quarta-feira, 17 de maio de 2017

MÃE SOLO NÃO PODE NAMORAR

Fernanda publicou isso nas suas redes sociais próximo ao Dia das Mães. É assustador. Pelo jeito a vice-presidente do Tinder (que disse que quer remover os machistas) ainda tem um trabalhão pela frente.

(minha foto mais bonita)
Fernanda, 27 anos
Mãe
Professora
Militante
Feminista
Amor à culinária, literatura e aos amigos
Ódio ao capital e aos de coração raso.

Essa é a minha descrição num experimento social, no meu perfil do Tinder.
Depois de conversar mais uma vez com uma amiga sobre a relativização afetiva que as mulheres sofrem e como é isso pós maternidade, ela lembrou de um post que fiz um tempo atras, contando dos perfis no Tinder. Homens com fotos dos filhos, mulheres, nunca. Esconder a maternidade é necessidade. Ela, socióloga, propôs que reativássemos meu perfil e fizemos essas alterações. Foi uma semana forte. não fez bem pro meu ego, mesmo.
83 matchs masculinos. Homens entre 24 e 34 anos. Alguns (re)machs -- praticamente os únicos que não me fizeram mal ao ler as mensagens recebidas (nem todos, também). todos homens que eu realmente me interessaria pela aparência física e/ou descrição e interesses em comum.

TOP 10 das bostejadas:
1
*Raul - 27 anos:
-Oi gata
-Oi. tudo bem?
-Melhor agora.
- ><
-Que bom que você avisa que tem filho.
-É? Por que?
-Assim facilita e a gente não tem surpresa.
-Como assim?
-ah gata
não se apaixona nem se desiludi
- como assim?
- vc é mãe
já sei q n rola nd sério

2
*Felipe - 31 anos:
-Tu é mãe?
ainda amamenta? <3 font="">
- Oi. Tudo bem? Não mais, por quê?
- Nada não.
(combinação desfeita, por ele)

3
*Lucas - 28 anos:
-...
-então o seu filho está onde agora?
- Em casa, comigo. por que?
-Nossa.
Você é bem feminazi esquerdista mesmo.
coitada da criança com uma mãe p*ta dessas que fica procurando macho.

4
*Lucas - 24 anos:
- ...
- Sou mais novo que vc
-Sim. 3 anos. Isso é um problema grande?
-n, n. é q vc é mãe, e eu procuro uma namorada
-E?...
-E que daí n dá, né
-Por que? Sua mãe nunca namorou?
-N fala da minha mãe
vadia
(combinação desfeita, por ele)

5
*Markus - 25 anos
-vc tem com quem deixar a criança? n sou chegado, mas achei vc gata.
-oi? tu n é chegado em que?
- Filho dos outros kkk
- Tu tem a foto com uma criança!!!!
- É meu afilhado.
-Pra chamar mulher?
- Siiim. da certo. Com vcs tbm?
(combinação desfeita por mim, porque não tive mais estomago)

6
*Marcos - 27 anos
-...
-Mas priorizei outras coisas na minha vida
-Como assim? temos a mesma idade e tu tbm é pai
-sou pq minha ex quis. acho q ela e vc n são iguais
-Como assim?
- Vim morar no sul pra fugir dela
- E do teu filho?
-tbm. ela engravidou de gosto
-hmmm. Quantos anos vcs tinham?
-Ela 17 e eu 26
- Tu recém foi pai então?
- ahan
- meu, tu é quase 10 anos mais velho que ela. Acho q ela n queria engravidar e ter um filho sozinha em SP
- mas ela n se cuidou
n tenho muito a ver com isso
(combinação desfeita por mim, por motivos óbvios)7
*Ivan - 34 anos
-Divorciada?
-Oi. Tudo bem contigo? Sim, sou separada. Por que?
-É que mulher com filho a gente pergunta né
- Por que?
-Se n casou é que n vale muito
- Como assim? tu vai vender a mulher? Quanto é que ta o @ da mulher no século XXI?
- Li teu perfil até o final agora
vc é feminista
raça ruim eim
o corno que deve ter te dado um pe na bunda pq tu n se depila

8
*Renan - 26 anos
-...
- mas vc foi irresponsável
- Fomos um pouco, mas levo uma vida normal.
- e vc cria seu filho sem pai?
-Não. meu filho tem um pai, que ama muito ele.
Nao entendi a colocação.
- alem de mãe e bura kkkkkkk
- Burra? Além de mãe? Por que? Tu tem problemas?
- Problema tem tu q tem filho e fica no tinder catando outra barriga
feminista suja
professor ainda kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

9
*Tarciso - 31 anos
-...
- Sou marinheiro e busco apenas aventuras.
- hmmm
- Você ser mãe facilita as coisas
- Por que?
- Porque não precisamos fingir engenuidade e podemos pular os cortejos.
- INgenuidade, querido.
- Vá se f*der
sozinha kkkk

10
*Elton - 29 anos
-... eu concordo com esses caras na verdade
- tu concorda com os absurdos que disse que já ouvi por ser mãe?
- ué, vc ficou solteira pq quis e parece esperta
- e???
- e que todo mundo sabe q ngm leva a sério mulher com filho
- Por que?
-p q se ja teve filho e ta solteira boa coisa n é
- Então todas mulheres divorciadas são péssimas pessoas e péssimas mães? e as que são mães solo porque o cara fugiu?
- N. minha mãe tbm se divorciou quando eu era criança pq meu pai batia nela
- ela foi uma mãe ruim?
- N né
minha cora é minha vida
- Quantos anos ela tinha quando isso aconteceu?
- Ela tinha 26 e eu 5
- Eu e sua mãe fomos mães com a mesma idade e nos separamos também com quase a mesma idade hehehe
(match desfeito, por ele)

