domingo, 6 de maio de 2018

SUA RELIGIÃO NÃO É MUITO DIFERENTE DA MINHA


22 comentários:

Anônimo disse...

Hahahahahahaha ótimo o texto do print!

O cristianismo e as outras "grandes" religiões monoteístas são apenas formas exaltadas e glorificadas de feitiçaria, misticismo, "paganismo", "magia".

Anônimo disse...

Pauline: Oh, eu queria que James Mason fizesse um filme religioso! Ele seria perfeito como Jesus!

Juliet: Papai diz que a Bíblia é um monte de lorota!

Pauline: Mas não vamos todos para o céu?

Juliet: Eu não! Eu vou para o Quarto Mundo... é tipo o céu. Só que melhor, porque lá não há Cristãos!

titia disse...

*Suspiro desanimado* Eu realmente gostaria de saber porque é tão difícil pra essa gente respeitar a religião alheia. Porque eu já tive o cérebro lavado pelo tipo de fanático mais doente que existe (do tipo que acredita que se alguém se divorciar o filho vai morrer como castigo, e que seria bem feito) mas mesmo assim eu não tinha todo esse ódio e intolerância pela religião alheia. Na minha opinião quem tem esse ódio todo é gente que não está nem um pouco segura da própria fé ou sabe que tem alguma coisa errada na igreja que frequenta mas não tem coragem de peitar o pastor picareta e a comunidade, ou melhor, o curral de ovelhinhas acéfalas.

Anônimo disse...

Quem fala em tolerância e respeitar a religião do próximo, leia-se, a sua mas passa "recadinho" para a alheia não tem muita moral pra falar nada. #saravá

Anônimo disse...

Ainda bem que eu não tenho nenhuma religião, posso questionar e criticar todas livremente. Sem hipocrisias, sem cabrestos psicológicos. É muito bom, recomendo.

Felipe Roberto Martins disse...

Muito boa a reflexão para a gente começar a semana mais tolerante e aberto ao diálogo, escuta e debate!

Anônimo disse...

"Colocar vinho e pão pra uma entidade"

Praticamente uma Doutora da Igreja

Teóloga PhD em Eucaristia

Pessoal nunca se deu ao trabalho nem de ler o Catecismo e sai falando "Não, porque a Igreja..."

Anônimo disse...

Na verdade, a eucaristia cristã é muito pior do que oferendas ou macumbas, é mais que uma apologia, é um convite simbólico à necrofagia e ao canibalismo compartilhados, ou seja, o consumo de carne e de sangue humano em grupo num ritual de feitiçaria/magia.

Anônimo disse...

Temos as mais estranhas fé.

Tem pessoas que acreditam que o paraíso pode ser aqui na terra. Que neste paraíso a sociedade todos seriam iguais e justos, e que viveriam na mais perfeita harmônia. E o seu inferno ficarão os individualista e que defendem a liberdade.

Os adeptos dessa fé consideram-se "os escolhidos" e tem uma missão: Propagar a sua fé como sendo a única é verdadeira.

Ele não acreditam no monoteísmo. Mas no seu panteísmo, eles também são onipresentes, oniscientes e onipotentes. Esta entidade coletiva esta onipresente em toda a sociedade: Regulando a tudo e a todos. Só este panteão tem a ciência, nos sentido de conhecer, o que é melhor para todos, e o por fim só eles detêm a potência de agir.

Tempos atrás promoveram uma "guerra santa" armada para implantar sua fé, mas parece que foi um erro estratégico: Muitos mortos e alguns até hoje fogem do paraíso (os chamados dissidentes ou refugiados).

Tempos depois surgiram os novos "profetas" dessa fé para revolucionar a "guerra Santa"; eles não mais defendem o uso de armas; mas uma "revolução silenciosa" ou "revolução cultural".

A fé monoteísta tem apenas um "livro", mas sendo eles panteísta eles também possuem "os livros". Apesar das diferença da fé dos monoteísta, a sua - fé - também termina com o sufixo "ismo".

Anônimo disse...

Pois é, 06:19, e ainda acreditam na "mão invisível do mercado"... Cada uma, né?

Rafael Cherem disse...

Chegou o lunático anti-comunista

Anônimo disse...

Acreditar que o paraíso pode ser aqui na terra mesmo... Oh, o horror!!! A existência PRECISA ser um inferno de sofrimentos, tormentos, agonia e desarmonia, porque senão isso vai encher de desgosto, de inveja e ressentir ainda mais os tradicionalistas, os liberotários e os individualistas rígidos, tadinhos, eles já possuem tantas dores. Como eles terão alívio e alguma alegria na vida se todo o restante da existência na terra não tiver uma vida tão ou mais miserável, dura, árdua, amarga, triste, sofrida, atormentada, sem felicidade positiva, que não vale a pena ser vivida, assim como as deles?

Anônimo disse...

Perfeito, nunca havia pensado em como essas coisas que ela escreveu são praticamente iguais.

Anônimo disse...

Nasci em um lar católico.Fui batizada e fiz a 1ª comunhão,só não crismei.Fui algumas vezes em centro cadomblé e depois iniciei na doutrina espírita,li muitos livros e um dia comecei a ler livros do André Cancian sobre ateísmo e metafísica.Hoje não me condidero agnóstica tampouco ateia.Me identifico como livre pensadora,totalmente responsável pelos meu atos.Me sinto livre nun grau que eu nuca poderia imaginar! Respeito todas as crenças.O fanatismo é o pior de tudo!

titia disse...

Quem usa de falsa simetria, leia-se, reclama de quem leva pedrada na cabeça, é agredido moral ou fisicamente com frequência e tem seus centros religiosos depredados mandando "recadinho" para os que jogam pedras na cabeça de crianças, frequentemente agridem moral e fisicamente cidadãos de direito e depredam centros religiosos alheios com a conivência de "gente de bem", "bons cristãos" e de uma sociedade e Estado canalhas contaminados por ranço religioso não tem NENHUMA moral pra falar nada.

E sim, 17:50, essa foi direto para você. Estou esclarecendo porque sei que você é burro e se eu não esfregar a verdade no seu focinho você vai achar que não é com sua detestável pessoa. #vaicagarnomatoôhipócrita.

22:28 você nunca sequer conversou com um adepto da umbanda/candomblé/qualquer religião não cristã mas se acha um Doutor em religião afro-americana quando na verdade você é apenas Doutor em ser um bosta com PhD em escrotice e pós graduado em ignorância. Recolha-se à sua insignificância e não dê palpite na luta alheia.

Anônimo disse...

06:19 - o neoliberalismo é um câncer ideológico pré-religioso mesmo, todo mundo já sabe

o deus-mercado é insaciável e precisar de muito sangue humano pra aplacar a sua ira

Anônimo disse...

Na verdade esse povo caga pela boca! São uns imbecis!

Anônimo disse...

12:22 muito sangue humano e muito sangue não-humano também, diga-se de passagem...

Cara Valentina disse...

Sim, sim... Cada uma das coisas listadas não condizem com a comparação feita.

Não é nem por fé que eu digo isso, mas pela própria descrição teológica e antropológica de cada uma.

Anônimo disse...

Aham, sei...

Anônimo disse...

Cristianismo não é sinônimo de catolicismo ou evangelismo ou algum outro ismo. Isso é preconceito e se resolve com estudo ou informação.

Cristiane Lira disse...

Verdade, Lola!