terça-feira, 29 de novembro de 2016

GUEST POST: MÊS DA CONSCIÊNCIA NEGRA TAMBÉM É AZUL

Publico este importante texto da Candida.

O Brasil tem atualmente 210 484 655 brasileiros, destes 103 549 001 são homens, totalizando 49,2% da população geral. Segundo o IBGE, os negros (pretos e pardos) representam 53,6% da população. Quanto à condição socioeconômica, apenas 17,4% se encontram na parcela mais rica do país. Nas camadas mais empobrecidas os negros são a maioria.
Desde que os africanos sequestrados e traficados chegaram ao Brasil para sustentar economicamente uma sociedade escravocrata, a luta por reconhecimento de direitos é grande.
Houve avanços nos últimos quinze anos com as leis de cotas, que ampliaram o acesso à universidade e ao emprego público, com a Lei 10. 630/03 sobre o ensino da cultura afro-brasileira, entre outras políticas de Igualdade Racial, além da criminalização do racismo. Avanços que vemos serem colocados em perigo com a composição do Congresso e pelo golpe parlamentar sofrido pela presidenta eleita.
Os indicadores socioeconômicos no país demonstram como os quatrocentos anos de escravidão e uma política de invisibilidade e exclusão da população negra resultaram em aprofundamento de desigualdade, marginalização e violação de todo tipo de direitos. Os homens negros são os menos escolarizados da população, a maioria tem até o ensino fundamental, são os majoritários na evasão escolar e no atraso idade e ano escolar, sendo as dificuldades indicadas para isso a precariedade da situação socioeconômica familiar, o trabalho infantil e até mesmo a dificuldade de acesso à escola em áreas de risco e rural.
Em decorrência disso, no mercado de trabalho homens negros ocupam as funções de subempregos ou os famosos “bicos”, a maioria na construção civil, além de estarem presentes na indústria de transformação, serviços e trabalhando como ambulantes. A decorrência disso são baixos salários, o que leva à precariedade de moradia, tanto na habitualidade da residência, quanto na localidade, morando em áreas de risco de desabamento e enchentes, e também de segurança.
A negação de direitos sociais básicos à população negra atinge também os homens no que se refere a saúde, visto que são eles, junto com suas esposas e filhos, os maiores usuários dos serviços públicos de saúde, hoje em franco ataque e desmonte pelo governo ilegítimo de Michel Temer.
E, lembrando que esse mês marca a Consciência Negra, com o aniversário de um dos nossos líderes de resistência e luta por nossos direitos e dignidade humana, Zumbi dos Palmares e a sua inseparável e não menos lutadora Dandara de Palmares. Neste mesmo mês, acontece também o Novembro Azul, o mês de cuidados com a saúde masculina.
Falar do exame de próstata sempre provoca risos nervosos e brincadeiras entre os homens, mas o assunto é sério. O câncer de próstata é a doença que mais mata homens no Brasil. Mesmo sendo tão letal quanto o câncer de mama, somente há pouco tempo e ainda de forma incipiente iniciaram-se campanhas para a prevenção do câncer de próstata.
Observe a tabela sobre mortalidade de câncer de próstata e de mama. Os dados são do Atlas de Mortalidade do INCA. As estimativas não são animadoras para este ano.
Clique para ampliar
E os fatores de risco para o câncer de próstata? São eles:
- Idade acima dos 50 anos: 80% dos casos ocorrem em homens a partir desta idade.
- Raça negra: A doença tem maior incidência na raça negra.
- Alimentação inadequada: Dieta rica em gorduras e pobre em vegetais e frutas baixam as defesas do corpo contra o câncer.
- Vida sedentária: A falta de exercícios físicos regulares e o peso acima do adequado aumentam os riscos.
- Hereditariedade: Se algum parente próximo tiver câncer, duplica sua chance de desenvolver um.
Homens negros apresentam risco cerca de duas vezes maior de manifestar a doença, além de chance de 2,5 a 3 vezes maior de morrer pelo câncer. Algumas pesquisas tendem a relacionar o fato à questão de hereditariedade. 
Outros já buscam razões sócioeconômicas, como a falta de acesso a serviços de qualidade de saúde tanto para a prevenção e tratamento, a baixa escolaridade, a qualidade da vida, ou falta dela diante da situação de vulnerabilidade social.
Nesse mês da Consciência Negra, conclamamos todos os homens, negros e brancos, a cuidarem de sua saúde (o exame de toque retal é rápido e não dói!), a exigirem nos espaços de controle social de saúde políticas de prevenção e tratamento modernas e eficazes para a população que depende da saúde pública.
Antes de tudo, pedimos para tomarem consciência da importância da prevenção. A prevenção ao câncer de próstata deve ser algo tão comum e corriqueiro em suas vidas como o futebol com os amigos e aquela cervejinha no fim do jogo.
Cuidem-se, meninos, o mundo é mais bonito com vocês!

