rosto o que é pior, vc pode estar convivendo com um marginal mascu e nem se dá conta.

Sr Dig Din Reload disse...

Lola balofa e demais caos do feminazismo eunuculista:


Vc's ja me deletaram uma conta do google, não precisam filtrar meus comentarios, não estão satisfeitas? acham que eu sou o que?

NÃO É PQ NÃO AGUENTAM COM A VERDADDE NUA E CRUA QUE VC'S PODEM FILTRAR A REALIDADE VLW?

toda essa perseguição contra mim é sistematizada, vejam só vc's quando "ofendo" algum homem daqui o comentario não é 'sumariamente' deletado, pq? pq SÃO HOMENS

veja os comentarios que deixo como exemplo para o pagem anderson o lucas ta mal da cuca e o allan patricia?

é fato, não sabem multiplicação? 2+2=4 minha gente! vamo voltar pra esocla ok?

mas vai eu falar de alguma estudante da area de humanas? é tudo isso muito perjorativo

se a Lola algum dia me filtrar, aparecerão outros tantos guerreiros incansaveis para vir jogar na cara de vc's a REAL

NÃO XOREM, aceitem que não tem 100% da verdade !!! alias nem peto de 5% vc's tudo tem ai? desculpa a sinceridade!?

Teresa disse...

Gente, como é que o McDonalds dá emprego pra um cara com um histórico desses?
Eu acho que a questão não é só machismo, é a humanidade que está louca mesmo.
Niemy: "...será que somos em maior ou menor grau seres psicóticos esperando um "boom" para surtar e colocar todo nosso impulso violento pra fora?"
Acho que sim. Lembra aquele filme Um dia de fúria, com Michael Douglas? O cara vai aguentando até que um dia põe a raiva pra fora. A diferença é que no filme as reações dele eram, de certa forma, justas.
E sem justificar a reação do atendente, trabalhar em fast food é uma pedreira: clientes chatos de um lado e salário baixo, horas em pé, trabalho cansativo, fedor de gordura e às vezes chefe cretino de outro.

yulia disse...

tem que trancafiar esse louco na cadeia para sempre.

DeniseFiletti disse...

Nao consegui parar de pensar no filme Dia de fúria! Claro que todos passaram do limite da racionalidade,qto a isso nao tenho duvidas, o que continua me chocando são as pessoas que acham louvável agirmos como animais!

Sr Dig Din Reload disse...

"tem que trancafiar esse louco na cadeia para sempre."

vc's da esquerda são tudo uns hipocritas, falam da direita mas são tão 'reaças' iguais

querem passar por cima da humanidade das pessoas

kd que alguem olha pelo lado do agressor? NUNCA

KD A PORRA DOS DIREITOS HUMANOS NESSA HORA!

VÃO SE TRATAR

vejo muita maldade nos pensamento de vc's

Ana Clara disse...

Só espero que isso não desestimule ainda mais as empresas a contratar ex-presidiários. Um dos grandes problemas desse caso está exatamente no sistema carcerário que sustentamos. Como o cara passou 10 anos em uma prisão e ninguém - nenhum especialista, assistente, carcereiro que seja - teve o trabalho de perceber que o cara era instável, arredio, com conduta antissocial, talvez até psicopata? A gente encara prisão como depósito de gente, e esquece que um dia esses caras têm de sair.

yulia disse...

não basta trancar na cadeia, tem que amarrar uma bola de ferro no pé , uma picareta na mão e quebrar pedras.
aproveitar toda sua energia raivosa para o produção estatal. afinal os contruibuintes vão ter que sustentar esse peso morto da sociedade por um bom tempo.

yulia disse...

a cadeia brasileira não é exemplo para nada eu seu, sou a favor de uma profunda reforma no sistema prisional. e sou a favor da prisão perpétua em alguns casos de crimes. tem cara que não tem cura realmente, vide bandido da luz vermelha e chico picadinho.

luh disse...

Não vi o vídeo e nem pretendo pois me choca muito este tipo de coisa.
Mas pelo que contaram se ele não tivesse começado a bater nelas com o bastão de ferro elas teriam feito com ele o mesmo que ele fez com elas. Todos estavam descontrolados e errados. Claro que isto não justifica continuar agredindo depois que elas cairam. Mas como disseram mais pra cima o que ocorreu foi excesso de legítima defesa pois quem começou a agredir não foi ele.

Thalita Aguiar disse...

Lola, olha essa matéria do G1:

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2011/10/suspeito-de-bater-em-gays-em-sp-diz-ser-vitima-de-ataque-heterofobico.html

vítima de ataque heterofóbico parece ser a nova tendência desses fascistas ...

carolinapaiva disse...

Uma observação para os defensores da atitude do atendente:

Exclusão de Ilicitude:
Art. 23 do Código Penal: não ha crime quando o agente pratica o ato
I- em estado de necessidade;
II- em legítima defesa;
III- em estrito cumprimento do dever legal ou no exercício regular de direito.

Excesso punível
Parágrafo único: O agente, em qualquer das hipóteses deste artigo, responderá pelo excesso doloso ou culposo.

Sobre a legítima defesa em si:
Art. 25: entende-se em legítima defesa quem, usando MODERADAMENTE dos meios necessários, repele injusta agressão, atual ou iminente, a direito seu ou de outrem.
.......
Ou seja, se defender é uma coisa, exceder na agressão é punível sim, pelo menos aqui no Brasil. Não justifica.
.......

Sr Dig Din Reload disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
carolinapaiva disse...

A seguir, a posição de dois doutrinadores sobre o tema:

- Rogério Greco: há alguns requisitos para que se possa falar em legítima defesa, um deles é a moderação.