Quando se fala em irresponsabilidade social e abuso afetivo sobre as mulheres, negligenciar essa cultura da misoginia acerca da maternidade é ser canalha. A solidão da mãe é vista como obstaculo para tornar aquela mulher forte. Nós não queremos esses obstáculos. Ninguém quer. Essa cultura coloca todos os dias milhões de mulheres numa posição que facilita a exposição aos abusos.
Logo depois que me separei, passei por vários "relacionamentos" que tinham um traço forte em comum: todos os homens que me relacionei me esconderam socialmente. 
O primeiro homem que me assumiu socialmente, no entanto, era mais um dos abusadores emocionais que estão por aí. E eu caí, como uma presa, em mais um relacionamento abusivo porque estava recebendo atenção. Fingia estar bem, feliz, que tudo era flor amor e gratidão, mas a gente aprende a disfarçar bem e evitar perguntas. Enlouqueci, literalmente.
Hoje sigo no limbo social e emocional que nos colocam, fingindo que sou forte e que está tudo bem.
Não está.
Esses diálogos nojentos aí em cima provam que nada está bem.
O meu estado "civil" no momento não importa pra ninguém porque essa não é a questão desse experimento e do futuro artigo. Meu estado emocional e o estado emocional de todas as mães que escondem sua maternidade no primeiro momento para evitar fetichização e conseguir atenção afetiva, sim.
Ser mãe não é amar incondicionalmente e abrir mão da vida social/sexual/amorosa; nem desfazer planos, nem se privar da carreira, nem se privar de todos os sonhos e planos traçados. Isso é ser submissa à alguém. Ser mãe é ser responsável pela vida de um terceiro, eternamente ligado a ti. Nutrir o crescimento desse ser da melhor maneira que conseguires e se esforçar muito pra que tudo de certo pra ele, em primeiro lugar.
Sempre que se fala da mãe, se fala dela como algo terceirizado, como uma entidade atrelada ao filho de uma maneira submissa. Isso é desumanizador.
Espero que esse experimento e esse textinho facebookiano ajude a elucidar a posição que todos vocês acabam nos colocando dentro dessa estrutura patriarcal e misógina.
Ser mulher não é fácil.
Ser mulher e mãe, menos ainda.
Ser mulher, mãe e reivindicar uma vida social fora dos padrões patriarcais, é enlouquecedor.
Na luta da mulher mãe, a resposta é essa mesmo: Não há ninguém perto de você, só seu filho.
Feliz dia das mães. Comprem um presente pras suas, aliviem a culpa e reflitam o quanto de abuso emocional elas já sofreram por serem mães de vocês.
Pai, marido, irmão, cunhado, chefe, amigo, namorado, colega... todos já foram abusivos e/ou negligentes de alguma forma.
Pensem em quantas mulheres permanecem em relações falidas e criminosas com medo da solidão.
Mãe de bicho lê/ouve coisas como essas todos os dias? Alguém já deixou de te assumir porque vocês tem um gato e dois cachorros em casa? Você sofre abuso emocional em todos os meios que vive e circula, inclusive o familiar, por ter bichos e ama-los muito?
Eu queria ter escrito mais, muito mais mesmo; mas não deu. Prefiro manter minha saúde emocional minimamente estável no dia de hoje porque sei que tem muita mulher que aguenta firme coisas muito piores. Reconheço meus privilégios.
*os prints das conversas não foram postados porque a intenção não é transformar isso aqui num álbum de nojeiras. As conversas foram transcritas, mantidas abreviaturas e corrigidas falhas de digitação. Os nomes e idades também foram mantidos.
*não foram vinculadas fotos do meu filho nem seu nome foi exposto em nenhum momento. foi apenas informada a maternidade.
*as mulheres na mesma condição que eu sabem identificar cada frase e contexto, porque certamente passam por isso diariamente.
*não somos menos mães por nada disso.
*não amo menos meu filho por entender que ele não é minha propriedade e eu não sou propriedade dele.
*também vivo em processo de enfrentamento familiar constante por negar o padrão. A luta também acontece no âmbito familiar, por mais massa que seja minha família.

81 comentários:

Anônimo disse...

"Ser mãe não é amar incondicionalmente e abrir mão da vida social/sexual/amorosa; nem desfazer planos, nem se privar da carreira, nem se privar de todos os sonhos e planos traçados".

Pelo menos não deveria ser - e eu estou dizendo isso faz tempo - mas nem mesmo o feminismo tem coragem (ou vontade) de combater esse mito. O que vejo é a figura mítica da mãe sendo empurrada goela abaixo por todos os lados, todos os dias, com cada vez mais intensidade...


"Mãe de bicho lê/ouve coisas como essas todos os dias? Alguém já deixou de te assumir porque vocês tem um gato e dois cachorros em casa? Você sofre abuso emocional em todos os meios que vive e circula, inclusive o familiar, por ter bichos e ama-los muito?"


Pode não ser tão brutal quanto ao tratamento reservados as mãe, mas quem decidiu não cumprir com sua sacrossanta missão de parir e se deixar escravizar por sua prole, também tem que passar por um calvário familiar/social imenso, por humilhações, por agressões, interrogatórios sobre coisas íntimas por pessoas completamente estranhas...

Entendam, não é uma competição - é só pra vocês notarem que não tem pra onde correr - mulher (ser estúpido, incapaz, incompleto) está sempre errada e sempre tem ser punida por isso...


Jane Doe

Anônimo disse...

Acho horrível o que aconteceu com ela, mas se ela e as mulheres em geral são detratadas no tinder por serem vistas como vadias, é melhor pararem de usar esse aplicativo que tem mascus em excesso. Assim os homens teriam que se conformar sem nenhuma mulher, do tanto que elas foram xingadas, como já aconteceu em inúmeros sites de relacionamento. O próprio site acaba criando mulher fake porque nenhuma aguenta a bosta escrota lá presente.

Anônimo disse...

Não sei se esses diálogos eram fakes, mas existe muita falta de respeito e ódio a mães solteiras. Só que os machistas mais espertos quando querem dar uns pegas nas mães solteiras posam de homens tímidos, nerds, trabalhadores, responsáveis e a procura de um relacionamento sério porque geralmente é este tipo de homem que as mães solteiras estão procurando no tinder e outros apps como happn, pof e badoo. Jamais devem trata-las com grosserias, ofensas e preconceitos como esses caras fizeram. Quem trata mulher com grosserias e agressividade dificilmente fica com uma, a não ser que a mulher seja uma masoquista.

Anônimo disse...

Da mesma forma que vocês defendem o aborto, que a mulher deve ter o direito de abortar, pq não está preparada pra ser mãe, que vai atrapalhar a sua vida, o homem tem o MESMO direito de não ter filho, de namorar SÉRIO uma mãe solteira, pq mais cedo ou mais tarde, ele vai acabar sendo o pai da criança.

Não vem.

Anônimo disse...

anônimo das 12:39 se homem não pari. A escolha não é de vocês, jamais. Mas tá assim tão preocupado, previna-se. Estou a quase duas décadas com vida sexual ativa e com dupla proteção nunca engravidei. E se engravidasse, abortaria. É meu corpo, minha vida e ninguém tem nada haver com isso.

