sexta-feira, 15 de setembro de 2017

A CAÇA ÀS BRUXAS CONTINUA

Os tempos estão realmente difíceis. Enquanto o mundo todo fala da exposição de arte que foi censurada em Porto Alegre, os reaças, ignorantes que só eles, 
insistem que as obras expostas no Queermuseu faziam apologia à pedofilia e à zoofilia, além de corromperem as inocentes criancinhas. Mentem sem trégua, mesmo depois de promotores terem dito que a mostra não continha pedofilia.
Eu avisei: o que foi começado na semana passada (ou melhor, recomeçado, já que censura à arte foi algo bem rotineiro no nosso país durante o período militar -- ditadura que muitos dos reaças apoiam e querem de volta) não vai parar. 
Foi apenas um estopim. Todas e todos nós -- educadorxs, professorxs, artistas -- estamos sendo criminalizados. O mínimo que reaças fazem é nos chamar de pedófilos, zoófilos e bandidos. A perseguição (via processos e prisão) vai continuar, e aumentar. 
Ontem aconteceu novamente, desta vez em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Inspirados na censura ao Queermuseu, deputados estaduais conservadores do PMDB, PSDB, PSC, Solidariedade e PEN (partido pra onde Bolsonaro se transferirá) registraram boletim de ocorrência contra uma artista plástica.
Chamaram a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente e mandaram apreender uma das obras de uma exposição que acontecia no Marco (Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul) desde junho, "Cadafalso", da artista mineira Alessandra Cunha, também conhecida como Ropre. Ela e a coordenadora do museu, Lúcia Montserrat, podem ser denunciadas por apologia à pedofilia.
Pintura da artista Alessandra Cunha (Ropre) apreendida pela polícia
Na pintura de Ropre há uma menina entre dois homens com o pênis à mostra. A frase "O machismo mata, violenta e humilha" aparece no quadro, escrita ao contrário.
Ontem, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, os deputados (homens) classificaram a obra da artista (mulher) como promoção "de sacanagens e desrespeito à família e aos bons costumes" e apelidaram a mostra de "obscena" e "pornográfica". Um dos deputados, um coronel, exigiu que a artista seja incluída no cadastro estadual de pedófilos e pediu sua prisão.
A mostra era aberta para adultos e adolescentes (a partir dos 12 anos -- não crianças, como espalharam os conservadores ontem), mas, depois da visita da polícia, foi proibida para menores de 18 anos (uma censura raríssima no que se refere a exposições artísticas). 
Ao serem questionados se a obra não seria uma crítica (não uma apologia) à violência de gênero, os deputados reaças, que exigiam o fechamento imediato da exposição, responderam: "Que debata isso dentro da casa dela!"
A obra de Ropre obviamente não faz apologia à pedofilia. Pelo contrário, a denuncia. Mostra como o machismo é violento e nefasto. Tanto que o nome da exposição é Cadafalso, o local onde as "bruxas" (na verdade mulheres que não se enquadravam aos padrões da Idade Média) eram julgadas e queimadas vivas pela inquisição católica.
Funcionário embala a pintura que foi levada à delegacia
Ropre comentou a censura: "Estou bem surpresa mesmo. E é por um motivo que não existe, porque a minha pintura é um protesto para alertar o que acontece. Eles aproveitam para fazer a politicagem. É uma coisa que é tão tabu que não pode nem usar a palavra que incriminam", disse ela, referindo-se ao título da pintura apreendida, "Pedofilia". 
Ela disse também: ""Minha produção é sempre pensada em uma crítica social, mas é a primeira exposição focada mesmo em um tema isolado [violência contra a mulher] que é cheio de tabus mesmo, então provoca um incômodo em todo mundo, isso é comum. Eu quis meio que levar isso ao extremo, tanto é que a gente vê sempre usarem o corpo da mulher [na arte], e eu fiz exatamente o contrário, usei o corpo do homem, focando principalmente no falo [pênis] porque a gente vive em uma sociedade falocêntrica, e eles usam isso para estabelecer poder, então eu tinha que tocar na ferida mesmo e é um tema bem difícil".
Já Lúcia Montserrat, a coordenadora do Marco, que terá que depor na delegacia amanhã, lamentou que os conservadores que denunciaram a exposição nem chegaram perto do museu: "Ninguém percebe a tamanha importância que foi essa exposição aqui. Vários adolescentes vieram aqui e as pessoas não têm noção da discussão, como foi rica pros adolescentes, e esse é o papel".
Em outra entrevista, Ropre declcarou: "Assusta um pouco saber que as pessoas não conseguem entender uma crítica óbvia, mas é uma reação natural do machismo, que é justamente o que eu denuncio na minha série. Essa reação na contramão é o próprio machismo tentando reprimir as questões que a gente coloca contra ele".
Ao explicar o nome da exposição, "Cadafalso", Ropre afirmou: "Eu tentei falar da questão da mulher na sociedade, porque com o machismo a gente fica nesse cadafalso, seja na situação de tortura ou de privação de algumas coisas, então é uma tentativa de falar de uma situação pesada que a mulher carrega diariamente".
Como escreveu a jornalista Izabela Sanchez: "Em 2017, mais de 500 anos após o fim da inquisição, Alessandra [Ropre] tentou falar e denunciar os julgamentos e violências aos quais estão submetidas as mulheres. Ao denunciar a 'fogueira da inquisição machista', no entanto, Alessandra se viu, ela mesma, no Cadafalso". 
E não se iludam: a caça às bruxas está apenas no começo. 