41 comentários:

Anônimo disse...

O que seria um pardo?

Anônimo disse...

Imaginem a revolução que seria se um dia estes negros e pardos começarem a invadir os condomínios, shoppings, universidades e colégios particulares e ilhas da fantasia burguesas e começarem a eliminar a burguesia e requerer para si o que e de direito histórico?

Anônimo disse...

O texto foca no homem negro mas e a mulher negra? se consideram ser homem negro difícil imaginem ser mulher negra e periférica?

Anônimo disse...

"O câncer de próstata é a doença que mais mata homens no Brasil"

Correção, o machismo e a doença que mais mata no Brasil, e se fosse so homens tava de boa, mas mata mulheres também.

Marcia disse...

Anônimo das 12:15 aquele que se identifica como tal. Geralmente, o fenótipo pardo está associado a famosa 'mestiçagem' brasileira.

Anônimo disse...

Kkkkkk

Essa dai esta cega ideologicamente

So sabe o que sao negros e brancos. Briga de raças.

Quando ouviu pardos, arregalou os olhos

Pardos????? O q eh isso????

Kkkkkkkkkkk

Massa de manobra.

Anônimo disse...

Trolagem óbvia às 12:23 e 12:28...

Anônimo disse...

O exame é rápido e dói um pouco. Só um pouco e logo passa.

Anônimo disse...

"meninos, o mundo é mais bonito com vocês!"

não é não

q decepção hein lola, fazendo média com omens?

Pedro disse...

Lola, hoje em dia é quase um senso comum que o rastreamento de câncer de próstata seria benéfico. No entanto esse é um procedimento muito discutido hoje, que coloca em atrito os defensores da medicina baseada em evidência (estudos populacionais estatísticos) e os especialistas (notadamente os urologistas). Nos estudos populacionais mais amplos e em estudos de meta-análise (que levam em conta os dados de estudos anteriores) não se encontrou uma diminuição significativa da mortalidade em populações submetidas ao rastreamento. Por outro lado os diagnósticos falso positivos geram uma série de efeitos deletérios, que vão desde o fator psicológico do sujeito achar que tem câncer até a mortalidade em decorrência de biópsias e outras intervenções médicas. Por conta disso há sociedades médicas que não recomendam o rastreamento em pacientes assintomáticos e outras (notadamente os urologistas) que seguem recomendando (e podemos ver aí algum interesse em manter um mercado de pacientes). Isso sem falar nos custos do rastreamento para o sistema de saúde em geral. Enfim, o tema é polêmico. Seguem alguns links interessantes: http://www.cochrane.org/pt/CD004720/exames-preventivos-para-cancer-de-prostata
https://academiamedica.com.br/cancer-de-prostata-rastrear-ou-nao-rastrear/
bjs

Anônimo disse...

"O que seria um pardo?"

1ª definição: Uma pessoa em q o tom da pele não é escuro o suficiente para ser negro e nem claro o suficiente para ser branco, é intermediário, um tom de pele amadeirado

2ª definição: Alguém q é filho(a) de pai branco e mãe negra/mãe branca e pai negro

Anônimo disse...

"Os homens negros são os menos escolarizados da população"... Isso pq eles não se esforçam nos estudos. São folgados no colégio, e essa maldita política de cotas ajudou ainda mais a eles ficarem mais vagabundos, porque ganham vagas sem merecerimento; entram com notas pífias e resultam em má qualidade profissional e mau atendimento à população. O governo os fez folgados. Simples assim.

Anônimo disse...

Vi em algum lugar que massagem de próstata diminui a probabilidade de câncer de próstata.
Mas claro, caba omi que é caba omi não faz essas coisas.

E é sério isso de 1600 casos de amputação de gente que não sabe lavar o pinto? Putz.

