quinta-feira, 17 de novembro de 2016

O ASSASSINATO DE UM GUERREIRO E A INTOLERÂNCIA CONTÍNUA

É chocante e assustador o caso do pai que matou o próprio filho esta semana,  em Goiânia. 
Guilherme Silva Neto, de 20 anos, era filho único, morava com os pais, e estudava Matemática na Universidade Federal de Goiás. Também fazia parte de movimentos sociais (ou seja, era um de nós: feminista, anti-racismo, anti-homofobia, de esquerda) e do movimento estudantil. Seu pai, um engenheiro de 60 anos que sofria de depressão, era possessivo e não aceitava o posicionamento político do filho. Havia proibido o filho de participar de ocupações de escolas e universidades.  Já tinha feito ameaças a Guilherme. 
Na terça, cumpriu a ameaça. Próximo à casa onde a família morava, o pai, de carro, perseguiu e atirou em Guilherme. Foram quatro disparos. Em seguida, se matou. A mãe, uma delegada aposentada, ouviu os tiros e desceu do seu prédio para ver o que acontecia. Chegou e, desesperada, viu sua família morta. 
O pai foi enterrado sem velório. Numa entrevista sem mostrar o rosto, uma tia de Guilherme descreveu o cunhado como "psicopata". Revelou que ele se recusava a buscar tratamento para seus problemas psicológicos e que controlava demais o filho, que se tornou mais independente depois de ingressar na universidade. 
Guilherme foi enterrado como o guerreiro que foi em sua curta vida. 
A União Nacional dos Estudantes (UNE), em nota, declarou que lamenta as mortes dos dois, e que "enxerga com preocupação o fato de que a morte de Guilherme tenha envolvido uma discussão sobre as suas preferências políticas e a intolerância que isso gerou no ambiente familiar. Em um momento delicado da política brasileira e mundial, em que temos presenciado manifestações de ódio exacerbado contra os movimentos sociais, a UNE entende que é necessário reafirmarmos o diálogo e a democracia como principal saída para os diferentes pensamentos existentes na sociedade".

Essa solidariedade e tentativa de diálogo não foram vistas nos comentários de reaças, que chamaram Guilherme (a vítima; não o pai!) de problemático e perturbado, fizeram piadinhas, e lamentaram apenas a morte do engenheiro.
Um promotor e professor de Sorocaba chegou a compartilhar uma matéria sobre o caso e comentou: 
"Não precisava tanto. Era só cortar a mesada do vagabundo e chorar no banho". Com a repercussão negativa a sua opinião ridícula, deletou a postagem. Ano passado o mesmo promotor, indignado com a questão do Enem sobre Simone de Beauvoir, escreveu idiotices misóginas contra feministas. 
Esta tragédia está ligada à criminalização dos movimentos sociais. 
Quanto mais gente que é contra a democracia chamar estudantes e demais ativistas que lutam de vagabundos, bandidos, maconheiros, comunistas, viados, feminazis etc, mais se semeia o ódio. 
Devemos perguntar sempre: a quem serve esse ódio?
Grupo de estudantes da UFG faz homenagem a Guilherme

63 comentários:

Anônimo disse...

Essa gente não para nem quando um pai mata o próprio filho.

Anônimo disse...

foi uma tragedia, essa familia era desestruturada e o caso da militancia nas ocupações foi só a gota d´agua. Essa invasões lideradas por gende desonesta gritando GOUPE ja passou dos limites.

#forçatemer

Carlos Eduardo disse...

Bom, parece que tem doença mental envolvida. Ninguém no seu juízo perfeito faz uma loucura dessas.

Sobre intolerância, creio que estamos colhendo o que plantamos. Não é insultando e ridicularizando o oponente ideológico (conservadores, religiosos, etc) que vamos conseguir viver em paz (reconheço que isso serve para mim também).

titia disse...

Uma morte triste e desnecessária, como dito no texto, de um guerreiro, de alguém que pensava, que não se acomodava nos seus privilégios enquanto os outros sofriam, que tinha empatia e lutava pra fazer desse mundo um lugar melhor. Alguém que certamente fará falta, e que morreu simplesmente por ter uma opinião diferente. Parece que estamos voltando aos tempos da ditadura, não? Uma ditadura do ódio e do conservadorismo, ceifando a vida de gente que importa enquanto os vermes infectos disseminadores de ódio choram por causa do politicamente correto e desses pretos, vadias e viados que querem direitos demais, muito confortáveis do alto dos seus privilégios com as bundas mimadas coladas no sofá.