Moderação: não se pode medir a reação humana em relação à proporcionalidade da ação, portanto, não é o número de disparos, por exemplo, que caracterizará a imoderação. Em alguns casos, é necessário apenas um tiro, em outros, mais de cinco. O limite da legítima defesa é o momento em que a pessoa consegue fazer cessar a agressão sofrida. Tudo o que fizer depois disso é considerado excesso.

- Fernando Capez:
Meios necessários: são os menos lesivos colocados à disposição do agente no momento em que sofre a agressão. Exemplo: se houver um pedaço de pau e uma arma de fogo ao alcance da vítima, e a agressão puder ser repelida somente com o uso do pedaço de pau, este deve ser o meio usado. Se for usado meio desnecessário (e mais gravoso), caracteriza-se o excesso punível.
O excesso punível é a intensificação desnecessária de uma ação inicialmente justificada.

Mordechai disse...

Utopia feminista: homem que apanha calado.

Farfalle disse...

Campanha: Fora Dig Din! Vá dar pitaco em outra freguesia!

Farfalle disse...

Campanha: Fora Ding Din! Va dar pitaco agressivo em outra freguesia!

Sr Dig Din Reload disse...

Farfalle

convarda

tu fez perfil fake so pra vir falar essa merda de mim!

se não tem vergonha na cara?!

MOSTRA AI TEU BLOG QUE VO LA DAR MEUS PITACOS NELE TB!

Sr Dig Din Reload disse...

EU NÃO ACREDITO QUE VC'S QUEIRAM QUE EU VÁ EMBORA! NÃO É POSSIVEL!

TA ME PARECENO ARMAÇÃO DA LOLA

A FARFALLE É UM FAKE DA LOLA

carolinapaiva disse...

Mordechai

Me diz onde que a crítica do excesso punível tem relação com a defesa de agressão, ok?

Koppe disse...

"Talvez o que eu queira, além de combatê-los, é fazer com que os cretinos que nem sabem o que é masculinismo mas que têm muitas ideias parecidas descubram o movimento, vejam os ideais fascistas, misóginos e racistas que eles defendem, e se deem conta de que estão do lado errado. E aí revejam suas ideias."

Lamento informar, Lola, mas isso ajuda a aumentar o número deles. Da mesma forma que muita gente vê a verdade e se afasta, muita desses cretinos que tu fala que já têm idéias parecidas acabam concordando e indo pro lado deles, achando o seu lugar, vendo que não estão solitos e se tornando parte do grupo, aprendendo a defender e debater coisas que antes pareceriam inconfessáveis em público. Os próprios "masculinistas" costumam dizer que o "movimento da real" é igual massa de bolo, quanto mais bate mais cresce.

Oliveira disse...

No interior de Sào Paulo, neste final de semana, uma lanchonete do McDonaldes do Shopping, foi assaltada por dois bandidos, com direito a refém, fuga em alta velocidade por uma rodovia, arriscando a vida de gente boa e inocente e, novidade, um deles já era ex-presidiário que não havia retornado da saidinha do final do ano.

Simples: lugar de bandido é na cadeia. A culpa é dessa esquerda vagabunda que defende só o que não presta.

Giovana disse...

Cê sabe uma coisa que mais tem me deixado cabulada e eu vou fazer um post sobre isso? É o fato de haver justificação para qualquer tipo de violência, seja ela contra mulheres, crianças, gays, etc.
Bater, espancar, matar pode mesmo ser justificativa para qualquer comportamento negativo que as pessoas possam ter? Se sim, não sei, mas se resolvesse alguma coisa, seríamos a espécie mais bem comportada da natureza!

Giovana disse...

Errata: justificação, não. Justificativa! Justificação faz parte do português europeu, rs

carolinapaiva disse...

E Lola, frequentar comunidades mascus pode fazer mal à saúde, cuidado, rs.

lola aronovich disse...

Gente, desculpe, excepcionalmente não vou deletar este comentário do DigDin porque é muito risível a parte do “feminazismo eunuculista” (essa é nova pra mim!) e, claro, a parte do
“não sabem multiplicação? 2+2=4 minha gente! vamo voltar pra esocla ok?”.
Porque, TIPO ASSIM, até eu que sou de Humanas sei que + não é símbolo de multiplicação.


Ô DigLin, se vc só nos fizesse rir desse jeito sem ofender todo mundo, eu até te deixava ficar. Mas do jeito que vc tá, não dá mesmo. Tome sua medicação com urgência, porque vir defender o que vc disse (“marxista de esquerda”) é demais. Vc tá se provando mais ignorante do que todo mundo pensava.

lola aronovich disse...

E gente, não precisa fazer campanha pro DigLin ir embora. Eu vou é deletar tudo que ele escrever sem ler. Mesmo as coisas engraçadas. E também, vcs fazendo campanha pro DigLin ir embora deve deixar o Ntsopadeletrinhas, o Flasht e o Oliveira com muita inveja. O Flavio já foi embora chorando, eu acho. Não podemos ferir os sentimentos dos trolls dessa forma!


Koppe, só porque os mascus costumam dizer que o “movimento da real” crescem quando apanha não significa que seja verdade. Eles estão crescento tanto que vários blogs mascus foram fechados, perfis deletados, central agregadora deletada... E, se fosse verdade isso do crescimento, eles não teriam vergonha suprema de se esconder por trás do anonimato e pseudônimos ridículos. Eles não podem falar do “movimento” nem pros poucos amigos que têm, porque o pessoal ri deles.

Thays Mossi disse...

