terça-feira, 10 de outubro de 2017

NO PAÍS DAS VIOLÊNCIAS HEDIONDAS CONTRA MULHERES

Só vou relatar algumas notícias hediondas que li ontem sobre este país onde uma mulher é morta por um homem a cada uma hora e meia -- a maior parte pelo parceiro ou ex-parceiro --, e onde uma mulher é estuprada a cada onze minutos. 
Feminicídios, um estilo de vida
No final de semana, em Pavão, Minas Gerais, Laís Andrade Fonseca, uma mulher de 30 anos, encontrou uma câmera escondida dentro do banheiro da sua casa e chamou a polícia. O ex-marido admitiu que havia instalado a câmera por ciúmes, e convenceu Laís a não prestar queixa. Como havia filmagens do filho de 8 anos, Laís e o ex foram levados à delegacia da cidade vizinha, Teófilo Otoni, a 100 km de distância. 
Antes de entrar na viatura, o ex-marido pediu aos policiais para que pegasse um documento em sua casa. Ele então pegou uma faca e a escondeu no tênis. Laís e o sujeito foram conduzidos na mesma viatura, ambos sentados no mesmo banco. Perto da delegacia, o ex-marido tirou a faca e esfaqueou Laís no pescoço, que morreu no local. Ele tentou se matar, mas sobreviveu. 
Um feminicídio dentro de uma viatura da polícia! Os policiais envolvidos provavelmente não viram problema em levar no mesmo carro um ex obsessivo junto a sua vítima, e nem pensaram em revistá-lo ou algemá-lo. Afinal, ex-companheiros que matam "suas" mulheres devem ser casos raros. Segundo a ONU, de todas as mulheres assassinadas no planeta, 38% são mortas pelos parceiros, atuais ou ex. A taxa de feminicídios no Brasil é a quinta maior do mundo. Num país onde "gênero" virou palavrão e fundamentalistas fazem de tudo para proibir discussões em escolas e museus, como é que os policiais podiam saber?
Semana passada, em Várzea Grande, Mato Grosso, uma mulher se dirigiu a uma ponte para cometer suicídio. Ela havia deixado uma carta de despedida para o namorado, que avisou à polícia. Os policiais foram até a ponte, mas só encontraram o carro dela. Ela estava do outro lado, perto de um matagal, em estado de choque e com escoriações pelo corpo. Um desconhecido havia pegado a moça, a levado para o matagal, e lá a estuprou. 
Pra mostrar que esta não é uma atitude isolada, printei alguns comentários de um fórum misógino qualquer que comentava a notícia. 
Esse absurdo me fez lembrar de outro, acontecido em Governador Valadares, MG, no final de agosto. 
Próximo a uma boate, de madrugada, um rapaz atropelou uma jovem e ofereceu socorro para levá-la ao hospital. Só que, no caminho, ele a agrediu, a colocou no porta-malas do carro, a levou para um hotel e a estuprou. Depois, a deixou perto de uma faculdade. O homem já respondia a outra acusação recente de estupro. 
A propósito, hoje, 10 de outubro, é Dia Nacional da Luta contra a Violência à Mulher. Lendo essas notícias tão horríveis, parece que estamos perdendo essa guerra. 

45 comentários:

Anônimo disse...

1. Não sei se tem muito haver, mas pouco comentado ainda no Brasil, mas Russel Crowe, um dos q acobertaram o Harvey Weinstein em casos de assédio em Hollywood, participou da campanha He For She, a hipocrisia é uma doença,
2. Matt Dammon também.
3. Três mulheres foram identificadas com violentadas por ele,entre elas Asia Argento.
4 - Das várias assediadas temos Kate Winslet, Ashley Judd, Rose McGowan.
5 - links da cobertura:
https://www.indiewire.com/2017/10/harvey-weinstein-fired-scandal-sexual-abuse-1201885053/
http://www.indiewire.com/2017/10/matt-damon-russell-crowe-harvey-weinstein-1201885424/
http://www.indiewire.com/2017/10/kate-winslet-harvey-weinstein-reaction-reader-1201885465/
http://www.indiewire.com/2017/10/harvey-weinstein-rape-accusations-asia-argento-1201885657/
6.