Intolerância só é ruim quando são as minorias que se recusam a tolerar abusos. Quando são homens brancos héteros e ricos sendo intolerantes aí é direito. Quando são os homens brancos héteros e ricos que não toleram, é só um pobre ignorante falando besteira, um ignorante que deve ser pegado pela mãozinha, orientado, perdoado e tratado com respeito. Quando os oprimidos decidem não tolerar os abusos e se proteger antes de se preocupar em iluminar essas mentes atrofiadas, é "colher o que plantaram". Passa década, entra década, sempre há desculpa pros opressores e culpa pros oprimidos. Impressionante como a humanidade nunca evolui além disso.

Claro, 13:49, claro, porque Temer e todos que o apoiam são muito honestos. Imagine, ele só propôs cortar saúde e educação porque senão o país vai à falência! E daí que no dia seguinte ele gastou um milhão de reais num jantar pros companheiros e suas respectivas senhoras? Temer é honestíssimo e certamente tem como prioridade cuidar do país.

E quando eu digo pra esses classes médias mamãe-quero-ser-corte que eles são uns imbecis o choro enche dez cantareiras...

Anônimo disse...

pai doido e filho mané, dá nisso. ainda que ser de esquerda aos 20 anos é aceitável, com mais de 30, é absurdo. lamentável

Mila disse...

Me deparei com esse assunto na minha timeline. A notícia está sendo espalhada como um tipo de intolerância política, mas fato é que se olhar um pouquinho para o assunto, ela é fruto de uma relação completamente desigual entre pai e filho. O posicionamento político pode ter sido uma consequência e o estopim para tamanha violência.
Mas o pior de tudo é que tem muito cidadão de bem e defensor da família justificando e até apoiando o assassinato do rapaz. Quando a gente acha que não tem como piorar, vem gente e prova como pode ficar ainda pior. É um tipo de mentalidade onde é justificável punir até com a morte filho "esquerdista", isso diz muito sobre os tempos de ignorância e barbárie pelo qual estamos passando.

Anônimo disse...

Minha pergunta sincera: o que e quem exatamente quer criminalizar movimentos sociais? fundado em qual medida?

Eu juro que vejo isso muito mais por parte da esquerda: não pode piada disso, não pode comentar aquilo, isso é tabu. Se falamos algo um pouco diferente do consenso negativo que impera em grupos esquerdistas, somos misóginos, reaças, mascus.

Enfim.

Lamento muito a morte do estudante, embora discorde da maioria dos seus posicionamentos (nunca serei contra alguém se posicionar sobre o que quer que seja).
Acho que sua opinião contou sim para a morte dele, embora pela minha experiência eu acredite muito mais que a depressão foi decisiva.

Aliás, vocês viram o caso da menina de Mato Grosso? Ela deixou uma postagem no facebook denunciando o assédio de um professor/chefe quando foi estagiar em seu escritório de adv em brasília, falando que ele era um daqueles stalkers que vigiavam toda a vida real e virtual dela. Ela se matou por não suportar mais.
Saiu em vários portais de notícia. Ela tinha depressão profunda.

Alícia

Anônimo disse...

Devemos e acabar reconhecendo que no mundo existem nos e eles, e não há espaço para nós é eles no mesmo mundo.
Não dá para pregar democracia, boa convivência e tolerância para com machistas, misóginos,crentes,h homofóbicos racistas e reacionários.

Anônimo disse...

o que dizer de uma sociedade onde se faz isso:
https://www.youtube.com/watch?v=DxCj-2g1yzc

Anônimo disse...

É triste a morte desse rapaz, agora chamar ele de Guerreiro, herói, etc. é querer forçar um pouco a barra Lola

Anônimo disse...

"Não dá para pregar democracia, boa convivência e tolerância para com machistas, misóginos,crentes, homofóbicos racistas e reacionários." 16:48

Entendo perfeitamente esse sentimento, mas quais são os critérios para se determinar se alguém é de fato reacionário, racista e/ou machista?

Para muitos, a simples discordância em relação a ideias predominantes na esquerda é o suficiente para o recebimento de tais rótulos. Para outros, o mero fato de estarmos inseridos em uma sociedade machista/racista/homofóbica já nos torna, necessariamente, reprodutores desses preconceitos em algum grau. Ou seja, a delimitação é bastante imprecisa. A comentarista Alicia fez um questionamento semelhante:

"Eu juro que vejo isso muito mais por parte da esquerda: não pode piada disso, não pode comentar aquilo, isso é tabu. Se falamos algo um pouco diferente do consenso negativo que impera em grupos esquerdistas, somos misóginos, reaças, mascus." 16:16

Por essas razões, considero que essa abordagem que você propôs seja aplicável apenas aos indivíduos que propagam gratuitamente o ódio e que deliberadamente restringem direitos alheios, sob pena de estarmos nos isolando progressivamente da sociedade.