E se não quer sair com a mãe solo, simplesmente não converse com ela. Por que é impossível deixar de ofendê-las? A babaquice é constitutiva de projetos de homem feito você?

Anônimo disse...

pesquisem em jurisprudências a quantidade de paternidade sócio afetiva que nossos juizados aceitam, agora eu pergunto qual a obrigação que eu tenho em assumir filho dos outros?

Anônimo disse...

Uma pessoa que usa um aplicativo como o Tinder, que tem como objetivo relacionamentos sexuais, esperaria o que? seja homem, mulher, homossexual, solteiros, casados, etc, se vc usa esse tipo de meio de encontros casuais vai encontrar pessoas sem caráter, aproveitadores, pessoas que querem relacionamento de uma noite.
Ruim é depois ficar querendo problematizar sem motivo

Anônimo disse...

Bom era na balada (alguém mais faz isso?) Quando esses seres chegavam sempre inapropriadamente e ignoravamos sua pífia existência.

Anônimo disse...

O homem tem a escolha sim de querer namorar SÉRIO uma mãe solteira.

Sair é DIFERENTE de namorar sério.

Os homens tem sim a escolha de namorar sério com uma mãe solteira.
Se namorar, terá um filho.
Se não quiser namorar, é pq não está preparado pra ser um futuro pai, idem ao aborto.

Anônimo disse...

Achei interessante. Mas tinder não é lugar pra "experimento social", é lugar pra marcar aquela sapecada. Quer um bom samaritano, faça o seu experimento em uma igreja.

Anônimo disse...

Deixa eu entender seu ponto de vista anonimo idiota de 12:39

Primeiro não se defende o aborto apenas a escolha caso a mulher não queira levar uma gravidez indesejada adiante por inúmeras razões.
Segundo: ninguém tá dizendo que homem deve ter ou não direito de não ter filhos.
Homens e mulheres adultos devem se previnir de firma correta. Ps: falo homens tb pq a contracepção não é uma obrigação exclusiva das mulheres.
Me explica então pq homem não pode compreender a situação de uma mãe solteira mas mulher é obrigada a aceitar pai solteiro?!!
Pq mãe solteira tem que ser tão recriminação e pai solteiro tão celebrado como um "pseudo herói"?!
Se me explicar de forma inteligente, o que duvido que vc seja, eu fico na minha.

lola aronovich disse...

Adoro essa lenda urbana mascu da "paternidade socio-afetiva". Eles realmente acreditam que é super comum um carinha namorar com uma mulher que tem filho(s) de outro relacionamento e basta a mulher entrar na Justiça que o carinha é forçado a pagar pensão pra sempre. Nesse universo alternativo em que eles vivem tem unicórnio também? Porque na vida real pai não assume filho (ou vcs acham que a quantidade enorme de mulheres que vai pro Ratinho pedir teste de DNA o faz porque elas querem ser humilhadas em público?) e tá cheio de pai biológico que não paga pensão. Mas mascu tem certeza que se sair duas vezes com mãe solo terá que pagar pensão vitalícia pros filhos dela. Seria legal se mascu realmente recusasse mães solo (livraria mulheres de uma boa). Mas é óbvio que mascu não recusa ninguém. Qualquer mulher que dirigir a palavra a eles, eles se apaixonam.

Anônimo disse...

Então mãe solo tem muita sorte.

Anônimo disse...

Em outras palavras:

Pq a feminista quer abortar?
Pq não quer ser mãe.

Pq o homem não quer namorar sério com a mãe solteira?
Pq não quer ser pai do filho dela, pq mais cedo ou mais tarde ele será o pai da criança

Simples assim.

titia disse...

Na minha humilde opinião, gente que não aceita que mães trepem depois de parir é gente que não resolveu o complexo de édipo e morre de medo que a própria mãe o largue (porque preconceito contra mães solteiras foi inventado por homens e eles são a maioria absoluta dos preconceituosos, é fato) por um cafajeste qualquer, influenciada por essas vadias perversas que saem por aí se atrevendo a deixar o filho com a avó/babá pra dar umazinha de vez em quando. E isso quando esses indivíduos já passaram dos sete anos faz décadas. Dá a maior vergonha alheia.

Ah, eu sabia que algum mascu ia vir com essa de paternidade sócio afetiva. Sabia. É mais batata que uma batata. Esses imbecis realmente acreditam que dar um "oi" pra criança de vez em quando é paternidade sócio afetiva? Bom, mas esses machos bostas não entendem nem de paternidade biológica, imagine de sócio afetiva.

Anônimo disse...

Não sei qual é o Tinder que essas pessoas usam mas tenho a foto de perfil com a minha filha em todas as redes sociais e apps que participo há anos e nunca passei por nada nem remotamente parecido com isso. Se eu passasse não usaria esse aplicativo porque até pra ser trouxa tem limite, só acho.

Não sou "mãe solteira", sou "mãe viúva" mas esse é um assunto que só entro quando me encontro com a pessoa. Quando perguntam se é minha filha (geralmente perguntam se é sobrinha), digo que sim e pronto. Quem não quer dar continuidade eu respeito porque também acho que não somos obrigados a lidar com a bagagem dos outros. Vida que segue. Nunca me xingaram por isso.

Além disso, acho completamente babaca essa birra de "mãe de bicho" vs "mãe de gente", não vejo "mãe de bicho" tripudiando e dando pitinho em cima das "mães de gente" mas o contrário, vejo o tempo inteiro. Parir não é grande coisa não, desculpem o spoiler, posso comprovar.

"Feliz dia das mães. Comprem um presente pras suas, aliviem a culpa e reflitam o quanto de abuso emocional elas já sofreram por serem mães de vocês."

Ser mãe não é fácil mesmo mas tenho a nítida impressão que tem gente que doura a pílula do sofrimento pra ganhar uns aplausos em vista até da valorização social da abnegação feminina, acredita nisso quem quiser, entra na psicose quem achar que deve. Eu tô fora e tá tudo bem. Ter filha não me impede de fazer absolutamente nada e JAMAIS colocaria a culpa nela pela MINHA decisão em ter filhos. "Aliviem a culpa".... se liga, garota, corta a projeção aí e vai se tratar.

Anônimo disse...

Bom, isso é um livramento, não é?

Quem iria querer se relacionar com esses caras nojentos? bom pra ela que logo de cara eles fizeram questão de mostrar os babacas que são.

