sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

PELOS DIREITOS HUMANOS, SEMPRE

Amanhã é o Dia Internacional dos Direitos Humanos. Para marcar a data (instituída em 1950 pela ONU), haverá um importante evento, um Ato Inter-religioso na Catedral da Sé, em SP, às 10:00 h. A organização é da Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo. Em conjunto com várias entidades na área de Direitos Humanos:
- Contra o genocídio da juventude negra, pobre, indígena, periférica e lideranças de movimentos sociais.
- Contra a intolerância de raça, gênero e minorias em geral.
- Em defesa da mulher, dos refugiados e pessoas em situação de rua, entre outros.
- Contra a intolerância e as perseguições por crenças e a prática da fé.
- Contra a criminalização e truculência na repressão aos estudantes, movimentos sociais, às torcidas organizadas e às concentrações e manifestações pacíficas.
Presentes lideranças religiosas de Matrizes Africanas, Muçulmanas, Judaicas, Evangélicas, Católica, Indígenas, além de militantes laicos engajados na defesa dos direitos humanos. 
JUSTIFICATIVAS. A MOBILIZAÇÃO: O encontro converte-se em gesto que ocorre num contexto especial: abraçar a DEMOCRACIA e condenar todo tipo de violências, perseguições, intolerâncias e xenofobias presentes em acelerado processo de avanço em nosso País.
Terminada a concelebração do ATO INTER-RELIGIOSO (que transcorrerá das 10h às 11h na catedral), grupos farão breves pronunciamentos na escadaria e seguirão em marcha silenciosa liderada pelas MÃES de MAIO até o Pátio do Colégio, espaço para a concentração e manifestação pública, com apresentação de músicas típicas.
OS EXEMPLOS. A IMPUNIDADE:
. A Anistia Internacional considera grave o aumento dos casos dos homicídios praticados por policiais nos últimos três anos nas duas principais metrópoles brasileiras: São Paulo e Rio de Janeiro.
. Em torno de 85% desses casos permanecem impunes (sem esclarecimentos), o que para a Anistia corresponde à grave violação dos DIREITOS HUMANOS.
. A repressão e as mortes concentram-se entre as populações das áreas pobres da cidade e região metropolitana.
. Jovens negros são as principais vítimas, na proporção de 3 para cada pessoa de cor branca que perde a vida de maneira análoga. A situação significa delituosa e afrontosa atitudes do Estado às liberdades civis e garantias fundamentais consagrados na nossa própria Constituição Federal.
. Também tem recrudescida a criminalização dos movimentos sociais, a truculência contra os estudantes, em incidências que se aproximam à realidade do período da ditadura civil-militar pós-1964.
O PROPÓSITO. OBJETIVOS: A mobilização tem por motivação demonstrar UNIDADE de resistência em torno das SALVAGUARDAS constitucionais dos DIREITOS HUMANOS, conforme prescreve o Artigo 5.o do Capítulo I ('Dos Direitos e Deveres individuais e coletivos') do Título II (''Dos direitos e garantias fundamentais') da Constituição da República Federativa do Brasil, promulgada em 1988.
A DECLARAÇÃO DA ONU. OS PONTOS CAPITAIS:
Artigo 1.o: "Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em DIREITOS".
Artigo 2.o: todos podem invocar os DIREITOS e às liberdades, sem distinção alguma, nomeadamente de raça, cor, sexo, língua, religião opinião...".
Artigo 5.o: "Ninguém será submetido a tortura bem como a penas ou tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes".
Artigo 18: "Toda pessoa tem direito à liberdade de pensamento, de consciência e de religião; este direito implica a liberdade de mudar de religião ou de convicção, assim como a liberdade de manifestar a religião ou convicção, sozinho ou em comum, tanto em público como em privado, pelo ensino, pela prática, pelo culto e pelos ritos".

43 comentários:

Anônimo disse...

"- Contra a intolerância de raça, gênero e minorias em geral."

Qual o medo da igreja católica em incluir sexualidade?

É contra a intolerância de raça, gênero e de orientação sexual TAMBÉM, pfvr, não nos invisibilize

Anônimo disse...

Direitos humanos para homens brancos héteros?

Anônimo disse...

"O diabo veste farda"
E os anjos? Portam fuzis na entrada dos morros?

Anônimo disse...

-este direito implica a liberdade de mudar de religião ou de convicção, assim como a liberdade de manifestar a religião ou convicção, sozinho ou em comum, tanto em público como em privado, pelo ensino, pela prática, pelo culto e pelos ritos"

Pede para a ONU ir falar isso na Arabia Saudita, ou no Irã....