52 comentários:

Rafael Cherem disse...

Nem chegaram perto do museu! Que país triste!Analfabeto e atrasado.Num lugar civilizado a obra seria debatida, rebatida, questionada mas nunca censurada.

Em tempo, olha ai o uso do direito penal como instrumento de perseguição política/ideológica.

Anônimo disse...

Lola sou sua admiradora seu blog e nota 1000.
Estamos vivendo um verdadeiro caça as bruxas no fundo eles querem intimidar artistas.

Anônimo disse...

Vai tentar convencer uma pessoa mais humilde que não tem nada de errado com aquela obra.

Incrível a capacidade que vcs têm der dar tiros nos próprios pés, rs

Anônimo disse...

O bom é que continuam pensando que são ações isoladas e desordenadas, sem estratégia central.

Ainda não sabem sobre os 'ovos de olavo' sendo chocados em todo o Brasil. Quando descobrirem a verdade, já vai ser tarde demais.

Anônimo disse...

Neste momento a esquerda precisa ser unir aumentar a bancada progressista ja estou em campanha por Ciro Gomes e meus deputados serao do Psol

Anônimo disse...

Denúncia ou não, a exibição de material obsceno para menores de 18 anos é vedada em lei.

E embora o ECA diga que terminologicamente a adolescência para fins legais começa aos 12, a gente sabe que com 12 é criança sim, eu mesma só menstruei com 14 anos, então... tá faltando bom senso.

titia disse...

Claro que os deputados de bem, de família e defensores da moral e dos bons costumes iam censurar a pintura. Se as pessoas começarem a tomar consciência dessas coisas, quem eles vão estuprar? Como eles vão calar as filhas, sobrinhas e enteadas que molestam em casa? Como vão assediar a empregada em paz? Como vão consumir pornografia infanto-juvenil sem serem julgados pelos vizinhos? Reaças não ligam pras crianças, são eles que alimentam a prostituição e exploração sexual infantil nesse país. O que eles querem é 1) aparecer e 2) manter suas vítimas na ignorância.

Anônimo disse...

Acho curioso como arte é antes de tudo um trabalho criativo, executado por artistas que vivem da criatividade mas que não têm criatividade o bastante para falar de um tema sem precisar mostrar genitálias.

Desenhar pinto é coisa que qualquer moleque de 6 anos faz na carteira do colégio.

Mas tudo bem, hoje em dia é so colocar um copo de iogurte vazio no meio de uma sala, botar uma plaquinha, chamar de arte e esperar um bocó botar a foto no Instagram #arte #cultura #ubuntu

Anônimo disse...

Pessoas humildes que acabam caindo na conversa facil e rasa da direita mas nao passa de massa de manobra pois vcs nao ligam para elas

Cão do Mato disse...

Chega logo 2018! Vamos depurar esse Congresso!

Anônimo disse...

Pessoas humildes que vcs manipulam com o seu discurso raso e hipocrita

Anônimo disse...

"Ainda não sabem sobre os 'ovos de olavo' sendo chocados em todo o Brasil. Quando descobrirem a verdade, já vai ser tarde demais."

O ex-comunista e astrólogo é sem dúvida o maior engenheiro social do Brasil atualmente.

Lembram da Sara Winter?

Dia desses, diz ela que seu telefone foi roubado e não se fazendo de rogada, criou uma vaquinha para repor o aparelho. Um bem caro por sinal, o meu custou a metade. Olavo compartilhou isso nas suas redes sociais e não é que ela conseguiu as doações? E eu vi os comentários das pessoas dizendo "doei a pedido do Prof. Olavo de Carvalho".

Como sou a favor que devemos conhecer profundamente os inimigos, leio tudo o que esse homem escreve e vejo muitos dos cursos que ele dá no Youtube. E é curioso que o Olavo, em si, despreza esse tipo de segue tudo cegamente sem questionar. Já chamou geral de burro quinhentas mil vezes e não cansa de esculhambar os alunos justamente pra provocar, incitar, chamar à treta, despertar algum questionador dormente ali. Mas não, o povo apenas segue. Na primeira aula do Curso Online de Filosofia, 8 anos atrás, ele já avisa que sabia que isso ia acontecer.

Sabedor do poder de pastoreamento da população fanática média e estudioso dos meios que já foram empregados para manipular a sociedade nos mais diferentes regimes políticos e ideologias, xingando e mandando todo mundo tomar no cu (diz ele que é pra acordar os alunos), está aplicando rigorosamente o que aprendeu por ser um homem com meios e motivação para tal. E está funcionando. E ele instiga com frequência a judicialização do atentado a certos valores, quando há disposição legal para isso. O que também está dando certo.