É um fato que homens não levam a sério mães solteiras. OK.

Por outro lado, pra que se relacionar com alguém que tem um pensamento tão oposto ao seu?

A gente tem dificuldade em entender, mas o fato é: as pessoas tem o direito de serem babacas, gente.

O tinder é um app para sexo casual, fato. Só desavisados baixam ele com o intuito de arrumar um romance ou algo do tipo.

MAs deixando o app um pouco de lado, gente, eu também seleciono com quem vou me relacionar. Particularmente teria visto meu noivo com outros olhos se ele já tivesse uma família, uma ex esposa e filhos. Ou se tivesse uma vida profissional errante. Ou se bebesse demais. Enfim, são vários critérios. Homens tem o direito de não se relacionar com uma mulher que já tenham filhos também,ora essa. E não só por medo da tal paternidade afetiva (na real, como a lola disse, é um medo infundado). Mas porque isso limita muitas coisas que a pessoa talvez naõ queira pra vida dela naquele momento.

Alícia

Anônimo disse...

Quando leio esse tipo de diálogo, não consigo deixar de pensar como esses caras são burros de ficarem querendo humilhar essas mulheres.

Primeiro que não é legal humilhar os outros, segundo que perdem de cara a chance de passar o rodo geral.

Explico: mulheres solteiras, gordinhas, ou mulheres com qualquer tipo de baixa autoestima são as mais fáceis de levar para a cama, pois se agarram a qualquer cara que dê trela como se fosse a última chance na vida.

Então, veja só, ser escroto leva a uma situação em que todo mundo perde. O cara não come ninguém e a mulher fica triste por ser rejeitada.

Por outro lado, no caso contrário todo mundo ganha, o cara começa a pegar muito mais mulheres, e as mulheres não ficam se sentindo ofendido.

Eu faço muito isso, depois de consguir o que se quer é só afastar e pronto. Ninguém sai prejudicado e todos ganham.

Anônimo disse...

Lavou tá nova.

Anônimo disse...

Se o cara não quer uma mulher com filho, fazer o que? São os critérios de escolha de cada um, há outros que não ligam, minha mulher tem um, não me importei, porque quando a conheci isso não era importante, mas se fosse uns anos atrás talvez não tivessemos nos relacionado.

Anônimo disse...

E quando acontece o contrário? Eu namorei durante quatro anos um homem mais velho que eu onze anos(ele tinha 43 e eu 32), depois de seis meses de namoro, frequentava minha casa, conheceu minha mãe, irmãos, descobri quando fui a casa dele pela primeira vez que tinha um filho e pior, adolescente de 15 anos. Sinceramente foi bem complicada a minha relação com filho, pois o rapaz, embora o pai tivesse divorciado desde os quatro anos de idade do filho e a guarda era do pai, queria os dois juntos novamente, foi complicado e durou muito tempo até ele entender que o pai, independente de tudo, não voltaria com a mãe, porém quando o clima de animosidade entre eu e o filho dele acabou, terminou também nosso namoro, porém devido vários fatores. Infelizmente a autora do post deveria saber que a rede está cheia de sociopatas(predomina este tipo) e psicopatas, pois muitos se valem do anonimato para ofender, ameaçar, entre outras atitudes que duvido que teriam cara a cara, pois a maioria é covarde ou tem algo muito significativo para perder ao se identificar. Geralmente aplicativos, sites de "relacionamento" os homens em geral querem sexo fácil, nada mais, ou caso não consigam seu objetivo partem para a agressividade mesmo. Quando conhecemos alguém pessoalmente é complicado começar, manter um relacionamento devido vários fatores, entre eles convivência, objetivos, compreensão, cumplicidade, imagina um estranho do outro lado da tela de um pc, smartphone, etc. Eu sou casada e não tenho filhos, foi uma escolha tanto minha como do meu marido, pois gostamos muito de viajar, sair, acampar, etc...

Anônimo disse...

Lenda urbana da paternidade sócio afetiva, pois não existe, não pera:https://www.jurisway.org.br/v2/bancojuris1.asp?pagina=1&idarea=20&idmodelo=29617
http://emporiododireito.com.br/paternidade-socioafetiva-prevalece-sobre-a-biologica-em-partilha-de-bens-segundo-stj/

http://www.ibdfam.org.br/noticias/5126/tjmg+reconhece+paternidade+socioafetiva

Anônimo disse...

(Viviane)
Anon de 14h17, quando a autora falou em "aliviar a culpa", eu ao menos entendi que ela se referia aos filhos homens que, para usar as palavras da Titia, tem complexo de Édipo mal resolvido e "santificam" suas mães ao mesmo tempo em que humilham outras mulheres... por serem mães.

Cesc Biavati disse...

Tudo uma questão de gastos, ora.

Se o indivíduo deseja uma mulher o qual planeja ter algum relacionamento, obviamente, também ele irá dar atenção aos encargos que a relação poderá lhe proporcionar. Não é uma questão de machismo, ao meu ver, mas sim de economia mesmo, rs.

Ora, mãe solteira? Ok, o filho ou filhos que ela tiver também irão afetar o bolso né e, dependendo, podem apresentar obstáculos a relação de ambos. Além disso, cuidar dos filhos dos outros não é agradável e o susposto pai pode ser também obstáculo sendo que você tem a mínima ideia de como seja o comportamento desta pessoa, final você acaba, indiretamente, adentrando na vida do filho de ambos. seja. Se bobear, sobra pra você, uma vez que é bem difícil ficar de fora de uma eventual treta da ex-esposa ou ex-namorada contra ex-marido ou ex-namorado. Logo, mãe solteira não é lá muito pra quem deseja um planejamento familiar sem muitos encargos além daqueles os quais você já espera. Mas é o AMOR! Então, pense bem antes de amar uma mãe solteira, rs.

É tudo uma questão econômica, afinal, toda relação, queira ou não, é um certo investimento que você faz, assim como tudo na vista.

Então blah blah de machismo.