Anônimo disse...

O cidadao comum se lixa pra isso.
O cidadao comum quer EMPREGO.

Vcs tem tempo pra "posar"
O cidadao nao.

Em tempos de CRISE, a sociedade fica mais CONSERVADORA.

Por isso Trump, Crivella, Macri, e muitos outros que se elegeram e que se elegerão.

lola aronovich disse...

Anon que deixou comentário RACISTA não aprovado, dizendo que negros cometem mais crimes (e, como prova, vc fala pra gente observar a população carcerária) porque são negros, olha, sinceramente, a menos que vc seja um neonazi, vc tem a escolha de não passar a sua vida sendo ignorante e racista. Recomendo que vc leia bastante. Comece assistindo A 13a Emenda. Talvez abra um pouquinho sua cabeça.

Anônimo disse...

19:53

mas são os câncervadores e o direitistas quem provocam essas crises

sai dessa sua bolha, mané

Anônimo disse...

Lola: fatos são fatos. Racista é quem tem preconceito, ex. todo preto é ladrão. Agora, no quesito população carcerária e Datena, são fatos minha querida, fatos. Você está sempre com os bandidos, seja literalmente como agora, ou politicamente como, agora.

Anônimo disse...

Os seres humanos abortados com apoio da ONU e dos 'direitos humanos' mandou um beijo pra hipocrisia de vocês.

César Andrade disse...

O cidadão que não tem medo de ter seu celular confundido com uma arma só por ser negro, ou que não tem medo de apanhar se sair de mãos dadas com o namorado, que não tem medo de andar na rua à noite ou mesmo de seu chefe ou de seu cônjuge, esse cidadão tranquilo está procurando só emprego.

Pessoas negras, mulheres, LGBT+, além de quererem emprego, querem viver em paz.

E mesmo ao tentarem arranjar emprego, sentirão na pele a intolerância e o ódio, que diminuem imensamente suas chances de adquirir poder aquisitivo e posições mais seguras na sociedade.

Querer só emprego é tão pouco. Conservadorismo é coisa de gente que só precisa do emprego, e não tem medo de viver como bem quer.

Anônimo disse...

Religião é a praga da Humanidade, afs.

Thaís disse...

Olá, Lola! Muito obrigada! Esta notícia fez meu dia mais feliz! Você é muito mara! :))

Anônimo disse...

Esse negócio de direitos humanos me lembra cada vez
menos vagamente a pergunta do Garrincha antes do jogo
com os russos: 'Tá legal, sr. Feola, mas o senhor já
combinou isso tudo com os russos?'
No caso dos direitos humanos, a ONU já combinou com
a humanidade isso tudo que está na Declaração dos
Direitos Humanos?

Quando eu estudei Direito, eu aprendi que a cada
direito corresponde uma OBRIGAÇÃO.

Pois é... Por que eu daria direitos assim porque a
ONU falou se da constituição brasileira consta que
ninguém pode ser OBRIGADO A FAZER OU DEIXAR DE FAZER
ALGO, a não ser em virtude de LEI? Não temos a lei
do racismo (que não é exatamente ser intolerante às
diversas raças e etnias), por exemplo? Não somos obrigados
a NÃO FAZER o que está tipificado como crime de racismo?

a Declaração dos Direitos é uma LEI erga omnes? Capaz.

E assim que seguimos na ignorância e na falta de respeito
pelo próximo, tão fácil de corrigir com a máxima de Jesus:
'Não façais ao próximo aquilo que não querem que vos façam'
que devia constar da Constituição e de lei ordinária.

Anônimo disse...

Hahaha. Esse ai nem sabe onde vive.

Quem tava no poder?? Conservas e direitas.

Acorda

Anônimo disse...

Esses velhos bilionários que financiam essas ongs de direitos humanos, racismo, etc vão morrer. Os filhos deles podem não se importar com isso e só curtir a vida gastando a fortuna herdada, ou terem valores mais nobres. O mundo vai mudar e essas coisas vão sumir. Graças a Deus. E aceitem kkk

Anônimo disse...

É incoerente vc fazer um post defendendo Fidel Castro e outro defendendo os direitos humanos

Rodrigo Moraes disse...

No Brasil em torno de 180 pessoas são assassinadas por dia, desses 9 são mortas por policiais, dessas 9 a maioria morre dentro das excludentes do código penal, como legítima defesa e exercício do dever legal.
Então antes do mimimi de genocídio, saibam que a bandidagem mata muito mais bandidos que a Polícia.
A esquerda gosta de criar fatos para dizer que vivemos em uma sociedade opressora, a última moda é o genocídio e jovens e negros, quando muitos desses são executados por traficantes.

