terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

MÃE, ME EMPRESTA SÓ 25 REAIS PRA EU PARTICIPAR DO BOLÃO DA LOLA?

Estou muito, muito feliz que Lady Bird - A Hora de Voar está concorrendo a melhor filme no Oscar, e mais ainda que Greta Gerwig, sua jovem diretora, foi lembrada para a categoria de melhor diretora (ao contrário dos Golden Globes). 
Mas, pra ser franca, eu não entendi os aplausos todos pra esse drama/comédia. Não é que eu não tenha gostado do filme. Só não achei tudo isso que tanta gente falou. Afinal, ele está em quase todas as listas dos melhores de 2017.
A primeira vez que ouvi falar dessa produção independente foi através da notícia de que -- fato inédito -- um filme havia conseguido a nota perfeita de 100% de aprovação no Rotten Tomatoes (em dezembro, o encanto foi quebrado. Depois de 195 críticas positivas, um mísero crítico não gostou da trama). 
Eu incluí Lady Bird no cronograma do meu curso de extensão (só pro segundo semestre), então espero que minhas alunas e alunos, sempre tão inteligentes, me expliquem o que o filme tem de tão excepcional. Talvez o que eu menos tenha entendido foi a decisão de Greta (também roteirista) de passar a história em 2002. É, por assim dizer, um filme de época. Mas faria alguma diferença se a trama acontecesse hoje?
Ah, aproveitando, em breve vou publicar um post com o cronograma pro meu curso de extensão deste semestre. Mas quem mora no Ceará e pode se dar ao luxo de comparecer à UFC (CH1, campus Benfica) a cada quinze dias, sempre às terças, das 11:30 às 13:30, já está convidadx a fazer o curso Discutindo gênero através de literatura e cinema. Pra se inscrever, é só me mandar um email com o tópico "curso de extensão" e seu nome completo. A primeira aula será dia 13 de março.
A diretora Greta Gerwig e sua
estrela Saoirse Ronan
E, ahn, voltando ao título do post, eis o convite para você participar do meu tradicional bolão do Oscar, em sua 30a edição (ou décima vez no blog). Pro bolão pago você precisa pagar R$ 25, que devem ser depositados numa das minhas duas contas (Banco do Brasil, agência 3653-6, cc 32853-7, ou Santander, agência 3508, cc 010772760, ou R$ 28 no PayPal aí ao lado). Daí você tem que me enviar um email com comprovante  pra mim e pro Júlio (lolaescreva@gmail.comjcaoalves@gmail.com), e fazer suas apostas  aqui. Quem acertar mais categorias leva todo o montante arrecadado. Se houver empate, o prêmio é dividido.
Pra participar do bolão grátis é só apostar diretamente aqui. Não precisa pagar nada, mandar nada. É super rápido e fácil. Mas é só até as 23h59 do dia 2 de março (não esta sexta, mas já a próxima!). 
Vamulá, pessoas queridas, participem!

9 comentários:

Shemarlison Junior disse...

Está concorrendo ao Oscar simplesmente pois precisam colocar algum filme dirigido por mulher para saciar o mimimi. Da mesma forma o filme B de terror e comédia Corra!, pois precisam ter um negro concorrendo. Mesmo que sejam filmes ridículos concorrendo ao Oscar o importante é a "inclusão".

Anônimo disse...

Hahahahah!! Pra mascu, filme digno de concorrer ao Oscar deve ser só filme tipo Rambo, Desejo de Matar, Anaconda, Braddock, Rocky Balboa...

Felipe Roberto Martins disse...

Oi Lola se eu morasse no Ceará iria no seu curso - com certeza - muito legal! Não assisti o LB, mas todo mundo que conheço que assistiu gostou. Abraços:).

Anônimo disse...

LB voltou ao passado para fazer uma autobiografia em alguns fatos e parecer mais real.

Deborah Maugeri disse...

Querida Lola, faço das palavras dx Felipe as minhas. Gostaria muito de participar, mas Manaus está um pouquinho longe XD mesmo assim, vou te acompanhando pela 'maravilhosa' internet 😘

Valéria Fernandes disse...

Eu realmente detestei Lady Bird. E toda o meu sentimento de "Que legal! Uma diretora tão jovem indicada!" "Um filme sobre amadurecimento de uma garota indicado!" foi embora. Acredito que Lady Bird e sua diretora entraram no lugar de gente que merecia mais. a Batalha dos Sexos, um filme feminista com "F" maiúsculo, dirigido por um homem e uma mulher (Jonathan Dayton, Valerie Faris), com interpretações robustas, foi esquecido. Agora, a diretora de Mudbound, Dee Rees, foi a principal prejudicada, porque ela merecia mais que Greta Gerwig, mas seria demais exigir que a Academia, tão conservadora, indicasse duas mulheres, ou dois negros. e não vi Corra! ainda, então não pensem que estou tecendo qualquer crítica ao diretor, ou ao filme. Aliás, todas as pessoas que conheço que gostam cinema e são exigentes com os filmes que assistem, elogiaram Corra!, já Lady Bird... Se Lady Bird ganhar qualquer coisa, salvo atriz coadjuvante, será muito injusto.

Desculpe o desabafo, Lola, mas minha decepção com Lady Bird foi enorme. E os links são para as resenhas que eu fiz. É um convite, claro, mas é somente para quem quiser saber dos meus argumentos, enfim.

Shemarlison Junior disse...

"Hahahahah!! Pra mascu, filme digno de concorrer ao Oscar deve ser só filme tipo Rambo, Desejo de Matar, Anaconda, Braddock, Rocky Balboa..."

Claro que não, ao contrario dos esquerdistas, homens de verdade tem senso de ridículo, não são vitimistas, do contrário, sentem vergonha de não conseguir resolver problemas sozinhos.

Anônimo disse...

E aí gente, em quanto está o bolão?

Anônimo disse...

"homens de verdade tem senso de ridículo"

o q não é o seu caso e nem de nenhum direiteba bostético