Pra conter os "ovos de Olavo", uma estratégia melhor do que simplesmente ridicularizar e gritar contra o velho será necessária e lembremos: ele apoia abertamente o Bolsonaro.

Claudio.Loredo disse...

Ótimo texto. Nós progressistas precisamos ficar alertas para que nossa voz não seja silenciada. A direita brasileira tem usado a tática da intimação para silenciar os questionamentos às injustiças sociais. Agora a nova tática deles é a censura pura e simples.

Anônimo disse...

Melhor comentário, 14:24

Sei que é difícil não ridicularizar diante de vários absurdos da Direita, e um "foda-se" ou outro para pessoa excepcionalmente BURRAS, machistas e psicopatas é a única saída. O problema é que muitos da Esquerda estão usando SÓ essa estratégia contra a Direita, ou mesmo contra pessoas indecisas que ora apoiam a Direita, ora a Esquerda. O resultado é um exército de ofendidos, que mesmo que não apóiem a Direita, também não dão o braço a torcer e não apoiam a Esquerda de jeito nenhum. Isso quando não apoiam o Bolsonaro só para provocar o outro lado (já que pelas propostas aprovadas dele é que não apoiam, já que ele não tem nenhuma...).

Gente, 2018 está chegando, e é um momento crítico. Precisamos AGIR, voltar com propostas palpáveis e mostrando esperança aos cidadãos mais humildes, e NÃO APENAS SÓ REAGIR às atrocidades de uma Direita (infelizmente) muito atuante.

Anônimo disse...

O que ocorre no Brasil atualmente e que criou se uma imprensa antipetista e anti esquerda que se orgulha de ser racista machista e homofobica prega absurdos que no Brasil vivemos uma ditadura gayzista feminazi e de direitos excessivos aos negros e qualquer pessoa com um minimo de QI sabe que isso e uma balela mas temos infelizmente uma classe media alta e uma classe rica que forma homens brancos que quando fracassam na vida querem culpar alguem e acabam culpando politicas publicas e para piorar temos uma classe media pao com ovo que acha que faz parte da elite desdenha dos pobres mas na verdade ela e pobre depende de salario e quer passar a imagem de grande capitalista

Anônimo disse...

Lola, estou ficando tão apreensiva com o que vem acontecendo! Cada vez mais há poder nas mãos de quem não respeita o direito dos outros ou tenta compreender o espaço e a liberdade alheia. A liberdade de expressão do artista é essencial e a arte tem como objetivo nos provocar, fazer refletir, etc. Historicamente, a classificação e oposição à obras de arte e artistas "degenerados" aconteceu antes mesmo da fundação do próprio Partido Nacional Socialista... se esta repreensão vem acontecendo hoje no Brasil é porque claramente estamos abrindo espaço para a intolerância! Precisamos reagir!

Anônimo disse...

Divulguem para quem puderem:

Bolsonaro admite que ESTUPRAVA animais.

Trecho da fala dele transcrita: "A gente ia atrás de galinha no galinheiro... Alguns mais malandros iam na bezerrinha, na jumentinha... Era comum... Naquele tempo não tinha mulher como tem hoje em dia." (Isso tudo falado em meio àquelas risadas debochadas e psicopatas que esse ser execrável costuma dar.)

Exibido no CQC para todas as faixas etárias.

Confira em: youtu.be/4w4lcbzL5g4

Anônimo disse...

Todos esses conservadores, falsos moralistas, são completamente hipócritas e asquerosos, pois incluindo seus grandes líderes - aqueles quem eles tanto defendem, apoiam e se espelham - são estupradores de crianças, de animais, são espancadores de mulheres, assassinos, bandidos, criminosos da pior espécie (não são eles mesmos quem defendem que bandido bom é bandido morto? o que eles estão fazendo vivos ainda?). Eles são culpados, responsáveis por todas as merdas mais tóxicas que eles adoram pregar que lutam contra, eles são na verdade os seres mais repugnantes e mais incapazes de viver em sociedade. Não sei como tem gente que ainda consegue apoiar esses vermes, devem ser da mesma laia, já que se espelham neles, no melhor dos casos estão num nível extremo de ilusão e alienação. Mas nesses casos essas pessoas deixam de dar apoio quando toda a verdade vem à tona e elas acordam pra vida.

Anônimo disse...

Perfeita!

Anônimo disse...

Não houve censura, não existiu nenhuma lei proibindo nada, o Que houve foi boicote,as pessoas são livres para aderir ou não.

Anônimo disse...

Corretíssimos os dois pontos principais do seu comentário: é necessário conhecer o inimigo - e é necessário travarmos combate verdadeiro, em vez fingirmos, enquanto somos apenas narcisistas escarnecedores.