Anônimo disse...

A Esquerda, os Direitos humanos e o ECA são a parte podre da sociedade. Sem eles viveríamos muito bem. Mas com eles nossa vida é essa guerra eterna entre os humanos x os bandidos. Parabéns por fazer do belo mundo uma latrina, esquerda!

Anônimo disse...

Direitos humanos, a esquerda e o ECA são a praga da atualidade.

Anônimo disse...

Devemos separar os crimes pois muitas vezes jovens negros e pobres estão presos por crimes leves como pequenos furtos.

b) Devemos desenvolver uma politica social que ampare as crisnças e os adolescentes.

c) As denúncias de corrupção existe em todos os partidos não exclusivo da esquerda.

Anônimo disse...

a) Lola sou sua fã gostei do texto sobre os direitos humanos.

b) Sinceramente eu não vejo a esquerda ser contra a policia vejo reclamar da violência excessiva da policia que atira primeiro e petgunta depois.


b) A esquerda apenas reconhece que machismo racismo e homofobia são marcas da nossa sociedade reconhecer este fato não instiga nenhuma guerra somente reconhece que temos problemas.

Anônimo disse...

Na moral, a ONU "pita" alguma coisa no mundo?

Anônimo disse...

A hipocrisia é sua ! Um monte de célula sem cérebro tem mais importância que a vida de uma mulher já nascida ?!?

Anônimo disse...

"Esses velhos bilionários que financiam" KKKKKKK ! Ai, santa ignorância... Você já pesquisou bastante pra ver quais famosos financiam instituições de caridade ? Não, né ? Pois é... Digamos que você vai morrer antes "dessas coisas" sumirem. Aceite kkkkk !

Anônimo disse...

Infelizmente... Não. Eles não fazem praticamente nada. A ONU tem a faca e o queijo na mão, mas... Se deixa manipular por interesses econômicos. Pois é, corrupção até nos Direitos Humanos... Em que ponto o mundo chegou ?

Anônimo disse...

Exatamente ! Lacrou miga !

Anônimo disse...

"a ONU tem a faca e o queijo na mão". Comentário de quem não tem a mais anêmica noção de como funciona a ONU...

Marcos Sousa disse...

E os policiais que são pais e mães de família, que saem ao trabalho e não sabem se vão voltar vivos - isso tupo por um salário/lixo, e uma nota pequena em algum lugar obtuso no Facebook? E se um policial (homem ou mulher) morrer num tiroteio contra os bandidos das comunidades? A senhorita, Dona Lola, irá falar pessoalmente para a mãe desse(a) policial e dizer: "Se contente, ele(a) era 'só' um(a) policial, não faz parte das 'pessoas boas e de respeito', assim como os são, os bandidos das comunidades!"? Claro que não; uma pessoa que estuda o ano inteiro, sobre livros e pesquisas na internet, além de trabalhos físicos nas academias e visitas a psiquiatras e psicólogos, pra fazer um concurso público, para ser classificado e chamado como "o novo Policial Militar", pra ganhar 3 salários mínimos, correr risco de morte, afagar seu filho pequeno e seus pais idosos, os prometendo que vai voltar vivo, são e salvo, para quê? Ser chamado de bandido? Parabéns, senhorita Lola, por mais uma vez ser oportunista e ficar do lado de quem não tem pena dos pais e mães de família, que estudaram (e muito!) para estarem onde estão.

Marcos Sousa disse...

http://www.jaenoticia.com.br/noticia/36113/Mulheres-sao-humilhadas-e-tem-cabelos-raspados-por-traficantes-durante-%E2%80%98interrogatorio%E2%80%99 Quem fez isso não foram policiais; foram traficantes. Sem mais...

Anônimo disse...

Lola, acho seus argumentos as vezes muito fraco, e acho que é PROPOSITALMENTE, por que são argumentos que VENDEM mais fácil.

Anônimo disse...

Ah, então já que você é contra os Direitos Humanos, porque você não experimenta ficar sem eles ?

Tu não terá direito à vida. Qualquer um vai poder te matar e não ser punido por isso, já que a "vida" não era um direito seu.

Você não terá liberdade de expressão. Ou seja, falar o que pensa, como acabou de fazer, você não vai poder fazer mais !

Tu não terá direito ao trabalho. Se tu ficar desempregado, o Governo nada fará para te ajudar, já que trabalho não será um direito de todos.