Anônimo disse...

não entendi esse post, voce nao considera que as manifestações dos conservadores representam ameaça à democracia?

Anônimo disse...

Protestar n é coisa de vagabundo mas invadir escolas e impedir q a maioria q n quer protestar estude, é sim. E isso pq protestam pela educação. ..

Anônimo disse...

O que você sugere, Anônimo de 17 de novembro de 2016 16:48? O extermínio de quem você julga " machistas, misóginos,crentes,h homofóbicos racistas e reacionários"? É isso?

Se for, a única diferença que vejo entre você e o pai do Guilherme é que ele era doente - a depressão é uma doença séria - e você é só uma pessoa cruel mesmo.

Anônimo disse...

a) Lola sou sua fã vou ler o livro sobre o golpe em 2016.

b) Estou estarrecida com este caso claro que a polarização politica foi a gota da água de uma relação ruim aposto que este pai se achava dono do filho.

Anônimo disse...

Democracia hein?! A maioria dos estudantes e professores são contra a invasão e daí a minoria invade tudo, impede a entrada de qualquer um q seja contra a invasão democrática, atrasa a vida dos outros, tira de milhares o direito de estudar, show de democracia. ..
O cúmulo mesmo, n são donos de escola nenhuma mas acham q mandam em algo, podem dizer quem entra e quem sai.
E sobre o moleque assassinado por outro estudante na invasão, nem um pio. Estavam numa boa se drogando pela educação, até q um mata o outro.

Parabéns por tanto heroísmo...

Anônimo disse...

Lola,estou perdendo as esperanças de um futuro melhor com o nível de ódio implantado contra nós,pessoas de esquerda.É surreal. Os comentários sobre a morte do pobre garoto são de embrulhar o estômago.No dia em que vi a reportagem da morte desse rapaz tive até pesadelos.Como pode alguém morrer por lutar pelo povo,pelo bem da população???Como pode um pai matar o próprio filho????Sou estudante da UFG,apoiei as ocupações e fiquei pensando que,foi o Guilherme,mas poderiam ter sido qualquer um de nós.Mortos talvez,não pelo pai,mas por qualquer outro reaça fanático.


Lua

Anônimo disse...

Aham, querido.

Sabe, qual é o objetivo de um protesto ? Chocar, chamar a atenção - não é ?

Porque raios invadir escola para reivindicar os nossos direitos como cidadãos, estudantes e professores não seria considerado uma forma de protesto ?

Se situa, migo. Atualiza tua rede de notícias aí e pesquise sobre a(s) PEC(s) e veja os planos do governo Temer pra educação. Você acha que deveríamos apenas sair pras ruas ? Precisamos chamar a atenção para essa causa, mostrar que não estamos de acordo com as ações do governo.

Vivemos em uma sociedade democrática, meu caro. Bancos e lojas entram em greve como forma de protesto. Porque escolas também não poderiam ?

Escola é um espaço dos alunos e professores. Se quiserem se manifestar e usá-la em prol da manifestação... Bem, a escola é de quem mesmo ?

Se fizerem um voto e a maioria quiser protestar, que o protesto seja bem vindo ! Mas se a maioria não quiser, bem... Temos que respeitar o consenso geral.

Nos casos das escolas e faculdades ocupadas, a maioria era a favor das ocupações, obviamente. Claro que tem alguns q foram a favor apenas para não ter aula, mas... São minorias, acredite. Muita gente realmente está revoltada com os rumos que o país está tomando.

Se os estudantes que não quiserem participar, mas quiserem estudar... O que os impede de fazer isso em casa ? Depois seria só levar as dúvidas pro professor... Mas, claro, eles são uns pobrezinhos...

Me poupa desse discurso. Não se se tu percebeu, mas vc viu que foi graças à um discurso como o seu que o adolescente morreu né ?

Anônimo disse...

Ai, migs...

Pesquisa antes de vir falar asneiras.

Grata.

Lúcio Oliveira disse...

Grande guerreiro, querendo salvar o mundo com o dinheiro do papai.

Anônimo disse...