Lola, já vinha lendo alguns posts seus, quando alguma conhecida compartilhava no facebook e mais recentemente tenho vasculhado o blog e aos poucos lendo mais posts. Queria te agradecer por colocar a discriminação que nós mulheres vivemos todos os dias de uma forma tão clara. Porque o sentimento de revolta diante dos fatos que tu colocas em questão me acompanha há bastante tempo, desde que me tornei adolescente e tive que começar a lidar com "cantadas" e afins. O machismo sempre me causou uma indignação tamanha que até pouco tempo era difícil de expor meu desgosto, porque minhas denúncias eram tão cheias de raiva que sempre acabava por me deixarconvencer de que era eu quem estava implicando de mais, que eu estava exagerando. Lendo teu blog me convenço cada dia mais de que não estou exagerando, mas sim de que estou sentindo, vivendo e percebendo a minha condição de mulher no mundo. E como mulher consciente dessa condição sei que o mínimo que posso sentir é a indignação que eu sinto. E devo parte dessa clareza que tenho hoje a ti.

Francisca disse...

A melhor vingança contra os mascus é que somos felizes. Essas tristes criaturas não amam, nem são amados e vivem por aí vomitando todo a sua cretinice e solidão contra os outros. Sinto pena deles! Oh, coitados!

Porém, infelizmente, esse tipo de apologia da violência não é incomum. Muitas pessoas aplaudiram o Bope quando este asfixiou o sequestrador do ônibus 174 dentro do camburão. O cara estava rendido e desarmado, mas as pessoas acharam que a polícia fez o que era certo e coitado de quem discordasse. Era logo tachado como membro da corja que defende bandido!

A mesma reação se repetiu, alguns anos depois. No cinema, quando o herói do Bope enfiava um saco na cabeça da mulher do traficante, a galera gritava e aplaudia como se fosse jogo da seleção. Nem vou comentar sobre as outras atrocidades. Terminei o filme tonta como se alguém tivesse me torturado enfiando minha cabeça num saco plástico!

aiaiai disse...

Lolinha, peço licença para divulgar aqui um textinho muito esclarecedor sobre papel da mídia e de como ela nos manipula quase abertamente sem a gente perceber.

Para nós, mais velhos, parece óbvio, mas para o seu público majoritário não é e eu gostaria q eles ao menos pensassem sobre isso.

O texto é curtinho e cheio de ilustrações, de um blog q eu não conhecia e já adorei:

http://giliardtenorio.wordpress.com/2011/10/17/lendo-criticamente-a-midia/

Augusto disse...

Lola, comenta essa reportagem!!

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2011/10/suspeito-de-bater-em-gays-em-sp-diz-ser-vitima-de-ataque-heterofobico.html

Sério! Ataque Heterofobico! Mascus estão aí novamente...

"G1 - O que você gostaria de dizer à população que acompanhou o caso pela imprensa?
Barbosa - Que não sou homofóbico, não tenho nada contra homossexuais. Quem é "heterofóbico" é o Marcos Villa, ele é que teve a intenção de atingir minha opção heterossexual."

Lucio K disse...

alguns pontos sao necessarios e é bem louvavel descuti-los, como os haters atras de seus PCs ou do racismo. Mas eu acho muito ingenuo e tendencioso voce colocar algo como "tudo bem, elas comecaram mas nao precisava ele exagerar". Comentario de quem nunca foi 'vitima' de excesso de testosterona e que nao entende nada de briga, adrenalina (e portanto explosoes testosterona).

Porque Lola, quando qualquer adulto começa uma agressao, nao pode prever onde ela vai parar. Um simples tapa pode acabar com morte. Tudo é muito rapido, reações são explosivas e em cadeia. Quem parte pra agressao deve estar ciente que esta disposto a ir as ultimas consequencias. Nao estou defendendo o cara ser agressivo, claro, mas falando o que falaria pra qquer pessoa querida: nao procura confusao porque nunca se sabe se a pessoa é uma maniaca, uma descontrolada ou um asassino de pavil curto, como foi o caso.

mas, como leitor, acho que esse é seu unico pecado: se voce nao exagerasse em suas posturas e fosse mais igualitaria, analisasse melhor por todos os angulos (sendo mais justa, o que por ironia com certeza voce quer ser sempre), teria MUITO mais credibilidade. E me exponho a fazer essa critica direta ao ponto porque curto voce, e por esse unico motivo, claro. bjos.

Laurinha (Mulher modernex) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Barbara disse...

Lucio K, também não entendo nada de explosão de testosterona, mas uma coisa te digo: juridicamente, houve excesso de legítima defesa, como alguém aí disse, e nenhum juiz DO MUNDO vai falar: ah, mas briga é assim mesmo, ele só ficou nervoso e não se controlou.

Todo mundo sabe como uma coisa simples pode ser fatal (pense em uma pequena colisão no trânsito que dá motivo a homicídio), mas nem por isso o fato deixa de ser reprovável, jurídica e socialmente.

PS: eu disse nenhum juiz do mundo, mas nos EUA vai tudo pra júri popular, confere? Então não dá mesmo pra saber.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Realmente existe muito machismo, muita misoginia por aí, mas penso que pra maioria das pessoas existe um limite, uma certa noção.
Não acredito que a maioria das pessoas seja assim. Acredito é que pessoas que são assim se sentem muito mais à vontade pra expor seu modo asqueroso de pensar quando estão diante de um computador. Quando aparece uma matéria ou vídeo onde podem despejar seus preconceitos e ressentimentos, fazem a festa, não perdem a oportunidade.
Não é que a maioria das pessoas seja assim, o problema é que a maioria que é assim age da mesma forma, tem um estilo bem parecido e se esbarram quando tem a oportunidade.

Liana disse...

Ah peraí né, no vídeo o cara bate, elas caem no chão, ele para, olha para um lado, olha para o outro, não está correndo mais perigo, aí bate de novo e de novo, para, fala qualquer coisa para elas, mais uma olhadinha ao redor, abaixa as mãos, bate outra vez, e de novo.

