quarta-feira, 27 de setembro de 2017

CARTA DE MÃE E PROFESSORA AO ASSESSOR DE VEREADOR QUE FOI À ESCOLA CONFRONTAR ALUNAS

Várias professorxs, mães e alunas de Tubarão, SC, estão se mobilizando para combater um circo de horrores que vem acontecendo não só lá na cidade, mas por todo o país.
Semana passada Diego, um assessor de vereador conservador em Tubarão, foi a uma escola estadual onde alunos de ensino médio participavam de uma feira de ciências, com o tema "Ciência, Ética e Cidadania". Havia 22 trabalhos, mas Diego foi arrumar encrenca com uma delas, sobre diversidade. Foi lá, armou um escândalo, assustou alunos e professores, e agora diz que vai processar o Estado.
Uma professora, que pediu para não ser identificada (pois ela e outros já são perseguidos na cidade conservadora de 103 mil habitantes), me mandou algumas linhas: "Antes de mais nada, parabéns pelo excelente artigo no blog. Muito importante seu apoio para nós, que estamos lutando contra essa aberração em nossa cidade. Te envio uma carta escrita por uma mãe anônima, que está circulando pela cidade após o episódio. Ela usa o pseudônimo Adelaide do Julinho, uma bela alusão ao período ditatorial, que parece tem nos rondado como um fantasma".
Julinho da Adelaide, para quem não sabe, foi o pseudônimo inventado por Chico Buarque para fugir da censura em 1974. Já que tudo que era feito por Chico era censurado, ele conseguiu driblar os ditadores com este nome. E nós, nesses tempos de censura, que pseudônimo devemos adotar?
Eis a carta escrita por uma mãe de Tubarão, direcionada ao assessor da Câmara de Vereadores da cidade, após sua intervenção polêmica em uma feira de ciência realizada em escola estadual do município.