Não simpatizo com essas ocupações, mas me entristece saber que há pessoas tão horríveis como esse pai no mundo. Honestamente, acho que isso era menos sobre as posições políticas desse rapaz do que pelo fato de seu pai não ser mais capaz de dominá-lo. Esse homem soa como um desses maníacos por controle.

Anônimo disse...

"Se os estudantes que não quiserem participar, mas quiserem estudar... O que os impede de fazer isso em casa ? Depois seria só levar as dúvidas pro professor... Mas, claro, eles são uns pobrezinhos..."

Pois é, escola para quê, não é mesmo?

Anônimo disse...

Tudo culpa de vcs, esquerdistas.

Vcs estão f*dendo com tudo.

Anônimo disse...

Lola, vc já é senhora.

Esses seus textos parecem de jovens que querem mudar o mundo.

Nunca confie em pessoas q tem solução para salvar o mundo.

Anônimo disse...

Migo, eu não sei se você sabe, mas vivemos num mundo repleto de informações, estímulos... Tudo trazido pela Internet ! Ou seja, se o fulanito souber usar bem os eequipamentos, ele pode ter vários meios para estudar sozinho ! Vídeos on-line, explicação de exercícios, dicas de estudo... Tudo se encontra por aqui.

Não disse que a escola deve ser banida, disse ? Mas com todas as ferramentas na mão, o tal aluninho não sabe se virar por alguns dias ?! Precisa da orientação da professora o tempo todo ? Anh... Acho que não, obg.

Somos seres pensantes, podemos muito bem nos virar sozinho alguns dias. Como vocês querem que nós façamos faculdade longe dos pais, se dependemos o tempo todo de ajuda dos outros ? Me poupa, vai.

Aliás, acho que você nem sabe a realidade do ensino brasileiro, está pouco se lixando pra educação, só não admite que os estudantes possam se manifestar a respeito de algo... Quer um conselho de quinta série (talvez assim tu entenda com mais clareza) ? Chora mais.

Robson "Otto" Aguiar disse...

GUERREIRO É O CARALHO SUA VAGABUNDA ARROMBADA.

ELE É UMA VITIMA.

VITIMA....

VITIMA DE GENTE VELHA ESCROTA IGUAL VC QUE ADORA LOBOTOMIZAR ESSES JOVENS NAS UNIVERSIDADES,ESCOLAS E COLÉGIOS.

VC MATOU ESSE JOVEM.

ALÉM DE TUDO,USA A MORTE DELE PRA FAZER SENSACIONALISMO BARATO NA INTERNET.

NA BOA ESCROTA ARONOVICH......VAI SE FODER!!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Aham, culpa nossa. Cara, vê se cresce. Tu sabe ler ? (Escrever já sabe. Até aprendeu a "abreviar" palavrões !) Ou melhor, a interpretar ?

Sabe ? Ahhh, duvido ! Vamos apostar ? Leia o texto da Lola acima e veja se realmente somos nós que estamos "fucking all".

Anônimo disse...

Nossa "esquerda" é de direita queridinho, mente e rouba. De quem é a culpa agr ?

lola aronovich disse...

Alguma advogada no Mato Grosso? Eu queria muito processar esse mascu asqueroso chamado Robson Otto Aguiar. Ele já foi processado por uma deputada estadual e perdeu. Foi condenado a um mês de cadeia e terá que pagar uma bela indenização. Se alguma advogada feminista quiser, podemos fazer um acordo. Ela fica com metade da indenização quando a gente ganhar o processo (porque não tem como perder. Esse demente fica me mandando emails, comentários no blog, faz vídeos e textos me caluniando, faz ameaças também). É processo ganho garantido! Infelizmente, o problema é receber, porque mascu geralmente não tem emprego nem dinheiro. Mas se houver alguma interessada me mande um email, por favor. Estou falando sério. Quero processar esse nojento.

Anônimo disse...

"ainda que ser de esquerda aos 20 anos é aceitável, com mais de 30, é absurdo."

hahaha

muito verdade.

Mas 30 ainda é aceitável pq os "JOVENXS" estão adiando cada vez mais a vida.
Fazem 80% do curso, trancam e vão fazer outro curso.

Vagabundagem disfarçada de incertezas, ainda mais com essas greves.
Fazem greve pra poder adiar mais a vida e ter desculpa pros pais.

Se dizem tão bem resolvidos com a vida mas é tudo uma mentira.

Anônimo disse...