"excesso de testosterona", "não entende nada de briga", "adrenalina", "simples tapa"? é impressão minha ou ficou implícito aqui que o agressor sendo homem temos que dar uma colher de chá, afinal ele tem muita testosterona. Ora, se isso fosse verdade todo homem estaria a um passo de matar qualquer um numa simples briga e isso não é verdade. a maioria não faz o que aquele homem fez, de mandar duas pessoas para o hospital de tanto bater após elas já não representarem perigo.

"se voce nao exagerasse em suas posturas e fosse mais igualitaria", bem aí neste caso não faria muito sentido falar em testosterona, briga e adrenalina esimples tapas, né mesmo.

Carol disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vera disse...

Horrorizada. Com o comportamento das moças, que deram início a toda a confusão, e com o do rapaz, que não soube ter atitude de um homem de verdade, mas de um psicopata.

Carol disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
EliNzualo disse...

Eu venho sempre aqui, identifico-me muito com os posts que aqui leio, mas não sei porquê nunca tinha comentado! Acho um absurdo, em pleno séc. XXI haver situações destas e ainda pior, haver quem bata as palmas diante dessa tristeza... Eu tenho 20 anos e lamento muito pessoas como os meus pais, os meus avós terem abdicado de muita coisa para nós hoje podermos ser livres, de pensamento, de expressão, de tudo e há tanta gente que pega nessa liberdade e põe no lixo! Fecha-se nessa mediocridade, nessa miséria, nessa caixa pequena que têm no crânio.. É lamentável... Às vezes me pergunto se quero ter filhos e introduzi-los a um mundo tão cruel.

lola aronovich disse...

Lucio K, sinto, mas vc escolheu um péssimo momento para vir dizer que eu exagero. Vc tem um caso desses em que um cara armado com uma barra de metal espanca sem parar duas pessoas rendidas, jogadas no chão, e diz que EU é que exagero? E que preciso entender o que é testosterona e adrenalina? Desculpe, mas exagero é não condenar a atitude de alguém que por pouco não matou duas pessoas rendidas. Por favor, venha me dizer que eu exagero num caso em que realmente exista margem pra dúvida.


Vera, estou curiosa para saber o que é um “homem de verdade”. Termos tão senso-comum como esse pertencem a fóruns mascus.

lola aronovich disse...

Augusto, não tenho muito que comentar sobre o caso! Mandei uma mensagem no twitter. Como que alguém que espanca gays pode alegar ter sido vítima de um “ataque heterofóbico”? Aliás, como alguém pode pronunciar as palavras “ataque heterofóbico” sem rolar no chão de tanto rir? Esse é o mistério.


Thays, muitíssimo obrigada pelo carinho. Fico feliz por ajudar na sua indignação.

yulia disse...

''Quem parte pra agressao deve estar ciente que esta disposto a ir as ultimas consequencias.''

quer dizer então que ele tinha licença para espancar? ele foi covarde e asqueroso, elas já
estavam no chão. pra que bater mais?

''mas falando o que falaria pra qquer pessoa querida:
nao procura confusao porque nunca se sabe se a pessoa é uma maniaca''

esse cara jamais faria o que fez se fossem dois homens ao invés de duas
mulhreres. maníaco em termos...
lugar de bandido como ele é na cadeia.

yulia disse...

esse luciano parece um cara de uma comunidade machista que falava que tudo ok bater em mulher porque o homem precisa descarregar seu stress...
isso mesmo! ele precisa bater na mulher para descarregar o seu stress e ela não tem nada que chamar a policia, é mole?

Nanda disse...

Geralmente eu leio todos os comentários para não ser repetitiva, mas hoje eu preciso concordar com o Koppe... Eu também nunca havia ouvido falar dos mascus antes daqui, e conheci o suficiente. Lola, seu blog tem uma audiência imensa, dentre leitores que gostam e leitores que nem tanto.
Eu entendo que é um grupo de pessoas que te surpreenda negativamente, e te choque, e que você sinta necessidade de expor os absurdos que eles propagam, mas acho que isso acaba sendo propaganda para eles...

Sr Dig Din Reload disse...

Lola sua anta!

eu digitei errado troque o + pelo x vc so percebeu isso pq eh de humanas e so entende letrinhas!!!

mas A CONTA DA CERTINHO, vlw?

Mas não preciso da sua permissão nao fique sabendo pq estou no BRASIL onde há uam democracia por mais que o Lula e o Dilma tentem acabar com ela!

VIVA A LIBERDADE DE ESPRESSÃO!!!!!

oh, mas vo te contar um segredo, eu vou criar o MEU BLOG, onde minhas verdades viris vão meter medo em vc's feminazis eunuculistas

TREMEI!! TREMEI!!!

denise disse...

Olha dig din embora vc me xingue de filhote de dragão e porca rrrssss, eu nunca pedi pra Lola excluir seus comentarios idiotas, mas se vc abrir mesmo um blog vou la te trollar tb pode esperar.
Ai vc vai ver do que uma feminazi é capaz, aqui eu mantenho a linha, em respeito a Lola.

Starsmore disse...

A liberdade de "ESPRESSÃO!!!!!" me doeu o zóio.

Thiago Leal disse...

Código Penal, art. 25: "Entende-se em legítima defesa quem, usando moderadamente dos meios necessários, repele injusta agressão, atual ou iminente, a direito seu ou de outrem".

"Moderadamente" aí é em oposição a "excessivamente".

O cara estava certo em se defender. Mas estava errado em bater armado contra pessoas já dominadas. Não sei como é o direito nos USA, mas aqui ele responderia por esse excesso.

E eu acredito que o McDonald's, por mais problemas que tenha e pelos quais mereça ser criticado e até execrado, não agiu errado em empregar um ex-presidiário. Muito pelo contrário.