Cão do Mato disse...

Novembro é dedicado à prevenção do câncer de próstata. O mês da mulher é Outubro. É por isso.

Anônimo disse...

Quanto troll chato hein, assim fica difícil.

Charle Coimbra disse...

A Lola tem direito a achar que o mundo é mais bonito desse ou daquele jeito, ou não? Ela só pode achar o que vai ao encontro do que você acha? Opinião certa é do a sua. Ta.
Se você lê de vez em quando o que a Lola escreve, deveria ter notado que ela é contra o machismo e não contra os homens. Sabia que bem todo homem é machista? Não, né? Nem acredita nisso.

Unknown disse...

Pqp, o texto fala do mês que é dedicado ao cuidado da saúde MASCULINA!!! Agora tem que problematizar tudo? Achar que tudo é desmerecimento para com as mulheres??

Anônimo disse...

De todos os absurdos que eu já li neste blog este superou todos.

b) O adolescente negro e pobre muitas vezes trabalha em para ajudar na renda familiar e ainda estuda em escolas deficientes as cotas são outra questão

Cão do Mato disse...

Não sei se você percebeu,mas quem escreveu o post não foi a Lola...

Ana disse...

Lola, você viu que o STF proferiu decisão entendendo inconstitucional a criminalização do aborto até o terceiro mês de gestação? É o HC 124.306. Só vale pra aquele caso, mas é um avanço tão grande, né? Já cria jurisprudência na Corte. Será que não tem ninguém muito bom em Direito Constitucional pra fazer um Guest Post sobre o assunto? :)
Beijo!

Noêmia Cristina disse...

Estou chocada com o anon de 29 de novembro de 2016 14:06

Como pode ser tão preconceituoso? As cotas nas universidades não interferem em nada a vida dos negros menos escolarizados, já que só os negros de classe média tem se beneficiado das cotas. Quando se fala em negro menos escolarizado você tem que esquecer o felizardo e privilegiado que passou por cotas para realizar o sonho de ter ensino superior. Este termo se refere aos jovens que aos 16 anos de idade já largaram a escola para ser auxiliar de pedreiro.

Anônimo disse...

Ô anônimo de 29 de novembro de 2016 14:06, tu és burro assim mesmo ou só está fingindo? Desde quando é só negro que é vagabundo na escola? Eu sou negro e sempre fui o primeiro aluno de minha classe, desde o primário até a faculdade, enquanto muitos brancos ficavam com inveja por causa disso e outros não queriam nada com o estudo e hoje estão colhendo os frutos que plantaram com empregos ruins e baixos salários enquanto eu vivo uma vida bastante confortável tudo fruto do meu esforço. Portanto, ser esforçado na escola, ter interesse, querer crescer não é típico de branco. Tu estás simplesmente querendo distorcer o que a blogueira escreveu. E já que tu falaste de maus profissionais que atendem pessimamente a população, o que tens a dizer sobre os diplomas comprados por mauricinhos brancos e ricos, que depois matam pacientes por erro médico, constroem prédios que caem sozinhos matando várias pessoas, etc, etc? Lave sua boca imunda antes de falar dos negros!!! Tem preto vagabundo? Tem. Tem branco vagabundo? Também tem. Tem branco esforçado? Tem. Tem negro esforçado? Também tem. Capacidade e interesse não tem nada a ver com cor. Só um hipócrita finge não saber disso!!!!

Anônimo disse...

E só pra concluir, 29 de novembro de 2016 14:06, eu não sou de esquerda. Sou capitalista convicto e cresci profissionalmente sem precisar de cotas.

Anônimo disse...

Lamentável que ter que ler esse texto num blog feminista.

Anônimo disse...

Sabem o que me deixa irada? É esse fenômeno que surgiu no Brasil nos últimos anos, o pobre de direita!!!!

Quando começou o governo Lula, o melhor governo da história do Brasil, muitos pobres e necessitados foram tirados da pobreza, seja com bolsa família, seja por maiores chances na escola, como o colega aí de cima. Ou seja, pessoas que, se não fosse por causa de Lula, estariam completamente fora da política, estão hoje covardemente atacando o ex-presidente, o mesmo ex-presidente que tanto os ajudou. E o mais irônico disso tudo é que isso faz mal para os próprios agressores: se lula ficasse mais 10 anos no poder, esses mesmos que eram necessitados em 2001, estariam muito melhor de vida, muitos até milionários! Ou seja, sem saber, eles lutam contra eles mesmos!!!!