Carta de Amor e Tolerância ao Querido Diego
Olá, Querido Diego, tudo bem?
Permita-me te chamar assim, não sei teu sobrenome e não te conheço pessoalmente, fiquei sabendo de ti quando te envolveste num episódio pouco gentil da sua parte, que movimentou a cidade de Tubarão.
Permita-me também me apresentar, sou uma mãe de dois filhos adolescentes. Sou uma professora que habita e trabalha na cidade de Tubarão há muitos anos.
E como mãe e professora, Querido Diego, tomei a liberdade de te escrever e te dar três conselhos, que eu gostaria que fossem lidos com muito amor e carinho.
Certamente nasceste de uma mulher como eu. E certamente ela se aprimorou para te dar muita educação. Vi tua foto, és um homem forte, aparentemente saudável, tua mãe e talvez tua esposa cuidam bem de ti, não é mesmo? Deves ter filhos, ser amado e amar muito eles, eu acredito. Mas vamos aos conselhos.
Primeiro conselho, Querido Diego: Respeite o anfitrião.
Quando fores convidado a ir na casa de alguém não maltrate ou humilhe o anfitrião. Pois é, você foi convidado para ver o trabalho dos alunos na Escola Jovem, chegou lá, ofendeu, constrangeu e humilhou adolescentes sem capacidade de defesa. Isso foi muito feio, Querido Diego, imagine se fosse com seus filhos? Imaginou? Pois é, penso que você ficaria triste e ofendido, não é mesmo? 
Uma das cartolinas que o assessor
quis proibir. Afinal, segundo ele,
escolas não podem sequer
pronunciar termos como gênero,
orientação sexual e sinônimos
Você pensou o quanto foi dispendioso para aqueles meninos, filhos de trabalhadores tubaronenses, juntarem dinheiro para comprar cartolina, tirar xerox colorida (R$ 1,50 a folha, Querido Diego); comprar TNT, fazer camisetas? Você pensou no empenho da direção da escola, dos professores e demais funcionários? Porque, Querido Diego, não é fácil trabalhar em uma escola. Temos que lidar com uma diversidade absurda de pessoas, e sabe como conseguimos passar por isso sem amargar? Sendo tolerantes e amorosos! Sendo parceiros um dos outros! Acolhendo, abrigando, aceitando! Aceitação é uma palavra que todas as mães conhecem e praticam.
Segundo conselho, Querido Diego: Seja uma pessoa firme, de fibra!
Acho que tua mãe te ensinou isso, não é mesmo? Se fez, assuma! Não inverta a situação, é feio! Afinal você já é um homenzinho crescido. Assumir que errou é uma virtude linda! Quem não quer ser exposto, não deve se expor. Na sociedade altamente conectada em que estamos vivendo, é impossível que um ato escandaloso como o teu não ganhe o mundo. 
Peça desculpas, afinal, você estava no calor da empolgação. Estava vibrando com a possibilidade de ajudar seu chefe. Já pensou que legal? Usar as criancinhas de seis anos e os gays para conseguir ser deputado estadual? Nossa, um orgulho para nossa cidade, não é mesmo?
Não, Querido Diego, não é. Mais uma vez, como mãe e professora, te digo que seria muito mais legal se teu chefe tivesse te mandado para lá para saber o que a escola estava precisando. Já imaginou como seria você levar para o seu chefe uma proposta de apoio para a feira de Ciências da Escola Jovem de 2018? Se eu fosse ele, trabalharia nesse ponto, pois considero muito importante que as escolas tenham esse tipo de apoio, pois caso tu não saibas, por menor que seja um evento, sempre se tem muitas despesas, e as escolas mal conseguem arcar com elas, passando o chapéu para todos que queiram contribuir.
Veja, Querido Diego, como seria mais bonito para ti e o teu chefe? Eu me orgulharia de vocês dois, e certamente tua mãe, esposa e filhos também! E volto ao que iniciei, seja firme, mostre seu bom caráter! Foi feio ir nas rádios da cidade inverter a situação, muito feio mesmo! Pior ainda ameaçar processar a escola! Os alunos ficaram tristes, choraram, sentiram-se desmerecidos. Os professores e diretores ficaram nervosos, alguns perplexos e chocados, outros irados. 
Porque afinal, Querido Diego, você foi convidado a ir na casa deles, local que eles lutam para manter, chegaste lá, destratasse cada um deles, voltaste, pegaste imagens para ajudar teu chefe e depois foi nas rádios e falaste mal deles. Isso, Querido Diego, foi muita falta de educação. Tenho certeza que tua mãe e muitas outras mães ficaram tristes! Imagina como ficou a mãe que tem um filho ou uma filha com uma orientação sexual diferente da tua, mas que independentemente disso, ela ama acima de tudo? Imaginou? Ruim, não é mesmo, Querido Diego?
Terceiro e último conselho Querido Diego: Seja Tolerante e respeite as diferenças!
Não cabe mais, nos dias de hoje, a gente perseguir as pessoas pelas suas escolhas, Querido Diego! Tu deves ter estudado História na escola, não é mesmo? Pois então, lembra-se dos movimentos fascistas e nazistas na Europa do Século XX? Nesse momento da história dois homens construíram um discurso de ódio muito bem elaborado.
Esses dois começaram um conflito que matou milhares de pessoas inocentes. Que ruim, não achas, Querido Diego? E estamos vendo que esse tipo de movimento renasceu e tem crescido muito no mundo todo. Isso assusta as mães, que ficam preocupadas com o futuro de seus filhos e de todas as crianças!
Assim, Querido Diego, eu só vejo um caminho: o do amor! Muitos já falaram sobre ele em prosa, música, verso. Quantas formas de amor conhecemos, não é mesmo, Querido Diego? E todas elas valem a pena, não concordas? Escolhi para falar sobre esse assunto uma pessoa muito especial, que está no coração de todos, o Grande Mestre Jesus! Esse sofreu, não foi mesmo, Querido Diego? E ainda assim ficou firme, teve fibra, não distorceu os fatos nem culpou inocentes! Jesus viveu em um momento muito ímpar da história de Israel, que mais uma vez estava sem liberdade, sob o jugo dos romanos.
Mensagem que
revoltou o assessor
Durante o período em que pregou a palavra de Amor, nosso amado Jesus estava cercado de intolerância. Judeus e samaritanos se odiavam (você lembra, Querido Diego, da Parábola que Jesus contou para ensinar que os diferentes devem se amar? Lucas 10:30-37). As mulheres eram vistas como inferiores, os líderes religiosos judaicos desprezavam o povo pobre e doente, que perambulava pelas ruas a mendigar. Mas Jesus era diferente! Ele acolhia a todos e, olhe que legal, Querido Diego, ia até eles, sentava-se à mesa com eles e conversava, levando a palavra de amor! 
Lindo isso, não é mesmo? Jesus era bondoso, paciente e tolerante, porque o que o movia era o sentimento de que apenas o amor poderia mudar as pessoas. Ele não veio para ser o juiz, o que aponta o dedo, mas para orientar e mostrar um caminho de luz e de espiritualidade para quem quisesse seguir, porque, Querido Diego, nem todos seguem o mesmo caminho e Jesus sabia disso e respeitava!
Paulo, em sua Carta aos Colossenses (3:13), advertiu: “Continuem a suportar uns aos outros e a perdoar uns aos outros liberalmente, mesmo que alguém tenha razão para queixa contra outro.” Pedro alerta que “Acima de tudo, tenham intenso amor uns pelos outros, porque o amor cobre uma multidão de pecados.”  (1 Pedro 4:8). 
Trabalho das alunas
E por fim Querido Diego, em Atos 10:34, a Bíblia nos ensina que Deus não é parcial e não tolera o preconceito entre o seu povo. Assim, você, que é um homem religioso, temente a Deus, seja mais tolerante e amável com as pessoas. Não se deixe levar pelo chefe. Chefes mudam, daqui a pouco você estará em outro emprego, outros chefes, a vida roda, a gente sempre pode melhorar. Olhe o exemplo da história. Tem nazistas com 90 anos no banco dos réus porque obedeceram cegamente ao chefe.
Reflita no amor, Querido Diego, que com certeza darás tua contribuição ao mundo. 
E não te preocupe, meu querido, o bem vai sempre achar a luz, e a física nos ensina que ela, a luz, possui várias naturezas. E assim como a natureza nós, seres humanos, temos muitas faces, que devem sempre ser respeitadas.
Com Carinho
Adelaide do Julinho