Roxy Carmichael disse...

não acho que seja privilegio do tinder abrigar sociopatas e psicopatas, ou só machistas mesmo, porque eles estão por toda a parte. se tinder é pra sexo casual eu queria saber que ambiente é ambiente pra relações sejam elas estaveis ou temporárias, ambas com respeito. porque tenho a impressão de que não é tão fácil assim separar os lugares de sexo casual (em que se está exposto a todo o tipo de agressões) e os lugares relacionamentos estáveis. sim, o anonimato ajuda bastante a manifestação da escrotice, mas não que ao vivo e as cores os caras tão medindo muito as palavras não.

não gostar de mulher porque tem filhos é só questão do gosto do cara, será? nao sei, esse tipo de criterio me parece perigosamente parecido com "não gosto de gente negra, só de pessoas brancas, mas é meu gosto pessoal". se estamos todos influidos por essa cultura maluca racista, estamos também todos influidos por essa cultura maluca que insiste em separar a mulher mãe da mulher puta e a mãe solo causa um curto circuito nesse modelo e talvez por isso gere se não odio, ressalva. pq uma coisa é a vadia que vai aprender a se comportar quando for mãe (por isso a galera pro-vida adora falar que mulher que aborta é irresponsavel, promiscua, quando na verdade a maioria é conformada por mulheres que ja são mães, estao em relaões estaveis e são religiosas). outra coisa é a mulher que se nega a "aprender" ou seja a ser "se nega a deixar de ser mulher", quando é mãe.

por outro lado, a vida com crianças é realmente diferente da vida quando vc nao tem crianças, em alguns aspectos. e nao existe isso de se relacionar com a mulher e ignorar a criança, isso é uma sacanagem sem tamanho. talvez o interessante fosse se permitir se relacionar e caso isso representasse uma questão, se separar, o que aliás é o que acontece com todo mundo, quando as incompatibilidades se fazem visiveis demais pra ignorar.

concordo com a jane doe e com a outra comentarista que parte do feminismo acaba adotando essa postura de celebrar a abnegação e o sofrimento e perigosamente se associando ao discurso conservador. entendo que num país que nao garante os direitos reprodutivos, muitas vezes ser mãe nao é uma escolha. mas acho que é interessante reivindicar os diferentes modelos de maternidade, tão diferentes como são as mulheres para lutar por uma escolha real consciente, pra lutar por condições justas.

Anônimo disse...

Bom, a questão não é essa de escolher se relacionar ou não com mãe solo. De fato vivemos numa democracia (ainda, não sei por quanto tempo) e cada um tem a liberdade de fazer o que quiser da sua vida, com o único requisito de não interferir na vida alheia.

E é aí que entra o meu ponto - por que essas placentas fazem questão de humilhar essas mulheres? Não quer contato com mãe solo, não tenha contato com mãe solo. É um favor que você faz pra elas. Mas por favor, a próxima vez que verem uma, calem essa boca imunda e guardem seu lixo pra si mesmos...

E de boa - pagar pensão e paternidade sócio-afetiva? É sério isso?
(Por que né - mulher nenhuma trabalha e sustenta sua família - tudo parasita duzomi)

Jane Doe

Anônimo disse...

Se está cheio de mulher solteira, com a qual vc pode sair, passear, transar, sem amarras e compromissos que o cuidado com os filhos impõe, eu me pergunto: por que vc vai querer ter um relacionamento sério com uma mãe solteira?

Se alguém responder essa pergunta de forma lógica, eu mudo minha opinião.

Anônimo disse...

Eu lembro que o pessoal do fórum do Búfalo dizia que isso é "cuidar da porra alheia".

O núcleo do raciocínio é que a mãe solteira não procura uma relação afetiva, mas um cuidador para o filho(a). O macho bubalino seria abordado por uma mãe solteira com a intenção e/ou condição de aceitar a prole como sendo dele. E o homem "beta" (antagonista do macho alpha) seria enganado e forçado a ir até o cartório registrar aquela criança como sendo dele por afetividade. Por outro lado o búfalo alpha aproveitaria sexualmente dessa mulher para depois abandoná-la sem criar laços afetivos com ela e evitando contato com a criança.

O engenheiro Emerson levou isso a sério e criou uma onda de seguidores que ao seu estilo criou uma religião misógina difundindo e popularizando o pensamento mais extremista da coisa. Com certeza parte desses comentários mais agressivos sairam desses seguidores do quase extinto Homens Sanctos. Eles defendem que a primeira etapa da educação ética é a educação da violência. Dizem que a violência não se elimina, está no nosso instinto, ela tem que ser dominada, sufocada para uma relação civilizada com o nosso semelhante. Defendem que essa agressividade deve ser usada contra qualquer pessoa que pense diferente. Eu diria que é uma releitura de viés masculinista do stalinismo clássico.

Esse assunto me lembra muito do falecido empresário José Datrino que um dia abondonou todos os seus bens, família e se tornou o Profeta Gentileza. Ele dizia: "Gentileza gera gentileza e amor". Convidava a todos a serem gentis e agradecidos. Anunciava um antídoto à brutalidade de nosso sistema de relações e, sob a linguagem popular e religiosa, um novo paradigma civilizatório urgente em toda a humanidade.

Anônimo disse...

Eu quero tantas coisas que as vezes queria simplesmente não querer, queria apagar tudo e esquecer planos e objetivos e da noite para o dia acordar como outra pessoa, em outro lugar. Deve ser mais fácil ter uma vida vazia, digo, ser uma pessoa sem alma, sem sentimentos, sem amigos, sem auto conhecer e sem se dar conta da própria existência, ser branco em um mundo branco. Um mundo sem nada onde o que se destaca é justamente o nada.

Anônimo disse...

-Tu é mãe?
ainda amamenta?
- Oi. Tudo bem? Não mais, por quê?
- Nada não.


Isso é lactofilia, tara em sugar leite de mulher lactante.

Anônimo disse...

Esta mãe solteira do tinder fez uma serie de comentários fúteis e preconceituosos tbm. Uma boa opção para ela seria participar de grupos em redes sociais e pessoalmente de reuniões e eventos do psol mesmo não sendo partidária, só pelas afinidades mesmo, assim como fanáticos pela extinta URSS, guerrilheiros, foice e martelo, que odeiam o capital e derivados do mesmo tipo e de militâncias para conhecer homens que tenham mais a ver com ela. Dá para perceber que ela faz o tipo militante estilo psol. Pois no tinder e outros apps similares praticamente não há opções que combinem com ela e essas militâncias estilo psol e similares.

Denise disse...

Eu vi esse post no facebook. Nojo é o que define o que senti. Nojo desses homens e das pessoas covardes em geral que se escondem atrás de um teclado para tratarem mal o próximo.

A Jane Doe falou exatamente o que eu ia falar: não quer sair com mãe solteira, ótimo, mas daí a atacá-la, xingá-la, destratá-la, é falta de caráter.

Anônimo disse...