Anônimo disse...

Pois e e insistem em continuar se relacionando de forma emocional e sexual com o opressor, porque?
Dai a gente vem questionar as estruturas patriarcais e heteronormativas que as sustentam e somos tratadas como leprosas em um espaço de fala feminista onde deveria haver acolhimento, tudo para defenderem a relação (Síndrome de Estocolmo)com seus preciosos machos.E como ver ovelhas defendendo lobos.

Anônimo disse...

1. A única defesa pública que encontrei até agora é da estilista Donna Karan dizendo que as mulheres estavam pedindo.

"You look at everything all over the world today and how women are dressing and what they are asking by just presenting themselves the way they do," Karan said. "What are they asking for? Trouble."
http://www.ibtimes.com/rose-mcgowan-exposes-matt-damons-role-harvey-weinstein-scandal-2599457

Anônimo disse...

Mas a luta continua:
Após casos de violência sexual, Suécia terá 1º festival de música apenas para mulheres
Homens não serão permitidos no Statement Festival.
http://www.huffpostbrasil.com/2017/10/09/apos-casos-de-violencia-sexual-suecia-tera-1o-festival-de-musica-apenas-para-mulheres_a_23237635/?utm_hp_ref=br-homepage

20 mil lésbicas no deserto: conheça o festival Dinah, um mundo sem homens
http://ladobi.uol.com.br/2016/04/dinah-festival-lesbicas/

Marca expõe objetificação feminina fotografando homens nus ao lado de mulheres bem vestidas
http://www.hypeness.com.br/2017/10/marca-expoe-objetificacao-feminina-fotografando-homens-nus-ao-lado-de-mulheres-bem-vestidas/

Anônimo disse...

Que notícias horrorosas. Ainda por cima, ainda existem imbecis que falam que isso é mimimi... Força aí Lola!

Anônimo disse...

Marca expõe objetificação feminina fotografando homens nus ao lado de mulheres bem vestidas
http://www.hypeness.com.br/2017/10/marca-expoe-objetificacao-feminina-fotografando-homens-nus-ao-lado-de-mulheres-bem-vestidas/

10 de outubro de 2017 13:43

infelizmente mesmo nessas imagens as mulheres ainda estão sofrendo com sapatos de salto alto finíssimos extremamente prejudiciais, dolorosos e desconfortáveis, que dificultam a mobilidade -- os quais existem e são usados pelas mulheres para satisfazer os desejos sádicos dos homens e pela finalidade de marcar as mulheres como "o outro" dos homens -- o grupo oprimido que pertence ao grupo dominante -- garantindo que as mulheres pareçam "femininas", "belas" e atraentes para os machos.

Anônimo disse...

Lola continua colocando prints de um chan frequentado por pessoas sabidamente desequilibradas, como se representasse o pensamento dos homens.

Não dá.

lola aronovich disse...

Ah é, anon das 14:42. As "pessoas sabidamente desequilibradas" que frequentam o chan não são homens, eu tinha esquecido (e são tão "sabidamente desequilibradas" que não estão nem presas). Tampouco são homens "as pessoas" que mataram e estupraram as mulheres nas notícias citadas.
Quem está falando que "essas pessoas" representam o pensamento dos homens é vc, não eu.
E quem está se revoltando contra uma blogueira que expõe essas notícias -- e não com a violência em si -- é vc.

Anônimo disse...

"Lola continua colocando prints de um chan frequentado por pessoas sabidamente desequilibradas, como se representasse o pensamento dos homens.

Não dá."

Not all men(...)

Anônimo disse...

Sobre um comentário ali de cima a respeito de salto fino:

Não me lembro onde li uma vez falando que esses símbolos de 'beleza e feminilidade' (ex: salto alto e as unhas compridas) surgiram como forma de deixar explícito para a sociedade que aquela era uma mulher de posição e posses, que não lidava com qualquer trabalho manual. Não sei se é verdade, mas achei que fazia sentido...

Sobre as notícias.... pavoroso!

titia disse...