Sabe o que é isso?
Falta de pênis.
Se tivesse sido bem comido não estaria dando chilique na internet.
Vai arrumar um macho pra te acalmar.
Pênis não é a solução para todos os problemas?
Pois bem, o senhor está precisando de um urgentemente.
Caia de boca em um e seja feliz. :)

Anônimo disse...

Guerreiro do povo brasileiro sim, Anonimo das 17.36.
Como o Zé, o Lula, O Delcidio, o Vacari e tantos outros companheiros, ilustres ou desconhecidos, injustamente acusados, presos, vilipendiados, por uma mídia golpista, serviçal dos interesses ianques, que encontrou eco nos fascistas de plantão em terrae brasilis.

Anônimo disse...

Dá pra tirar o diploma estudando em casa? Kkkkkkkk. Até quando vai durar a invasão? E se o pec for aprovado, ainda vão protestar? Vão ficar lá até q retirem o pec?
No Paraná tem mais de 200 mil alunos sem aula, vi q em minas, numa faculdade de 8 mil alunos só 300 invadiram tudo.
A maioria é contra, mas continuem fingindo q é o contrário e q estão seguindo a lei.

titia disse...

A 22:25 está certa caros reclamões "pelo direito dos alunos estudarem". Eu estudo numa faculdade que foi ocupada, continuo fazendo os meus trabalhos, indo atrás do professor pra tirar dúvidas, visitando os lugares que meus professores me mandaram visitar, fazendo relatórios, etc. A minha turma toda está fazendo os trabalhos passados pelos professores e quando a greve acabar é só entregar e pronto. Sabe, quem quer estudar tá estudando. Os vagabundos estão sentados em casa na frente do computador reclamando dos esquerdistas enquanto não fazem uma redação.

Robson, meu amor, faz tempo que mascu com fogo no rabo não assusta ninguém. Desista de tentar ser levado a sério aqui e vá procurar alguém pra te ajudar a acabar com o incêndio no rabiscof.

titia disse...

23:37 você e seu amigo chorão já são dois burros velhos com barba na cara mas ainda agem como criancinhas que se jogam no chão e esperneiam porque a mãe se recusou a comprar um brinquedo quando as pessoas não concordam com vocês... sério mesmo, caras, vocês não tem a menor vergonha? Fazer birra e chorar aos cinco, seis anos até que é aceitável, mas ser birrento depois dos 10 é ridículo, absurdo, asqueroso e vergonhoso.

Rafael Cherem disse...

O assassino sofria de problemas mentais, tinham arma em casa, portanto, o destino do coitado do Guilherme estava traçado, poderia ser por qualquer coisa, foi por politica infelizmente.

Anônimo disse...

a direita politica é a coisa mais nojenta e falsa q existe nesse mundo, pagam de "cristãos", mas celebram um tragédia familiar na primeira oportunidade, aliás, nem sei pq liguei "cristãos" com algum tipo de incoerência, pq na vdd, o cristianismo tb é bem isso, puro ódio

Anônimo disse...

"17 DE NOVEMBRO DE 2016 16:16
Anônimo disse...
Devemos e acabar reconhecendo que no mundo existem nos e eles, e não há espaço para nós é eles no mesmo mundo.
Não dá para pregar democracia, boa convivência e tolerância para com machistas, misóginos,crentes,h homofóbicos racistas e reacionários."

então fica dificil viver nesse mundo.pois, os "nos e eles" estão misturados na sociedade e acredito que ninguem quer pregar segracionismo como voce deseja.O fanatismo religioso,politico,moral,whatever é perigoso.mas, o fanatismo ideologico também é muito perigoso.cuidado!

Anônimo disse...

Migs, óbvio que não dá pra tirar o diploma estudando só em casa nesse caso... Mas alguns dias ?! Me poupa, vai.

(Aliás, tem como estudar em casa e tirar diploma sim, gênio. Cursos a distância servem para o que mesmo ?)

Os professores juraram que após as manidestações eles irão repor as aulas perdidas - já que eles são pagos para isso (eles não terão férias, tanto os professores quanto os alunos). É só pesquisar direitinho.

Até quando vai durar a invasão ? Simples, até alguma atitude ser tomada. Se querem tanto que a ocupação acabe, sejam espertos e façam alguma coisa.

Embora eu gostaria que os estudantes ficassem até retirarmos a PEC, nós temos um prazo combinado com os diretores (cada escola ocupada teve um prazo).

Se o PEC for aprovado, ainda nos mmanifestaremos, claro ! Não vamos mais ocupar escolas
(embora esse método tenha sido extremamente eficaz em chocar o povo, né não ?) - existem outras maneiras de se manifestar, como você provavelmente deve saber. E acredite, sempre podemos inovar nas maneiras de protestos. Ouvi dizer que os jovens, o futuro desse país, são muito criativos.