A única maneira de se impôr de verdade e tomar território do fascismo alastrante, é alastrar-se também, oras. E como fazer isso? Vamos pensar: a vontade de autoritarismo e de submissão risonha a um poder autoritário se espalha rapidamente porque se compõe automaticamente com as subjetividades pré-dispostas a isso, que nada mais são que as pessoas formatadas por afetos enfraquecedores (raiva, medo, ódio, ressentimento, frustração, nojo, misoginia, etc) que circulam na população em massa. O próprio pensamento é um afeto. Esses afetos tornam as pessoas fracas e reativas, presas em ilusões de toda sorte (o sobrenatural, a liberdade, o livre-arbítrio, etc) - e são constantemente incutidos, mantidos e fomentados nas pessoas por várias vias, como: geracional (família), institucional (escola, trabalho), midiática (TV, jornal, revistas e Internet) e cultural (o ar que respiramos).

Então o inimigo é interno e externo, em uma retro-alimentação constante. E esse inimigo NÃO é O OUTRO - ele está dentro de todos, inclusive dos que pensam que estão no lado certo, moral, liberal, justo. Julgar-se superior já é um sintoma de contaminação e de determinação por afetos enfraquecedores, de ecouraçamento. Moral não é ética, liberal não é livre e a justiça é mais ilusão. Continuando arrogantes, narcisistas, cegos para tudo que é anti-vida em nós, cegos para sabotadores fofinhos dentro de nossos movimentos, nunca seremos capazes de nos opôr realmente ao fascismo e a tudo que destrói a vida, pois seremos apenas o mesmo, só que com algumas ilusões a mais.

O primeiro passo é, então, eliminar os receptores afetivos do fascismo e que tais em nós, mudar nosso modo de pensar e de agir. Isso não é fácil, mas é urgente. Quebrem a crista e façam. A segunda etapa, que só pode ser levada a cabo por corpos e mentes verdadeiramente livres, lúcidos, éticos e ativos, é espalhar-se, ganhar território - dentro das subjetividades, em massa. Mas nós não temos um grande canal de TV, não somos os adultos de quem os jovens em massa dependem nas famílias, não somos as escolas, não somos os donos dos meios de produção, os donos do trabalho de quem os adultos em massa dependem, e nem na Internet nossa ação é fluida, porque estamos sempre em um interminável embate com as forças reacionárias, em um ring de areia movediça de onde ninguém sai. Como poderemos espalhar afetos fortalecedores em massa? - Além disso, será que as pessoas têm, dentro de si, essa mesma predisposição para conectar-se com afetos fortalecedores, que têm para conectar-se com afetos enfraquecedores?... E agora, José?

Respondendo a segunda pergunta primeiro: SIM, há essa predisposição, está soterrada e é mantida assim pelos mesmos mecanismos já conhecidos. Só que a força, a potência de vida, é muito, mas muito mais forte que essa falsa-vida e, uma vez despertada, não quer voltar a ser fraca, não admite tal falta de ética. É obvio que esse processo NÃO é em nada como o processo econômico que tirou 36 milhões da miséria... Não é nada disso. Não vou dar exemplos, não quero passar de um comentário - e vocês é que vão vasculhar suas vidas e olhar ao redor e encontrar exemplos reais - e isso já é um exercício ético de fortalecimento - assim como é um exercício ético de fortalecimento que vocês respondam também à primeira pergunta: Como vamos espalhar afetos fortalecedores em massa?

Uma dica: comecem saindo do ring de areia movediça... O resto, é com vocês. Mas não é difícil descobrir o que fazer, não... Outra dica: para um corpo e uma mente verdadeiramente fortes, éticos, livres, alegres e lúcidos a resposta vem automaticamente. Assim, voltamos à importância do primeiro passo.

Lara disse...

Caro anonimo de 15 de setembro de 2017 13:26

Eleger Ciro Gomes é um tiro no pé, eu aconselho se informar melhor sobre esse cidadão e o que ele representa. Sugestões:

https://www.institutoliberal.org.br/blog/o-retrospecto-de-ciro-gomes-e-o-risco-que-ele-representa/

http://www.jb.com.br/pais/noticias/2016/10/11/ciro-gomes-e-o-vacuo-de-representacao-cientistas-politicos-comentam-criticas-a-esquerda-e-a-direita/

http://www.esquerdadiario.org/Cirao-das-Massas-ou-mais-um-politico-a-servico-dos-ricos-Quem-e-Ciro-Gomes-afinal

https://ceticismopolitico.com/2017/04/03/ciro-gomes-usa-tese-dos-paternalistas-de-direita-e-diz-que-dilma-foi-tonta/

Anônimo disse...

19:08, que texto fantástico!

Anônimo disse...

E qual é a tática progressista? Qual a sua estratégia, em ações práticas?

Anônimo disse...

Sejamos francos, se a pintura fosse feita por um artista reconhecidamente "reaça" [termo estranho que não se sabe bem o que quer dizer] vocês feministas iam alegar que promovia pedofilia.

Isso se chama "viés". Todo mundo tem, inclusive quem se declara neutro.

BLH

Anônimo disse...

Ciro Gomes é ex-ARENA, liberal, neoliberal, autoritário, misógino, coroné do nordeste, explorador da pobreza, mais um fofinho infiltrado nas esquerdas.