"este país onde uma mulher é morta por um homem a cada uma hora e meia -- a maior parte pelo parceiro ou ex-parceiro --, e onde uma mulher é estuprada a cada onze minutos". Pois é, né? Mas machismo não existe, Maria da Penha é misandria, lei de feminicídio é preconceito contra os pobriszómis, violência de gênero é exceção, coisa de "monstros", "desequilibrados", "psicopatas", o feminismo não é mais necessário e as feministas são só um bando de paranoicas que odeiam homens e merecem ir pra fogueira, "not all men", blábláblá. Vão chupar um canavial.

Ah, gostei da campanha dessa marca. Ficou ótimo pra mostrar aos machochinhos como objetificação existe, agora é só sentar, pegar a pipoca e assistir ao show, porque logo a macharada machista vai chegar arrancando os cabelos do cu com os "Misandria! Sociedade matriarcal, ditadura gayzista feminazi, mimimi". Vai ser o máximo.

Anônimo disse...

É complicado. Precisamos mudar nossa cultura que tenta achar soluções para os problemas através da violência. É preciso sempre recorrer ao diálogo, inclusive para problemas conjugais.
No caso do estupro, é difícil concluir o que leva homens a isso. Duvido muito que seja um desejo sexual descontrolado. Talvez, o prazer de submeter o outro ao sofrimento é atrelado ao prazer sexual.

Anônimo disse...

Tocaram no assunto de objetificação sexual por aqui, e gostaria de explanar-vos uma coisa: A compreensão de objetificação sexual não provém de uma observação científica.Pelo contrário, é algo inteiramente ideológico, criado pela segunda onda do movimento feminista na década de 70, logo após a Revolução Sexual da década de 1960. Muitas pessoas, não só os conservadores, estavam chocados e incomodados com as mudanças comportamentais da sociedade, inclusive grupos "progressistas". Por essa lógica, tentaram e tentam desvincular o corpo da finalidade estética e apreciativa. Logo, se uma pessoa é exposta, ela perde sua humanidade. Totalmente contraditório, visto que sexualidade é algo exclusivo humano.

Anônimo disse...

13:17

Eu sei que é revoltante, mas o problema é que o machismo, assim como todos (ou a maioria) os outros problemas sociais mais evidentes que vivemos hoje são círculos viciosos. Quanto mais violência contra a mulher existw, mais a auto-estima das mesmas é afetada; e, quanto mais a auto-estima delas é rebaixada, mais terreno existe para quem quer cometer violência.

Anônimo disse...

"Lendo essas notícias tão horríveis, parece que estamos perdendo essa guerra"

Talvez um pouco de alto critica leva a considerar que e porque estão lutando com as armas erradas. Vejam o exemplo da Suécia, país que e considerado numero um no mundo em educação de gênero e segundo pesquisas recentes campeão europeu em estupros declarados. Algo não fecha nesta conta não acham?!
Talvez devisemos mais voltar os olhos sem pre-conceitos para o feminismo de raiz e enxergar o opressor como ele realmente é, opressor e não parceiro.

Anônimo disse...

Revoltante. Será que não tem como criar uma vacina contra a masculinidade e e impedir que meninos se tornem machistas? Porque ta difícil viu, os homens não nos ouvem.

Anônimo disse...

Perfeita resposta, Lola.

Anônimo disse...


Marca expõe objetificação feminina fotografando homens nus ao lado de mulheres bem vestidas
http://www.hypeness.com.br/2017/10/marca-expoe-objetificacao-feminina-fotografando-homens-nus-ao-lado-de-mulheres-bem-vestidas/

To nem ligando e garanto que nenhum homem vai se importar com isso.

Anônimo disse...

Sobre o caso da Laís Andrade, achei um texto no Justificando (Carta Capital) e concordo com tudo. Texto certeiro. O link está abaixo, a quem interessar:

http://justificando.cartacapital.com.br/2017/10/09/erros-nao-machismo-o-caso-lais-andrade/

Anônimo disse...

Quando as mulheres, de maneira plenamente consciente, retomarem o seu controle total sobre a reprodução - o que lhes é mais do que devido - o sexo masculino não será mais reproduzido. Assim as mulheres finalmente vencerão essa guerra e será o fim de todas as guerras, na verdade. Essa é a grande arma das mulheres para acabar com tudo isso, destruir o patriarcado e a criar o mundo novo feminino, completamente diferente.