Deixa eu te contar, maninh... Mais de mil instituições de ensino estão sem aulas. Eu sei, tu vai ter um infarto. Mas calma, os manifestantes têm só duas reivindicações. Eles são contra a PEC que estabelece um teto para os gastos públicos e contra a reforma do ensino médio. Então os ouça que as escolinhas irão voltar, para a alegria das falsianes, como tu.

Estamos ocupando porque acreditamos que ocupando a gente chama atenção. Gente como você nos deixa muito feliz, significa que estamos tendo atenção.

Eu ainda tenho fé que a educação vai melhorar, que o país vai para a frente. A gente está fazendo isso para mostrar a nossa força, mostrar que a gente ainda está lutando, que a gente não deixou a esperança morrer. E, no fim das contas, o que serão alguns dias sem aula perto de uma educação muito melhor no futuro ?

Não é para matar aula, e também não é só para o bem próprio. De certa forma, é um legado que podemos deixar para os alunos do futuro.

Tenho fé que o esforço terá saldo positivo. Afinal, não é sempre que jovens de 15 anos enfrentam pais, alunos e professores favoráveis ao retorno da normalidade das atividades para disputar a autonomia de seu próprio processo de formação.

São poucos, de acordo com você. Só lamento, você mal pesquisou. Acha mesmo que poucos que estão contra o governinho que quer privatizar o ensino ?

Anônimo disse...

Aliás, estamos sim obedecendo a Lei. Na CF fala o seguinte: "Art. 205. A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho".

Estamos protestando contra uma medida que vai CONTRA esse artigo. Logo, estamos obedecendo a Lei.

Sabe migs, é muito comum que olhemos para a escola apenas como um espaço, mas ela é mais que um espaço.

Infelizmente muitos de nós brasileiros e, eu me incluo entre eles, vivemos essa realidade quando estudantes.

Se a escola servir apenas como um fábrica de trabalhadores ela cumprirá o seu papel de forma incompleta, pois a própria CF diz que uma das finalidade da educação, e olha que não se resume ao espaço escolar, trata da educação, é o preparo do indivídio para o exercício da cidadania.

Sabe, hoje aprende-se a pensar. E esse um pensar gera uma visão política que nos permite participar mais ativamente da vida da nação. Hoje, acredito que temos a consciência que desde a escola já somos alguém ma vida, pois a vida não começa só quando entramos para o mercado de trabalho.

A vida é tudo isso. Abçs.

Anônimo disse...

20:37 que preguiça de pesquisar. Os garotos envolvidos no fato não estavam na ocupação, o próprio delegado afastou a hipótese.

O que estamos falando de intolerância aos intolerantes é sobre a forma como as pessoas se sentem à vontade de cometer crimes evocando a "liberdade de expressão", neonazis atacando páginas de esquerda, mascu perseguindo feminista, fakes racistas com o intuito de xingar negros... e toda a impunidade ao redor disso. E os que se dizem de direita achando que têm licença de ofender as pessoas por "ser contra o politicamente correto" (que nada mais quer dizer o respeito pelas outras independente da opinião). Mas isso a direita não se questiona. Aí abre margem à intolerância do outro lado também.

Anônimo disse...