27 comentários:

Rafael Cherem disse...

Que classe!!!

Cão do Mato disse...

A ousadia desse pessoal tá demais mesmo. Demonstra um ódio represado pelo rancor em relação ao avanços sociais conquistados nos últimos anos.

mh disse...

Parabéns à Adelaide do Julinho!
O medo é a principal arma dos fascistas de todas as nuanças do espectro político de direita.
Foi assim na Itália, foi assim na Alemanha, foi assim na América Latina.
Está sendo assim no Brasil de hoje.
Gerar medo para que as pessoas omitam suas críticas, se desmobilizem, não pressionem, não exijam seus direitos é fundamental para que o FASCISMO (com matizes político e religioso nesse caso).
Tudo o que eles querem é que abramos uma lacuna para que possam ocupar.
Diante de tanta maldade e crueldade desses religiosos predadores em apavorar crianças e adolescentes sem condições de defenderem-se no mesmo nível. É fácil prever o lugar que a sua religião reserva para eles no pós-morte. Só eles que não enxergam isso.

ESCOLA É O LUGAR ONDE TODOS OS TEMAS SÃO BEM-VINDOS À DISCUSSÃO!
ESCOLA É O LUGAR ONDE DEVE PREVALECER A CIÊNCIA E OS MÉTODOS CIENTÍFICOS PARA A EDUCAÇÃO EM SEU SENTIDO MÁXIMO, informar e FORMAR cidadãos críticos, atuantes e protagonistas de sua própria história.