Anônimo disse...

Abre o mapa da violencia. Ta lá. Mais de 90% das vítimas de homicídio são homens.

Unknown disse...

Aí esse anônimo homem das 22:00 tentando se passar por radical, você não cansa desse técnica batida?

Não quero o fim da violência contra mulheres 'amanhã', quero hoje, agora, e vou exigir que todos vocês babacas sejam capazes de respeitar.

Marcia.

Anônimo disse...

Quando as mulheres, de maneira plenamente consciente, retomarem o seu controle total sobre a reprodução - o que lhes é mais do que devido - o sexo masculino não será mais reproduzido. Assim as mulheres finalmente vencerão essa guerra e será o fim de todas as guerras, na verdade. Essa é a grande arma das mulheres para acabar com tudo isso, destruir o patriarcado e criar o mundo novo feminino, completamente diferente.

______________________________________________________________


não vai acontecer, os homens vão destruir a humanidade antes

Anônimo disse...

Como você vai acabar com a violência masculina contra as mulheres hoje, agora, Marcia? Conta aí pra gente, queremos saber e ajudar :)

Anônimo disse...

Abre o mapa da violencia. Ta lá. Mais de 90% das vítimas de homicídio são homens.


Isso porque os homens matam outros homens, assim como matam mulheres.

Rafael Cherem disse...

Abre o mapa da violencia. Ta lá. Mais de 90% das vítimas de homicídio são homens.

E dai?

Simplesmente não faz diferença, esse site é um espaço de uma feminista, para falar dele e suas questões, a violência envolvendo homens não é relevante para a discussão.

Porque se deve a outros motivos, outras razões.

O fato é que temos também o problema da violência contra a mulher, isso é um fato, e aqui é o espaço para se discutir isso.

Anônimo disse...

Também no mapa da violência contra a mulher os Estados do Nordeste são os campeões. Você Lola, que mora aí no Ceará, pode confirmar isso? (Também são os Estados mais violentos com mais mortes de jovens).

Anônimo disse...

Que feminismo de raiz? As sufragistas? Não creio que elas não tinham parceiros. Vá você pro feminismo de raiz, colega.
Pro teu feminismo eu não vou.

Anônimo disse...

Aham. E morrer em no máximo 4 gerações já que não haverá mais homens no mundo para que ocorra a reprodução inclusive de mulheres. Que delírio. Acorda pra vida, filha.

Anônimo disse...

Também quero ajudar, Márcia.

Anônimo disse...

Foram que esses homicídios é de homem matando homem. se estão achando ruim então tomem medidas para não matarem uns aos outros. Isso não é problema das feministas. As feministas defendem que MULHERES não sejam mortas por HOMENS.

Anônimo disse...

10:46

Homens matam outros homens por causa de brigas de bar, por causa de dinheiro, por causa de poder... Enfim: por que homem GOSTA de procurar encrenca só para provar que é um "macho alfa".
Agora, quanto a crimes passionais (movidos por ciúmes, por sentimento de posse etc - que, em geral, foram vítima não fez nada), a maioria das pessoas mortas são mulheres.

http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2016/03/160315_crimes_passionais_namibia_lgb

Mulheres são mortas apenas por serem mulheres, essa é a diferença.

Anônimo disse...

13:00, nunca ouviu falar em bancos de esperma, inseminação artificial, clonagem, tecnologias reprodutivas? fique sabendo que a cada dia elas avançam um pouco mais...

o macho não é mais necessário nem para a reprodução há muito tempo.

Anônimo disse...

É mais comum do que vocês pensam isso de agressor e vítima (não só nesse caso mas outros crimes também) irem à delegacia na mesma viatura, sem separação física entre eles. Não é necessário ir junto, exijam outra viatura ou vão até lá por meios próprios, porque essa situação aí nem de longe foi atípica.

Anônimo disse...

1. Para de delirar com teses extermínio;
2. Deixar a pobre da tubaroa que se autofecunda em paz,

Só para começar, que tal? Borra lá manas? Ou a sororidade não está lá essas coisas todas, e é melhor continuar sendo irônico e escroto como de costume?

Marcia

Anônimo disse...

A moça foi se suicidar e aconteceu com ela uma coisa pior que a morte.