Recentemente vi um articulista afirmar que não estamos vivendo uma onda conservadora. Na verdade às vezes vivemos ondas progressistas. Confesso que estava tão imersa nos debates e até do desenvolvimento da minha própria visão de mundo que até achei que o mundo fosse um tanto progressista sim.
Mas estamos assistindo que não. Estamos vendo pautas progressistas arrefecer e evidente que esse espaço vai ser ocupado pelo padrão cultural, social e político que temos. Apoiado e manipulado pela economia. Que é essencialmente conservador.
Claro que é muito abstrato falar em conservadorismo. Provavelmente vou falhar em definições mas deixo uma contribuição: O conservadorismo hoje propaga perda de direitos conquistados e negociados em nome de uma visão de mundo em que direitos são produtos. Por exemplo, água está virando produto. Não vai ter pra todo mundo. o "justo" vai ser de quem comprar? Uma menina de 12 anos pode ter relativizada sua liberdade a ponto de ao final acharmos novamente lícito que os pais aceitem um dote para que a fllha seja dada em casamento? Vamos achar lícito populações morrerem a própria sorte por que não tem como pagar por sua segurança? por sua saúde e educação?
Várias coisas dessas continuam a ocorrer mas ao menos tínhamos um debate e um esforço para mudar essa visão cultural que sim, vou chamar de conservadora e de direita. E que contribui para diversas injustiças sociais sim e genocídio de pretos e pobres.
Não: esquerda e progressismo não são o bálsamo do bem e da liberdade. Mas é um movimento que ao menos questiona e gostaria que não voltássemos à barbárie. Como um movimento em progresso, não é perfeito e precisa ser trabalhado muito para sua evolução.
Estamos chegando a estes níveis, que para pessoas progressistas é como chegar ao volume morto de várias negociações conquistadas por muitos anos. Por séculos. Ando vendo muita gente de bom nível sócio econômico achando super válido e atual o código de hamurabi.
Como muitos não sei o que fazer. Mas tudo isso só reforça que ainda assim, para quem ainda acredita que a coletividade é que pode mediar e tornar nossa convivência tolerável. Ainda que sejam uns poucos reunidos para agir politica e socialmente. Só me vejo me aproximando mais para contribuir efetivamente em ações sociais. Como já falado, não temos opção senão suportar essa onda e seguir em frente dentro do que for possível para manutenção dos direitos das pessoas. Direitos humanos.

Anônimo disse...

O problema é que não se trata de um movimento grevista, pois "estudante" não é categoria profissional. Os alunos são, isto sim, usufrutuários de um serviço público que estão boicotando. Daí o caráter abusivo desse movimento de ocupações, que está impedindo o funcionamento de um serviço público essencial, o qual, em virtude da própria essencialidade,deveria permanecer operante a despeito das turbulências políticas que o país atravessa (não é isso mesmo que se espera de um serviço público dessa natureza?). Imagine que, para protestar contra a redução de investimentos na infraestrutura dos sistemas de abastecimento de água, um grupo de usuários invadisse alguns reservatórios e interrompesse a distribuição de água em algumas regiões. Dificilmente isso seria considerado legítimo, ainda que a causa defendida por esses hipotéticos manifestantes pudesse ser justa.

Me parece que, por haver diferentes graus de importância na continuidade dos diferentes serviços públicos ditos "essenciais", alguns reputam legítima a interrupção dos "menos importantes" para fins políticos. Não sei até que ponto eu posso concordar com essa linha de raciocínio, e acho, em certa medida, temerário que se legitime boicotes dessa natureza. Hoje, são estudantes interrompendo o funcionamento de Universidades por causas que temos como justas. Mas, se aceitarmos que movimentos sociais podem interromper serviços publicos essenciais para reivindicar suas pautas, temos de manter em vista a possibilidade de, um dia, outros serviços serem interrompidos por outros movimentos e para finalidades diversas (inclusive aquelas que consideramos injustas). Não seria essa uma direção perigosa a se seguir?

Anônimo disse...

"Tudo culpa de vcs, esquerdistas.

Vcs estão f*dendo com tudo."

Sim. Pode colocar isso no processo. Já posso até imaginar nos autos a descrição dos esquerdistas puxando o gatilho... Quem é o representante legal dessa pessoa chamada Esquerda?

Anônimo disse...

O pai devia pensar exatamente como você.

titia disse...

11:07 tem uma diferença fundamental na sua comparação colega. Aulas podem ser repostas a qualquer momento, e ninguém morre se não tiver algumas aulas. Ninguém VIVE sem água. Se as pessoas precisassem de aulas pra viver ninguém teria feito paralização, mas como não precisam e elas podem ser repostas depois, então dá-se um jeito de repor e pronto. Sem água nenhuma criatura desse planeta vive.

Anônimo disse...

Nossa, tem mais trolls aqui do que comentaristas de verdade. Isso aqui está parecendo o g1 pra pior.

Anônimo disse...

Anônimo das 11:07: Parabéns, um dos mais
lúcidos comentários que já li sobre a questão até hoje.

Anônimo disse...

"Precisamos odiar. O ódio é a base do comunismo. As crianças devem ser ensinadas a odiar seus pais"

Lênin.

Anônimo disse...

Pois é, a esquerda/"socialismo" já teve ditadores e reaças, que surpresa...

Mas tu já leu frases de gente de direita/"capitalista" ? Garanto que algumas fazem o Lênin um anjo super bondoso.

Anônimo disse...