Anônimo disse...

Perfeitos, os dois comentários, este e o das 14:24.

Anônimo disse...

Nem Ciro Gomes nem PSOL são esquerda.

Anônimo disse...

Exatamente! A obra em questão é claramente ANTI-pedofilia, e despertadora do potencial de lucidez de vítimas dela, potenciais vítimas e pessoas ao redor delas, que poderiam, com seu despertar e ação real, não omissa, escapar dessa barbaridade. Os reaças que atacaram o direito dessa obra de ser exposta, são exatamente os perpetradores dessas barbaridades. Até parecem personagens do marquês de Sade, personagens de Saló... aliás, são exatamente esses reaças que estão representados na obra da Adriana Varejão na outra mostra!

Anônimo disse...

Oi Lola, não é exatamente relacionado a esse post, mas queria sugerir que vc fizesse algum dia um post com esse material que explica didaticamente feminismo para homens. O material já tem algum tempo que foi organizado e é excelente para quem quer começar a ter informação sobre, e salvo engano nunca vi algo sobre ele aqui no seu blog. Futuramente quem sabe, quando quiser um post sobre o assunto... aqui o link: https://papodehomem.com.br/feminismo/

Anônimo disse...

Não mesmo, Anonimo das 22:58. Porque está na cara que não.

Anônimo disse...

Há um homem nesse mundo capacitado para falar de feminismo a outro homens: Robert Jensen. Aqui temos uma ótima entrevista concedida por ele a uma rádio feminista: https://www.youtube.com/watch?v=R8zRN1jPfik e aqui uma palestra dele baseada em seu livro Fim do Patriarcado: https://www.youtube.com/watch?v=FZXetyCfzXU. Quem não é fluente em inglês pode ir se virando com o closed caption computacional (acho que o primeiro vídeo tem) enquanto não aprende e fica fluente. Aqui o livro à venda na Amazon: https://www.amazon.com/End-Patriarchy-Radical-Feminism-Men/dp/1742199925

Se há algo a ser dito para homens sobre o feminismo é pelo Robert, concedendo uma entrevista à pedido deste Blog ou por meio de um artigo dele traduzido e publicado aqui, por exemplo.

Anônimo disse...

O gosto pelo autoritarismo vem dos instintos masoquistas mais secretos e perversos... para o mundo, é necessário mascará-los - mascarar o autoritário é só a maneira mais fácil e menos cognitivamente desafiante de fazer isso.

Anônimo disse...

E quais as suas sugestões de reações - e ações, o que é mais importante - práticas contra a intolerância, para você e todos nós começarmos a praticar desde já? Ah, medo, tristeza e impotência não servem.

Anônimo disse...

Ai, acabei de rever aquela porcaria dos clones, lá no Netflix... Por que eu fiz isso comigo mesma?!! Nossa, como eu odeio aquele Anakin-bolsominion... Seria George Lucas um péssimo roteirista e diretor que deu sorte nos anos 70 e 80 ou seria ele um visionário? - e só agora reconheceremos isso?... :-P

João Antonio Alves Martins disse...

22:58

Você tirou uma conclusão baseada em uma suposição? HAHAHAHA

titia disse...

BHL, fofo, se o artista homem tivesse igualmente escrito a frase "O machismo mata, violenta e humilha" na pintura, as feministas não considerariam apologia; considerariam exatamente o que ela é, denúncia. Claro, se fosse um reaça pintando porque reaça odeia denúncia e adora machismo e pedofilia) sem a frase aí sim seria apologia. Faça o favor de parar de bancar o inocente que ninguém engole mais essa farsa.

Anônimo disse...

A Direita esta crescendo.
Vcs acham q depois desse papo de lugar de fala, todo homem eh um estuprador em potencial, tudo eh construcao social... acham q nao ia ter resposta???

Esta ai a resposta.
Roma tbm caiu.

Anônimo disse...

Tem um vídeo no canal mamaefalei no YouTube com o curador da exposição lgbt afirmando q estava liberada a entrada de CRIANÇAS e adolescentes. .. criança pode ver pornografia agora?

E ainda outro no vídeo do mesmo canal com a esquerda boazinha agredindo fisicamente o cara q filmava o protesto deles contra o cancelamento da exposição, o cara perguntar se eles sabiam o q era censura e boicote foi o suficiente pra agirem igual animais raivosos.

Anônimo disse...

Um artista paranaense foi preso em Brasília, em 15 de julho, por fazer uma performance nu em frente ao Museu da República. "Ato obsceno". Enquanto isso, a Polícia do Distrito Federal não faz NADA para proteger a população dos assaltantes drogados e armados que agem naquela região, na rodoviária, no Eixo Monumental. Os reaças berram o discurso de melhorar a segurança, mas, engraçado, não fazem nada para mudar essa situação absurda, a insegurança nos espaços públicos de Brasília. Agora, o artista nu, numa performance claramente anunciada como tal, nossa, que horror! Caso de polícia. O Centro-Oeste é o faroeste caboclo, região reacionária, deseducada.