Outro problema destes sites de encontros é que como a maioria procura sexo casual, (mas é sempre os homens que admitem) então acham que não precisa haver o mínimo de respeito. Acham que devem trata as mulheres como lixo só porque elas não serão possíveis namoradas de andar de mãos dadas. Já passou da hora das mulheres questionarem isso, não é só porque não são e nem serão namoradinhas que devem ser desrespeitadas e aceitarem tanta baixaria e agressões vindas desses ogros misóginos.

Anônimo disse...

Não acho que me sentiria completamente a vontade de sair com um cara que tivesse filho, embora nunca tenha passado pela situação, se pudesse escolher eu preferiria me relacionar com uma pessoa sem filhos. Não acho que o grande problema sejam posicionamentos e preferencias particulares, mas a falta de respeito e a necessidade de ofender e tentar humilhar outra pessoa. Eu, fulana e ciclano temos direito de só querermos nos relacionar com pessoas com três olhos e mamilos na nadega esquerda e ninguém tem a ver com isso, o problema é chegar na fulana para dizer coisas ofensivas, é julgar o fulano que não liga para o fato dela ter filhos, é fazer piadinha besta...

Anônimo disse...

"Toda organização política provisória na sequência de uma revolução requer uma ditadura, uma ditadura energética."

Karl Marx, 1848.

Olhando o Brasil diante dessa frase, o tão desejado fim da era da corrupção fácil faz Marx parecer um profeta. Todos os grandes caíram. Hoje as gravações dos delatores derrubaram os dois grandes que estavam de pé e ainda tem o livro contábil onde foi registrado 10 anos de propina da empresa. E agora sobra as cinzas da política. O povo vai clamar por um messias na próxima eleição. E ele virá.

Ele está chegando, Jair Messias está próximo.

Anônimo disse...

Da mesma forma que há homens que não gostam de "criar filho dos outros", há mulheres que também não gostam. Também há mães que que somente dão atenção aos seus filhxs e deixam xs filhxs dos outros relacionamentos à míngua.

Anônimo disse...

Acho que mães solteiras não deveriam perder seu tempo precioso em busca de relacionamentos com misoginos, mesmo que isso signifique não utilizar aplicativos de encontros casuais. Para que adentrar no ninho das cobras? E outra, a maior parte dos abusadores sexuais são namorados e padrastos de mães solteiras. Fiqie alerta pois você pode estar trazendo um inimigo a sua casa.

Anônimo disse...

Sair com mãe solteira eu quero!

Só não quero ser um futuro pai da criança. Eu não pretendo ser um pai.

Anônimo disse...

Que palhaço piadista esse 22:16. Ri alto aqui desse coitado iludido.

Marianna disse...

está cheio de homem falando de que não quer mulher com filho e tudo mais. Faço das palavras de vocês as minhas!!!!
Quero casar e não quero ter filhos muitooo menosss enteado! Mas tá DIFICIIILLLLLLLLLLLLLLL
AAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH T_T

Anônimo disse...

Heterosexual people problemszzzzzzzzzzz

Anônimo disse...

Suas amiguinhas feministas q tao dizendo isso

Essas caretas

Eu nao quero ser pai de filho de mae solteira.
Eu escolhi nao ser pai.

Anônimo disse...

Tem que ver um pouco o lado dos homens também. O cara que assume uma mãe solteira será inevitavelmente alvo de chacota dos amigos e pressões da família pra procurar uma mulher sem filhos. A coerção social trabalha dos dois lados, não é só de um não.

Entendendo isso, fica mais fácil entender por que é tão mais difícil para as mães solteiras encontrar homens que as levem a sério. A maioria não quer passar por essas coisas.

Anônimo disse...

Saindo do assunto... percebo que a derrocada do poécio never e temeroso está fortalecendo mais o bostanaro, os bolsominions e os que pedem golpe militar.

Anônimo disse...

Que morte horrível a da direita ontem hahahahahahahaha

Anônimo disse...

A morte é da centro-direita, mas a extrema direita está se fortalecendo.

titia disse...

Olho pra toda essa macharada fresca reclamando que não saem com mãe solteira (sair, veja bem, não estou dizendo namorar nem casar, só dar uma saidinha) porque não querem ser pai dos filhos dela... e lembro da quantidade de macho casando só pra jogar os filhos do primeiro casamento pra nova otária cuidar. Não querem nem saber, mandam os filhos pra madrasta criar e vão encher a cara, fumar maconha, assistir filme pornô no computador, bater punheta, dar o cu, mijar num poste, qualquer outra coisa que não cuidar dos filhos DELES. É isso aí mesmo, os machos misóginos projetando todos os seus defeitos, falhas, más intenções e preconceitos nas mulheres. Ô racinha de bosta essa, viu?

Anônimo disse...

Por coincidência, acabei de ler essa matéria em outro lugar e vim aqui ver se tinha algo sobre o ForaTemer, e achei justamente esse post. Eu juro que não consegui ler tudo, me deu uma angústia, uma fraqueza nas pernas, sem exagero. Aí eu decidi ler os comentários da matéria, e acho que uma artéria se rompeu no meu corpo. Esse bando de lixo, de merda ambulante ignorou completamente a forma como a mulher foi tratada e simplesmente vieram com argumento do tipo "ain, também, quer o que no tinder?", "ain, eu já namorei mãe solteira e é ruim". Porra, teve até um que literalmente FUGIU DO FILHO, mas a errada é a mulher, que quer obrigar os pobres homis a cuidar do filho dela. Na boa, se existe alguma esperança, é nos meninos menores de 10 anos.

Dan

Anônimo disse...

Gostei mais dos comentários (felizmente vindo de mulheres e que são mães) que questionaram umas bobagens que ela disse.

Anônimo disse...

Direita??

HAHHAHAHAHHA

PSDB nunca foi de direita, sua anta.

Vcs esquerdistas que defendem mais estado.

Em consequencia disso, teremos mais poder pra eles e teremos novos Aecios, novos Cunhas, novas Dilmas, novos Temer.

VCS ESQUERDISTAS Q SAO OS CULPADOS.

TEM Q CORTAR O MAL PELA RAIZ

Menos Estado, mais Liberdade Individual

Engulam

Anônimo disse...

De acordo com o mascu troll agressivo e ignorante, direita é só tipos como bostanaro, trumposo, le penosa, o resto é tudo comunista, gayzista e feminazi.

Anônimo disse...