Olha o nível do raciocínio cartesiano da "titia".
E ela se gaba de estar cursando uma Uniesquina da vida.
Por aí se vê o futuro do Brasil.
"Titia", então se o anônimo comparasse as invasões das escolas com a invasão a subestações de eletricidade ou centrais de telefonia/internet (em vez de comapanhia de água), estaria ok? Afinal, podemos viver sem telefone, internet, eletricidade, etc..
Vivian

donadio disse...

"Grande guerreiro, querendo salvar o mundo com o dinheiro do papai."

Garanto que o papai declarava o rapaz como dependente, para fins de imposto de renda.

donadio disse...

"Nunca confie em pessoas q tem solução para salvar o mundo."

Bem melhores são as pessoas que querem arrebentar de vez com o mundo, não é mesmo?

donadio disse...

Para o pessoal que é contra as ocupações...

Tem uma maneira muito fácil e indolor de acabar com as ocupações. É só rejeitar a PEC 55.

Então, você que é contra as ocupações, que não suporta mais as ocupações, que odeia as ocupações (pra que tudo isso, se afinal você não é nem estudante nem professor? ... mas enfim) você que realmente quer que as ocupações acabem... ESCREVA AO SEU DEPUTADO/SENADOR predileto e peça para VOTAR CONTRA A FAMIGERADA PEC 55 pra que as ocupações acabem logo.

donadio disse...

"Precisamos odiar. O ódio é a base do comunismo. As crianças devem ser ensinadas a odiar seus pais"

Lênin.


E onde foi que o Lênin disse ou escreveu isso, jênio?

É bem a cara da reaçada brasileira. Inventam frases, atribuem a Lênin, Marx, Jesus Cristo, o dono da padaria da esquina, e acham que isso é argumento.

Cresce, cara.

Anônimo disse...

Tem uma maneira muito fácil e indolor de acabar com as ocupações. É só rejeitar a PEC 55


Não cachorrinho da Lola, o governo não vai ceder as demandas de líderes esquerdistas que usam crianças alienadas como escudo humano para seus propósitos sombrios.

Anônimo disse...

Isso, 12:14!! Apoie o golpe! Vamos lá!!!
Depois não reclame, ok??

Bando de classe média branca do tipo mamãe quero ser corte. Vai ser prejudicados e não admitem, mesmo que se fodam no futuro!!!!

titia disse...

22:24 eu estudo numa federal. Para a qual fiz vestibular sem estudar, sem cursinho, sem revisão organizada, apenas com o que eu lembrava do ensino médio depois de 5 anos sem pegar um livro didático ou pisar numa escola e uma ajudinha do dr. Google pra lembrar algumas fórmulas matemáticas, físicas e químicas que eu esqueci porque, afinal, não serviam pra nada na minha vida prática mesmo. E você, já terminou o jardim de infância?

Anônimo disse...

Da-lhe titia!!! É assim que se chuta o mascu!!!!

titia disse...

Obrigada, 15:44. :)

donadio disse...

"Não cachorrinho da Lola, o governo não vai ceder as demandas de líderes esquerdistas que usam crianças alienadas como escudo humano para seus propósitos sombrios."

Ah, aqui temos um daqueles que ainda mês passado dizia não ter corrupto de estimação, mostrando a que veio e apoiando o seu corrupto de estimação...

É, eu sei, filhote: o problema não são as ocupações. O problema é aprovar a PEC 55, as ocupações são só encheção de linguiça. Vocês não estão preocupados com as ocupações, vocês querem é ferrar a maioria da população, e para isso, evidentemente, precisam desse governicho de corruptos e farsantes. É com esse governo que vocês pretendem acabar com a LDB, a CLT, a 8.666 e a Constituição Federal.

A má notícia é que você está do lado errado da trincheira, cara. Tudo isso foi pensado para ferrar com você, idiota.

Anônimo disse...

Donadio, eu possuo um imóvel quitado de 2 quartos, no valor de 140 mil reais, o que me enquadra como classe média alta, quase classe alta. Não preciso nem de longe de esmolas do governo. Você quer que eu seja contra essa PEC que vai controlar os gastos desenfreados do governo?

É claro que sou a favor da pec e contra a vagabundagem nas escolas. Façam como eu, trabalhem que vocês chegam lá!!!

donadio disse...

Miguim, eu tenho um imóvel quitado de três quartos, no valor aproximado de um milhão de reais. Isso é ser classe média alta. 140 mil reais é classe média baixa. 140 mil reais com dois quartos é imóvel situado em área de classe média baixa - três mil reais por metro quadrado.

Pra chegar onde você chegou eu preciso começar a destruir meu patrimônio, não de trabalhar.