Luiza Bairros disse...

Tem genitálias no teto da capela Sistina, fio.

Anônimo disse...

Carta Aberta a um Pai

Decididos a quebrar a espiral de silêncio lançada em torno de Heloisa de Carvalho Martim Arribas, decidimos ceder o nosso espaço para que ela tenha o direito de se expressar e ser ouvida publicamente, especialmente levando em conta a importância do papel público de Olavo de Carvalho e a campanha de difamação lançada por ele contra a sua filha mais velha.


Carta aberta a Olavo de Carvalho, meu pai.

Estou escrevendo essa carta aberta por que você só sabe ficar xingando daí dos Estados Unidos, já que nunca teve a decência de enfrentar as pessoas cara a cara. E, quando digo enfrentar, é encarar que tudo o que falo sobre sua vida é a mais pura verdade. Não adianta mais o seu hábito de criar medo nas pessoas, o que fez com que seus filhos e esposas não abrissem a boca nem mesmo para Deus. Sempre foi sua tática chamar os outros daquilo que você é, e depois se sair de vítima quando é desmascarado ou ficar ironizando como uma forma de mascarar a verdade.

Você não se lembra das inúmeras vezes em que você me pegou para passar o final de semana com você, e você nem me respeitava, ficando na sala ao lado enquanto eu dormia na sala do Bolla e era acordada no meio da noite com os gemidos das suas farras?

Lembra-se de que, quando minha mãe, meus irmãos e eu fomos despejados e passamos a morar em um quarto com banheiro nos fundos da sua escola de astrologia, a Escola Júpiter, enquanto você fazia uma farra com a sua segunda esposa, a Silvana, minha mãe tentou o suicídio e, se não fosse por mim, ela teria morrido? Já se esqueceu também de que, quando eu fui morar com você e a Silvana, meus irmãos foram morar com a nossa avó materna, mas você nunca foi visitá-los?

Esqueceu que, quando fomos morar na casa perto do aeroporto, você e sua esposa Silvana me largavam sozinha enquanto você ia dar aula de astrologia, e que depois saíam para jantar fora e chegavam de madrugada enquanto eu, com apenas 13 anos, ficava lá sozinha e sem comida?

Aliás, as suas casas, apesar de ter mais de uma esposa, sempre foram imundas, e as suas esposas faziam questão de ficar a madrugada toda acordadas, batendo papo furado com você, e depois dormiam o dia todo. A sua mãe nunca ia visitá-lo, pois tinha nojo! E eu, quando morei com você, acabei tendo de aprender todo o serviço de casa, já que nunca gostei de sujeira.

E já que estou falando da sua mãe, lembra-se que ela morreu recentemente sem ao menos receber um único telefonema seu enquanto estava consciente, apesar de ter pedido tanto que você entrasse em contato? Essa minha avó, com quem você tantas vezes brigou e deixava com enxaquecas, passando mal por sua causa, sendo que quem estava ao lado dela, muitas dessas vezes, era eu.

E era eu também que, quando você foi internado na clínica psiquiátrica, ia te visitar, apesar de você ter internado minha mãe em um hospício por duas vezes só para que a sua vida ficasse mais fácil, já que assim ela não podia cobrar nada de você.

Nós sempre vivemos contando com a ajuda de familiares.Ou se esqueceu de que minha mãe deu a guarda judicial dos filhos para parentes, para que assim nós pelo menos tivéssemos acesso a tratamento médico, já que você não dava assistência aos próprios filhos?

Já esqueceu que nunca se preocupou nem com a escola dos filhos, mas agora fica postando fotos dos diplomas da Leilah aí nos Estados Unidos, sendo que as pessoas nem imaginam que ela só vai à faculdade porque, depois de 12 anos que estão aí, ela ainda não conseguiu a cidadania e precisa de vínculo com uma universidade para continuar no país?

Não se lembra mais de que nunca visitou a casa de um filho? Hoje, para dar ares de “família margarina”, fica se fazendo de pai de família e bom avô, mas as pessoas não sabem que, quando você surta, culpa a todos à sua volta pelos seus erros com essa sua fúria histérica.

Lembra que, em um surto de loucura, colocou uma arma na cabeça dos seus filhos?

Anônimo disse...

E onde estava o pai da “família margarina” que, quando soube que eu tinha sido abusada sexualmente, não fez absolutamente nada, e que há uns quatro meses ainda me culpou pelo abuso? Acho que você esqueceu de que eu só tinha 9 anos.

Diante de tantos fatos ocorridos em nossas vidas, fatos esses não só da vida familiar, mas também muitas coisas que eu vi você fazer contra os seus amigos, eu agora percebo que você não mudou nada. Eu até cheguei a acreditar que tinha mudado, mas, quando te liguei para defender o Daniel Aragão e te contar sobre o caráter do Jossias Teófilo, você, a Leilah e a Roxane começaram a xingar a mim e ao Daniel numa gritaria cheia de palavrões que mais parecia um surto psicótico. Eu sei que, quando você surta, você fica incontrolável. Eu já vi muitos desses surtos. Daí caí na realidade: você não mudou nada!