O lamentável é que ele tenha reincidido no crime; ruim para ele, que voltará para trás das grades, e ruim para o combate ao preconceito contra presidiários, que embora cumpram sua pena, mesmo assim não são aceitos de volta na sociedade. É um estigma que ignora qualquer possibilidade de arrependimento ou "regeneração", ou seja, um ato de crueldade. Mas por mais que eu compreenda o desejo de alguns de lhe retribuírem com morte ou coisa pior, a realização desse desejo atestaria a morte dos valores que defendemos para uma sociedade mais justa e humana.

Thiago Leal disse...

Lola, algum troll chamou seu blog de marxista? Agora deram para te elogiar, é? rsrsrs

carolinapaiva disse...

E eu acredito que o McDonald's, por mais problemas que tenha e pelos quais mereça ser criticado e até execrado, não agiu errado em empregar um ex-presidiário. Muito pelo contrário.[2]

Exatamente, fala-se muito em reintegrar o preso à sociedade, mas como isso é possível se os ex-presidiários não tem lugar na sociedade? São eternamente julgados, sem chances de refazer a vida.

Bill disse...

Olá Lola,
acompanho com muita atenção seu blog, gosto muito dos textos. Concordo que os comentários das pessoas feitas nos vídeos são terríveis.

Mas quanto à atitude do sujeito, não vejo como algo ruim. Se fosse dois caras brancos, estou certo que ele faria o mesmo. Trabalho a muito tempo com atendimento, e já fui despedido uma vez por ter quebrado o nariz de um cliente. Enfim, as vezes aparecem clientes estúpidos que tratam funcionários feito animais. Então é difícil manter a calma.

Mas faz sentido a condenação da violência. Só queria registrar que o rapaz foi provocado.

yulia disse...

mais um psíco mascú;

yulia disse...

Mas quanto à atitude do sujeito, não vejo como algo ruim. Se fosse dois caras brancos, estou certo que ele faria o mesmo. Trabalho a muito tempo com atendimento,
___________

ser fosse dois brancos tenho certeza que ele não reagiria assim.
uma coisa é revidar uma agressão, outra coisa é vc covardemente espancar quase até matar duas pessoas já jogadas no chão e rendidas. ele foi perverso e só por Deus elas não morreram.

carolinapaiva disse...

Bill

Sim, sabemos que ele foi provocado, mas isso não o torna imune. Ultrapassando a esfera da defesa, é agressão.

denise disse...

Concordo com vc Bill, abomino violência, eu creio que jamais eu iniciaria uma atitude de violência, mesmo que eu estiver sendo ofendida com palavras, mas acabei vendo esse vídeo e mudei a opinião, o rapaz estava no trabalho, não importa qual motivo tenha sido a discução, mas o que vi foi que uma das moças bateu no rosto dele, ele se esquivou pra dentro do balcão, essa mesma moça pelo jeito estava furiosa porque pulou por cima do balcão pra continuar a agressão, não bastasse a outra foi por traz e entrou também pra agredir o mesmo cara.
A covardia foi delas que estavam em duas contra um.
Não sou a favor de violência de nenhum tipo, mas pra mim foi legitima defesa sim.
Falam que ele exagerou, mas não da mais pra ver as cenas do que aconteceu atrás do balcão.
Se elas ainda estavam ameaçando o cara, isso não dava pra ver.

Julian disse...

Não entendo pq ser feminista é certo e ser masculinista é errado.
Não percebem os privilégios que as mulheres tem atualmente ?

Caos disse...

"Porque Lola, quando qualquer adulto começa uma agressao, nao pode prever onde ela vai parar. Um simples tapa pode acabar com morte."

Olha, passei por uma situação em que minha vida corria risco. Fui agredida de muitas formas, e, sabe o que eu fiz pra me defender? Peguei uma garrafa e bati na cabeça dele. Uma vez.
Assim que bati, na minha mente veio o pensamento "não bate de novo, senão pode matar! pára! você não quer isso".
E eu parei. Parei. E saí correndo, fugindo dele.

E olha que a agressão que sofri não foi "apenas" tapa, não foi "apenas soco", não foi "apenas" terror psicológico.
E eu não matei o FDP que fez isso comigo. Não espanquei ele até ele não levantar mais do chão.
E não ache que não sou capaz.
Só não achei que seria a coisa certa a fazer. Mesmo com a pessoa que usou meu corpo e tirou grande parte da minha dignidade.

Então, não venha falar de adrenalina e o escambau. Isso vai de cada um. Do que você acha certo e errado.

bike disse...

O que tem de errado falar HOMEM DE VERDADE ?? e pra vc Lola, todos homens são iguais (MASCUS) ?

Você tantas vezes se refere ao maridão ? seria errado dizer que ele é um homem de verdade ?

vc é casada com quem ? qual definição pra ele ? pois tirando O MARIDÃO ( sem definição ) o que resta são os MASCUS ...

Não generalize .

Elisa disse...

Sr Dig Din:


- O que vem a ser "manginas"

- "faciulmente" esta escrito errado. O correto é facilmente!

- "vc acha que alguma hora vc conseguiu me irirta?" tambem esta errado, o correto seria "me irritar".

- uma hipocrita surdina??? Admiro sua criatividade ;)

- "QUERENO" não, querendo. esta estava fácil, hein?

- "BOTO" não, botou. Ou melhor, colocou!

- "E NAS DEMAIS CAOS TUDO!" não da nem para corrigir, pois é não faz o menor sentido. por favor, nos elucide: o que você quis dizer?

- "COMEÇAUM": começam.

- "CORDINHA FEITA DE LINGUIÇA DA PIOR ESPECIME!" Não existe espécime de linguiça. (alias, você notou que eu acentuei, né?)