Para os mascus, a hillary, aécio, doria, temer, fhc, macron, merckel, a rainha elizabeth são todos comunistas rsrsrsrs

Anônimo disse...

Só teria interesse em uma relação monogâmica se fosse com o intuito de formar família.
Se meu objetivo fosse o de formar família, daria preferencia à mulheres sem filhos.
Sou machista por preferir A à B?

Anônimo disse...

"Só teria interesse em uma relação monogâmica se fosse com o intuito de formar família.
Se meu objetivo fosse o de formar família, daria preferencia à mulheres sem filhos.
Sou machista por preferir A à B?"

Vc se acha melhor do que mãe solteira por não ter filhos e por ser homem? Acha normal chamar uma mãe solteira de puta? Se não, a crítica não é pra você. Mas se vc ignorou a forma como ela foi tratada e preferiu ver o lado deles, vc é machista sim.

Dan.

Anônimo disse...

"Vc se acha melhor do que mãe solteira por não ter filhos e por ser homem? Acha normal chamar uma mãe solteira de puta? Se não, a crítica não é pra você. Mas se vc ignorou a forma como ela foi tratada e preferiu ver o lado deles, vc é machista sim."

Acha cachorro melhor que gato? Não, acho um diferente um do outro e dou preferencia a um em vez do outro. Ignorei a forma como ela foi tratada, sim, mas também não prefiro ver pelo lado deles. O problema dela como mãe solteira é dela, o problema meu como homem solteiro é meu.

Anônimo disse...

Prefiro cautela do que comemoração! Agora bostanaro, bolsominions, bancada evangélica e entusiastas da ditadura estão em festa tbm e se oferecendo cheios de oportunismos e más intenções como as ''soluções'' para o Brasil, cuidado!

Anônimo disse...

Desde quando Temer é de direita?
Ele e PSDB sempre foram camaleões políticos, são o que precisam ser para se elegerem.
Temer aliou-se ao PT, tornando-se vice da Dilma, PT(esquerda).

Anônimo disse...

Temer é comunista leninista-stalinista e queria que o Brasil virasse uma URSS latino-americana.

Anônimo disse...

Sou pró-bolsonaro e de acordo com a sua classificação, um bolsominion, mas não, não estou comemorando. Estou com medo da situação em que o Brasil se encontra e medo de a esquerda se apropriar desse caso, com discursos do tipo:nós avisamos, fora temer, e por ai vai. Temer nunca foi de direita, a direita nunca apoiou o Temer, ao contrário da esquerda que o elegeu quando elegeu a Dilma. Quero a prisão de todos os corruptos, Temer, Aécio, Lula,...

Anônimo disse...

Verdade, bolsminions clamando por bostanaro no poder como um ''super-herói'' e ditadura milico é o que mais tem. Agora então, nem se fala.

Sportano disse...

Tem mães solteiras ou solos que são boas pessoas e que daria sim para ter algo sério. Mas há toda uma carga que uma pessoa com filho leva para o relacionamento para uma pessoa que não possui filhos. Carga emocional com o contato obrigatório com a criança, situações que só quem tem filho sabe. Por ser uma carga grande, sempre evitei me relacionar com mulheres que já fossem mães. Entendam como quiserem, mas sim é um dos pontos que observo em uma mulher antes de procurar ter algo com ela.E não acho isso errado. Nunca procurei um relacionamento que trouxesse uma carga emocional, financeira até tão dispendiosa.

E sim, eles a desrespeitaram. Apesar de um ou outro no aplicativo ser bem claro : não querer nada sério, assim como a maioria das pessoas que usam aquele aplicativo.

Anônimo disse...

a vez do bolçolixo vai chegar tb

Anônimo disse...

R.I.P. Chris Cornell! Sei que é totalmente off-topic, mas gostava muito dele, mais um grande artista que se vai.

Anônimo disse...

o teto de vidro do bolçolixo é finíssimo, se fosse vcs não contava com ele

esse bosta tá na lista de furnas (a mesma do aébrio), é réu no stf, odiado até pelas forças armadas

além de não saber muito bem o q defende

não sabe se banca o estatista igual o gonorréas ou se tenta ser um liberal pró-mercado, kkkkkkkkkkkk

a direita tem dessas

ou é nacionalista ou neoliberal, difícil conciliar as duas coisas

Anônimo disse...

Pais solteiros também são julgados negativamente.

Sexo sempre estará mais acessível a mulher.
Só ocorre o ato sexual com o consentimento da mulher, do contrário é estupro(crime).
Se a responsabilidade da escolha é mais da mulher do que do homem, justo que a responsabilidade pelas consequências também seja maior para ela.
Esse peso maior de responsabilidade quanto as consequências se traduz em um julgamento mais severo da sociedade.
Lidem com isso!

Anônimo disse...

Temer é comunista leninista-stalinista e queria que o Brasil virasse uma URSS latino-americana.

Meu Deus que nível de loucura dessa gente.

Anônimo disse...

"alegria" de altista-right dura pouco (MUITO POUCO)

conquistaram alguns retrocessos em 2016, mas não deu nem 1 ano e já estão perdendo tudo de novo, kkkkkkkk fracassados

a começar pela derrota retumbante da le pen na frança

a libra q se desvaloriza a cada dia (esses fudidos pensam q tem um Clement Attlee a frente do governo, hahaha. Em breve a bretanha volta com o rabinho entre as pernas pra mamãe UE)

o trumijo prestes a ser enxotado da casa branca

a merkel q se consolida cada vez mais como a dona da europa e a mulher mais poderosa do mundo (aprende hillary)

o putinho, desgraçado homofóbico, perdendo cada vez mais influência e a china cortando um dobrado pra lidar com o nero americano

cuba se rendendo ao capitalismo

e por fim o imaturo sendo escorraçado da venezuela, como se deve

O meu atlantistmo ESTÁ VIVO, centrismo esmagando sem dó os aloprados da direita e esquerda

Anônimo disse...