Anónimo disse...

E as feministas por sua grande arrogância e prepotência, falam de coisas desse tipo, como se o mesmo cara que matou um cara n vai no minimo maltratar uma mulher tbm...todos estamos no mesmo mundo minha filha e se quisermos mudar realmente temos que mudar a todos e defender todos ok, quando fala desse jeito perde a força da sua boa vontade de ajudar mulheres e demonstra sua repulsa ao problema que nao o seu, em vez de se sensibilizar com tal mazela, os homens diriam o mesmo então e fodasse o seu problema...e ai sabichona?

Anônimo disse...

ou seja, a pessoa não tem projeto nenhum para realização da mudança, para alcançar seu objetivo, nenhum plano, nem uma ideia para começar tá tendo, pelo visto nem ideia do que está falando tem... é mesmo só a velha sabotagem do feminismo pra achar que "abafa", "lacra" e tentar ganhar pelo grito, pela censura de ideias, pela tentativa patética de desmoralização... deprimente.

Viviane disse...

Qual parte de "a delegacia fica na cidade vizinha, a 100km (isso mesmo, CEM QUILÔMETROS)" você não leu?

Anônimo disse...

14:00
Você já ouviu falar que banco de esperma e inseminação artificial necessitam de sêmen e portanto de um macho que doe o sêmen? Você já ouviu dizer que para que a espécie sobreviva é preciso variabilidade genética é seleção natural, coisa que nenhum laboratório vai proporcionar? Você já ouviu falar que animais provenientes de clonagem tem inúmeros problemas, inclusive envelhecimento precoce? Por mais que você delirei, meu bem. Os homens não são desnecessários.
Lolinha, to achando que tem muito reaça nesse blog se fingindo de feminista pra fazer parecer que as feministas são um bando de malucas delirantes.

Anônimo disse...

Sabichona? Ué você nem me conhece. Como sabe que sou sabichona? Meu bem das 17:42 eu vou te dizer mais uma vez: o feminismo é um movimento que se preocupa com os problemas sofridos pelas mulheres. O movimento é para as mulheres. Se eu me sensibilizo com os homicídios contra os homens? Claro que me sensibilizo! Mas o movimento feminista tem a ver com os problemas das mulheres. Os homens é que tem de deixar de lado sua arrogância, prepotência e selvageria e pararem de se matar como animais irracionais! O feminismo se preocupa com as mulheres que são assassinadas pelos homens (homens que mataram ou não outros homens). Amo muito os homens. Não gosto de ver ódio aos homens, mas a realidade é que a maior parte da violência física é cometida por eles contra eles mesmos e contra as mulheres. Eu não estou nenhum pouco motivada a defender quem comete violência. Eles devem se conscientizar e parar com isso. Como muitos não estão dispostos a agir como seres racionais então temos que lutar para que mulheres não continuem a morrer de graça nas mãos dos homens. Alem do mais o feminismo tem outras questões para tratar além da violência. Lamento, meu bem! O feminismo é sobre as mulheres. Se você está tão interessada em combater violência contra homens funde o hominismo. =D

Anônimo disse...

Anon das 17:42. Foi exatamente isso que os homens fizeram. Disseram fodasse para os problemas das mulheres e tentam como você invalidar o feminismo. O feminismo tem coisas mais urgente pra fazer que combater a violência contra os homens que eles mesmo praticam contra si. Me poupe do seu mimimi.

Anônimo disse...

Te tranquiliza aí que os homens nunca vão desaparecer da noite para o dia.

Toda mudança no universo leva um tempo necessário para acontecer, é tudo processo. Nada surge (ou some), nem começa (ou termina) como num passe de mágica, zip!

São várias coisas envolvidas, revoluções são ciclos que demoram um tempo para se realizarem, não são simples eventos pontuais de duração relativamente curta.

Anônimo disse...

Claro, colega delirante das 10:40. A esperança é a última que morre.

Joana disse...

Pessoa, seu feminismo é confuso demais. Pra que igualdade de gênero num planeta onde só existem mulheres? Se você não argumenta sobre equidade, isso não é sobre feminismo, é extremismo. Tá difícil entender que este espaço feminista não está minimamente interessado em extremismo?