E agora, só por que conseguiram um emprego, juram que foi por mérito deles e não por causa das decisões tomadas no governo lula e cospem todo dia no prato que comeram. Se julgam "os capitalistas" milionários que nunca presisaram da ajuda do governo. #Sóquenão

Para os idiotas que não entenderam o que eu disse, vejam esse video: https://www.youtube.com/watch?v=vzYn_A_dZVk

Anônimo disse...

Vcs viram a decisão da turma do STF dizendo que o artigo do código penal que criminaliza o aborto é inconstitucional e autorizando o aborto até o terceiro mês de gestação?
alícia

Anônimo disse...

Pq mulher não tem próstata, oras

Anônimo disse...

é digno falar do povo preto. Até dos homens tb, apesar do blog feminista.

Mas gostaria muito de ouvir e aprender com as manas pretas sobre a visão delas para o feminismo, no que este pode melhorar para elas... enfim se alguém pudesse publicar seria lindo e ficaria muito grata.
<3

Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

30 de novembro de 2016 16:11 , se teu comentário foi pra mim, quebraste a cara. Eu tenho 50 anos de idade, cursei faculdade aos 20, portanto muito antes dos governos do PT. Se hoje tenho posses, isso se deve única e exclusivamente a meu esforço. Nunca precisei de nenhum governo pra nada, nem do PT, nem do PSDB, nem do PMDB, ou seja lá que legenda for. E se algum deles fez mesmo algo pelos pobres, não fez mais que sua obrigação, pois é para isso que serve o governo: servir a população. Quem não fez está errado, quem fez, repito, não fez mais que sua obrigação. Idiota pra mim, são aquelas pessoas que vivem idolatrando políticos, como se eles fossem Deuses. Não, eles não são Deuses, são apenas pessoas que recebem muito bem para trabalhar em prol da nação e não para encher seus próprios bolsos, às nossas custas.

Anônimo disse...

E outra coisa 30 de novembro de 2016 16:11: então pobres e por que não pretos (já que sua maioria são pobres) só conseguem um emprego por causa da ajuda que recebem do governo, nunca por méritos próprios? Só podem conseguir algo, se forem ajudados, pois não têm a menor capacidade de caminhar com as próprias pernas? São, portanto, inferiores, totalmente incapazes? Isso demonstra todo o seu preconceito e por que não racismo enrustidos. Depois é só a direita!!!!! Por isso eu prefiro uma postura capitalista, sim, porém mais ao centro, longe do extremismo, tanto da direita, quanto da esquerda!!!! Mas, para os idiotas extremistas e idolatradores de políticos, é impossível compreender isso!!!!

Anônimo disse...

Eu morro de rir com esses classe média mamãe-quero-ser-corte que se aliam aos ricos para oprimir os pobres. São os mesmos que bateram panelas do alto de suas varandas gourmets!

Anônimo disse...

2 de dezembro de 2016 14:33, e eu morro de rir com esses fanáticos adoradores de políticos. Primeiro, tu me conheces pra saber se eu sou aliado dos ricos para oprimir os pobres? Segundo, tu sabes se eu bati panelas do "alto de minha varanda gourmet" ? Tua falta de argumento é notável! "Se o cara não pensa como eu, ele automaticamente é um reaça, um "classe média mamãe-quero-ser-corte"", esse é argumento número um da esquerda (e vale o mesmo para a direita)! Realmente é pedir demais para os fanáticos compreenderem, mas não custa repetir: existem pessoas que não idolatram políticos, nem de direita, nem de esquerda e que preferem ser críticos dessa classe dominante que inclui TODOS os partidos políticos. Enquanto eles enchem seus bolsos com "mensalões", "petrolões", "metrolões", etc, alguns idiotizados preferem se digladiar, lutando uns contra os outros na internet e indo até ao "combate corpo a corpo". E eles lá em cima dando risada e gastando "nosso dinheiro". Contudo, militontos, petralhas, coxinhas, bolsominions, e outros extremistas de esquerda e de direita entenderem isso é mais difícil que ensinar zulu em braille a um cachalote!!!!

Anônimo disse...