Super errado isso de fazer filho e depois querer apresentar conta pra ele, sinto muito mas ninguém tem esse direito não. Tenho um filho com necessidades especiais e se a sociedade é cruel com mães solo ou pessoas deficientes, não é o filho que tem que aliviar a culpa de alguém. De resto, já participei do Tinder e no tempo que fiquei lá também não fui xingada. Sempre deixei claro que tinha um filho especial e aparento muito menos idade do que tenho realmente, ou seja, seria perfeito pra tomar um esborracho né? Nunca aconteceu e se tivesse acontecido também, dane-se porque a coisa mais fácil do mundo é você se livrar de alguém em um ambiente virtual fechado. Se alguém nao sabe fazer isso no Tinder, achei um passo a passo aqui (em inglês) e no fim sempre vai existir a opção de parar de usar o programa (é uma escolha ficar nele, bom não esquecer nunca disso e se ficar a culpa não é de ninguém, certo?).

https://www.bustle.com/articles/171836-can-you-block-someone-on-tinder-heres-how-to-unmatch-someone

Anônimo disse...

altistas-right, deem as mãos pros nazbols e já podem ir pro inferno

Luiza Bairros disse...

Voltou o troll imbecil. Cada vez ele arruma um assunto pra trollar. Antes era os "lixomens" agora "trumijo" em vários comentários diferentes. Deve se achar muito esperto mas é só um idiota com muito tempo livre, floodando blog feminista e abafando discussões.



Houve recentemente um caso no uruguai em que um garoto foi morto, e possivelmente estuprado, por um "amigo da família". os comentários na notícia, em sua ampla maioria, condenavam a mãe por deixar o garoto com um terceiro (que no caso também era professor do filho), ainda que o assassino tenha buscado o garoto na escola sem sua autorização. Muitos comentários diziam que mãe solteira não podia mais casar pra não colocar homem dentro de casa.

E depois acusam feminista de chamar homem de "potencial estuprador". Mas se vc for separada não pode ter mais ninguém pela possibilidade do cara estuprar seus filhos, caso em que a culpa será sua. Quem é que acha que homem é potencial estuprador mesmo?

Anônimo disse...

13:02 quantos fatos

Anastáscia disse...

Aprovada na década de 80 a nossa Constituição Federal define o Brasil como um país socialista. Não faz muito sentido essa conversa de esquerda e direita por aqui. Um governo socialista de direita ou um governo de esquerda socialista. O texto original entregava grande parte do poder social à prefeitura. Considerando que o poder municipal é mais facilmente controlado pelo voto popular. Infelizmente nesses anos que passaram tiraram o poder do município para devolver ao governo central. E esse monte de empresa estatal que sobrou da privatização virou um ninho de bandidos. Veja os suado dinheiro dos carteiros que foi enviado para a Venezuela pela turma do PDT.

A votação da Le Pen, ao contrário do que dizem, foi um sucesso para a direita socialista francesa. Historicamente foi o maior número de votos que eles já conseguiram. Por outro lado, os partidos tradicionais cairam fora do cenário político francês. Le Pen venceu, mesmo perdendo. Ganhou poder e representação. Quem não tinha 12%, imaginava ter no máximo 20% dos votos, chegar a 35% foi uma vitória.

Se o Jair Bolsonaro levar 30% dos votos, como indicam as pesquisas, e levar um número equivalente de deputados e senadores ao Congresso ...... gente ... pensa ... isso seria uma vitória arrasadora. Ele não tem que ser eleito para ganhar.

Anônimo disse...

É impressão minha ou a mídia tá abafando as maracutaias do Aécio/Temer e cia? Se fosse a Dilma a avenida paulista já tava toda ocupada com direito a bateção de panela e trio elétrico.

Anônimo disse...

No mundo real eu vejo vários caras casando com mães solteiras e assumindo seus filhos. Não sei se em outros países é diferente.

Anônimo disse...

14:17 vc é burro assim mesmo ou só direiteba?

Anônimo disse...

E mesmo o sexo sendo mais acessível com mulheres, cada vez mais elas estão deixando de se relacionarem com homens, tabto sexualmente quanto romântica mente. Lidem com isso.

Anônimo disse...

Homem só é considerado estuprador pelos homens para culpar as mulheres. Como feminista e sabendo que isso é possível, homens atacarem seus filhos pelas costas, deve-se tomar cuidado e ficar atenta principalmente em relação aos namorados, parentes, vizinhos e outras pessoas mais íntimas, que são a maioria dos estupradores.

Anônimo disse...

Mas pq uma mãe solteira não pode sair, passear e transar como qualquer uma outra? Pq vc teria que cuidar do filho? Talvez ela tenha muito menos tempo livre. Mas por exemplo existem profissoes que tbm exigem muito, ou distância etc. Vc deixaria de namorar uma pessoa que vc gosta só por alguns obstáculos? Ou no fundo é só preconceito mesmo?

Sportano disse...

Diz que veria ele com outros olhos se já tivesse esposa,filhos...mas foi amante dele na época em que namoravam.

Coerência zero.

Anônimo disse...

Desculpa de verdade se não for, mas tá com cara de fake isso aí. Por duas razões: a primeira é que uso tinder há muito tempo e nunca encontrei nenhum cara tão escroto. Idiotas, sim. Mas esses aí, ou saíram de um esgoto, ou de uma imaginação forte. E a segunda razão é que sou filha de mãe solo. Minha mãe se separou do terceiro marido quando eu tinha 10 e meu irmão 8 (somos filhos de pais diferentes). E eu sempre vi caras dando em cima dela com a gente do lado, principalmente no clube... Provavelmente muitos deles não queriam compromisso sério, mas paqueras não faltavam. Inclusive meu padrasto conheceu a minha mãe tomando cerveja na pizzaria, com 4 crianças (eu, meu irmão e meus dois primos) e eles estão casados há mais de 10 anos agora. Sem querer minimizar o sofrimento de outras mulheres, só tô contando o que eu mesma vi. Chegava a me incomodar a quantidade de veio babão em cima da minha mãe, na época eu achava isso uma falta de respeito com uma mãe e seus filhos kkk

Anônimo disse...

Primeiro de tudo, quero registrar minha solidariedade à autora do post. Eu mesma não tenho filhos, mas mesmo assim me senti pessoalmente ofendida com o show de horrores disparado por cima da moça. Penso que o homem tem o direito de escolher se quer ou não uma mulher com filhos. Eu, por exemplo, prefiro não me envolver com homem que já têm filhos. Porém, nada justifica a falta de respeito, o xingamento, a agressividade. Isso só pode ser misoginia, não tem outro nome.

Porém, teve um ponto que eu achei bem desagradável. Acho que o "coice" nas mães de bicho foi gratuito e despropositado. Sou mãe de bicho e gostaria de dizer à autora que, assim como ela quer ser respeitada, eu também quero. Enfrento também meus problemas sendo mãe de bicho. Incompreensão e muito julgamento adverso. É incrível ser discriminada até por aqueles que lutam contra a discriminação.