Tu não terá direito à saúde. Ou seja, você que se vire para pagar médico, remédios... E olha, prum governo de direita, vai ser tudo privatizado e de difícil acesso !

Tu não terá direito à crença. Ou seja... Não poderá acreditar no que quiser ! Será obrigado a acreditar em algo, ou será morto.

E isso é só a retirada de alguns dos Direitos Humanos ! Tem muitos outros, eu poderia te dar diversos exemplos... Mas eu acho que só com esses já deu pra você imaginar a "maravilha" que sua existência seria, né ?

Anônimo disse...

Se você acha os argumentos dela tão fracos assim, porque você vem desesperadamente aqui e se dá ao trabalho de ler os posts dela ? Você não tem nada melhor para fazer ? Porque você fica os criticando quando sua escrita não é nada legal ? (Eu já vi vários erros de português na sua mensagem, senhor dos argumentos fortíssimos).

Anônimo disse...

Olha só: ninguém é a favor de bandido. Ninguém mesmo. Muito menos os direitos humanos. Ninguém quer que assalto, assassinato, furto e outros crimes sejam perdoados ou descriminalizados.

Você é que entendeu errado.

Por que alguém, em sã consciência, seria a favor de assaltos, homícidios, latrocínios e furtos? Você não deveria sair gritando palavras de ódio sem entender o argumento do qual discorda — a não ser que você se aceite como ignorante, isto é, que ignora parte dos fatos para manter-se na inércia do conforto.

Ninguém quer que criminosos não sejam punidos. Eles devem pagar suas penas conforme previsto em lei. O único problema é que a pessoa só vai presa depois de cometer o crime, isto é, depois que alguém já foi lesado. Não seria muito melhor se ao invés de precisar prender as pessoas depois do crime consumado, houvesse menos bandidos? Não seria melhor se os criminosos, após cumprirem suas penas, se reintegrassem a sociedade como parte da massa trabalhadora?

Ah, não dá? Dá sim. Na Suécia dá, por que aqui não daria? Vamos supor que você responda, de maneira óbvia, que é por causa da “cultura brasileira”. Eu devo concordar que, realmente, a cultura é diferente: aqui muita gente acredita que pena de morte resolve o problema enquanto lá eles fazem uso da reabilitação.

Deve ser por isso que aqui se constroem presídios e lá se fecham presídios...

Anônimo disse...

E outra, meu querido: O artigo 3 da Declaração Universal dos Direitos Humanos diz que:

“Toda pessoa tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal.”

O trecho “Toda pessoa (…)” do artigo 3 inclui você.

Ninguém quer que você seja vítima de um crime. Todas as leis do código penal são pensadas para tentar lhe garantir este e outros direitos comuns a todos os seres humanos. Ninguém quer que os bandidos sejam especiais: o que o “povinho dos Direitos Humanos” quer é que a sociedade não crie mais marginais e que a quantidade dos existentes diminua. E é aí que está: infringindo os direitos humanos, você não alcança este objetivo.

O trecho “Toda pessoa (…)” do artigo 3 também inclui o marginal.

É confuso que o cidadão que clama tanto por justiça, que a lei seja cumprida, fique ávido para descumpri-la: tortura, homicídio e ameaça são crimes, mesmo que sejam contra um condenado. Então, não, bandido não tem que morrer, porque isso te tornaria tão marginal quanto.

Se você quer uma sociedade com menos criminosos, conforme discutido no começo deste texto, entenda o papel dos Direitos Humanos. O artigo 5 diz:

“Ninguém será submetido à tortura, nem a tratamento ou castigo cruel, desumano ou degradante.”

Ninguém lhe nega o direito a sentir dor, raiva e/ou tristeza após ter sido vítima de um crime. A culpa não é sua e isto nunca foi dito. Só quem é vítima sabe da própria dor. Mas o fato é que o olho por olho não te trará paz, não trará um ente querido de volta, não removerá seus traumas. O dente por dente só te levará para mais perto de uma sociedade violenta, onde o crime se perpetua e você pode ser vítima mais uma vez. Ninguém quer que você seja vítima outra vez.

A punição deve ser aplicada, sim. E com certeza será ainda melhor quando este indivíduo estiver apto a se tornar um cidadão comum, após cumprir sua pena, e nunca mais venha a causar problemas para a sociedade e para você. E é sobre isso que os Direitos Humanos falam.

Entendeu agora ?

Ezco Musaos disse...

Esse aí viveria muito bem sem os Direitos Humanos (como por exemplo saúde, trabalho e o direito à vida). Isso que é ser o fodão.