Gente, esse é o grande problema de se implantar um bom governo popular em um país. O pobre, muitas vezes carente, é o primeiro a ser ajudado pelo governo. Sua condição de vida melhora muito, e ao invés de o pobre que agora não é mais pobre agradecer ao governo, ele o tira do poder!!! Ingratidão é algo amargo.

Anônimo disse...

2 de dezembro de 2016 20:07, é mesmo? Isso não se aplica a mim. Eu era pobre, nos anos 80. Cresci na vida estudando e trabalhando muito antes dos governos "populares". Portanto, nunca fui ajudado por nenhum governo, "popular" ou não, nem pelos militares, nem pelo Sarney, nem pelo Collor, nem pelo Itamar, nem pelo FHC, nem pelo Lula, nem por Dilma, tampouco por Temer. Mas para vocês, fanáticos, isso não existe. Um pobre, sobretudo negro, jamais poderá vencer na vida se não tiver ajuda, lógico, dos "governos populares". Engano seu. Muitos de nós vencemos sim, sem ajuda nenhuma, e eu sou um deles. Mas propositalmente vocês ignoram isso. Preconceito, racismo? Por que não? Nós não temos capacidade, não é? Esse pensamento não difere muito do outro extremista que afirmara que os negros são vagabundos, não se esforçam na escola, são ajudados pelo governo e se transformam em maus profissionais, o qual eu rebati em um comentário anterior. Perceberam como vocês são idênticos? E outra: nós não tiramos ninguém do poder. Nem Collor, nem Dilma foram impedidos pelo povo. Quem os tirou, foram os de sempre: aqueles que detêm o poder. Às vezes há conflitos de interesses, e uns "engolem" os outros. É como uma luta entre dois bandos rivais de leões e o povo sendo as zebras assistindo. Seja lá quem for que ganhar, adivinhe o que acontecerá com as zebras?

Anônimo disse...

HAhahaha, difícil de argumentar contra o 10:39, pois ele já ganhou o biscoitinho dele do patriarcado Branco ahahahha... esse aí já está adestrado, nunca vai se rebelar contra os que oprimem seus irmãos de raça!!!

A tática do patriarcado é perfeita: deixar as mulheres e negros na pobreza, mas tipo para uma pequena parte deles, tipo menos de 1%, eles dão biscoito!!! Tipo esse aí nós vamos contratar só pra fazer propaganda da meritocracia, ou só pra batermos o mínimo de negros/gays/mulheres que a legislação exige!!! Aí sim, eles vão achar que tiveram mérito, e enquanto isso vamos poder oprimir livremente os outros!!!

Que legal, né?? E eles caem direitinho essa meleca!!! Vao se danar!!!

Enquanto isso, os capitalistas estão juntos em algum resort chique, tomando uma sauna juntos é uma cerveja, maquinando alguma maneira nova de oprimir as mulheres e os negros e os gays, de forma que eles nem saibam que estão sendo oprimidos!!! Fácil,não??

Anônimo disse...

3 de dezembro de 2016 14:22, esse é seu melhor argumento? Todas as pessoas que não concordam com alguns de seus pontos de vista são adestrados pelo patriarcado branco, são fascistas, machistas, racistas, homofóbicos!!!! Vocês não tem frases melhores não? São sempre as mesmas? Então quer dizer que TODAS as mulheres são pobres, TODOS os negros são pobres, TODOS os gays são pobres, não existem mulheres, negros e gays capitalistas e bem de vida, pois todos os capitalistas são homens hétero e brancos!!!! kkkkkkk !!!!! Hilário!!!! Sempre o mesmo discurso!!!! Aí, quando perdem a discussão, mandam se danar, se f..der, etc!!!! Será por que no meu ambiente de trabalho eu conheço outros negros, mulheres e gays com o mesmo padrão de vida que o meu??? Será que são alienígenas???? E só mais uma coisa: eu sou dono de minha empresa, não sou contratado por ninguém, pelo contrário eu contrato pessoas competentes e capazes independente da cor, sexo, orientação sexual, raça, religião, etc. Extremistas como tu e teu amiguinho, que acha que TODOS os negros são vagabundos, evoluírem, é mesmo mais difícil que ensinar grego em braille a uma cascavel!!!!!

Anônimo disse...