Na comunidade muçulmana que você criou em sua casa na Bela Vista, todos te apoiavam e te seguiam incondicionalmente. Na época, eu não sabia que aquilo era uma seita. Quando tudo explodiu, as pessoas te largaram, muitas sumiram e algumas ficaram loucas. Como no caso da Liana, uma pessoa boa que você usou, de quem você realmente pegou dinheiro indevidamente e que te processou por isso. Ela só não ganhou porque estava perturbada demais para ser sensata no processo, e você acabou beneficiado pelo “in dubio pro reo”.

Em relação a esse post:
https://www.facebook.com/olavo.decarvalho/posts/10155629737847192

Por que não se inspirou nele quando ele disse que eu precisava ter uma vida normal de criança? Talvez por isso é que diga que ele não fosse um exemplo para você.

Quanto a esse outro post:
https://www.facebook.com/olavo.decarvalho/posts/10155629744467192

Quando você ia “treinar” no Michel Weber, eu ficava andando pelo estúdio dele e via coisas macabras, como quadros e objetos que pareciam coisas satânicas. E tinha também aqueles cães sanguinários dele, que pareciam ter parte com o demônio, e, no dia em que quase me atacaram, o Michel, em vez de se preocupar comigo, ficou bravo com você por ter me deixado xeretando nas “coisas” dele.

Então, quem aqui é grotesco, quem aqui sempre foi unido com o macabro, quem aqui não é bondoso para com seus parentes e amigos, quem aqui não teve talento, e eu estou falando em talento de fato, não o de criar um secto de fanáticos e cegos, quem nunca teve coragem perante a vida, quem aqui nunca trabalhou de verdade?

Você pouco sabe da minha vida, das pessoas que me cercam, dos meus amigos, do meu trabalho… Então começa a criar vergonha na cara e pare de dar indiretas (um hábito seu desde que eu me conheço por gente). Você nunca teve coragem e decência para enfrentar a vida real.

Tudo o que escrevi é um recado para você: muda enquanto dá tempo para você se transformar em um ser-humano decente. E não diga que eu me uni ao diabo. Isso sempre foi um direito só seu! Eu não preciso me unir a ninguém para falar e contar sobre você. E pode ter certeza de que lembro de muito mais coisas.

E só não enxerga o que você está criando nas pessoas, usando o nome de Deus, quem é cego, pois eu vejo claramente, como já vi em outras épocas suas, um bando de pessoas insensatas, com ódio de tudo e de todos, que caem cegamente na sua pregação, criando um exército de intolerantes com seus semelhantes, e que, quando enxergarem, não vai ter psiquiatra e nem hospício suficiente para todos.

Pai, você sabe que minha questão não é familiar como você pinta, fazendo parecer somente uma fofoquinha. Eu só falo de fatos familiares para que as pessoas enxerguem quem você é na vida real. Sinto muito que a sua lavagem cerebral sobre as pessoas já tenha tomado essas proporções. Sim, isso mesmo, lavagem cerebral com as técnicas que você domina tão bem, como as da Programação Neurolinguística.

Anônimo disse...


E quanto ao dente de leite que está sendo leiloado e você diz não ser seu, foi a minha avó quem deixou para mim muito antes de morrer. Mas você sabe muito bem que eu sempre fui o baú e memória viva da família. Tanto dos fatos quanto dos objetos. Acredito que você nem sequer tenha uma foto sua de criança, nem o peso de papel do seu pai, nem o seu álbum de bebê. Nenhum de vocês tem nada, pois a única que sempre conviveu de perto com minha avó fui eu. E você sabe bem disso.

Esse quadro, por exemplo, você tinha na parede da Escola Júpiter, não é? Deu para a minha avó e hoje está comigo.

Essa foto, você tirou em Paris. Lembra-se de que você me deu quando se mudou para os EUA?

Esse peso de papel do meu avô, seu pai, que você nem sabia onde estava, está bem aqui na minha casa. E você já até postou sobre isso:

Então não diga que o dente de leite não é seu. Você sabe muito bem que minha avó sempre me deu tudo o que ela guardava de você.

Mas, se mesmo assim, tiver dúvidas quanto ao dente ser seu, eu posso mandar fazer um exame de DNA nele.

Mas você não vai querer passar pela vergonha de ser desmentido novamente, vai?

Heloísa de Carvalho Martin Arribas.

Este texto vai estar com as fotos no blog do http://libertoprometheo.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

Existe pinto em tudo que é museu do mundo. Mas tirando certos festivais japoneses e assemelhados em outras culturas e países, pinto duro é sempre considerado pornografia.

E eu concordo com quem falou que é muito engraçado esse povo super criativo que não tem criatividade de fazer algo sem envolver pornografia de um modo ou de outro. M E L H O R E M.

Joana disse...