Quando eles se defrontam com isso, o MEDO é deles, manifesto nessas atitudes maldosas, fanáticas, sádicas na tentativa de anular o pensamento autônomo de nossos jovens e adolescentes.

Anônimo disse...

O problema é que cartinha não resolve nada, constranger adolescente é crime previsto no ECA e a coisa simplesmente deveria ser resolvida com a polícia e um(a) advogado(a) dando acompanhamento. Entendam, acabou a era do textão e do lacre, os conservadores aprenderam a judicializar tudo e é o que de fato está resolvendo para eles. Hora dos movimentos se reorganizarem pra combater essa nova estratégia, tanto faz se é uma cidade de 1000 ou 100.000.000 habitantes.

Anônimo disse...

Parabéns ao Diego. Lutou por suas convicções, como vcs lutam por suas convicções. Que tal citarmos o episódio das feministas que estavam pichando uma Igreja sagrada milenar, ocasião na qual os estudantes de teologia fizeram um cordão para isolar as feministas pichadoras, sem violência, e receberam cusparadas, chutes, murros, tinta no rosto e etc? Era correta a atitude, só porque era de esquerda? E crime contra o patrimônio, para piorar. A moeda tem 2 lados. Vcs precisam olhar os 2, sempre. Agora há uma onda de direita, mas a esquerda vem dominando o mundo desde 1980. Agora estão equilibrando as forças no cenário mundial. Teremos que sentar e conversar civilizadamente tentando encontrar um meio termo, pois cada um que chega ao poder yenta aniquilar a ideologia do outro. Isso é errado. Vcs fizeram isso, e hj a direita está tentando fazer isso também. Ambos errados. Que Deus nos ajude a todos, de esquerda, direita e os "isentao" também!

Michele disse...

Não adianta falar nada pra esses caras. Acontece o seguinte, estão levantando essa suposta bandeira da "moral e dos bons costumes" pra conseguir votos, principalmente dos religiosos. No Brasil esta aumentando cada vez mais o número de evangélicos, alguns fundadores de igrejas conquistaram impérios, entrar na política é bem óbvio devido o poder que têm de controlar as pessoas.
A homossexualidade é um dos principais tabus pros religiosos, por isso batem tanto nessa tecla. Vê se alguém fica protestando quando aparece mulher seminua na televisão ou qualquer outro lugar.
Até os partidos que supostamente não tem nenhuma ligação religiosa se aproveitam dessa bandeira do conservadorismo pq sabem que isso agrada um grande público. Isso tudo aí não é só preconceito, na maior parte é puro interesse.

Anônimo disse...

O Brasil não é o único nesta onda de retrocesso, basta ler as matérias abaixo, é algo horrível e a nível mundial, porém com parcos recursos naturais atualmente.

https://brasil.elpais.com/brasil/2017/09/17/internacional/1505669165_912633.html

https://brasil.elpais.com/brasil/2017/09/24/internacional/1506276160_113753.html

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2016/11/1835973-eua-e-europa-veem-crescer-onda-populista-de-extrema-direita.shtml

https://www.youtube.com/watch?v=gxDvdd2_Z9g

Anônimo disse...

Essa mãe fala tanto de amor, mas serão essas crianças que na adolescência e quando na faculdade estarão fazendo as maiores bizzarrices e protestando "cheios de amor" com paus e pedras com pessoas que simplesmente pensam diferente delas.

titia disse...

Aplaudindo de pé dona Adelaide de Julinho. Se esse sujeito detestável que entrou numa escola só pra ofender e constranger os alunos e professores tiver um fiozinho microscópico de caráter restando, nunca mais sai de casa de tanta vergonha. Na pior das hipóteses perde o emprego por ter queimado o filme do deputado, e não posso dizer que vou chorar por ele. Retrocessos não duram e nunca funcionam, é só estudar História; todo surto conservador foi seguido por um avanço ainda maior nos direitos sociais porque nesse mundo só se anda pra frente. O esforço desses bostas é completa e absolutamente vão. O problema é viver durante o maldito retrocesso. É pra garantir que ele termine o mais rápido possível que precisamos lutar e não ceder nunca.