Anônimo disse...

Eu não sou contra direitos humanos porque né, FAÇA-ME O FAVOR mas falando sobre a ONU apenas: o que ela faz? Onde vive? O que come? Serve pra que? Tem poder de sanção ou é tipo reunião de condomínio? E pior que eu já fui lá, fiz o tour, ganhei os brindes, os brochinhos e continuo não sabendo qual o poder prático que esse povo tem no mundo REAL, não no imaginário de Hollywood.

"Vamos aqui mandar uma carta mostrando o quanto estamos zangados". Uau. Micaguei inteira agora.

Anônimo disse...

Toda pessoa tem direito à segurança pessoal. Perfeito, agora
só falta contratar os guarda-costas, as guaritas, comprar
os carros blindados, as câmeras de vigilância,etc etc.

Hoje fui a um hospital aqui no Rio e o porteiro ficou
com a gente na calçada até o carro estacional pra nós
embarcarmos por causa dos pivetes que aparecem do nada.

Quem garantiu minha segurança pessoal? Um porteiro de hospital.

donadio disse...

"Toda pessoa tem direito à segurança pessoal. Perfeito, agora só falta contratar os guarda-costas, as guaritas, comprar os carros blindados, as câmeras de vigilância,etc etc."

Não, migs. Só falta ter uma polícia que garanta a nossa segurança pessoal. É aí que está o problema. Temos uma polícia que não aparece quando precisamos, e, quando aparece, não é para garantir a nossa segurança, muito pelo contrário.

A polícia brasileira parece formiga. Você nunca vê. Até que chove (no caso das formigas) ou tem manifestação popular (no caso da polícia). Aí cria asa, vem tudo pra fora ao mesmo tempo, e você se pergunta, "mas onde estavam escondidos quando roubaram meu carro/ligaram o som a todo volume na frente do prédio/instalaram uma cracolândia do outro lado da rua/etc"?

Anônimo disse...

Quem critica a truculência da polícia e quem pede mais polícia no fim das contas quer a mesma coisa: mais segurança. Só parece às vezes que estão pedindo coisas diferentes porque acreditam estar em lados opostos. Só não perceberam ainda que não estão.

Os Direitos Humanos no Brasil viraram sinônimo de "Direitos dos manos", em parte devido a problemas reais no sistema penal brasileiro (tanto no Legislativo quanto no Executivo e Judiciário), em parte devido ao foco jornalístico dado à preocupação com a população carcerária.

Mas na verdade Direitos Humanos são a formalização de uma ideologia. Para facilitar a visualização, basta lembrar que alguns anos atrás uma pessoa de origem africana subsaariana não era considerada ser humano, sendo legalmente comercializada como gado. Nessa mesma época, um pai poderia matar seu filho ou esposa, legalmente, tendo talvez alguma leve sanção em caso de motivo "injusto".

Se hoje isso é considerado absurdo, é porque a ideologia envolvida nos Direitos Humanos Já está arraigada em nossa cultura.

Anônimo disse...

11:03, quanto mais riqueza aparente ou presumida alguém possui,
mais segurança ele precisa. Você acha que é dever do Estado
garantir que os milionários não sejam atacados a qq hora do dia?

O que eu quero dizer é que o direito que temos de ir e vir,
o direito à propriedade, direito à integridade física, etc etc.
tem que ser garantido primeiro pelos próprios beneficiários,
depois pelos poderes constituídos, (inclusive o sistema jurídico),
desde que os código civil e penal assegurem esses direitos.

A lei do silêncio é um bom exemplo de um direito exercido pela
coletividade a favor da MESMA COLETIVIDADE. Quando UM transgride,
TODOS reclamam, ou os mais esquentados. Quando o barulho acaba,
TODOS são beneficiados, inclusive o que reclamou.

A polícia NÃO É NOSSA EMPREGADA PESSOAL, e sim da COLETIVIDADE.

Mesmo assim, há que existir uma lei OUTORGANDO E GARANTINDO ESTE DIREITO.

Não é por falta de lei penal que a bandalheira na política está de descortinando
diante dos nossos olhos? Pois é.

Abçs.

Anônimo disse...

Adorei a analogia entre a polícia e as formigas!!!! kkkkk

ricardo disse...

Acho difícil achar um cidadão brasileiro sem medo de sair na rua a noite

Anônimo disse...

E a maioria dos cidadãos responsáveis por corrupção e desfalque nas contas públicas é político e branco. Podemos generalizar também igual ao que você faz?