Elisa disse...

"FAZENO XORAR" - fazendo chorar

Koppe disse...

Caos disse... "Então, não venha falar de adrenalina e o escambau. Isso vai de cada um. Do que você acha certo e errado."

Eu acredito que ninguém pode dizer com certeza o que vai fazer em uma situação extrema até estar mesmo em uma. Creio que muita gente que é contra matar mataria sim numa situação extrema e muita gente que é a favor de matar acabaria não fazendo na hora H.

E falando friamente, o pensamento de "para, se não pode matar" pode ser uma grande desvantagem na hora de sobreviver. Fico feliz que tu tenha conseguido fugir.

Confesso que eu tento moldar minha mente pra não ter esse tipo de escrúpulos numa situação extrema. Que chore a mãe do inimigo, não a minha. Mas espero nunca ter que descobrir na prática se funciona.

Pat Ferret disse...

Esse argumento que faz uso do "excesso" de testosterona masculino para justificar a violência do ocorrido é (apenas para usar essa palavra popular por aqui) falacioso como o da norte-americana que disse ter assassinado os filhos devido à TPM. :-P

Que a testosterona é um dos fatores responsáveis pela agressividade (e não só nos homens, mas nas mulhers tb) é um fato. Mas esse tipo de agressão descontrolada é coisa de cérebro réptil, e os seres humanos (até prova em contrário, pelo menos) são dotados de de um córtex evoluido, capaz de controlar impulsos.

Tá TUDO errado nessa história – da agressão inicial pelas moças ao desfecho. E nada nessa discussão tem qqr relação intrínseca com "machismos" ou "feminismos"; o cerne da questão é o caos generalizado que vivemos atualmente, que tem muitos outros fatores envolvidos. :-(

MF disse...

fiquei com a frase "nunca me deparei com tanta gente doente" (ou algo assim) na cabeça. a internet abriu mesmo um espaço para o impensado e indizível, seja por questões sociais ou religiosas - pecado. agora me pergunto quem são as pessoas que se expressam de forma tão macabra. São "moleques" sem nada de bom para fazer ou adultos como nós, que trabalham, namoram, tomam suas cervejas no happy hour, frequentam academias, cinemas, dentistas?
quem são essas pessoas? talvez eu nunca saiba, mas de uma coisa tenho certeza: a gente nunca sabe com quem esta lidando.

Luísa Schenato disse...

Quanto a esse caso o que assusta mesmo são os comentários, esses sim revelão uma porção de pessoas que parecem ter perdido a noção, a empatia. Mas quantas dessas pessoas faria algo na realidade? Não há como saber.
Eu sou totalmente contra contar a violência, mas não podemos aformar que ele é isso ou aquilo.
É muito complicado opinar em uma tipo de situação assim. O que vemos ali é um recorte da realidade, apresentado por um jornalista, veiculado a uma emissora. Tudo isso faz com que a informação passe por filtros, seja selecionada, cortada e adaptada. Jornalismo faz isso, o problema é a pretensão de passar a "verdade" absoluta. O jornalismo faz isso muitas vezes, apresenta um recorte da realidade.
É fácil dizer que ele é um psicopata violento quando temos a informação de que ele matou um colega de cela. Mas ninguém pensa que essa informação é incompleta. E se o cara estava tentando matar ele? E se ele foi obrigado a assumir a culpa para não morrer? São tantas as possibilidades que esquecemos de analisar.
No caso em si, eu posso falar pois já tive que trabalhar em um lugar desses. Acho que é um dos piores tipos de empregos que qualquer ser humano pode ter. É uma humilhação diária, um salário ridículo, um chefe que acredita que você é um robô que não cansa, que não tem vontade de ir ao banheiro, que não é afetado por problemas.
E o pior de tudo são sim os clientes. Eles são grosseiros, acham que o atendente é um tipo de escravo, os mais jovens normalmente debocham, fazem piadinhas. As pessoas gritam e reclamam por qualquer coisa e o atendente tem ouvir com um sorriso no rosto. E posso garantir que sinceramente teve muitas vezes eu eu queria quebrar uma cadeira na cabeça de determinados clientes. Só não fiz isso porque nunca cheguei no meu limite, mas vai saber. E não estou falando de testosterona e o escambau, mas sim do limite pessoal de cada um. Nem estou dizendo que é isso, ou que é certo, mas é possível que ele tenha passado um dia de cão e ainda chegam duas pessoas que partem para agressão física. Ele pode muito bem ter surtado e perdido o controle. Ninguém é imune a isso.
Mas no fim não é possível ter certeza, pois o que chega até nós é apenas um recorte da realidade.

M disse...

No fundo eu acho que o problema é que muita gente não consegue associar tv,internet e jornais a vida real... quer dizer, eles sabem que é real, mas com um distanciamento que torna quase ficção esse tipo de noticia.Então se é ficção, eles podem reagir como se fosse um filme.Em filmes as pessoas batem e apanham quase sem se machucar.Mas se dão de cara com uma cena dessa na vida real não iriam achar tão legal... 80% deles (e de nós) iriam reagir como a "*uta gorda".

A mesma coisa em relação a todos esses comentários na net. Eles dizem, fazem e acontecem, porque estão confortavelmente protegidos.Quem é troll precisa ser obrigatoriamente frustrado no mundo real. Gente feliz, bem sucedida e segura não tem necessidade de usar a net (e o anonimato) para descontar nada.

yulia disse...

Não percebem os privilégios que as mulheres tem atualmente ?

kkkkkkkkkkkkkkkkkk

conta a do portuga agora.....