15:46 pois é, falta amor no coração das feminazis, dos esquerdopatas e dos gayzistas, né? Todos deviam ser mais como vocês, que tiram direitos civis, reprodutivos, causam a morte de milhares de mulheres mantendo aborto ilegal, fecham os olhos pra violência homofóbica, apoiam estupro corretivo, abafam violência doméstica e abuso sexual, defendem pedófilos e assassinos brancos e ricos, abandonam os filhos e filhas quando descobrem que são homossexuais, jogam pedra em crianças umbandistas, vilipendiam símbolos religiosos alheios na TV, etc.

Anônimo disse...

http://www.jj.com.br/noticias-49595-escola-sem-partido-e-aprovada-e-ideologia-de-genero-proibida

Anônimo disse...

https://m.oglobo.globo.com/sociedade/educacao/stf-decide-que-escolas-publicas-podem-ter-ensino-confessional-21878145

Felipe Roberto Martins disse...

Concordo com a afirmação do leitor abaixo, ele conseguiu traduzir tudo o que ando pensando faz dias...

Cão do Mato disse...

A ousadia desse pessoal tá demais mesmo. Demonstra um ódio represado pelo rancor em relação ao avanços sociais conquistados nos últimos anos.

27 de setembro de 2017 13:22

Anônimo disse...

Meu falecido avô nasceu em Tubarão. Minha família tem um sítio lá. Lamentável isso que aconteceu.

Anônimo disse...

Se existe uma norma em vigor cuja (in)constitucionalidade ainda não foi declarada, logo parece correta a exclusão do tema. Mas certamente, os meios para isso não foram os adequados e provavelmente esse assessor cometeu alguns crimes pelo caminho. E é nisso que se tem que pegar no pé dessas pessoas.

O problema é que cartinha não resolve nada, constranger adolescente é crime previsto no ECA e a coisa simplesmente deveria ser resolvida com a polícia e um(a) advogado(a) dando acompanhamento.

Hashtag não resolve. Canetada do Seu Juiz, sim. Eu só não acho que a previsão de constrangimento presente no Estatuto sirva para esse caso específico, ainda assim, existe o crime de ameaça genérico do Código Penal.

"Ah mas é uma cidade pequena", ah mas é isso, ah mas é aquilo, é por motivos assim que as pessoas formam grupos para atuação coletiva, porque sozinho(a) eu concordo que pode ser até inviável. É preciso que seja feito já que o poder de mobilização dos conservadores aparenta ser muito maior no momento, incluindo pessoas dispostas a buscar consultoria jurídica e demais meios legais de ação concretos, efetivos, coordenados, que extrapolam o ativismo de sofá.

Anônimo disse...

Deveria ter gravado a apresentação dos alunos e divulgado. Mostrar ao público o que nossas escolas e professores (alguns) consideram educação hoje em dia. Sem escândalo, sem cena, sem dar motivo para que te façam parecer vilão. O que eles mais procuram é motivo pra se fazer de vítima e desviar a atenção do que realmente importa, a educação.

Faça as pessoas ouvirem que "homem também tem vagina" "existem 47 gêneros diferentes" "uma pessoa pode acordar hoje e decidir ser homem e amanhã ser mulher"

Nem precisa argumentar contra ideologia de gênero, apenas divulgue e deixe que as pessoas tomem suas decisões. Não é a toa que já virou motivo de piada na maior parte do mundo.

Anônimo disse...

Lola, desculpa se incomodo. Morreu há uns dias Kate Millett, autora de 'Política Sexual'. Será que algum dia (bem no futuro, rsrs) você poderia falar aqui no blog desse maravilhoso livro? Beijos.

Anônimo disse...