Ou será, 3 de dezembro de 2016 14:22 , que por eu ser um empregador capitalista, eu não sou negro? Hétero eu sou, mas branco, machista, racista, fascista, homofóbico, eu nunca fui. E como eu emprego esses "tipo menos de 1%" que tu falaste, então eu tenho que ser um sujeito que ganhou o biscoitinho do patriarcado branco, já que eu não sou branco??? Sério??? Um pouco de evolução não faz mal a ninguém!!!!!

Anônimo disse...

Eu comecei respondendo a um sujeito que acha que os negros são todos vagabundos, não gostam de estudar e são ajudados pelo governo se tornando péssimos profissionais. Quando eu o rebati, mostrando que sou negro e capaz de caminhar com minhas próprias pernas, que não sou adorador de políticos sejam eles de qualquer corrente ideológica, aí apareceram outros (as) afirmando que eu sou “cachorrinho” do patriarcado branco, ingrato por não reconhecer que fui ajudado pelos governos do PT (e não fui mesmo), aliado dos ricos para oprimir os pobres, etc. O motivo pelo qual eu não agrado nem “gregos”, nem “troianos” é que eu fujo do estereótipo, do padrão do “negro típico” para eles: para a extrema direita, somos vagabundos, malandros, incapazes, etc; para a extrema esquerda somos coitadinhos, incapazes, dependentes do governo (de esquerda) para tudo e que jamais poderemos crescer na vida sem sua ajuda. Ou seja, essas pessoas são as duas faces da mesma moeda, que sempre nos enxergam como inferiores. Mas eu tenho uma novidade pra vocês: não somos inferiores em nada. Apesar de séculos de lavagem cerebral que minha raça sofreu, a ponto de muitos realmente se sentirem inferiores, como alguns que eu já conheci que são racistas com a própria raça, hoje muitos de nós estão abrindo os olhos. Eu já nasci com os olhos abertos e assim como outros negros (as) os quais conheço também fazem, estou abrindo os olhos de outros tantos. Pode demorar muitos anos ainda, mas chegará o dia em que minha raça deixará de ser capacho de alguns extremistas e massa de manobra de outros. Um negro empresário, classe média alta, capitalista, que subiu na vida por conta própria e que não aceita ser capacho nem marionete de ninguém, irrita muita gente. Isso não me assusta, pelo contrário: me dá ainda mais vontade de combater. Aliás, 3 de dezembro de 2016 14:22, é assim que eu me rebelo contra os que oprimem meus irmãos de raça, como tu mesmo (a) disseste, e contra aqueles que usam esses mesmos irmãos como massa de manobra.

Arthur Nathan disse...

Caramba ,olhando esse comentário eu acho que deve ser verdade mesmo: sou negro e estudei no colégio particular(era bolsista) enquanto era desacreditado só porcausa da minha cor de pele, mesmo sendo o primeiro nos simulados e tendo que ajudar minha mãe em casa, hoje estudo numa federal (entrei sem cotas pq estudei na particular), tá legal que foi bem mais fácil pra determinados colegas meus entrarem na universidade e "talvez" um "pouquinho" mais difícil pra mim que não tenho dinheiro nem pra pagar o aluguel direito(quem liga pra grana né?!), mas ignorando o que eu disse acima seu comentário foi bem esclarecedor, obrigado, agora já sei que os negros(dos quais me incluo) são todos uns folgados mesmo e a famigerada meritocrácia é ,sem sombra de dúvidas o caminho para o fim da desigualdade. Agradeço muito, são comentários do seu tipo que me enchem o peito de orgulho de ser um brasileiro negro.

Anônimo disse...

"...era desacreditado só porcausa da minha cor de pele, mesmo sendo o primeiro nos simulados..." Desacreditado por causa da COR mesmo sendo o PRIMEIRO!!! O que foi mesmo que eu disse? Que a extrema esquerda nos acha os coitadinhos incapazes e a extrema direita, os vagabundos e incompetentes!!! Ou seja, pra eles somos inferiores. Então, se nossa própria raça não se convencer do contrário, não batalhar, não parar de acreditar nessa "inferioridade" que nos foi e é imposta há seculos, como vamos crescer? Com a ajuda dos governos? Só em sonho!!!! Todos eles, poderosos de direita e de esquerda, nos querem como capachos e só nós podemos mudar isso. FATO!