Lucio disse...

a Barbara nao entendeu a minha intenção e achou que eu estava defendendo o maníaco-assassino-pavil-curto.. :(
A Liana parece que nunca brigou pra valer, nunca perdeu a cabeça. É um problema muito mais químico que psicológico esse descontrole de agressividade, mas, claro, nem por isso justifica. Seria o mesmo que dizer que uma mulher com TPM pode matar.

Na verdade, só quero é atentar que nós nao entendemos nada de testosterona, o hormonio gatilho da libido(sexual) e da agressividade, o hormonio que nos faz agir em situacoes de conflito pra defender nossa vida, mas que as vezes coloca o cérebro em um loop compulsivo de agressividade. Ainda mais a mulher, que tem pouca (sorte de voces). Testosterona é uma brincadeira de mal gosto da natureza, e quem der uma estudada a fundo vai compreender bem mais o mundo do jeito que ele é, com todas as suas "injustiças e desigualdades". tudo vai encaixar melhor, inclusive os caminhos pra evolução disso. Essa é minha colaboração que importa.

E Lola, sinto muito pelo momento inadequado, mas eu sempre concordo contigo, só nao boto a mao no fogo porque, no meu ver, voce quase sempre exagera. Como eu, pessoalmente, acho um exagero colocar criminosos desperezíveis no holofote, usando um caso isolado de psicopatia pra falar de feminismo.

obrigado pelo espaço e respeito aos meus pontos de vista.

paz, amor e bom humor!

yulia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Barbara disse...

Beleza, Lucio, entendi melhor seu ponto. De qualquer forma, você falou mais genericamente. No caso em questão, simplesmente não tem desculpa. Perder a cabeça não é desculpa. Dizer "ela que começou" tampouco.

Tem gente aí falando: ah, mas as mulheres atacaram ele primeiro, ele estava certo em revidar. NÃO, ELE NÃO ESTAVA. Legítima defesa não foi inventado no Brasil, existe em vários sistemas jurídicos, e aquilo ali não foi legítima defesa. E depois, pra pessoa que fala isso, quantos anos vocês tem? Esse negócio de "ele que começou" funciona muito bem na faixa etária entre 5 e 10 anos, ou algo assim.

yulia disse...

alguns disseram que seria permitido matar uma pessoa
desde que fosse em legitima defesa.
Ok, claro, mas no caso do atendente isso não cabe
pois em nenhum momento as duas oferecem a ele perigo
de morte.


''só quero é atentar que nós nao entendemos nada de testosterona,
o hormonio gatilho da libido (sexual) e da agressividade, o hormonio que nos faz agir em situacoes de conflito pra defender nossa vida, mas que as vezes coloca o cérebro em um loop compulsivo de agressividade. ''

nem tpm , nem testosterona é licença para matar.

mas o que faz esse hormonio ser usado para correr de um assalto, por exemplo ou reagir? quem escolhe??? o hormonio? creio que não.
outro tipo de homem teria outro tipo de atitude com elas.
se fossem dois homens ele não faria aquilo. talvez fugisse. a escolha final foi de quem? dele.

Flasht disse...

O cara por acaso tbm não é negro?

Sério, humanidade, que você quer ser confundida com um mascu?
[e a metralhada de perguntas]

Vcs querem ignorar totalmente a(s) provocações? que no sangue quente o cara [mulher tbm perde viu?] perde a razão e mais um agravante o homem fica surdo quando fazendo alguma atividade de alta adrenalina

É o que eu sempre digo, não comece uma briga sem estar disposto a perder, depois acha que vai ter razão vir chorando? e vcs querem aqui que nem se pergunte o que aconteceu né? uma mulher apanhou? Não querem nem saber se ela quem provocou¬¬
Uma criança que cutuca bicho ou brinca com fogo e se lasca
Não é questionada? pq uma mulher não deve ser?
Eu mecho com bandidos e me ferro, a culpa é 100% deles?

yulia disse...

Não querem nem saber se ela quem provocou¬¬
_________
então ele pode quase mata-las de porrada porque elas provocaram?
justificando um erro com outro.

Fabiana Zardo disse...

Mascus estão em todo lugar: http://noticias.uol.com.br/cotidiano/2011/10/19/site-defende-rapaz-que-quebrou-braco-de-jovem-em-natal-e-diz-que-mulher-e-para-apanhar.jhtm

Flasht disse...

Mari
Parece que tem psicopatas demais por aí! Cadê a empatia??
>>Está no mesmo canto da empatia de vcs pelos homens

Niemi
Ninguem será criticado nem aqui nem em lugar algum caso venha para o debate para trazer algo relevante, que não seja mimimi ou ofensa.
>>Aí que tá. se for algo contrário ao que vcs querem logo é cassificado como mimimi ou ofensa, e aí "comofas"?

Yulia
se o que eles pregam é tão bom, porque se escondem?
>>Ahh tá Tiradentes, Jesus, (Batman e todos os super heróis rsrs) etc podiam se mostrar livremente né? Se escondem pq são minoria não? Não conseguiram fazer nada sozinhos então precisam se esconder

tem que trancafiar esse louco na cadeia para sempre.
>>pois é onde ja se viu revidar contra mulheres¬¬ o certo é dar a outra face pras duas

se fossem dois homens ele não faria aquilo. talvez fugisse. a escolha final foi de quem? dele.
>>Como vcs tem a pretenssão de dizer isso? São adivinhas por acaso? se fosse dois homens ele poderia fazer pior não leram que ele já marou um? Aff essas mulheres e o feminismo é um mimimi burro e injustificado del caraleo

Teresa
Gente, como é que o McDonalds dá emprego pra um cara com um histórico desses?
>>Viu o comercial brasileiro não? onde tem de dar chance e oportunidade aos ex-presidiarios? se tiver dois disputando uma vaga um sem incidentes e outro com é preferivel dar ao último¬¬

Lola
Eles não podem falar do “movimento” nem pros poucos amigos que têm, porque o pessoal ri deles.
>>E como vc responde o fato de achar graça eles dizerem que a sociedade é bucetista?