Caiu o que? Acorde, pessoa! Quer dizer que a direita está apelando como louca e esperneando para derrubar o que já caiu ou o que não existe? Você pensa que está comentando para quem não sabe ler? Vai dormir, pessoa!

Anônimo disse...

Um absurdo isso que aconteceu nessa exposição. Realmente um ato de ignorância e censura. Não faço a mesma leitura sobre o caso Santander.

Anônimo disse...

"julgadas e queimadas vivas pela inquisição católica."
Lola, tu poderia expandir esse tema? Já estudou isso de forma mais aprofundada? Poderia citar as fontes?

Anônimo disse...

A tática de tentar alterar a História e tentar negar fatos, artificialmente transferindo-os do lugar dos acontecimentos reais para o lugar das interpretações e das doxas, tem seu uso amplamente atribuído à direita e à extrema-direita.

Realmente, esses lados do espectro político estão fazendo uso intensivo dessa tática. Porém, mais abrangente da realidade e, portanto, mais adequada, é a compreensão de que essa tática de distorção do real é um dispositivo usado, na verdade, por corpos e mentes tomados por paixões tristes, afetos enfraquecedores, impotentes para entender porque são afetados como são pelo mundo, impotentes para agir e capazes de entrar em relação com esse mesmo mundo apenas reativamente, por meio do medo, da raiva, da vontade de destruição, do incômodo e das contorções da imaginação. Como vemos no comentário acima, um pensamento alinhado com a esquerda do espectro político nos serve de exemplo desse esperneio dos afetos e da impotência.

Anônimo disse...

15/set 22:25, seu breve comentário mostra que você foi afetada/o positivamente pela leitura do comentário das 19:08 - houve um bom encontro, que aumentou sua potência - a alegria é um sintoma do aumento da nossa potência, e a potência que aumenta em nós é sempre a potência de pensar sobre o mundo e sobre nós e de agir no mundo e em nós. Só que apenas isso ainda não é suficiente para uma efetiva realização de novas ações e pensamentos.

O que falta, então? Se temos um aumento de potência mas não entendemos como esse aumento aconteceu, se continuamos ignorantes do porquê fomos afetados positivamente (ou negativamente, quando nos entristecemos ou enraivecemos e perdemos potência), se não nos esforçamos para ir além do mero afetamento acontecido ao acaso dos encontros - não conseguiremos desvendar o mecanismo causal entre afetamento e aumento de potência - e, sem esse conhecimento, não conseguiremos reproduzir o aumento da nossa potência novamente, não conseguiremos selecionar os encontros nem buscar ativamente o que nos fortalece. Ou seja, sem entender as relações de causa e efeito mais constituintes da vida, não seremos capazes sermos ativos, continuando a meramente reagir passivamente aos encontros e como eles nos afetam. E passivos não são capazes de mudar nada. Só que, vejam só que bom, que presente da vida: o aumento de potência trazido pelos bons encontros nos fornece uma energia extra, uma alegria, uma vontade, um desejo ativo de ir mais longe, conhecer o que falta conhecer, entender como a vida funciona e permanecer para sempre numa espiral de fortalecimento. Para isso, é necessário não só chegar ao conhecimento do mundo como ele é - como também alcançar o auto-conhecimento - com coragem para superar narcisismos encouraçantes, perversos e imobilizadores.

E aí voltamos ao primeiro passo que citamos no comentário que te alegrou, complementado agora pelo desenvolvimento de um pensamento do que vem após a circulação dos afetos fortalecedores nos corpos, nas mentes e na sociedade. Esses afetos são como plataformas para pulos mais altos, um impulso para os vôos do conhecimento, para além do afetamento - para uma vida forte e ativa, para além da vida fraca e reativa.

Mas alçar esse vôo exige esforço próprio, vontade e desejo verdadeiro de tornar-se ativo - não uma vontade de servidão, camuflada sob a arrogância de uma falsa-luta impotente - mas um desejo forte e prático de entrar em relação com tudo que existe, em relação com todo tipo de pessoa que existe, sendo capaz de afetar positivamente todo tipo de pessoa que existe. E nesse desenvolvimento está embutida mais uma dica sobre a pergunta que vocês ainda têm de responder e colocar em prática: Como fazer circular afetos fortalecedores em massa, por toda a sociedade? E acrescentamos: Como fazer acontecer o pulo do afetamento para o conhecimento, também em massa, e então realmente nos aproximarmos de uma verdadeira libertação de ilusões, submissões, negações, auto-sabotagem (como acontece dentro do feminismo, com liberalismos e que tais), passividades, narcisismos e, finalmente, fascismos - em massa, e de maneira que se sustente, permanentemente? -> Ao trabalho!

Anônimo disse...

...e o faz para defender um autoritário.

Anônimo disse...

"Sejamos francos, se a pintura fosse feita por um artista reconhecidamente "reaça" [termo estranho que não se sabe bem o que quer dizer] vocês feministas iam alegar que promovia pedofilia."

Por muito menos que uma criança entre dois homens de pênis ereto já se pediu a cabeça de artista no Brasil e no mundo. Bem menos. Mas aí não é censura não.