Nestas horas eu tenho orgulho de ser de esquerda um imbecil conservador resolve ir a uma escola constranger alunos que lutavam contra o racismo homofobia e machismo e para a direita ele e heroi? Sou de esquerda com orgulho nao marcho ao lado de imbecis

Anônimo disse...

a) Lola foi aprovado o ensino religioso nas escolas daqui em um pais onde meninas camdomblecistas levam pedradas na rua um verdadeiro retrocesso aprovado.

b) Lola o objetivo da escola sem partido alem de ensinar bobagens como nazismo de esquerda e que a ditadura nao ocorreu e tornar o racismo homofobia e machismo normais eles nao querem discutir o assunto.

c) Estes conservadores querem mulheres na cozinha negros nas senzalas e gays no armario.

d) Ja me considero em campanha pelo Psol e espero que Nildo Ouriques venha disputar a presidencia

Anônimo disse...

Ensino religioso pode? Sim. Impôr goela abaixo as convicções religiosas para os estudantes? Sim. Brasil, nicho do fundamentalismo religioso neopentecostal sustentador de pseudo religiosos usurários, tanto na politicagem como na "religiosidade". Mencionam doutrinação, mas expliquem, por favor. Vamos aos livros lidos, feito resumo, seminário e provas de português: Édipo Rei, O cortiço, Vidas secas, Esaú e Jacó, mão e a luva, o ateneu, Neguinha, cidades mortas, são Bernardo, morte e vida severina, noite na taverna, agora história: guerra civil espanhola, independência dos Estados unidos, capitanias hereditárias, Tiradentes, Revolução Francesa, como foram os 200 anos fizemos um seminário, assistimos ao filme Danton o processo da revolução e prova, detalhe, estudei em escola pública, cadê a doutrinação " marxista" tanto mencionada por certos "movimentos" oportunistas de plantão?

WILLIAM disse...

Que carta linda! Emocionante! Muito obrigado por esta carta, Adelaide do Julinho!

Anônimo disse...

Quando as imbecis liberais de esquerda chutam, cospem na cara, dão murros nas pessoas e partem para a violência mesmo, vc também tem orgulho?

Anônimo disse...

Quanto vitimismo quem le e nao acompanha pensa que os direitosos sao santos hje vc nao pode discordar da direita que vc e chamada de gayzista maconheira petista feminazi ou te mandam para a Venezuela Cuba ou Coreia do Norte. Falam de agressividade mas ofendem artistas como Leticia Sabatella e Wagner Moura pelas suas posiçoes.

Vcs marcham com imbecis raivosos isso sim

Fabrício disse...

Eu fui buscar as entrevistas desse tal Diego Goulart. Fala bem mansinho depois de agir como um verme autoritário, prepotente e sem nenhum respeito. A frase que o pilantra grotesco usou como pretexto era "consideramos justa toda a forma de amor".
Onde estão os pais direitosos pra ir lá e enfiar a mão na fuça desse verme que desrespeitou e traumatizou sues filhos se suas filhas no ambiente sagrado da escola????? Bando de covarde hipócrita!

titia disse...

10:15, amor, você confundiu liberais da esquerda com polícia fascista, racista, classista e direitista que cegou uma mulher desarmada, matou um rapaz que não cometeu nenhum ato violento apenas porque ele estava se manifestando contra o governo - algo que tinha o direito de fazer, já que não estamos numa ditadura - e prendeu outro por carregar uma garrafa de desinfetante quando passava perto de um protesto. Tá vendo, é nisso que dá deixar de ler jornal pra brincar de espadinha virtual com os colegas do fórum.

Anônimo disse...

Liberais da esquerda? Quem são esses?

Guilherme disse...

Os esquerdistas não são contra o ódio, eles apenas reivindicam o monopólio do ódio.

Eles não são contra a violência, eles apenas reivindicam o monopólio da violência.

Os esquerdistas não são contra elogiar e homenagear ditadores, eles apenas reivindicam o monopólio de homenagear e elogiar ditadores.

Os esquerdistas não são contra quase nada daquilo que eles condenam nos outros, mas apenas reivindicam o monopólio dessas coisas.

Anônimo disse...

Sabiam que o Rei Davi era gayzão?

Por esse motivo acho que a Bíblia não deveria ser citada em escolas, já que faz apologia ao homossexualismo.