Thays
E como mulher consciente dessa condição sei que o mínimo que posso sentir é a indignação que eu sinto.
>>Deveria saber que homens e mulheres NÃO são iguais e nunca serão

Lucio K esta sua critica é em vão, acha mesmo que mulheres ou a lola querem igualdade de FATO?

Julian Não entendo pq ser feminista é certo e ser masculinista é errado.
Não percebem os privilégios que as mulheres tem atualmente ?
>>São cegas quanto a isso e não só atualmente a mulher SEMPRE foi privilegiada mas claro que o priivilegio tem um preço, é como comparar animais domesticos com silvestres¬¬

Flasht disse...

yulia disse...

Não querem nem saber se ela quem provocou¬¬
_________
então ele pode quase mata-las de porrada porque elas provocaram?
justificando um erro com outro.

>>Não senhora, estou dizendo apenas que é necessário olhar o outro lado e como já foi dito aí, se procurar confusão esteja preparado para tudo
Pq anormal seria um criminoso não fazer besteira

Luiz Alberto disse...

É óbvio que o cara se descontrolou e perdeu completamente a razão ao usar uma barra de metal. Mais evidente ainda foi a maluquice de bater nelas caídas no chão.

Mas nada disso teria acontecido se essas malucas tivessem desrespeitado o atendente. Elas xingaram, subiram no balcão e bateram na cara dele!

Mereciam sim umas porradas bem dadas para aprender a respeitar os outros.

O que mais existe por aí pe mulher folgada que faz de tudo para arrumar briga já pronta para se fazer de vítima caso sofra algum tipo de retaliação.

Uma vez eu estava na fila de uma boate e uma mulher passou na frente de todo mundo. Quando o rapaz foi reclamar ela disse "Furei fila mesmo. E você? Vai fazer o que seu frouxo?". E já fez isso contando com o fato de ser mulher para fazer um escândalo caso fosse agredida.

Nesse caso a namorada do sujeito apareceu e arrebentou ela de pancada sob os aplausos de todos que estavam no local.

Direitos iguais, responsabilidades iguais. Tem muita mulher psicopata por aí que se acha no direito de humilhar os outros já pronta para se fazer de coitada caso receba uma lição.

Liana disse...

arrebentar alguém de pancada porque essa pessoa furou fila ou porque ela foi desaforada? putz. isso é exemplo de direitos iguais? furar fila é sintoma de psicopatia? minha nossa, tem muito mais psicopatas no mundo do que eu imaginei. tô aqui lembrando das vezes que furaram a fila na padaria, devia ter arrebentado todo mundo na porrada, principalmente as velhinhas. fila de show que nada, pãozinho é coisa séria, vai me alimentar e sustentar meu corpinho durante toda a manhã no meu digníssimo trabalho e vem essa gentinha passar na minha frente.. cara, eu não levo mais desaforo pra casa, chega!

Luiz Alberto disse...

Vamos supor que eu entre na sua frente numa fila e ao ouvir sua reclamação eu digo "vou entrar na sua frente mesmo sua otária. Vai fazer o que? Fica quietinha e cale a boca".

Pra mim isso é uma total falta de respeito que beira a psicopatia. Passar na frente e ainda insultar verbalmente não é motivo de briga?

Não estou defendendo a violência, mas tem gente que só conhece a linguagem da porrada mesmo.

Fora isso todos devem parar de ficar passivos frente a esses abusos. Se a pessoa que fica calada numa situação banal dessas irá fazer a mesma coisa ao ver um político roubar dinheiro e etc...

yulia disse...

Mas nada disso teria acontecido se essas malucas tivessem desrespeitado o atendente.
________
se fosse dois caras a reação dele seria bem outra, mas deixa pra lá...

yulia disse...

E já fez isso contando com o fato de ser mulher para fazer um escândalo caso fosse agredida.
---------

Uma maioria não tem que pagar o pato de uma meia duzia de mal caráter como ela. como vc disse uma outra já cuidou do assunto devidamente.

Fabiana Zardo disse...

Tipo...que tal chamar o gerente do local e se isso não resolver, polícia?

Olha só! Tem como resolver algo sem ser na porrada! o_O

Flasht disse...

Vejam o que a Denise disse
E PAREM de defender quem provoca
O cara tava no lugar dele as doidas foram atrás de encrenca queriam o que?


Imaginem que alguem te bate e invade a casa de vcs vcs vão querer conversar né?

rodrigo disse...

Duas coisas a serem pensadas aqui:
1º- o cara ja é assassino, ja tem condenaçao nas costas
2º os americanos não são exemplos pra ninguem, povo feio por dentro, preconceituosos, violentos aja visto que porte de arma la é como ter uma bicicleta por aqui.

Só lamentar por uma mais uma barbarie desnecessaria.

José Pereira das Almas disse...

Lola, você disse que este vídeo estava em um site "mascu" e que os "mascu" aplaudiram. Favor colocar o link do site "mascu" que comprove isso o enviar para meu email. Aplaudir atos violentos é condenável, mas devo te lembrar que as mulheres (no geral, não todas) comemoram quando homens INDEFESOS (dormindo por exemplo) são mutilados sexualmente simplesmente porque pediram o divórcio. Nenhuma das 2 coisas devem ser aceitas, só que nunca vi feministas reclamando que mulheres aplaudiram a violência contra homens, e eu já vi isso várias vezes. Não estou falando de legítima defesa, estou falando de ataques mesmo. Não sou feminista nem masculinista, mas se você disse que o movimento deles teve essa atitude favor colocar a prova para que eu tenha certeza que o movimento é inválido. Muito obrigado